Postado por

Conexões de Alto Nível

Conexões de Alto Nível
Print Friendly, PDF & Email

De Mauro Dias – Dezembro de 2012

maurodias19@yahoo.com.br

A história da civilização terrestre mostra que diversas culturas personificavam as divindades. Assim Deus era como uma pessoa, muitas vezes com características humanas, tanto na forma como nas ações. Assim era normal que Deus manifestasse raiva e descontentamento, lançando pragas e castigos. Essa concepção deformada pode ser aceitável para uma civilização inicial de muitos séculos passados. Atualmente torna-se necessário uma revisão desses conceitos.

A civilização deste século precisa de uma renovação para avançar na sua própria evolução. A vibração da matéria densa de nosso planeta tende a anular o esforço do ser humano para alcançar esta etapa de evolução. As leis universais são atuantes em todo Universo, todavia apenas uma parcela delas funciona na terceira dimensão. Isto acontece porque nem toda lei física atuante na terceira dimensão pode ser aplicada nas outras dimensões. Isto explica o motivo da maioria das pessoas não entenderem os fenômenos realizados fora do meio terrestre e mesmo no âmbito terrestre. O espaço terrestre é também ocupado por outras dimensões imperceptíveis aos nossos sentidos físicos. É por esta razão que muitos fenômenos acontecidos no cenário terrestre não são compreendidos. No princípio de nossa civilização, a maioria não sabia da existência do Universo. Foram poucas pessoas que percebiam alguma “Grandeza” fora do nosso mundo.

Esse comportamento foi mantido através das crenças religiosas que vigoram até hoje na população. Os ensinamentos das igrejas colocam a humanidade como a principal criação divina, fazendo do Homem o único indivíduo inteligente e portador do “sopro divino” e ainda a Terra o único planeta habitado no Universo. Essa concepção gerou dúvidas sobre a origem humana dos índios, que foram considerados apenas como animais desprovidos do tal sopro divino.

No passado alguns rituais religiosos mantinham as oferendas, muitas vezes de sacrifícios de animais e de seres humanos, como se Deus precisasse de alguma coisa de nós e muito menos material. Algumas crenças adotam a prática de promessas como se Deus negociasse com os humanos. Esse entendimento é causado pela personificação de Deus. O ser humano tem dificuldade mental de entender que as outras dimensões são estabelecidas com outras características, onde a forma e a aparência dos seres são variáveis de tal maneira que muitos não têm corpos. Eles podem se apresentar com a aparência que desejarem, utilizando as leis universais.

As coisas fora da compreensão humana eram carregadas de misticismo. Os fenômenos produzidos por meios estranhos eram rotulados como divinos ou diabólicos. Mas tudo foi sempre a manifestação da Ciência Cósmica que abrange todas as dimensões. Não há nada místico nestes fenômenos. Todos eles são expressões de uma única ciência, a Ciência Cósmica. Por essa razão, a tendência é a substituição das crenças religiosas pelo estudo da Ciência Cósmica que será o objetivo do novo ciclo de transformação que está preste a se iniciar na Terra.

Até hoje, muitas pessoas ficam na esperança da intervenção de Deus nas coisas do nosso cotidiano. O torcedor de um time reza para seu time ganhar a disputa esportiva, mas outro torcedor de outro time está fazendo a mesma coisa – qual deles Deus vai atender? O morador da área de risco acredita que ele está protegido por Deus e não faz nada para mudar a situação, até que haja um desastre na sua família.

Já que Deus ama o homem como dizem as religiões, como é que ele permite tanta violência e desordem na nossa sociedade? As doutrinas religiosas criaram a ideia de um ser negativo tão poderoso que se opõe a Deus, dominando certas pessoas, com o intuito de produzir todos os delitos frequentes na nossa sociedade. Muitas vezes, o seu nome é mais citado que o de Deus. Tudo era feito principalmente para fazer medo e inibir qualquer avanço especulativo.

A conexão com o Criador não é feita deste jeito. Deus não interfere no nosso mundo como pensam muitas pessoas. Ele é tão poderoso que sua energia tem o poder de criar e sustentar sua criação que é todo o Universo visível e todos os universos invisíveis. Deste modo Deus age com total neutralidade, principalmente nas nossas atitudes. Por isso, é natural essa desordem no nosso planeta. Tudo funciona regido pela lei de causa e efeito. Nós estamos submetidos a um teste, uma experiência cósmica. Essa desordem só pode ser eliminada com a atuação coletiva. Quem superar esses obstáculos e agir para essa mudança poderá atingir alto níveis de conexões.

Nós temos de vencer por conta própria. As divindades cósmicas muitas vezes se manifestam por meio de parcelas de energia de força reduzida ou de imagens holográficas. Esses acontecimentos são realizados com dificuldade, pois eles têm de reduzir não só a energia, mas também a frequência vibratória. Passar de uma dimensão para outra requer conhecimento e cautela, porque são ambientes de diferentes características e riscos. Isto significa que cabe ao ser humano elevar sua própria frequência vibratória para sintonizar essas conexões.

Essas conexões são sustentadas através do desenvolvimento mental e energético das pessoas envolvendo, sobretudo a energia taquiônica e carga elétrica do corpo físico. A energia de Deus é tão poderosa que Ele nunca poderia chegar de forma plena na presença de um ser humano, pois este seria desintegrado. E não é só Ele, mas também outras divindades cósmicas. Até mesmo alguns extraterrestres não podem aproximar dos humanos porque sua energia causaria lesões e no mínimo certo desconforto. Isto acontece porque vivemos num mundo de terceira dimensão onde a natureza humana é constituída de noventa por cento de matéria densa e apenas dez por cento de energia. Desta maneira, o corpo físico dos humanos constitui uma carga pesada atrapalhando nossas realizações.

A natureza original do ser humano é constituída de grande poder energético. Cada ser humano é uma criatura que deverá passar por uma trajetória cósmica de aprendizado – assim cada um foi submetido a essa dimensão como estágio evolucional. Cada dimensão precisa de uma quantidade de energia específica. Para a terceira dimensão, foi necessário trazer somente dez por cento de nossa energia original. Se fosse usada nossa energia integral nosso corpo não resistiria. O nosso corpo físico é como uma “camisa de força” dificultando nosso progresso vibracional.

O desafio está em vencer essa dificuldade somada à conturbação de nosso planeta e ainda estabelecer a conexão com os canais vibracionais mais elevados. Entretanto a conexão com Deus não é realizada por uma solicitação nossa, porque ela já existe e está disponível para todos, cabendo cada um descobrir como isto é feito. Essa conexão só é possível se houver uma mudança de atitude no nosso relacionamento com nosso mundo. Esse relacionamento precisa ser integral, com atitudes positivas e adequadas para tratar os nossos semelhantes e o meio ambiente. Essa mudança é uma alteração de nossas vibrações até atingir uma frequência que faça essa conexão com o Criador. Essa mudança é um avanço no nosso desenvolvimento cósmico.

Podemos fazer uma comparação entre o computador e o ser humano. Um computador exige três elementos básicos para funcionar. Primeiro um fio ligado à rede elétrica, segundo um programa (software) para processar as informações e terceiro um cabo de conexão com a internet.

Todo ser humano tem uma união com o Criador desde sua origem, que é chamada de “sopro divino” ou “centelha divina”, porém isto não é o bastante para sua evolução, porque não foi o ser humano que estabeleceu este vínculo. A inteligência humana associada com seu cérebro processa as informações captadas no cenário tridimensional, gerando pensamento, desejo e vontade. Contudo a maioria das pessoas tem vivido como um computador isolado da internet.

Cada pessoa consegue apenas processar informações restritas do nosso meio tridimensional. Além disso, muitas informações processadas são mutiladas, distorcidas ou insuficientes. Esses obstáculos são como vírus cibernético que impossibilitam a conexão desejada. Sabemos que um computador precisa estar conectado a internet para atualização de seus conteúdos programáticos. Então, o ser humano precisa manter conexões com outros mundos paralelos (dimensões) ou outras realidades “invisíveis” que por serem assim são desprezadas. Essas conexões constituem o processo de atualização do nosso conhecimento expandindo nossa consciência. O Criador disponibilizou todos os caminhos para o desenvolvimento de nossa consciência nas diversas dimensões. A responsabilidade desse desenvolvimento é a única coisa que ficou para nossa própria realização.

A palavra religião veio de “religar” que significa ligar à Fonte. De maneira ampla, as orientações religiosas procuram levar seus adeptos a essa conexão. No entanto, muitas vezes os seguidores são iludidos por informações equivocadas impedindo essa conexão necessária. As pessoas acreditam que Deus está sempre à disposição para sanar um problema humano – essa conexão não funciona assim.

O Criador mantém vários canais de conexão, cada um para um determinada dimensão. Esses canais são fluxos vibracionais potentes, cada um numa faixa de frequência adequada para cada dimensão. Quando uma pessoa atinge essa frequência ela entra num estado de graça e assim fica estabelecida a conexão. Essa união vibracional com o Criador produz um estado alterado que conduz ao êxtase. Neste caso a pessoa começa a viver um estado de graça que ela fará tudo para não perder. A vibração do nosso planeta não permite este estado de consciência em todo momento. Cada pessoa precisa fazer um grande esforço para sustentar essa conexão por períodos curtos.

No âmbito geral, o propósito religioso pode ser mesmo de levar seus fiéis para alcançar essa conexão divina, aperfeiçoando o caráter das pessoas para uma convivência harmoniosa neste planeta. Ainda assim, a religião é somente uma iniciação. Poucas pessoas percebem que os ensinamentos religiosos são insuficientes e incompletos. Elas fazem parte da experiência humana, todavia chega um momento que algumas pessoas percebem que têm de avançar. Essa busca é o meio de obter conhecimentos oriundos de outras dimensões.

Essas conexões podem acontecer com qualquer pessoa que já tenha a habilidade de acionar a energia taquiônica. A superação da negatividade no nosso mundo dual conduz a pessoa a ser um vencedor. A energia taquiônica é a fusão de todas as energias vibracionais. Por ser neutra ela pode penetrar em qualquer ambiente, numa velocidade superior a da luz, possibilitando estabelecer as conexões. Pelo que foi demonstrado podemos dizer: ”Tudo aquilo que o homem ignora não existe para ele. Por isso o universo de cada um se resume ao tamanho de seu saber.”

Translate »