Postado por

Viajando através das Linhas do Tempo

Viajando através das Linhas do Tempo
Print Friendly, PDF & Email

Quando o individuo/dimensional alcança realmente a “Freqüência da Neutralidade” – quando Nela já vibra mentalmente – ele já está fazendo a Alquimia do Pensamento e se tornando conscientemente uma Ponte Viva para vários Planos de Realidade pela manipulação/direcionamento de sua energia vibracional, que ele obtém ao nível do seu chacra frontal pela transformação tanto da energia de suas emoções quanto de sua energia sexual.

O dimensional neste nível de vibração mental já aprendeu a fazer a sublimação de seus pensamentos e a polarização de seus sentimentos. Ele já está ciente da necessidade de “diluir”/sutilizar ao nível dos seus chacras inferiores – básico, umbilical e plexo – as energias irradiadas do seu instinto primitivo. Portanto, ele já sabe que estas energias devem ser substituídas dentro do possível pela Energia Pura do Amor Uno, que estimula a harmonia/união e não o conflito/desunião.

O dimensional desperto e iniciado que já sabe se conduzir dentro da faixa de tolerância, não mais se influencia pelos excessos de “negatividade” ou de “positividade” em suas experiências cotidianas. Portanto, apesar dele ter consciência que é um “ser da dualidade” gerador de energias emocionais, ele já é capaz de neutralizá-las, não se expressando tanto mais pela sua individualidade com a energia do dualismo/do confronto e, se mostrando com maior percepção em relação à Unicidade, decodifica em seu sentido maior e mais profundo a ação aglutinadora da Energia do Amor Uno.

Com a sua maneira agora de pensar e de agir, já se espelhando na sutileza/luz de um Ser Energético, este indivíduo/dimensional está se tornando um Homem/Anjo – um Ser Etéreo/Andrógino ao nível de seus sentimentos mais profundos – porque ainda na densidade da matéria ele já está “se despindo” de sua sintonia com o mundo literalmente das formas, que com as suas diferenças geram comparações/julgamentos por valores que são reais apenas na densidade da matéria. Portanto, ele já está se “despindo” de sua condição de homem/animal, que ainda vivencia de acordo com a Lei da Bi-Polaridade para a terceira dimensão o “jogo dos confrontos na dualidade”, através de sua personalidade que distingue/separa/conflita ainda prisioneira do livre-arbítrio.

Perante as Leis Universais o ser humano é “um animal” até que possa controlar conscientemente as suas condutas automático-instintivas que o nivela aos animais, que tem apenas a necessidade de procriar e de defender a si mesmo e a sua prole. Apenas quando o individuo adquire um nível de consciência, que através dele toma decisões sinalizadas pela Harmonia, é que ele dá o seu salto quântico – deixando de ser um animal que apenas age pelo instinto e adquire a Luz própria de um Ser iluminado consciente de sua Sabedoria Divina.

A Freqüência do Amor Uno é a Freqüência mais próxima de Deus com a sua condição “Transcendente na Neutralidade”, que ilumina/imanta/constrói o Universo antes mesmo dele se manifestar/exteriorizar pelas Leis da Polaridade – pela Bi-Polaridade.

Os “Seres” querem indivíduos que já têm condições de interagir com Freqüências mais Sutis de Vibração, portanto, que já não tenham mais a postura de uma consciência sintonizada com o instinto primitivo/animalesco.

Quando o dimensional se deixa guiar pelo seu instinto primitivo, ele se afasta dos Seres da Hierarquia da Luz. Portanto, ele deve se esforçar para não ter mais pensamentos/atitudes, que o sinalizam em uma freqüência mental não harmônica e incompatível com os Planos mais Sutis de Vibração. Ele deve aprender a potencializar positivamente o seu campo energético/aura, sublimando/sutilizando os seus pensamentos, para que alcance eletromagneticamente por sua vontade o objetivo desejado, já direcionando a sua onda mental para o que ele almeja, com a segurança daquele que acredita em si mesmo. Ele deve ainda estar ciente do que antes ele conhecia como “Fé” é a sua Concentração de hoje, que lhe dá força/certeza de que pode realizar o que deseja.

Este dimensional à medida que vai conquistando a sua capacidade de “Ser na Neutralidade”, por não mais constantemente se impregnar com energias de “amarras emocionais” que o direcionam no sentido do plano denso ou para a sua condição de estar na terceira dimensão, vai conquistando proporcionalmente a sua capacidade também de se sutilizar e, ao se intuir com a sua Alquimia do Pensamento, com Ela exterioriza o “Viajante” que “viaja” pelas Linhas do Tempo.

Portanto, com uma percepção mais acentuada/iluminada de Unidade/de Deus, já não tanto mais prisioneiro na sua condição de individualidade que “carrega” uma personalidade para vivenciar a terceira dimensão, ele já começa a se capacitar em uma linguagem mais mental, a decodificar/”ver” tudo e todos não só com os seus olhos físicos como também com a sua “visão” pela percepção do frontal.

Ele já percebe que para se expressar com a sua paranormalidade da Alquimia do Pensamento, ele tem que ser menos indeciso/emocional/dual e mais decidido/mental/intuitivo, para que possa “fazer leitura”/decodificar pelas Linhas do Tempo, “inserindo-se” de maneira cada vez mais clara no que ele chama de presente, de passado e de futuro.

Quando em algumas religiões menciona-se a existência do “Anjo decaído”, o dimensional desperto e iniciado já sabe que esta referencia é para ele, que pela invigilância de uns e pela missão de outros deixaram a sua condição de Seres Ultradimensionais com os seus corpos de luz/energia e se exteriorizaram/”decaíram incorporados” como seres humanos com os seus corpos densos.

Este dimensional já em missão está agora tentando fazer o caminho de volta, tornando-se inicialmente um individuo menos emocional na medida em que vai transformando em seu frontal a energia de suas emoções (e de sua energia sexual) em energia vibracional e, portanto, com o seu pensar/agir menos emocional e mais mental, está se direcionando com a sua Energia Neutra do Pensamento através da sua Alquimia do Pensamento para a sua Transmutação – no sentido de readquirir o seu Corpo de Luz.

Se o dimensional/Projeto Portal é agora um missionário, foi porque antes percebeu “O Chamado” e em função dele se perseverou. E, este “Seu Caminhar” está ficando cada vez mais acelerado, na medida em ele vai ficando mais intuitivo com a responsabilidade não só de se direcionar como também de direcionar/liderar outros dimensionais, para que possa cumprir na plenitude a sua missão cósmico-divina.

Portanto, o dimensional em seu trabalho missionário está garantindo o seu desenvolvimento mental/vibracional e através dele está aprendendo a escalar com sucesso cada degrau da Escada Evolutiva, reconhecendo e compreendendo antes a natureza e os motivos dos seus desejos, para que ele possa – como já foi mencionado antes – ativar os seus centros inferiores de energia/chacras com os sentimentos de compreensão/tolerância sintonizados com a Freqüência do Amor Uno.

O dimensional é observado/analisado constantemente pelos “Seres” no seu dia a dia em relação ao seu modo de pensar/agir, que não deve estar “contaminado” por descontroles emocionais. E, eles são surpreendentes em relação àquele dimensional que ao nível de sua consciência não se magoa facilmente e que também é capaz de intensamente perdoar.

Em junho 17 de 2006, em torno das 22h00min, na Fazenda Boa Sorte – Corguinho/MS-BR, a Luz Divina literalmente Se exteriorizou/materializou para o dimensional/Projeto Portal no Corpo Luminoso da Energia Crística, que é um “Pedaço” de Cristo. E, esta Freqüência Cósmico-Divina está de maneira decisiva auxiliando-o a mudar o seu padrão vibratório, para que ele em outro nível de consciência/razão ou de Luz/informação tenha cada vez mais, um maior grau de discernimento para perceber porque está aqui e quem realmente “É”.

Então, foi a partir deste Momento Sagrado que lhe aconteceu, que ele começou de maneira mais transparente a resgatar as suas lembranças, “acendendo” a sua Chama Interior e, foi a partir desta ocasião que ele também começou de maneira mais nítida, a perceber a sua “potencialidade divina”, desenvolvendo com mais facilidade as suas habilidades paranormais com finalidade missionária.

E, se o dimensional/Projeto Portal conseguiu interagir com a Energia Cristica, foi porque ele primeiro começou a se interiorizar, iluminando-se com a Luz do seu Cristo Interior. E, a Energia Crística por ele já exteriorizada, está lhe dando então, a condição para que se transforme em uma “divindade viva” ou em um semi-deus, favorecendo-o na manipulação de sua energia vibracional – desde que ele se conserve na faixa de tolerância.

Portanto, a Energia Crística exteriorizou-Se, para deixar o dimensional/Projeto Portal o máximo do máximo em um estado alterado de consciência, para que ele possa em tempo hábil se direcionar para a sua missão e concluí-la.

O trabalho missionário é tão Sublime quanto Sagrado, trazendo muita responsabilidade ao dimensional e para desempenhá-lo satisfatoriamente, ele deve ter um elevado grau de amadurecimento, já sabendo o quê quer e o porquê quer e, portanto, já dentro de um necessário e já conquistado nível de consciência.

Aquele dimensional que está entre o Nível Consciencial Um e o Nível Consciencial Cinco ainda não consegue fazer materializações. No Nível Consciencial Seis ele já materializa a pedra discóide. Nos Níveis Conscienciais Sete e Oito ele já materializa o cristal e polimeriza o perfume. No Nível Consciencial Nove ele já materializa o ouro alquímico.

O Nível consciencial Oito está vibratoriamente associado ao Nível Consciencial Sete nas questões práticas que envolvem condições exigidas para os limites da terceira dimensão e, por este motivo, as práticas vibratórias já realizadas pelo dimensional no Sétimo Nível já fazem parte do Oitavo Nível.

Portanto, os Níveis conscienciais Sete e Oito ainda ligam o individuo/dimensional à terceira dimensão – aos desejos inerentes ao seu aprendizado terreno. E, o dimensional só terá realmente condições de se transcender, quando chegar ao Nível Consciencial Nove que é o da materialização do ouro e quando ele terá também o controle de suas emoções não saindo mais da faixa de tolerância e, quando ainda, ele não sendo mais enganado pelo seu sub-consciente, não poderá mais ser influenciado por propagadas subliminares.

As imagens subliminares impactam o cérebro do individuo, portanto, mesmo que elas não estejam registradas ao nível dos seus olhos não significa que elas não foram registradas pela sua mente. Estas imagens ou mensagens são invisíveis para o indivíduo que não tem a consciência de que as viram, mas, elas captam a atenção do seu cérebro em um nível subconsciente, conforme pesquisa já efetuada neste sentido. E, foi desta pesquisa que surgiu a técnica da publicidade subliminar, que emprega imagens ou mensagens para influenciar o individuo/consumidor, pelo impacto/condicionamento que elas deixam em seu cérebro.

Equilibrar/harmonizar as suas emoções e ter uma boa condição de saúde são extremamente necessárias para que o indivíduo/dimensional conquiste o seu padrão evolutivo e tenha sucesso em relação a todos os treinamentos que ele desenvolve no Projeto Portal.

É necessário que o dimensional busque tanto a sua realização exterior/física quanto o seu crescimento interior/auto-iluminação e “se imunize” pelo seu equilíbrio energético, para que alcance níveis mentais compatíveis às mudanças vindouras de um Novo Tempo e, portanto, que o compatibilize para uma outra etapa evolutiva e comportamental ao nível mental, físico e emocional.

Os “Seres” estão tentando “filtrar”/selecionar o máximo aquele indivíduo/dimensional mais consciente e mais equilibrado emocionalmente, que saiba tomar decisões rápidas e precisas compatíveis com estes novos tempos que se aproximam. Portanto, este dimensional precisa aprender a controlar o seu medo, a sua insegurança e a sua dúvida em relação a si mesmo, tendo em vista o seu compromisso missionário que é de muita responsabilidade e de muita importância no atual processo de Renovação Planetária.

O dimensional/Projeto Portal pode estar no momento vivenciando uma fase transitória bastante delicada, que poderá lhe fazer a diferença definitiva em relação ao objetivo/realização do seu trabalho missionário. Ele pode não estar assimilando informações dos Planos Superiores de Vibração, que na densidade da matéria não são fáceis de serem decodificadas, principalmente se ele ainda possui bloqueios emocionais de fundo cultural/religioso e outros que enraizados em seu subconsciente, o condicionam/limitam com opiniões/julgamentos preconcebidos e preconceituosos.

Quando o individuo/dimensional consegue se libertar de “tal prisão”, um Novo Campo de Percepção em relação à Realidade lhe mostra e então, ele “vê” que tudo em sua volta é apenas ilusão criado pelo “véu de maya” neste palco armado em que representava e que nele, como não podia realmente conhecer as Leis Universais, não podia então, proceder de acordo com Elas.

O dimensional desperto e iniciado deve constantemente ficar vigilante, extrapolando sempre os limites que foram cuidadosamente criados para ele dentro do sistema de poder vigente, que atuando dos bastidores, reforçam não só para ele “a ignorância de sua Verdade” como também de uma parte da humanidade, que são os dimensionais inconscientes que estão envolvidos com os interesses e com as manobras de seus manipuladores – os membros do Governo Oculto a serviço do Poder Oculto.

Quanto mais o individuo/dimensional for aumentando o seu nível de consciência, mais facilidade ele terá para manipular as Leis Universais, bem como o seu próprio campo eletromagnético através do seu comando mental, que lhe possibilitará alterar ou acrescentar pontos em sua simbologia, em sua “Placa” e também alterar quando solicitado as “Placas” de outros indivíduos. E, pode ainda quando necessário modificar positivamente o campo energético das plantas e dos animais.

O dimensional veio à Terra em compromisso missionário, ele veio para fazer “algo”, mas, para realizá-lo, precisa desenvolver a sua percepção/intuição, para que a sua memória cósmica se exteriorize. Ele precisa se despertar, para que não continue com um comportamento semelhante ao do planetário. E, somente o dimensional que já se despertou e que já está em missão, tem o privilegio de uma terceira oportunidade para a sua Transmutação.

Este dimensional é principalmente o dimensional extra ou especial possuidor de “Placa” e que está na terceira dimensão terrena com a finalidade de se despertar inicialmente, para depois despertar pela divulgação/propagação outros dimensionais ainda sem a consciência de sua origem cósmico-divina. E, nesta situação está o dimensional/Projeto Portal que já é até um iniciado possuidor da Energia Crística recebida diretamente da Manifestação ou por ressonância de outros dimensionais. Este dimensional já possui também a energia vibracional fixa em seu frontal, mas, quase sempre ele não sabe direcioná-la. Apenas aquele dimensional que está realmente em missão utilizando-se de sua Energia Neutra do Pensamento, está em constante uso de sua energia vibracional, que ele a tem como finalidade última, direcioná-la para o seu compromisso missionário.

O dimensional/Projeto Portal já sabe que possui uma “mente poderosa” e que vibra pelo menos em vinte e sete ciclos/seg., permitindo-lhe através da força do seu pensamento movimentar/induzir a matéria e interferir conscientemente tanto na mente de outros indivíduos quanto no Processo da Transição Planetária. Portanto, o dimensional/Projeto Portal que está realmente em missão sabe como agir/resolver, definindo-se nas situações.

O dia 27/03/2008 está relativamente próximo. Portanto, o dimensional tem que superar as suas incertezas, tendo a convicção que passará pelo “julgamento Vibracional dos Seres”. Ele precisa é assimilar todo o processo mental evolutivo pelo qual já está passando (e que já passou) e alcançar na Escada Evolutiva o degrau compatível para a sua aprovação. O dimensional/Projeto Portal começou a ser avaliado/observado pelos “Seres” a partir do momento em que ele teve ciência do seu compromisso missionário e da necessidade de desempenhá-lo da melhor maneira possível.

O momento é mais de ação e menos de oração. A palavra oração na forma em que está escrita “ora…ação” sinaliza/intui para o dimensional/Projeto Portal que o momento em que ele vive, não é para que se recolha e estático fique orando, esperando que Deus “faça”, o que ele tem que fazer. O dimensional deve agir ao nível das revelações que já o iluminam. Portanto, ele deve proceder agora é de acordo com o seu atual nível de consciência/razão ou de Luz/informação. É o momento mais do que nunca para que ele torne realidade o seu compromisso missionário, observando o que já lhe foi solicitado: ….”TRABALHE ….TRABALHE.”

Lagoa Santa/MG-BR, 10 de março de 2007.

 

___________________________


Outros Textos

Quantum de Energia

– Na Dinâmica da Manifestação –

O Ato Criador Se faz por Saltos Quânticos e em ressonância com Ele o Manifesto – o “Corpo de Deus” através do Universo Consciente – está codificado em nível de cada átomo com a Energia/Luz do Amor Divino.

Nesta Espiral Divina e Criadora o individuo – como observador – é também outro universo constituído de DNA e de células e, já ao nível do seu cérebro/mente “iluminado” por explosões aleatórias através de reações químicas onde cintilam pequeninas centelhas de eletricidade, lhe são criadas condições, para que surjam os seus pensamentos, que “alimentam”/vivificam/exteriorizam a sua Consciência Divina.

Portanto, através do seu cérebro onde são criados impulsos eletros-químicos, é que o individuo também vivência os seus sentimentos/emoções no ”mundo da ilusão”, construído de imagens exteriores que geram os seus conflitos. Assim, ele deve com a sua consciência individual/ascendente de observador – em relação à Consciência Universal que pulsa no Eterno Agora – “inspirar-se” em sua Realidade Interior, para que harmonizado com a sua Vida Interior não mais se conflite ou se inquiete no mundo exterior.

Quantum em latim quer dizer quantidade – uma quantidade discreta e continua. O Universo Consciente Se exterioriza por ondas de luz em vibração ou por quantum de energia.

O Ato Criador – com os Seus Saltos Quânticos – só pode ser compreendido/percebido por aquele que já decodifica/percebe/”vê” o Todo/Uno tanto no denso/matéria quanto no sutil/plasma e, portanto, que já O “vê” nestes níveis de realidade através da dinâmica quântica como uma só “Substância Divina”.

O realismo materialista/físico/cientifico na ciência tradicional é sustentado por seis dogmas metafísicos: a) objetividade; b) monismo materialista e reducionismo; c) determinismo; d) continuidade; e) localidade; f) epifenomenalismo.

De acordo com o dogma da objetividade o mundo material é independente da consciência – do observador. E, pelo monismo materialista e reducionista tudo é material, constituído por átomos, por suas partículas elementares, pelos seus campos de energia e de força – fenômenos de origem apenas material que podem ser definidos em escalas cada vez mais reduzidas.

No determinismo causal o mundo é como se fosse uma grande máquina com o seu mecanismo funcionando dentro de uma determinada forma, de modo que toda mudança e que todo movimento de um objeto que nele acontece são determinados pelas condições do objeto em relação à sua posição, à sua velocidade e às forças que agem sobre ele. E, a continuidade – como conseqüência do determinismo causal – é a hipótese de que toda mudança e de que todo movimento são contínuos.

De acordo com o dogma da localidade é impossível uma ação simultânea a distancia, porque todas as causas e seus efeitos são locais, propagando no espaço com uma velocidade finita, durante uma extensão finita de tempo – em um determinado período. Finalmente, pelo epifenomalismo todos os fenômenos são subjetivos ou secundários, são epifenômenos da matéria com os seus campos de energia/força como realidade/objetividade e, neste caso, os fenômenos subjetivos como o a Consciência e o Eu são fenômenos secundários da matéria sem eficácia causal própria.

Entretanto, com a nova ciência – a do quantum – a matéria é descrita apenas como ondas de possibilidade, onde se calcula momentos/eventos possíveis para os elétrons, que no seu aspecto de nuvem/plasma estão em todos os locais ao mesmo tempo e não em um local em particular e, portanto, com a probabilidade de cada um destes momentos possíveis ocorrerem, mas, sem prever o evento único/real que uma determinada observação pode ocasionar.

O elétron pode se mostrar tanto como uma partícula quanto como uma onda, dependendo do aparato escolhido para observá-lo. É a consciência do observador que escolhe aonde e como o elétron vai se manifestar.

Quem ou “O Quê” ocasiona realmente a única efetivação destas múltiplas possibilidades? Quem ou “O Quê” provoca o colapso da onda de possibilidade do elétron real/partícula inserido no espaço-tempo reais quando ele é visto na terceira dimensão em uma observação real/física?

Na ciência do quantum a matéria possui eficácia causal, mas, apenas para determinar possibilidades e probabilidades. De acordo com esta nova ciência – e como já mencionamos anteriormente – é a Consciência (Divina) identificada na Causalidade Descendente como “Algo” que está alem da matéria, que interage com o que Ela própria criou, na escolha de possibilidades quânticas através do individuo/observador que converte as ondas de possibilidades em eventos reais. É esta Consciência que gera a realidade, o quê é escolhido /convertido em ato – evento por evento – construindo por saltos quânticos a realidade com a sua finalidade criadora tanto no plano da objetividade/matéria quanto no plano da subjetividade/”espírito”. É Ela que através da Energia Neutra do Amor Puro e Uno da Manifestação gera/pulsa através das “Diástoles e Sístoles Divinas” toda a Criação.

De acordo com o realismo materialista cientifico todas as causas fluem de baixo para cima. Portanto, no sentido ascendente a vida flui das partículas elementares para os átomos, dos átomos para as moléculas e das moléculas para as células vivas/neurônios que formam o cérebro do individuo. Assim, de acordo com o realismo materialista a vida manifesta/surge ao nível celular e a consciência ao nível do cérebro.

Entretanto, pela nova ciência a consciência do individuo observador transcende à sua condição de cérebro/mente, ela está vinculada com “Algo Além” – com a Consciência Descendente – através de quantum (pedaços) de energia. Estes pedaços ou quantum de energia através de ondas de possibilidades transcendem o espaço-tempo e, portanto, eles são uma influencia transcendental e não local em relação à realidade manifesta – à matéria. Sem envolverem sinais no espaço-tempo eles contradizem o pressuposto do realismo materialista de um mundo material único.

A consciência não é um fenômeno secundário da matéria – epifenômeno – já que ela é que tem o poder causal de escolher a realidade material. A matéria é que existe como possibilidade dentro da consciência. O individuo consciente é imprescindível para determinar como a realidade se manifesta, portanto, o colapso da função quântica requer um ser consciente/sensitivo – o observador – porque ele que escolhe um ato de superposição de possibilidades, mas, ainda no campo das experiências humanas ao nível da percepção mente-cérebro.

Entretanto, é necessário que se faça a distinção entre a “Consciência/Deus” – A Unidade e o indivíduo com a sua percepção consciente ao nível da divisão sujeito-objeto – como observador.

Da Consciência Ilimitada – “Mente Divina” – originam tanto o sujeito como o objeto no jogo existencial na dualidade e nesta divisão sujeito-objeto é que o individuo vive a ilusão da ausência de Si Mesmo – como dissociado do Todo/Uno encoberto pelo “véu de maya”.

No individuo o “ego” vivencia a si mesmo como estivesse separado do mundo, enquanto a sua Essência confirma a Unidade dentro dele. É nesta dualidade de experiência humana, que a Consciência/Deus “adota” no Processo da Manifestação um corpo físico – do individuo observador – como se fosse “Algo” separado dos objetos de Sua experiência. E, na medida em que o leque de aprendizado do individuo observador aumenta, a sua identidade-ego também cresce em um campo experimental, em que todas as coisas estão inter-relacionadas.

Entretanto, apenas a Consciência Transcendente não local – o Absoluto – pode extrapolar a realidade física fora do espaço-tempo.

A Consciência Divina transcende a realidade física, causando o colapso da função de onda do Universo, além do espaço-tempo e a finalidade do Universo é para que Ela manifeste criativamente as Suas idéias através de um ser sensitivo – o observador – completando o Círculo Auto-Referencial. Portanto, a Manifestação é necessária para que a “Consciência de Deus” “veja” a Si mesma e as Suas idéias e, assim, como possibilidade ultima “adquira” a Autoconsciência – com o individuo observador vendo a Si Mesmo com os olhos da Manifestação.

Deus ou o Principio Infinitamente Criativo da Consciência – “Mente Divina” transcende mente-cérebro do observador, que está no nível da terceira dimensão/matéria. Portanto, o Universo criado como possibilidade quântica, existirá manifesto enquanto existir observação quântica auto-referencial.

Tanto o corpo físico como o corpo mental perdura com superposições de possibilidades quânticas, até que a consciência do individuo/dimensional os dê substancialidade causando o colapso – como em algumas das experiências multidimensionais holográficas do individuo/dimensional. E, embora neste momento não exista interação local direta entre estes dois corpos – o físico e o mental – é a consciência de observador que “transita” entre estes dois planos de vibração.

São os pensamentos que “exteriorizam” o ser sensitivo existente no individuo observador e em relação a eles o individuo deve procurar não se concentrar tanto no seu conteúdo quanto na sua direção, para que não perca respectivamente a sua direção quanto o seu conteúdo. A Energia do Pensamento que é uma Energia Neutra, o Cristo Jesus Dela utilizava para fazer os seus “milagres”, ordenando rapidamente que eles acontecessem sem vacilo ou indecisão emocional. No mundo mental as ondas do pensamento são ondas de possibilidades quânticas, regidas por cálculos de probabilidades e são privativos, experimentados interiormente ao nível da Luz/informação de cada um.

Como o individuo que utiliza do computador para programar o seu dia a dia a Consciência – “Mente Divina” – utiliza da matéria para programar a vida, para que possam ocorrer as funções vitais no Caminho da Evolução. A vida antes de emergir em um nível de complexidade da matéria, já existia potencialmente nela. A mente do individuo que também emerge com certo nível de complexidade da vida com o auxilio do cérebro, já também existia nela potencialmente. Os movimentos do mundo material que são regidos por símbolos matemáticos e que pertencem a um mundo/plano arquétipo transcendente à matéria – já existiam a priori. O indivíduo dimensional que está temporariamente interagindo na freqüência da terceira dimensão com o seu corpo físico no planeta Terra, têm também registrado no seu Livro da Vida outros momentos/freqüências de suas passagens pelo Universo através de sua simbologia, mas, é a sua Freqüência de Onda Pura ou Inicial com a sua forma simétrica, que contem o seu campo energético, que irradia como ondas repetitivas em tudo e que está sempre em sincronia com o Cosmo.

Portanto, o individuo/dimensional deve estar sempre em ressonância com a sua Freqüência de Onda Inicial – o seu Verdadeiro Corpo de Energia no Universo – que facilita a sua interação com a Energia Cósmica. Ele tem capacidade de mudar a vibração de tudo através do seu comando mental, porque tem condições de manipular a sua energia mental. Ele deve apenas exercitar a sua criatividade interior.

A criatividade pode ser considerada como algo novo em um contexto novo ou a descoberta de um novo sentido em um velho contexto. O individuo como um personagem dentro da historia de um filme pode expressar criatividade exterior como ator com o sentido/representação do amor, mas, se ele realmente ama em sua vida com a Energia Neutra do Amor, ele está se expressando criatividade interior, se descobrindo em níveis mais profundos do seu ser, para além do “ego”.

Na criatividade interior a revelação é o objetivo e nela a capacidade de refletir está associada à capacidade de percepção na atitude de experimentar. Portanto, a criatividade interior muitas vezes se inicia através da intuição, que “sinaliza” a existência de “Algo” para o individuo observador além do “ego”, levando-o ao desejo profundo de conhecer o “Eu” cuja natureza é a sua própria Consciência Divina, que o estimula a indagar: “quem sou eu”? E, neste momento existe uma diferença entre a compreensão gerada pelo intelecto e a certeza da revelação.

A percepção alcançada com a revelação é permanente, direcionando de maneira harmônico-iluminada a vida do individuo. O individuo/dimensional desperto não está mais prisioneiro de religiões que utilizam da culpa no Ocidente e da vergonha no Oriente, que o levavam anteriormente a ter apenas um sucesso limitado neste sentido.

O individuo ao se identificar com o “ego”, ele está constantemente ocupado alimentando a sua “identidade-ego”, com a noção que é o autor das coisas – ele está condicionado neste sentido. E, como ele não é capaz de se sustentar no nível do Verdadeiro Amor, não pode irradiar a Energia Neutra do Amor Puro e Uno. Portanto, nesta condição o individuo não exerce realmente liberdade de escolha, porque suas ações são quase sempre condicionadas/defensivas, com ele incapaz de arcar com a necessária responsabilidade, quando surgem conflitos de consciência gerados pelo seu pensar/agir.

O “ego” normalmente condicionado é fortemente alimentado por repressões pessoais, que não permitem a “purificação da sombra” e a integração de modelos de liberdade criativa. Com a “purificação do ego” é que o individuo pode trilhar cada vez mais o caminho da criatividade. A criatividade mental vivifica-se, sobretudo, no nível do silencio interior – de pensamentos silenciosos despidos da linguagem.

A Verdade está alem de todas as verdades que o intelecto pode ter sobre Ela, que vai Se mostrando gradativamente – como verdades relativas – dentro de um longo processo de criatividade interior. Ela é sempre uma revelação súbito-intuitiva, mesmo quando o individuo julga tê-La “em momentos de inspiração” em suas leituras de livros, que ele chama de sagrados.

No processo criativo interior/intuitivo o individuo dá o seu salto quântico, com a sua escolha se fazendo de maneira espontânea da revelação e não de forma deliberada/limitada própria do “ego”. Nesta mudança de identidade – de freqüência vibratória – ocorre no indivíduo uma total liberdade, que o faz extrapolar do “ego”/dual/limitado para o estado do eu quântico/multidimensional e perceber mais claramente as Leis que regem a Manifestação. Ele vai se tornando um ser iluminado, que já começa transitar pelo Caminho da Luz.

O individuo quando “passa gradativamente do ego” para o “Eu Quântico” através de sua crescente escolha na dinâmica da criatividade interior – ele vai se tornando menos o observador e mais “O Quê” é observado. Ele vai deixando de se identificar tanto com o “ego”, que vai deixando de ser funcional/rotineiro.

Na fábula da raposa e as uvas este animal que pode representar o “ego inconsistente”, almeja alcançar as uvas distantes – “Algo” Real e Consistente. E, na sua frustração de não alcançar as uvas, ela “se desculpa” constantemente desta sua impotência, “descobrindo” nas frutas vários defeitos. O “ego inconsistente” está quase sempre projetando exteriormente a desarmonia, pela incapacidade do individuo de se tornar o seu próprio espelho e, portanto, pela sua incapacidade de manifestar o seu “Algo Consistente” através de sua criatividade interior. Vivenciar o Corpo de Energia/”Algo Consistente”, é estar em ressonância com o Principio Divino da Unicidade, portanto, é estar em sintonia com a Luz da Causalidade Descendente – com a Luz de Deus.

O individuo através de sua Auto-identidade vai se relacionando com o mundo de maneira responsável. O “ego” na mesma proporção em que “vai se diluindo”, ele vai se harmonizando quanticamente com o Eu. E, é neste momento que o individuo/dimensional levantando “o véu de maya”, começa a exercer o seu trabalho missionário com mais transparência e objetividade.

O “ego” tem também a tendência de transformar qualquer pratica em rotina, como a pratica em muitas religiões de “recitar” sempre as mesmas palavras na rotina de rezar. Se o individuo não se expressar com criatividade interior, o “ego” dominará em sua tendência invariável de repetir velhos padrões. Portanto, neste Novo Tempo o individuo já deveria também ter a necessária auto-iluminação para fazer intuitivamente a “leitura” do seu Livro da Vida, “buscando-a” no seu Mundo Interior e não mais compulsivamente através de leituras de livros físicos, tentando “buscá-la” no mundo exterior.

Quando o individuo/dimensional alcança um determinado nível de auto-iluminação, ele já percebe que tudo acontece pela Vontade Divina ou em sintonia com a Causalidade Descendente e, portanto, em seu pensar/agir ele praticamente não tem mais necessidade de gerar conflito. Neste nível de intuição o dimensional já percebe também a perfeição do funcionamento em todos os sentidos da “Mecânica Divina” e já percebe ainda ser um semi-deus com a noção de sua condição divina, embora na sua condição humana ainda preserve as funções do “ego”, que não é, entretanto, identificado mais no seu sentido de individualidade. Ele já começa manipular com a sua Energia Neutra do Pensamento as Freqüências Multivibracionais através das Linhas do Tempo e começa descobrir ainda no caminho da luz eletromagnética na matéria a Fonte da Verdadeira Luz imantada com a Energia do Amor Puro Uno da Manifestação, que também imanta a sua Freqüência de Onda Pura – o seu Corpo de Luz.

Lagoa Santa/MG-BR, 21 novembro de 2006.

  No Caminho de Cristo Jesus
– O Caminho para o “Pai” –

Como já mencionamos em outra ocasião, se o Cristo Jesus tornou-Se o Referencial para uma parte da humanidade como a “Luz” que iluminou e que ilumina o “Caminho”, foi porque Ele como “Verdade Viva” conseguiu extrapolar os limites energéticos da matéria, não Se deixando dominar por ela. E, o individuo/dimensional já desperto e iniciado que se espelha Nele já sintonizado com a Consciência de um Novo Tempo, tem uma grande responsabilidade com outros indivíduos, porque já se tornou também para eles um Referencial.

A Bíblia em sua essência – especialmente o Novo Testamento – irradia a Luz de Cristo que vibrando Verdades, o dimensional com Elas deve se sintonizar, sem se deixar, entretanto, se contaminar por pensamentos distorcidos de algumas lideranças humanas, que depositaram nas Escrituras o seu “lixo mental”. O individuo/dimensional deve aprender a “decodificar” a Energia Divina de Cristo através das parábolas de Jesus, que de forma direta, simples e ao mesmo tempo sublime irradiam “A Verdade e O Caminho” em uma linguagem iluminada pela Energia/Luz de Sua Divindade.

O dimensional/Projeto Portal deve agora trilhar o seu caminho evolutivo já sinalizado por um direcionamento não mais com bloqueios gerados por dogmas e paradigmas, que anteriormente o limitava/fechava em uma prisão mental. Mas, ele ainda tem que aprender a sutilizar/extrapolar a energia irradiada do seu instinto primitivo, que o leva através de suas emoções comandadas pelo “ego” irradiar energias, sobretudo, conflitante-negativas que o impulsionam sem que ele tenha às vezes a plena consciência do que está fazendo, de quase sempre proceder com o semelhante em sua condição de ser “o outro” ou daquele que é o seu eterno concorrente e, portanto, que precisa ser anulado ou mesmo destruído em suas ações.

As Leis Universais são bastante claras, quando sinalizam para o individuo que ele deve aprender a fazer a sublimação de seus pensamentos e a polarização de seus sentimentos. Ou ele aprende fazê-la, direcionando-se para sua condição verdadeira de “Homem/Anjo”, ou será sempre conduzido pelos seus instintos primitivos na sua condição de “homem/animal”.

O “Campo dos milagres” ou Campo Mágico é “construído” por um nível necessário de consciência/razão do dimensional, para que ele possa manipular a Malha Cósmico-Eletromagnética. E, em relação a esta manipulação o Cristo Jesus veio para mostrar à humanidade “o lado mental”, que deve ser harmonizado com “o lado espiritual”. Por isso, que Ele com a Sua paranormalidade de efeitos físico-alquímicos fazia os Seus “milagres”, ao mesmo tempo em que através de Suas parábolas tentava despertar os indivíduos daquela época para um nível de consciência sintonizado/harmonizado com o Cósmico-Divino, que deve estar despido de distorções limitante-bloqueadoras do plano emocional.

O Cristo Jesus quando em Seus “milagres” manipulava Freqüências Multivibracionais, Ele estava mostrando a Sua capacidade de paralelamente manipular a sua energia mental, que já direcionada como o Seu Primeiro Pensamento ordenava sem titubear ao enfermo: “levanta….ou….anda”, potencializando-o com a velocidade, a intensidade e o direcionamento do Seu pensamento para que ele conseguisse a sua própria cura, que fazia Jesus no final destas Suas intervenções dizer: “vai em paz a tua fé te curou”. Portanto, o individuo/dimensional quando exercitar a sua paranormalidade missionária não deve também titubear bloqueado emocionalmente pelos conflitos/indecisões de sua consciência programada para vivenciar a dualidade, para que possa na “Neutralidade” já com sua opinião/desejo intensamente reprogramados, manifestar a sua capacidade criadora de um semi-deus. O dimensional deve ter sempre em mente que a Consciência é “o veiculo”, o Desejo e a Vontade são “os combustíveis”.

A energia vibracional torna o indivíduo um deus em vibração, permitindo-o que ele transcenda com esta energia ativa e polarizada os limites da matéria. Seguindo o exemplo de Cristo Jesus, que veio para mostrar o seu lado mental, como já dissemos, o dimensional/Projeto Portal deve sempre ter a firmeza de se apegar no que ele pensa/ordena primeiro e, portanto, nunca se utilizando de um segundo ou de um terceiro pensamento, quando necessitar com a força do seu pensamento expressar o seu poder paranormal no ato de intuir/criar/gerar/potencializar. A mudança de pensamento confunde o cérebro e gera no individuo conflito/indecisão momentâneos, porque ela coloca no seu campo de atuação mental duas forças de energias opostas – sim/positiva e não/negativa. O dimensional deve ter sempre uma opinião formada, intenso-decidida e não conflitante/mutável, para que possa na “Neutralidade” com a velocidade/intensidade/direcionamento da sua Energia do Pensamento caminhar também para a sua Transmutação.

Entretanto, a dificuldade maior do individuo que busca a sua evolução desenvolvendo maiores níveis de consciência/razão, é a organização e a polarização dos seus sentimentos – tantos os negativos como os positivos – nos seus centros emocionais/chacras. Portanto, o individuo deve compreender como estes sentimentos são formados, para que possa identificar aqueles de características negativas e assim anulá-los. Ele de um modo geral deve sempre polarizar de maneira positiva o negativo ou aquele sentimento que o desarmoniza ao nível dos seus centros energéticos inferiores – chacra básico, umbilical e plexo – ativando-o nestes vórtices com a Energia do Amor Uno.

Muitos não entenderam e continuam não entendendo até hoje o que Cristo Jesus pregou/mostrou, porque foram poucos aqueles que ontem e ainda hoje percebem nas entrelinhas de Suas parábolas as Verdades Transcendentais – além da terceira dimensão – do que irradiava/pregava, como Ele próprio mencionou nesta passagem bíblica: “em verdade, em Verdade te digo que nós falamos do que sabemos e damos testemunho do que vimos, mas, vós não recebeis o nosso testemunho. Se, quando vos falo de coisas que se dão na Terra, não acreditais, como acreditareis quando vos falar de coisas celestes?” João Capitulo 3.

E, também em Mateus, Capitulo 13, se Jesus fez esta observação para os indivíduos que O escutavam: ….. ”por isto lhes falo em parábolas, porque embora olhando não vêem e, embora ouvindo não escutam e nem compreendem”, foi porque naquela ocasião os indivíduos daquele tempo de ontem – de dois mil anos atrás – não eram os indivíduos do tempo de hoje – os dimensionais despertos e iniciados de um modo geral e, particularmente, os do Projeto Portal em missão – que não precisam mais de parábolas para que percebam/interajam com a Transcendência da Manifestação, que além da terceira dimensão gera literalmente com a ajuda dos “Seres” a sonoplastia e a “visão” pela sua percepção do frontal, entre outras exteriorizações.

Ainda em Mateus, Capitulo 13, quando Jesus disse aos apóstolos: “Porque, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que estais vendo e não o viram, e ouvir o que estais ouvindo e não o ouviram”, estas palavras sagradas dão a medida certa da responsabilidade missionária e também sagrada do dimensional/Projeto Portal, principalmente agora que favorecido pela Hierarquia da Luz recebeu a Energia Crística e, quando sentirá então o peso de sua responsabilidade, porque a absorção desta Energia que também o Cristo Jesus dela se utilizava/manipulava, exigirá dele em contrapartida uma nova postura sintonizada com um outro nível de consciência, que o redirecionará sem mais protelar para o seu compromisso missionário, que ele mesmo codificou em sua “Placa”.

Com a Energia Cristica o individuo/dimensional tem que se tornar o “Senhor de todas as Leis”, tem que estar a par do Princípio que rege todas Elas, porque o que se manifestar para ele daqui para frente, pode ser criação do seu próprio pensamento e, portanto, tornar real o que ele próprio criou em sua mente. Agora é hora dele se ver realmente, dele se ver no espelho da vida. É a hora dele se encarar e, portanto é a hora que ele já deveria estar com o seu sub-consciente totalmente limpo de bloqueios – já totalmente reprogramado em sintonia com a Energia do Amor Uno.

O Cristo Jesus com a “Sua Linguagem Energética” – que deve ser filtrada/decodificada de Suas parábolas – sinaliza para o individuo/dimensional desperto e iniciado desenvolver a sua paranormalidade de efeitos físicos, que é percebida comumente nos “milagres divinos”. O dimensional pode ainda se orientar para desenvolver a sua capacidade paranormal de interagir com o extra-físico, quando decodifica também do Novo Testamento preciosas informações de momentos em que pela abertura de Portais Energéticos esta “Ponte Divina” Se comunicava/interagia com os Planos Superiores de Vibração/Luz.

Portanto, nas parábolas de Jesus o dimensional pode se orientar e se inspirar, para que possa vivenciar em seu cotidiano um estado também mais constante e vivo de Fé. Por exemplo, a palavra “Fé” tão citada nos Evangelhos, o dimensional/Projeto Portal por experiência própria – em seu estado alterado de consciência – já a decodifica e a utiliza como a Energia do Desejo ou da Concentração, que juntamente com as Energias da Vontade e do Pensamento é necessária à Alquimia de Transmutação ou à “energia dos milagres”. Assim, o dimensional já sabe que o Desejo é uma das fontes geradoras de Energia Vibracional, que ela impulsiona o seu campo eletromagnético, dando-lhe condições que as suas formas-pensamento realizem na terceira dimensão, como ele já fez em suas materializações da pedra discóide, do ouro, do cristal e da polarização do perfume, entre outras. “Fé” ou Concentração, ou também Força do Pensamento, ou ainda Influência Mental no Desejo é tudo para ele agora energeticamente a mesma coisa.

Portanto, o individuo/dimensional desperto e iniciado não está mais limitado/bloqueado pela explicação/definição religiosa e ao mesmo tempo confusa de Pai, Filho e Espírito Santo, porque ele já decodifica o Sentido Energético Cósmico-Divino deste “Triangulo” formado pelas Freqüências das Energias do Pensamento/Desejo/Vontade ou da Consciência/Plasma/Kundalini ou ainda da Criação/Atração/Realização, que são Freqüências que atuam respectivamente na Quinta Dimensão, Quarta Dimensão e Terceira Dimensão e que Cristo Jesus delas utilizou para a Alquimia da transformação tanto dos objetos quanto da Transmutação do seu próprio corpo físico.

E, o termo “Pai” que Jesus muitas vezes mencionava como nesta frase “estou no Pai e o Pai está em mim”, o “Pai” com quem Jesus “tão intimamente” conversava era, portanto, a Sua Consciência Divina ou a Consciência do Cristo Cósmico – tão presente e tão viva em Jesus que foi um Ser Humano Especial ou um “Ser Programado” para que pudesse conscientemente perceber Nele o “Pai” – a Consciência Divina do Cristo Cósmico-Exteriorizado como escreve João no capitulo 17: “Quanto a mim, dei-lhes a gloria que tu me comunicaste, para que sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para chegarem à perfeita unidade, e, portanto, o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como amaste a mim.”

Em consonância com a maneira de pensar e agir de Cristo Jesus mostrada constantemente nos Evangelhos, o dimensional extra ou especial deve aprender a manipular as Leis Universais – como Ele as manipulava – e a utilizar das Linhas do Tempo para que possa exercitar os seus dons ou as suas habilidades paranormais que lhe foram programados e que são os seus “instrumentos” de trabalho missionário. Assim, o que o Cristo Jesus fez há dois mil anos atrás, “vindo para salvar a humanidade” através de sua linhagem diferente e especial, este dimensional desperto e iniciado deve hoje fazer o mesmo através de sua paranormalidade missionária, quando iniciará também a pavimentação não só do seu Caminho da Luz para que possa Nele trilhá-Lo, como também ele despertará outros dimensionais, para que também possam fazer o mesmo.

Quando em João capitulo 14 o Cristo Jesus já naquela época dizia: “em verdade, em Verdade vos digo: quem crê em mim fará também ele as obras que eu faço; antes, fará outras ainda maiores porque eu vou para o pai”, quase todos que O cercavam não O entendiam no que lhes era falado mesmo com o recurso “da primeira verdade” ou de parábolas ilustradas com o auxilio dos cinco sentidos humanos. Entretanto, hoje o dimensional desperto e iniciado que já decodificou e já que extrapolou o sentido da primeira verdade, começa agora não só decodificar “a Segunda Verdade” como vivenciá-La através de sua paranormalidade missionária, quando começa também a fazer “as obras que eu faço”, ao manipular as Energias que vibram além da terceira dimensão – da Alquimia de Transmutação – que “não são mais visíveis” ou que não estão mais ao alcance dos sentidos comuns do ser humano e que permitem o dimensional trilhar o Caminho da Luz rumo à sua Transmutação, seguindo os passos de Jesus quando disse: “eu vou para o pai”.

Portanto, é chegada a hora do dimensional/Projeto Portal colocar em prática, de uma maneira mais incisiva, as suas habilidades paranormais, que a milhares de anos estão nele adormecidas e partir para as realizações psicofísicas inerentes ao seu compromisso missionário, para que possa ajudar/direcionar a si mesmo e também os outros dimensionais, despertando-os para a sua missão.

E, a missão iluminada deste dimensional em relação à humanidade de um modo geral é muito difícil e mesmo “tenebrosa”, tendo em vista a “intensa sombra” de desamor que está cada vez mais se alastrando atualmente por todos os quadrantes da Terra, “cuidadosamente supervisionada” pelo Poder Oculto neste período da Transição Planetária, mas, por isto mesmo esta sua missão que é divina e grandiosa lhe foi entregue – entregue ao Guardião da Luz.

Se “muitos são chamados e poucos são os escolhidos”, é porque muitos escolhem o “caminho largo ou da perdição”. E, o “caminho estreito ou da salvação” é o caminho que os cento e quarenta e quatro mil dimensionais – extra e especial – descendentes das doze tribos de Israel e com a genética herdada das Amazonas, propuseram trilhá-lo. E, “estes escolhidos” que perseveram em seus ideais missionários – mesmo porque eles não têm livre arbítrio, mas, um compromisso de missão – estão sendo orientados/protegidos pela Luz/Força Divina, que os “almejam” Nela inseridos com mais Consciência/Divindade já em seus Corpos de Luz.

Lagoa Santa/MG-BR, 21 fevereiro de 2007.

 “A Manifestação”
– Em uma interação com o “Homem/Anjo” –

Este texto pela sua forma de narração seria apenas colocado na Pagina Relatos, mas, pela maneira e pelo local que a Manifestação Se exteriorizou e, pelo Seu propósito e pela Sua sintonia com o momento de Renovação que passa o Projeto Portal.

No dia 5 de abril durante a viagem de Páscoa de 2007, em torno das 21h30min, reunimos com mais quatro dimensionais/Projeto Portal em um pequeno chalé, que comumente nele ficamos quando estamos na sede da Fazenda Boa Sorte, no município de Corguinho/MS-BR. Estes cinco dimensionais participam de um grupo um pouco maior de nove dimensionais, que já estão desenvolvendo a sua capacidade paranormal de viajar pelas Linhas do Tempo através da sua Alquimia do Pensamento. E, utilizando-se desta sua paranormalidade, eles estão também com o trabalho missionário de paralelamente escrever um livro sobre a “História” do dimensional na Terra e o porquê de sua presença neste planeta. Dentro deste contexto eles enfocam principalmente a “construção” do Projeto Portal físico/energético e, dentro dele, o reencontro do dimensional/Projeto Portal com a sua condição de “Homem-Anjo” – via sua Transmutação.

Na medida em que vão confeccionando o livro, estes dimensionais vão também conseguindo um sucesso talvez ainda maior do que a própria tarefa de escrevê-lo, porque eles estão conseguindo fazê-lo como um só Corpo de Energia, quando nenhum deles em particular é “dono de texto”, mesmo que o tenha escrito. Cada dimensional que é caracterizado por uma cor tem toda a liberdade de interferir sem ressentimento no texto do outro, para acrescentá-lo, clareando-o com mais informações. Portanto, o esboço de cada capítulo já digitado é um verdadeiro mosaico multicor e, não deixa de ser também multivibracional, irradiando conjuntamente com as informações lúcidas que transmitem o exemplo de uma postura daquele que através da sua Alquimia do Pensamento não tem tanto mais a necessidade de se expressar com as características e as limitações de sua individualidade/personalidade/”ego”, mas, de se expressar a Harmonia de um “Estado de Neutralidade”, pela percepção do Sentido de Unicidade.

Este livro dentro da “História dos Dimensionais” ainda em esboço tem também com o seu sentido maior de Luz/informação a finalidade antes de tudo de sinalizar para o dimensional desperto o Caminho da Luz e, portanto, de orientá-lo para que alcance o estado consciencial e vibratório de “Homem-Anjo”. Assim, ele tem como finalidade última referenciado no Ser de Pura Luz ou no Ser Energético com a sua Consciência Expansiva, orientá-lo no sentido de sua Transmutação através de sua Energia Neutra do Pensamento iluminada pela Energia Neutra do Amor Puro e Uno.

As informações destes três parágrafos anteriores são necessárias, porque elas têm tudo a ver com os momentos que serão narrados a seguir, que focalizarão a Manifestação vista pelos cinco dimensionais e que Se exteriorizou dentro do chalé.

Quando nós cinco entramos para o pequeno chalé de uns quinze metros quadrados começou ventar e para que a poeira não entrasse no recinto, fechamos a porta. E, poucos minutos depois e já sentados a luz se apagou, entretanto, a escuridão que continuou durante todo o tempo em que estivemos reunidos, não nos impediu que continuássemos com o objetivo da reunião. Portanto, continuamos ponderando sobre os textos que estavam escritos até aquele momento já com algumas dezenas de páginas digitadas e que estavam na forma de um esboço dentro de uma pasta no colo de um dimensional de polaridade negativa. E, este dimensional que “guardava” a pasta foi quem orientou o grupo, para direcionar o conteúdo do livro, focalizando a necessidade da transformação do homem ou do individuo/dimensional em “Anjo” ou em um Ser de Pura Luz/Ser Energético. Esta anotação é importante que a façamos, para que possamos compreender um momento acontecido durante a Manifestação e que o descreveremos adiante.

Já tinha passado algum tempo que estávamos dentro do chalé e mesmo com a escuridão física, continuávamos nos clareando mutuamente em relação determinadas informações contidas em alguns capítulos do livro, que narravam desde a História dos Dimensionais de um modo geral até a “historia” recente dos dimensionais/Projeto Portal com os seus trabalhos vibratórios com finalidade missionária.

Falávamos ainda desta Nova Fase do Projeto Portal e que achávamos que este seu outro Nível de Freqüência Vibratória estava compatível com o conteúdo do livro, tendo em vista o que ele propõe passar no sentido de iluminar/informar. E, foi neste momento que percebemos a presença do Ser de Pura Energia que nos acompanha, que “acopla” em nosso campo energético/aura, que com ele às vezes interagimos ”conversando” intuitivamente e que O percebemos ao nível da nossa “visão” pela percepção do frontal. Foi também em um instante antes de percebemos em nossa tela mental a presença deste Ser, que vimos “abrir um tubo luminoso/fosco” de uns trinta centímetros de diâmetro na cor de um amarelo/esverdeado no meio de nós cinco, que logo depois desapareceu.

Então, nesta ocasião avisamos os quatro outros dimensionais (dois de polaridade negativa e dois de polaridade positiva) da presença deste Ser e ainda lhes comunicamos que iríamos “conversar” com Ele verbalmente, para que os quatro pudessem acompanhar o diálogo que normalmente o fazemos mentalmente em outras ocasiões, por exemplo, quando escrevemos os nossos textos. Já tínhamos pronunciado três frases deste “diálogo” que aparentemente se mostrava como um monólogo, quando lembramos que estes nossos quatro companheiros dimensionais provavelmente não estavam vendo o Ser e, portanto, pedimo-Lhe, que Ele Se exteriorizasse/mostrasse para os quatro.

Quando acabamos de fazer esta solicitação, manifestou-Se acima das nossas cabeças no centro da roda mais ou menos feita por causa do limitado espaço do chalé, um Corpo Luminoso de um dourado fosco/ondeante, que “vibrava gelatinosamente” e que a partir deste momento começou a ser visto fisicamente por todos os presentes.

Logo a seguir esta Energia Consciente Se deslocou em nossa direção e já “condensada” em um corpo de uns cinco a sete centímetros de diâmetro com uma intensa luz prateada que não propagava, “parou” por cima do chacra da nossa mão direita e, nesta ocasião como o nosso braço direito estava distendido para baixo, um dos dimensionais presentes relatou posteriormente este momento, quando viu este Corpo luminoso perto de nós a uns poucos centímetros do chão.

É importante salientar que apesar de estarmos na escuridão, sabíamos onde cada um estava sentado e também mais ou menos a altura em que estava a sua cabeça, porque orientávamos pela voz de um do outro. Ainda, é bom mencionar que apesar de todos os cinco dimensionais terem visto fisicamente a Manifestação, cada um A viu/percebeu/decodificou de acordo com o seu grau de Luz/informação ou de sua consciência/razão.

Este Ser deslocou-Se entre os participantes interagindo ao nível do campo energético/aura de cada um, o que era registrado pela coloração diferente irradiada em volta de Seu Corpo Prateado, à medida que passava por cada dimensional.

Depois desta “decodificação energética” dos participantes feita pelo Ser dentro do chalé, começou uma outra interação na forma de flashes luminoso-dourados e que de maneira contínua desciam em direção ao dimensional de polaridade negativa que estava com o esboço do livro em seu colo, como já mencionamos anteriormente. Este dimensional depois nos narrou, sem saber desta luminosidade que desceu em direção à sua cabeça, que na capa de plástico que protegia as páginas digitadas que compunham o esboço do livro clareou-se, formando no centro dela um circulo de luminosidade opaca. E, que naquele momento ele chegou até pensar que esta luminosidade fosse o reflexo no plástico de alguma luz vinda fora do chalé, impressão que logo terminou quando ele abrindo o esboço, portanto, deslocando a capa de plástico, a luz continuou dentro das paginas digitadas, como se esta luz penetrasse por dentro de cada página, iluminando todo o seu conteúdo.

É interessante também mencionar que houve até um momento engraçado/divertido quando um dos dimensionais de polaridade positiva e que é muito céptico, vendo o Corpo Luminoso do Ser passar perto do dimensional que estava à sua frente, ele se curvou, aproximando-se deste seu companheiro para certificar se não era a luz de um celular ou o reflexo de algum metal em seu corpo ou ainda, se era o reflexo de relâmpagos ou de alguma lâmpada acesa fora do chalé.

Em relação à Manifestação com esta “Luz inteligente” tivemos particularmente três momentos de interação que os outros quatro dimensionais não a tiveram, porque eles foram apenas para nós direcionados e percebidos. O primeiro destes momentos foi quando o Ser por cima de nossas cabeças projetou ou “transformou” através de Sua luminosidade em nossa Freqüência de Onda com a sua forma/símbolo triangular. O segundo momento foi quando fechávamos e abríamos a nossa mão direita, Ele nos respondeu sintonizando Seus flashes luminosos com estes nossos movimentos. E, o terceiro momento foi quando ainda com a nossa mão direita fizemos um movimento sinuoso e prontamente esta Energia Consciente “nos respondeu” com um mesmo movimento luminoso, que nos proporcionou nestes instantes com esta “brincadeira luminosa” um estado de graça vindo de uma intensa alegria interior.

Entretanto, à medida em que a Manifestação com o Ser de Pura Luz acontecia com todos nós cinco dentro do chalé, acontecia também fora dele com cerca de duzentos dimensionais, que no momento estavam na Sede da Fazenda Boa Sorte, uma verdadeira “destruição” através de um vendaval “reforçado” por raios e por uma chuva torrencial que destelhou chalés, quebrou muitas árvores, derrubou postes de luz e pôs no chão muitas barracas que estavam armadas naquele local.

É importante salientar que não escutamos nada, apesar deste intenso momento eletromagneticamente turbulento que aconteceu apenas na área da Sede da Fazenda, que posteriormente nos foi narrado e que pessoalmente pudemos depois comprovar em parte pela quantidade de galhos de árvores vistos quebrados em volta do chalé – foi como se o chalé onde estávamos, “tivesse sido imantado” e em uma outra freqüência ele “tivesse sido levado” para um outro local. Sobre esta Experiência Transcendental os quatro companheiros dimensionais que estavam conosco naquele momento no chalé anotaram o que viram/perceberam deste Momento Divino e sobre Ele escreveram os seus relatos, que estão na Página Mais Textos , deste site, com o título “O Encontro”.

Devemos também mencionar que para estes acontecimentos tanto em relação à exteriorização da Manifestação quanto para a presença desta intensa turbulência eletromagnética a energia foi a mesma, a intenção e o direcionamento dela que foram diferentes. A energia é uma só, somos nós que a codificamos como “boa ou ruim” de acordo com a experiência que estamos vivendo em relação a ela. Toda “destruição” tem a sua contraparte na reconstrução/renovação.

E, o intenso campo eletromagnético que literalmente gerou esta tempestade destruidora, simbolicamente sinalizou também para cada dimensional/Projeto Portal, que ele deve se renovar porque chegou o seu momento de agir como o “Escolhido”, quando ele deve seguir independentemente o seu “Caminho” e assumir realmente o seu trabalho missionário, para que possa finalmente compor o Corpo Energético Projeto Portal, tendo como o objetivo final a sua Transmutação.

A mesma energia do intenso campo eletromagnético que se formou e que “destruiu” lá fora na Sede da Fazenda Boa Sorte, foi a mesma energia que “construiu” lá dentro do chalé a condição para que o Ser de Altíssima Freqüência Vibratória pudesse Se exteriorizar, mostrando-Se fisicamente.

Portanto, o “Ser Angelical” como um Referencial Divino manifestou-Se fisicamente e ao se mostrar, fortaleceu o compromisso missionário daqueles que ainda como homens (seres humanos), buscam através da sua verdadeira condição de “Homem-Anjo” readquirir o seu Corpo de Luz.

Lagoa Santa/MG-BR, 1º de maio de 2007.

 

___________________________

 Texto de Antônio Carlos Tanure

Translate »