Postado por

Dimensional Desperto

Dimensional Desperto
Print Friendly, PDF & Email

– Um Manipulador de Energia –

De Charles Ferreira de Souza (sataniel@ig.com.br) – em setembro de 2009

O dimensional deve em sua condição de paranormal, procurar sempre exercitar a sua capacidade mental de acordo com as Leis Universais.

O paranormal é aquele que entende das técnicas de manipulação de energia. Portanto, qualquer dimensional que aprende bem estas técnicas e delas utilizam, ele “vira” um paranormal. Também, ele pode já ter nascido com estas habilidades e já vindo exercitando-as comumente durante a sua vida.

A Geobiologia que é a biologia das formas, ela estuda os pontos de intersecção energética no planeta. Por exemplo, onde correm os rios existem determinados pontos em seu percurso, que criam vórtices de energia, que ascendem e que podem perturbar muito o campo energético das pessoas, que não saibam lidar com eles.

Não há como mudar os vórtices de energia e então, o ideal é que o dimensional localize estes vórtices, porque eles podem ser identificados e, depois utilizá-los em trabalhos de cura, na manipulação de energia, no desenvolvimento de paranormalidade e para o equilíbrio de freqüências emocionais, etc.

Para “brincar com esta magia” o dimensional pode estar num vórtice e nele desenvolver muitos trabalhos vibratórios.

Se a pirâmide tem o formato triangular, é porque facilita o vórtice de energia que existe no meio dela suba e volte para o solo, criando uma conexão com o Sol Central – Galáxia de Alcione. Os pontos de interseção energética (vórtices) com esta galáxia são chamados de Linhas do Tempo.

As Linhas do Tempo “oriundas” da 9ª dimensão “descem” como freqüência de onda, que vai densificando até chegar ao dimensional e podendo ou não interferir em sua vida – para equilibrá-lo ou para desequilibrá-lo. O dimensional como um manipulador de energia deve aprender a usar esta freqüência ao seu favor.

O dimensional está também ligado às suas Linhas da Vida, que são freqüências geradoras de seus prováveis futuros, portanto ele tem que aprender a lidar com elas. Dependendo de suas atitudes e do seu comportamento emocional, estas freqüências vão expandindo e delineando os seus prováveis futuros, que lhe podem trazer uma vida muito dolorosa ou não, dependendo do seu comportamento atual.

O dimensional já manipulador de energia ao tocar em uma pessoa, ele se associa energeticamente a ela e neste momento pode, por exemplo, “ver” para ela um acidente. E quando ele fala para esta pessoa sobre esta possibilidade e com o seu livre arbítrio ela alterá-o, foi porque se criou um aspecto vibratório diferente e este seu provável futuro foi anulado. O dimensional que é desperto e que estuda freqüências profundas sabe que é assim mesmo – que existe uma técnica própria para tudo, no sentido de se obter o resultado que almeja.

Ainda em relação à Geobiologia que estuda as formas, a primeira forma universal é a forma redonda, que atua numa freqüência muito poderosa e que age imediatamente no corpo físico. O dimensional deve usar esta forma para melhorar o seu estado emocional, a sua situação financeira e equilibrar as suas energias de um modo geral. Então, ele mentalmente deve “fazer” a forma de energia redonda e de preferência vermelha ou prata e depois deve “manipulá-la” em suas mãos, para logo a seguir “jogá-la” para dentro do seu corpo. Assim sua energia como um todo vai mudar, porque vai estabilizar bem o seu campo energético.

O dimensional para manipular as energias, ele deve antes de tudo como parte de suas habilidades, saber trabalhar a sua energia vibracional ativa, a sua velocidade do pensamento e também saber subir a sua energia em espiral, para sublimá-la.

Ele tem ainda saber trabalhar na freqüência da Lilith, que foi a “mulher” mais guerreira, acelerada, forte e evoluída que já existiu. Ela só queria o melhor, desenvolver as suas habilidades sem a necessidade de alguém fosse o seu mestre, mesmo porque ela não aceitava nenhum tipo de controle. Portanto, quando o dimensional trabalha na freqüência de Lilith, ele fica bem acelerado e seguro de si – o que é muito importante, porque ele não tem mais tempo a perder.

A segunda forma universal é o Radiador Prânico. Ele pode ser visualizado como um ponto que possui em sua volta vários círculos formando uma espiral bem parecida com o Símbolo das Amazonas. Esta forma universal desenhada em uma cartolina deve ser deixada por 15 minutos no ambiente em que o dimensional quer energizar. Ela é uma espécie de mandala de profundidade. Tudo que projeta profundidade é um Radiador Prânico.

A terceira forma universal é tudo que lembra as formas associadas à natureza, como as plantas, cachoeira, etc. – todas elas são Geradores Prânicos. Estes vórtices de energia carregam o corpo do dimensional de positividade.

Alguns pontos de intersecção dentro das casas podem acumular energias. E o dimensional para descobrir se alguns destes pontos possuem a energia negativa, ele deve colocar um vaso de flores debaixo de sua cama. Se a planta sobreviver significa que o ambiente está em equilíbrio/bom. As plantas com flores conseguem anular dos ambientes as freqüências negativas e, por isso, é muito importante cultivar vasos de flores dentro de casa.

Existem também as freqüências/vórtices associadas ao som. Se a música for deprimente o dimensional pode sentir mal e também ter dor no corpo, etc. Mas, muitas músicas o colocam numa freqüência alta! O som é energia!

Todo som tem uma freqüência que muitas vezes está relacionada com a crença de um povo, com uma época, etc. Hoje em dia é muito mais válido usar palavras positivas como alegria, amor, prosperidade, saúde e Deus, utilizando-as como mantras, do que verbalizar mantras indianos ou outros, muitas vezes pronunciados sem que a pessoa saiba realmente o que significam.

Portanto, o dimensional pode criar freqüências de energias positivas em sua casa, “desenhando no ar” com a sua mente palavras positivas como Deus e Amor, etc. Essa energia fica impregnada no ambiente por muito tempo.

O trabalho mental-vibratório desenvolvido pelo dimensional será muito mais intenso e de maior aproveito, se ele criar o seu próprio mantra e “colocar vida” nele, para que tudo lhe aconteça positivamente e com mais facilidade.

Quando o dimensional sem motivo aparente fica com a sua boca seca, amarga e tem salivação, tonteira e com o estomago incomodando-o, entre outras sensações, pode significar que a energia de alguém está atuando em seu campo energético/aura. Nesta situação ele tem que tomar muita água, “fazer” mentalmente a bola de energia imaginando algo refrescante e por a sua mão na região da barriga, para “liberar” o que o incomoda. Logo depois ele sentirá um grande bem estar. Ele deve pensar sempre em locais que refrescam como matas e cachoeiras, porque assim procedendo, haverá uma tendência de sempre conservar “limpa” a energia que irradia.

A primeira coisa que o dimensional deve fazer na qualidade de manipulador de energia é proteger o seu campo energético. Então, ele deve mentalmente “fazer” a bola de energia e “jogá-la” em si – em seu campo com uma intenção positiva bem forte.

Ainda continuando aprender a “brincar” com as formas, ele deve com os seus olhos abertos, imaginar uma meia lua em cada uma de suas mãos, que estão se tornando magnéticas e que agora estão se repelindo. Ele deve “aumentar” mentalmente este magnetismo e traze-lo para o mundo real, para que neste momento ele sinta mais de forma mais nítida esta vibração. Faça este exercício bem devagar para sentir muito a energia. Este campo magnético começando a funcionar, ele será facilmente sentido, mas o dimensional deve estar com o seu corpo bem relaxado. Então, que ele relaxe o corpo!…

O manipulador de energia deve sentir estes pulsos magnéticos, quando “brinca” com as formas. Mas, para isso ele deve treinar bastante e todos os dias. Quando ele sentir que estes pulsos estão tão fortes pela dificuldade de unir as suas mãos, mesmo querendo uni-las, significa que já “está mestre” em canalizar esta energia e poderá mais facilmente entender as freqüências energéticas.

O dimensional perceberá também que o seu corpo possui “algo especial” que o mantém vivo – uma energia que o envolve e que a ciência nunca conseguiu explicá-la de maneira satisfatória. Apenas quando ele começar a entender o funcionamento destes vórtices de energia/chacras, é que ele vai entender como esta energia funciona.

Depois que ele aprende a gerar esta energia, ele pode movimentar os objetos, porque emitirá uma freqüência própria e às vezes movimentando-os até sem perceber. Este é o seu primeiro aprendizado para a manipulação das energias transmutativas – a transformação através dos pulsos magnéticos, que para gerá-los e manipulá-los deve mais constantemente fazer os exercícios específicos.

O dimensional deve também treinar este exercício não só com as suas mãos, mas também com os seus pés. Ele deve gerar este pulso magnético com os seus pés e se sentir como se estivesse levitando. Ele deve treinar bastante, para aprender a fazer os seus “próprios milagres” através destas técnicas. Quando o cérebro aprende, tudo fica automático.

O dimensional deve ainda fazer o trabalho de Sublimação, utilizando-se do lado direito do seu pescoço, que tem a Célula Energética – GNA. Para este exercício devem estar presentes homens e mulheres dimensionais, para que eles ativem três vezes o chacra frontal delas e depois encostem também o seu GNA no GNA delas, para que em ambos seja ativada esta energia poderosa.

Para ser manipulador de energias ele precisa ter organização, bastante dedicação, assiduidade e busca de resultados, porque só assim o que ele procura vai lhe acontecer, quando começará a sentir a energia das pessoas e então, poderá não só curá-las, como também fazer a sua própria cura.

Quanto mais o dimensional treinar, mais ele saberá como manipular e direcionar as energias. E a primeira freqüência que ele deve aprender a manipular é aquela oriunda de suas emoções.

Quando ele estiver abalado, ele deve respirar bem fundo varias vezes para oxigenar o seu cérebro, porque assim começará a melhorar. É muito bom também colocar as mãos no cardíaco, ativando-o, na medida em que vai mentalizando energias de equilíbrio. A cor da roupa não ajuda muito, portanto vestir de branco ou com qualquer outra cor não adianta, se ele não for realmente manipulador de energias.

O homem tem muito mais dificuldade de concentração do que a mulher, porque ele é mais disperso. E a mulher por sua vez é mais “teimosa”, porque ao ter uma opinião é difícil modificá-la, já que muitas vezes sua opinião é conseqüência de pensamentos quase obsessivos.

No momento em que o dimensional começa a desenvolver a telepatia, ele vai começar a perceber o que está aqui sendo mencionado e será uma fase muito complicada para ele, que muitas vezes o deixa um pouco desnorteado, quando alguém pode está lhe falando algo com um determinado sentido, mas pensando o contrário.

Assim, apenas quando ele desbloquear a sua freqüência para a telepatia, é que ele vai captar tudo o que uma pessoa está pensando e, quando também deve ter a maturidade para respeitar o que ela fala e o que pensa – o ser humano vivenciando no mundo do dual, é quase sempre contraditório.

O dimensional para se iniciar no exercício da telepatia, ele deve começar com uma pessoa conhecida, que com ela tenha afinidade, para que possa mais facilmente captar o seu pensamento. Então, sondando-a, ele com muito jeito vai perguntando para ela o que já captou, sem que ela perceba. Assim, ele vai confirmando a “leitura” que está fazendo desta pessoa e ao mesmo tempo em que vai reforçando a sua certeza, de que neste sentido é paranormal – que já consegue interagir consciente com o campo mental de uma outra pessoa.

Nesta ocasião o dimensional não deve perguntar de forma direta à pessoa sobre o que foi captado, porque com certeza ela se fechará ou poderá até mentir e, portanto ele ficará em dúvida se estava certo ou errado em relação ao que foi captado – e continuará também em duvida em relação à sua capacidade paranormal.

A captação telepática deve vir com uma certeza absoluta. Com o tempo o dimensional vai aprender a lidar com ela e vai perceber que não há como errar. Quanto mais certeza ele tiver mais “poderoso” vai ficando, na medida em que a sua percepção vai também se expandindo – e, quando ele vai ainda começando a ver formas, imagens e escutar sons.

Como exercício mental-vibratório o dimensional pode também fazer “uma bola de energia positiva” e enviá-la para uma pessoa à sua frente, que deve confirmar se a sentiu, se a recebeu ou não. Ele deve ainda fazer este mesmo exercício, mas agora se posicionando de costas para ela e enviando energia direcionada na direção do seu chacra básico, para que ela confirme ou não este recebimento energético.

Nesta aproximação físico-mental do dimensional com as pessoas, ele deve sempre como proteção, fechar antes os seus chacras (sexual, umbilical, plexo, cardíaco, laríngeo e frontal) no sentido anti-horário 27 vezes de baixo para cima, puxando a energia de forma ascendente até o frontal sem afastar as mãos do seu corpo. Ele deve fazer este exercício de preferência com a mão molhada, logo após o seu banho de todos os dias.

Como já mencionei antes, a primeiro procedimento que o dimensional deve fazer para manter o seu equilíbrio quando começar a desenvolver a telepatia, é não se importar com o que uma pessoa diz que muitas vezes contradiz com o que ele pensa. O segundo procedimento é ele ser curioso, mas eticamente comportado em função do que vai captar, portanto não falando (fofocando) para os outros, o que captar. O terceiro procedimento é ele estar sempre sintonizado com as Freqüências mais elevadas e originadas de planos com vibração mais elevado-sutil, com pessoas mais evoluídas e com os Seres Ultradimensionais – ele deve constantemente saber criar uma vibração mais elevada.

Outra coisa muito importante sobre energias. O dimensional não deve dar atenção para a sua “mente louca”. Ele não deve deixar que ela tome conta dele como “aquela coisa” desesperada na forma de compulsões, cismas e doenças, porque ele desenvolverá o pior: uma reação psíquica e químico-fisiológica.

O dimensional deve tomar diariamente em um copo de água a metade de uma colher de sopa de água oxigenada dez volumes. Esta mistura vai oxigenar o seu cérebro, as células do seu corpo e vai retardar o seu envelhecimento. A base do OX3 é exatamente essa. Com esta ingestão ele ainda vai aumentar a sua carga elétrica, a sua Energia Taquiônica, a sua libido e fazer a sua freqüência vibracional ficar bem alta.

Para fazer trabalhos com os Ultras, o dimensional deve criar um vórtice de energia, já estando mentalmente bem relaxado e em harmonia. Se ele não estiver nesta freqüência, deverá consegui-la através de um pensamento bem positivo, que nada poderá abalá-lo. Todos os Seres que com ele tem contato, eles são de alta freqüência vibratória e o avaliam. Se ele quer realmente o seu desenvolvimento mental-vibratório, ele deve levar a sério “o seu empenho de positividade”, que é decisivo para que os Seres possam ajudá-lo.

O dimensional deve sempre procurar ser melhor em todos os sentidos, para que os “Seres” possam ajudá-lo. Por exemplo, intuindo-o para que determinados livros cheguem às suas mãos e o esclareçam naquilo que ele está precisando para se orientar, etc. Os Ultras têm consciência máxima, estão sempre o avaliando, para colocá-lo num patamar vibratório e evolutivo muito bom.

O corpo do dimensional possui a freqüência vibracional ativa. Ele é formado de psicossoma (corpo e espírito) e também do duplo etéreo, que faz o seu corpo movimentar. Quando o corpo perde estas energias, ele é afetado de alguma forma e começa entrar em desequilíbrio.

O dimensional não é uma máquina físico-insensível – sem vida. Ele é constituído por vibrações que faz o seu corpo movimentar e se expressar com o que ele chama de vida, que deve ser considerada em primeiro lugar. Sem essa energia vital em seu corpo físico, ele nada seria, portanto deve “vivê-la” da melhor maneira possível. Ele deve priorizá-la, porque merece o melhor para si. Portanto, ele deve não só viver para o trabalho, mas também voltar para o seu mundo interior, que deve sempre estar em primeiro lugar. A vida de cada um é em todos os sentidos muito importante.

Às vezes eu saio do meu corpo e encontro com aqueles que já desencarnaram e que não querem ficar onde estão de jeito nenhum. Estes seres prefeririam estar vegetando nos hospitais físicos a terem morrido. Não existe nenhuma maravilha do lado de lá como dizem alguns. Quando a pessoa está no corpo físico, a sua chance de ter a transmutação é muito grande. Jesus quando teve na Terra, ele morreu e depois “ressuscitou”. Se o mundo em que estava fosse bom, ele ficaria nesta freqüência vibratória em ascensão e não teria transmutado.

Jesus para transmutar ele teve antes como ser humano, que treinar em relação à sua freqüência vibratória e aprender a manipular a sua energia, como agora o dimensional desperto está também aprendendo, quando treina para crescer em seu padrão vibratório e evolutivo – para que não tenha como Jesus a verdadeira morte.

Os Seres vão colocar o dimensional “energeticamente jovem” para a sua transmutação, mas ele deve paralelamente se cuidar muito em relação ao seu mundo mental, emocional e físico. Por exemplo, se a sua vida virou um “inferno”, com o seu casamento não sendo mais sustentável, que ele separe. Também, o dinheiro é muito bom para ele gastá-lo quando necessário e não para desgastá-lo – aprisionando-o e “infernizando-o”.

Ele deve aprender realmente se divertir. Não adianta ele fazer constantemente caridade para os outros, se nunca reserva algo bom para si mesmo, para a “auto-caridade”. Isso não é bom! Agrade sempre a si mesmo, divirta-se com o lado bom da vida. Ele não deve aceitar nada de negativo em sua vida, para que o seu padrão vibratório não caia. Porque se ele cair, acontecerá negativamente em sua vida o efeito dominó – tudo começa a dar errado para ele.

O dimensional deve em primeiro lugar cuidar de sua saúde, que é o máximo que ele pode ter em sua condição humana – possuidor de um corpo físico. Portanto, se ela for deixada de lado, ele será cobrado depois. Em seu corpo fica registrado tudo que ele criou e que não foi positivamente priorizado, quando deixou de gerar a necessária proteção energética.

Em relação aos exercícios físicos o dimensional deve trabalhar bastante em relação aos alongamentos. Existe a diferença entre o alongamento das ginásticas das academias e o alongamento da yoga. Este último é muito mais potente e auxilia na sua saúde e no seu rejuvenescimento. Mas, os ritos e exercícios tibetanos não são aconselháveis, porque abaixam a freqüência vibracional e prendem a kundalini.

Quando a freqüência vibracional do dimensional abaixar um pouco em virtude de seu cansaço físico-emocional ou por outros motivos, ele deve se trabalhar para se harmonizar e fique bem consigo mesmo. Também ele deve ter sempre a noção de que a energia “é burra”, portanto se o padrão que gera a sua energia vibracional está contaminado e oscilante, a freqüência que emite não lhe traz bons resultados e nem para os outros.

O dimensional deve se trabalhar em relação ao seu equilíbrio no sentido mais amplo, portanto deve se trabalhar em relação aos seus campos energético, físico, emocional, mental e espiritual. Para começar, ele deve fazer os exercícios relativos à telepatia, para que aprenda a entrar em ressonância positiva com os seus semelhantes e possa depois trabalhar em relação à Energia de Sublimação.

Quando o dimensional está desenvolvendo a sua capacidade telepática, ele cria o acoplamento de sua aura com a aura daquele com quem está se comunicando. E para o sucesso desta comunicação ele precisa relaxar bem o seu corpo, respirar fundo e deixar entrar a energia daquele com quem se comunica. Quanto mais rápida esta captação, é melhor, para que o seu subconsciente não fique “vendo coisas” ou fazendo “leitura” do que não existe.

Neste momento ele não deve usar o seu lado racional. Ele deve ter bastante confiança em si. E deve saber, por exemplo, que não há diferença em acertar números de 1 a 6 ou de 1 a 1000! Não importa os valores dos números para percebê-los – o “esforço” é o mesmo. Basta ter confiança em si, para que consiga captar tudo.

Também nesta ocasião ele deve ativar os seus chacras: frontal, laríngeo, cardíaco, plexo, umbilical, hepático, esplênico (baço), básico (sexual), umeral, coronário e o da nuca. Ele deve visualizar todos estes chacras bem brilhante-prateados e em expansão, respirar fundo e ir soltado aos poucos o ar dos pulmões.

O chacra é uma “pequena esfera” que gira no corpo do individuo e quanto menor o seu diâmetro, menor será a sua capacidade de captação da energia e menor será a concepção do seu campo energético.

Na medida em que o dimensional vai “aumentando” o tamanho dos seus chacras, ele vai captando mais energia e paralelamente vai expandindo-a. Portanto, ele vai fazendo que o seu duplo etéreo que o mantém vivo tenha mais vitalidade e tendo a sua capacidade mental triplicada.

Entretanto, esta expansão/captação ele não deve fazer em ambientes onde existem energias negativas e miasmas, para que não fiquem em seu campo energético/aura. Esta expansão quando feita dentro de casa, ele deve apenas fechar o seu chacra umbilical por sete vezes no sentido anti-horário.

O dimensional em sua condição humana vivencia em um plano de realidade – a terceira dimensão – constituído por largura/profundidade e que está “inserido” no que ele chama de tempo: espaço-tempo. E nesta realidade quando ele olha para o espaço cósmico, ele vê diferentes corpos celestes de varias cores e, inclusive, a luz daqueles que fisicamente já não existem mais. Vivenciar na terceira dimensão é muito complicado – e, nela entender o que é realmente “tempo”, é quase impossível.

A quarta dimensão é também para a mente humana “bem confusa”. Os Seres que vêm conversar com o dimensional, eles têm muita dificuldade para isso, porque devem se densificar para ser entendidos e isso não é uma tarefa fácil nem para eles.

Aquele que “dá abertura” para que as energias “entrem” nele, para que elas sejam corretamente absorvidas, ele tem uma capacidade mental muito grande, porque o seu cérebro é capaz de “pegar” as informações, elaborá-las e compreendê-las.

O que afeta muito o dimensional são os seus padrões de pensamentos repetitivos, que o levam a falar de sua mudança de comportamento, mas minutos depois ele está fazendo a mesma coisa e muitas vezes sem perceber. Quando ele está nesta situação tão automática, ela atrapalha demais a sua vida de um modo geral e particularmente o desenvolvimento de sua capacidade paranormal.

O que ele deve fazer realmente para elaborar melhor a sua vida e se desenvolver de maneira mais satisfatória o seu padrão vibratório e evolutivo é expandir a sua consciência, para que possa com a sua mente “mais limpa” possível, elaborar melhor o seu processo perceptivo. Este proceder penetra em sua alma e quebra a “barreira tridimensional”, que o impede de se sutilizar.

O dimensional deve evoluir, evoluir e evoluir!… E tudo o que ele aprende em relação à sua paranormalidade é para ele praticar e não apenas teorizar. Em relação à sua capacidade mental ele deve fazer acontecer! Ele deve treinar bastante os exercícios, tomar banhos frios, girar corretamente os seus chacras, “fazer” as bolas de energia e exercitar sempre a “mente positiva”, etc.

Agora que ele está começando o “bê-á-bá do despertar”, para que depois os Seres possam lhe ensinar mais sobre universos paralelos, governo oculto, energia escura, leis universais, etc. – informações que ele no momento nem imagina, mas que serão posteriormente transmitidas para ele.

O dimensional deve buscar mais alegria, mais felicidade, mais sucesso, mais prosperidade e tudo mais que ele puder alcançar. Ele não deve ficar preso apenas a uma informação, ele deve se extrapolar em relação às informações – ao que busca. Não há limites para tudo de bom que ele pode fazer e, portanto ele não deve deixar limitar por nada.

Ele deve ser sempre dinâmico, para que “as coisas” em todos os sentidos se movimentem para ele. Não há nada mais interessante para o dimensional quando ele começa a romper as barreiras da terceira dimensão. Por exemplo, quando ele começa a exercitar a sua capacidade paranormal de clarividência, que foi por ele marginalizada por muitos anos e que agora começa “abri-la” de forma clara e precisa – “sem ficar louco”.

Ele pode ver a vida de forma mais clara, ao desenvolver as suas habilidades mentais com o auxilio da concentração, que nada mais é do que prestar a atenção, dar realmente atenção àquilo que se está sendo vivenciado.

O dimensional deve imaginar/visualizar uma luz bem vermelha em seu chacra frontal e ao mesmo tempo deve ir inspirando para depois ir soltando o ar devagar dos seus pulmões – já “enriquecido” com as energias da felicidade, de harmonia e do amor.

Que ele tenha muita fé em relação ao que busca – fé que nada mais é do que confiança. E sendo confiante, ele tudo pode.

Translate »