Postado por

Dimensional Desperto

Dimensional Desperto
Print Friendly, PDF & Email

– Um Buscador de Realizações –

De Charles Ferreira de Souza (sataniel@ig.com.br) – em Janeiro de 2010

A freqüência de onda é o nome cósmico do dimensional na Terra. Ela possui uma “determinada pronúncia”/vibração que o identifica. Cada um tem a sua, mas nem todos a conhecem.

O dimensional já desperto está também associado a uma destas freqüências: Lilith, Medusa e Medicina de Cristo. Ele é identificado em uma destas freqüências através da foto do seu olhar – e nesta sua freqüência/vibração que ele deve trabalhar/propagar.

Quando ele tira a sua freqüência de onda a sua vibração aumenta e, quando então, ele consegue trabalhar na freqüência de Lilith – identificada pela ação, movimento e acontecimentos em sua vida bastante rápidos.

O dimensional trabalhando nesta freqüência ele não tem limites, indo além de sua capacidade habitual de realização. É uma freqüência que atua tanto no dimensional mulher quanto no dimensional homem, mas no primeiro (trinta e sete canais) proporciona-lhe mais possibilidades enriquecidas por um padrão de crescimento com bons sentimentos – quando o seu cérebro (mente) é preenchido com informações muito elevadas.

Para interagir nesta freqüência o dimensional deve se programar, para que não deixando o seu estado emocional atrapalhá-lo, possa assim mais constantemente ficar em estado de graça. Neste sentido ele deve pensar em uma luz branca e brilhante nos seus pés, que deve subir e envolver todo o seu corpo.

A seguir ele pode fazer (mentalmente) uma bola de energia e direcioná-la na forma de semicírculo para quem ele quiser, E continuando, depois de esfregar as suas mãos e inspirando, ele pode também gerar uma outra bola de energia branca e brilhante, mas agora programada para si mesmo – para a sua “abertura” financeira. Ainda, outras destas bolas podem ser programadas para a sua saúde total e positividade afetiva, sempre percebendo esta energia entrando em suas narinas, inundando todo o seu corpo e deixando os seus órgãos bem brilhantes.

O dimensional não deve esquecer que ele possui 105 sentidos, portanto ele possui muitas habilidades mentais. Mas, o que são para ele habilidades mentais e como desenvolvê-las? Pode se dizer que é possuidor de habilidade mental até mesmo aquele, que consegue convencer um outro com o poder de sua palavra? Com a habilidade de sua persuasão?

Se ele fosse desbloqueado imediatamente em relação às suas várias habilidades mentais (telepatia, psicocinesia, telecinesia e outras) provavelmente não daria conta de tamanha energia momentânea. Portanto, existe uma regra para que ele comece a se desenvolver neste sentido. Ele deve desenvolver aquela habilidade mental mais afim e esta que deve puxar uma outra, depois mais uma outra e mais outra – tudo em seqüência.

Quanto mais equilíbrio emocional ele tiver, mais habilidades mentais irão lhe aflorar.

O dimensional deve se desenvolver mentalmente em torno dos sete anos, quando ele já começa ter visões, que podem depois ser ampliadas para projeções fora do seu corpo e, a seguir, desenvolver trans-identificação e percepção interna, entre outras habilidades.

A maior dificuldade do dimensional é o seu entendimento do outro. Geralmente cada um interpreta o outro à sua maneira ou “ao seu gosto”, porque enxerga o outro de acordo com o seu estado emocional – e isso não é bom.

Então, é importante que ele trabalhe bastante a telepatia, porque através dela começará a sentir/perceber a freqüência/energia do outro – e, possa ao mesmo tempo, entendê-lo.

Com a telepatia ele aprende compreender o que o outro realmente quer dizer não só pela boca, mas também pelo seu coração. Às vezes o individuo cria um determinado problema em sua vida, porque não está tendo a coragem de se revelar – de se conhecer. Ele coloca perifericamente o que está dizendo, para que mascare o seu verdadeiro sentimento e não entre no núcleo da questão, perdendo a oportunidade de se trabalhar de forma efetiva.

Quando ele consegue enxergar a sua “realidade”, é capaz de saber o que nele deve ser trabalhado e quais as etapas serem seguidas para que tenha sucesso consigo mesmo e possa depois ao se relacionar com os outros, positivamente os influenciar.

Quando o dimensional consegue focar no núcleo emocional do indivíduo, ele percebe que este criou uma série de questões emocionais para chegar àquela determinada situação, que dela ainda não consegue falar – não quer vê-la.

Portanto, o dimensional deve trabalhar para que o indivíduo vá paulatinamente “se abrindo”, movimentando o seu campo energético e chegue ao seu núcleo emocional e perceba qual é questão principal que o aflige – portanto, o dimensional deve direcionar o individuo para que se resolva, rompendo em determinadas camadas de sua aura o que está impedindo o seu equilíbrio, o seu sucesso e, inclusive, o de desenvolver as suas habilidades mentais.

A habilidade da psicocinesia exige que o dimensional tenha a capacidade de mover um objeto com a força de sua mente. Mas, como ele está comumente condicionado acreditar que não é capaz de tal proeza, ele cria o seu próprio boicote. Assim, ele deve acreditar em si mesmo, que possui algo mais, que antes não sabia ser possuidor. Que existe outra realidade e que já em um outro nível mental deve identificá-la, acreditando em si e se capacitando.

Com isto ele vai paralelamente, crescendo mais em consciência. Vai percebendo que a terceira dimensão é uma ilusão e então, inicia um processo mental para que não mais se deixe perturbar pelas suas emoções. Este é um momento ideal para ele, mas aqueles que estão ao seu derredor e que não estão neste de processo renovação, poderão achar que ele está indiferente e distante, o que não é verdade – ele apenas não está perdendo mais tempo com questões pequenas e corriqueiras, que continuam ainda afligindo aqueles outros.

A telepatia cria a condição para um salto a mais para aquele que está se despertando, o que é importante para ele, porque desenvolve a sua confiança, que o capacita a sua paranormalidade no sentido de perceber/”ver” ao seu redor o que não é fisicamente visto.

Sentimento pode ser também traduzido como “sentir” com o pensamento e então, que o dimensional pode transferir um sentimento para alguém e também receber dele. Mas, como é transferida esta freqüência de um para o outro, de modo que ambos possam entendê-la? É uma questão de treinamento entre aquele que envia e aquele que recebe e esta transferência deve ser feita rapidamente entre os dois.

O dimensional pode “escutar” a energia dos outros, portanto pode desenvolver a habilidade de escutar os vizinhos, quando os que estão perto dele não alcançam esta “escuta”. Ao atingir esta etapa no desenvolvimento de suas habilidades, ele deve possuir muito equilíbrio emocional, para que saiba “se desligar”, porque muitas vezes a sua mente cansa. E um meio dele “desligá-la”, é desviar a sua atenção para uma brincadeira ou falar banalidades, para que corte esta “freqüência de escuta” que não está sendo mais desejada. Se ele protelar nela, poderá sentir todo o tipo de tensão, dores de cabeça e mesmo dores em todo o seu corpo e com isso, se desequilibrar. Ele deve fechar rapidamente o seu campo energético e, esperar sem desespero, porque tudo acaba passando.

Portanto, o dimensional deve ter o máximo de cuidado na medida em que vai despertando as suas habilidades, porque poderá captar muitas coisas que ele não quer. Também, se ele não estiver bem centrado/equilibrado emocionalmente com a sua mente pacificada, poderá falar demais ou absorver informações irreais como verdadeiras. Ele deve ter a noção de verdade em relação ao que ele está dizendo.

O dimensional deve sempre lembrar, que deve permanecer com atenção e em concentração, para conseguir captar/perceber o que está acontecendo em sua volta, porque sem elas não desenvolve as suas habilidades e não memoriza como deveria. E esta sua captação mental deve ser feita de forma rápida – mantendo-se sempre acelerado.

Ele precisa aprender a não reclamar insistentemente das coisas, para não atrair negatividade para a sua vida, contaminando ainda mais (por sintonia) o seu campo energético com os sentimentos negativos dos outros. Este tipo de contaminação vibratória acontece muito e atrapalha bastante tanto a sua vida quanto a dos outros.

Ele não pode anular a vibração negativa do outro, mas pode anular o efeito desta vibração em sua vida, procurando sair de perto destes indivíduos e não escutá-los – ninguém gosta de ficar perto de alguém fofoqueiro e negativo.

O dimensional que realmente despertou não perde mais tempo se emocionando excessivamente (entrando na freqüência astral). Portanto, chegou à hora para que ele tenha uma postura mental correta e aja de acordo com ela. Uma postura de ação!… De atitude!… E neste sentido ele deve se programar!…

Ele deve também fazer vários exercícios para a melhoria de sua sensibilidade – para melhorar e desbloquear as suas habilidades mentais.

O dimensional sempre que for manipular a energia de um indivíduo, ele tem que “abrir” o campo energético deste, aguçando a sua sensibilidade, para que a sua freqüência possa ser sintonizada. E isso é feito através do Símbolo “M” com um traço em cima e embaixo (a marca da divindade) que é feito na testa deste individuo. Acabando o trabalho, ele deve depois fechar o campo do mesmo com um asterisco (*) em sua testa.

Entretanto, quando o dimensional entra no campo energético-vibratório do outro, se ele ainda não for clarividente, como terá a certeza o que está captando do outro é real ou não? Primeiramente ele deve deixar a sua mente bem relaxada e falar com o individuo o que está percebendo/”vendo”. E deve de vez enquanto perguntar se esta tudo bem com ele, para que crie um clima positivo e de confiança que facilite as suas captações. Ele deve aprender como devem ser feitas corretamente as perguntas, por que o outro pode mentir ou omitir informações para confundi-lo. Se o dimensional perceber/”observar” algo muito escondido, que é da intimidade deste individuo, ele não deve ir direto ao assunto. Ele deve proceder com discrição, para que não o assuste e a sua percepção continue facilitada. Com esta estratégia o dimensional vai cultivando mais confiança do mesmo.

Neste processo de interação mental com o outro o dimensional vai paralelamente adquirindo autoconfiança, vai “se sentindo que é um paranormal”, com percepções cada vez mais claras e com menos limites. Em relação ao desenvolvimento de suas habilidades mentais ele deve ter antes de tudo discernimento. Ele depois de “observar”/perceber o outro, ele deve se expressar quando só tiver a certeza do que está falando. Portanto, sem esta certeza deve ficar em silêncio, para não cair no ridículo ou falar o que não deve – nesta sua preparação ele deve lembrar que está em treinamento e que pode errar.

O dimensional não deve ter pudor em relação ao dinheiro ganho honestamente. Ele precisa utilizar do valor do dinheiro para sobreviver. Portanto, o dinheiro não é contrario ao exercício de suas habilidades mentais (paranormalidade), quando ele atua profissionalmente como terapeuta – o dimensional está na 3ª dimensão e nele o sistema de trocas trabalho/dinheiro é necessário à sua sobrevivência.

Alguns dimensionais quando começam a desenvolver as suas habilidades mentais e começam a vivenciá-las, eles ficam limitados/podados quando vão se expressar (falar ou escrever) em relação às suas novas experiências, porque muitas palavras que configuram situações/fatos corriqueiros da terceira dimensão, não são ideais para identificar situações de outros planos de existência/realidade. Por exemplo, o significado da palavra plasma da terceira dimensão é um processo físico-químico e da quarta dimensão já é uma “tecnologia/substância dos Seres”. Ainda, na terceira dimensão o ver é um ato físico, é ver com o olho físico, enquanto na quarta (e em outras dimensões) o “ver” é intuir/perceber ou o “ver” (entre aspas) com a “visão” mental.

Como já mencionei anteriormente, o dimensional nesta sua escalda para o desenvolvimento de suas habilidades deve ter sempre em vista o discernimento em primeiro lugar, que exige dele bastante equilíbrio. Neste sentido ele deve se exercitar. Com os seus olhos fechados deve concentrar, direcionando atenção para si mesmo, perguntando-se como está hoje? Como está o seu nível de consciência? Fisicamente? Emocionalmente? Mentalmente? Se para todas estas indagações as respostas forem positivas ou mais positivas, ele deve abrir os seus olhos e continuar… !

Pronto… ! Isso é aprender a se focar, se enxergar. Cada um tem um jeito de ser, um comportamento e nele a liberdade de se expressar. Cada um sabe como pode atingir o seu melhor potencial. O dimensional deve fazer este trabalho de se observar sempre e verificar o que deve nele ser mudado.

Para o dimensional desperto o desenvolvimento mental deve estar associado ao seu equilíbrio interno – ao equilíbrio no sentido amplo (físico, emocional, espiritual e mental). Sem esse equilíbrio ele fica sujeito às verdades dos outros nem sempre corretas, através de livros e de palestras – através de crenças que as assimila e as passa para frente como se elas fossem única certeza. E assim, ele vai ficando sempre aquém de sua capacidade criadora – de se extrapolar.

O dimensional só atingirá a sua plenitude, quando for ele mesmo. E cada um sabe como chegar ao seu melhor potencial vibratório e evolutivo. Ele deve ter total equilíbrio em relação ao que faz! Se ele neste sentido oscilar, não atingirá à condição para ficar bem consigo mesmo e com os outros – e isso não é bom.

Quando ele está direcionando os outros em trabalhos mental-vibratórios, ele tem a responsabilidade de levá-los até o final, para que alcancem um estagio claro de percepção. Isso é uma exigência dos seres.

São várias as Leis Universais que o dimensional pode manipular. A Lei Universal que ele pode manipular todo o momento para sua saúde e para o seu rejuvenescimento, entre outras manipulações, ela está relacionada às suas Linhas da Vida. Para tanto, ele deve utilizar de seus estímulos emocional-vibracionais – mesmo o da raiva.

Se ele estiver com raiva, pode assim mesmo utilizando-se deste estimulo/energia fazer com que a Lei Universal seja manipulada ao seu favor. Este momento de negatividade ele deve transformá-lo positivamente, dizendo para si mesmo: não quero passar dificuldades por isso e por aquilo, porque não quero ficar mal, etc. Ele deve usar a palavra não porque no caso da raiva, ele está utilizando de um estímulo negativo. Alguns livros de neurolinguística dizem que não deve utilizar a palavra não, mas o dimensional já sabe que em relação às suas Linhas da Vida e com o equilíbrio que já alcançou, ele pode utilizar esta palavra sem maiores problemas.

Se ele é um reclamante constante das coisas, quando mais ele permanecer desta maneira – nesta freqüência negativa – mais ficará desequilibrado e tenderá a se direcionar para o quarto caminho (depressão e morte). Portanto, ele deve pensar coisas positivas e a partir disso, programá-las, para que realize tudo o que quiser. Ele possui neste sentido um potencial muito grande – ilimitado.

Agora, quando ele emite estímulos positivos, deve reforçá-los, utilizando-se de palavras afirmativas.

Nas Linhas da Vida a Linha que o dimensional deve sempre nela trabalhar, é a Linha do Meio que está relacionada à Kundalini- EnergiaSexual – é a Linha da Energia Vibracional e de maior polêmica. Esta Freqüência/Energia possui força poderosa e define quem é o homem e quem é a mulher não apenas nos aspectos físico-anatômicos humanos, mas também nos aspectos transcendentes do que é o criador/positivo e do que é o gerador/negativo. Esta energia é que gera todos os seres vivos e, inclusive o ser vivo consciente – o ser humano. E nesta condição ela “se mostra” como “um portal” para o plano físico, com a sua força vibracional poderosa que impulsiona o dimensional em seu caminhar evolutivo, direcionando-o para que se melhore em tudo, para que “cresça”/sutilize em estado de coração puro e se transmute.

O dimensional deve acreditar em seu potencial, manipulando as suas Linhas da Vida para desenvolver a sua paranormalidade e alcançar a sabedoria e o conhecimento, entre outras conquistas. São infinitas as suas possibilidades. O seu corpo pode gerar todos os remédios que ele precisa. Tudo para ele é possível!… Para alcançar a sua verdadeira conquista, ele deve possuir bastante alegria (interior), a fim de atrair as vibrações mais positivas vibrando em estado de graça na Freqüência da Energia Taquiônica – e, expressando o Amor Universal.

Translate »