Postado por

Pesquisador de Dakila – “O Diferente”

Pesquisador de Dakila – “O Diferente”
Print Friendly, PDF & Email

Na noite de 25 de maio de 2019, na atividade de campo de Juquitiba/SP, clarões iluminaram uma trilha dentro de uma mata, iniciando mais uma interação dos pesquisadores de Dakila com realidades paralelas e com este acontecimento encerrando a fase com os magnetóides.

O magnetóide é uma biotecnologia fornecida pelos mundos paralelos aos pesquisadores de Dakila, que se encontram em momento propício para o desenvolvimento de suas habilidades mentais (paranormais) e, entre elas o aumento de sua percepção/”visão” extra-sensorial.Na vibração do magnetóide cada um experiencia diferentemente um momento, que com ele alcança sua frequência quântica (mental) de mudança.

Esta biotecnologia “mostra-se” como uma antena de sintonia entre as realidades. Funciona como uma “ponte” com outros mundos, trazendo luz do conhecimento e da prosperidade material, àquele que física e mentalmente com eles interagem.

Ela proporciona àquele, que se impulsionando pelo seu coração e pela sua mente, possa vivenciar na realidade física sua condição de “diferente” e, com ela já em frequência mental acelerada e em outro nível evolutivo andar com suas próprias pernas, voltado ao seu compromisso de parceria com as realidades paralelas.

Nesta atividade de campo magnetóides físicos vibrando na frequência de propagação, foram ativados pelos mundos paralelos e entregues em uma gamela aos pesquisadores de Dakila, formados por grupos de pessoas com diferentes habilidades mentais.


Os magnetóides na gamela pareciam possuir entre suas fibras luz, dando-lhes aparência de também possuir três dimensões – Imagem de Dakila Pesquisas

Na gamela estas “minis antenas” como artefatos fotônicos vibravam dentro da Simetria da Matemática Universal, portanto na Frequência da Energia Suprema. Fisicamente pequeninos eram energeticamente vibrações gigantescas, como “ferramentas” propagadoras para a humanidade das frequências de prosperidade, de amor e de sabedoria/luz.

Nos magnetóides está inserida a tecnologia das partículas fotônicas, que será a tecnologia do futuro, mas que já é uma realidade para os pesquisadores de Dakila.

Com a entrega destes magnetóides encerrou uma fase e começa outra de treinamento para o manuseio do mesmo, trazendo benefícios àquele que irá manipula-lo, voltado objetivamente à população.

Os pesquisadores de Dakila que não puderam estar fisicamente presentes no momento desta interação para a entrega destas “minis antenas”, serão mesmo assim direcionados com este propósito vibracional (ou, de outra forma) pelos mundos paralelos.

A raça de Gêmus como está ligada à frequência dos magnetóides, ela que é a responsável pela sua entrega e pela sua distribuição. E na entrega destes estavam presentes observando cerca de dez deles.

Estas “minis antenas” que estão ligadas ao prolongamento de vida daqueles que as receberam, funcionam também para eles como antenas propagadoras e receptoras e ainda absorvedoras e acumuladoras de energias, tornando-os como “antenas pontes” entre a realidade física e os mundos paralelos.


Os seres de Gêmus são capazes com seus campos de energia “metamorfosearem” em corpos humanos e passarem despercebidos ou, “se envolverem” no campo de energia de alguém para moldarem sua fisionomia, com determinado objetivo. Mas, seus campos de energia podem ser detectados pelos pesquisadores de Dakila, se estiverem mentalmente preparados para isso. E, são eles que agora os acompanharão na realidade física. À esquerda imagem plasmada e filmada (à noite) de um ser de Gêmus e, à direita suas pegadas já densificadas deixadas na areia, em Minas do Camaquã/RS/BR, no dia 27/04/2013.

Os magnetóides agora entregues foram elaborados/produzidos dentro da Simetria da Matemática Universal, daí a importância de seu funcionamento ao vibrar sem interferência, “um percentual” da Frequência da Energia Suprema. Aqueles que os possuírem, também possuirão por sintonia esta energia, que nele vibrando, poderão propaga-la em tudo e em todos.

Estas tecnologias fotonizadas como “minis antenas” captam e propagam frequências positivas, através dos corpos daqueles que com elas estão fisicamente em contato e que vão paralelamente, os estimulando desenvolver suas habilidades extra-sensoriais.

Ainda, como fontes captadoras de frequências positivas, os ajudam a promover a estabilização de ambientes, ao neutralizar ou mesmo anular frequências negativas neles contidas.

Elas auxiliam seus portadores em todos os sentidos. Cooperam para estabilização de seus campos biomagnéticos, portanto cooperam para que estejam saudáveis em todos os aspectos.

Mas, o objetivo principal desta tecnologia é atuar como “instrumento vibracional” na frequência de propagação, possibilitando aquele que a possuir mesclar a energia de seu campo com a dos demais (inclusive, com a dos animais), emitindo-a como onda de propagação de seu universo (mental), para os universos destes outros em frequência que vibra eternamente.

Esta tecnologia como “instrumento vibracional” impulsiona e propaga as frequências da alegria, da prosperidade e especialmente a que estimula “sentimento de vida eterna”. Nestas frequências funcionando como “antena” de sintonia e também como onda propagadora estimulam as pessoas em sua caminhada na realidade física às mudanças de paradigmas. E quanto mais os dias passam, mais intensa fica neste sentido a atuação desta força.

Aquele que possui esta tecnologia, basta que ele a tenha próximo ao seu corpo para seu efeito vibracional persistir e, quanto mais pessoas nela tocarem, mas seu efeito propagador se fará.


Esta tecnologia já “inserida” em um artefato com ponta em latão banhado a ouro, mostra através dele a vibração do campo de energia e do estado físico das pessoas com a mudança de cor na ponta da seta (tecnologia dos mundos paralelos) – Imagens de Dakila Pesquisas.

Após o ano 2028 prevalecerá a tecnologia fotônica (voltada à luz, aos fótons), ficando as micro-ondas e também as ondas eletromagnéticas obsoletas. A tecnologia com as partículas fotônicas será a tecnologia do futuro. É bom lembrar, que o ser humano possui partículas fotônicas em seu campo biomagnético através dos trítios (um dos isótopos de hidrogênio da água).

Por isso quando chove e estando presente o magnetóide, é mais fácil visualiza-lo. É mais fácil enxergar a luz desta biotecnologia, através desse processo físico da natureza. A chuva traz os trítios e no contato com eles, fica facilitado o surgimento do magnetóide com sua fotonização e com ela sua visualização.

Mas, os mundos paralelos não dependem da chuva para o materializar. Eles possuem conhecimento desta biotecnologia, e sabem como utilizar da natureza para fazerem a fotonização acontecer, quando também fazem através dela a vegetação (mata) neste momento, como se incandescesse.

Por isso (e muito mais) as realidades paralelas mencionam, o que o ser humano tem como natureza pelos seus limitados cinco sentidos, é o que ele apenas supõe ser, sem alcançar a compreensão de sua “Outra Natureza”, a mais Verdadeira.

Os mundos paralelos interagem com as energias da natureza, com conhecimento que o ser humano ainda nem imagina, conduzindo-se dentro de outros fundamentos desconhecidos por ele, que possui a percepção ou a “visão” apenas pelo fisicamente enxerga..

Mas, os pesquisadores de Dakila já com outra compreensão e com outra percepção já começam a dar neste sentido seu salto quântico. Eles já começam tanto em seu campo mental/vibracional quanto em seu “campo intuitivo/espiritual” com a natureza interagir diferentemente, “vendo-a” se mostrar em sua “Verdadeira Natureza”.

Eles já começam a “vê-la” como uma luz muito forte ou como “algo” diferenciado. Como “um processo” que atuando de maneira mais intensa e diferentemente em seu metabolismo, os auxilia bastante nesta sua habilidade de interação através de seus olhos, mas ao nível de seu nervo ótico.

Na atividade de campo do mês de maio de 2019, em Juquitiba/SP surgiu em uma mata uma “luz fria”, em cor mais prateada/neon e uma luz vermelha como uma “labareda”, onde de dentro dela desenhou-se um contorno avermelhado/alaranjado a forma de uma tocha gigante, como uma versão diferenciada da energia crística.


Na atividade de campo no mês de maio de 2019, em Juquitiba/SP, surgiu uma “labareda” e dentro dela desenhou-se um contorno avermelhado/alaranjado a forma de uma grande tocha, como uma versão diferenciada da energia crística. A partir daquele momento, aqueles que a perceberam/”viram” por estarem em em sintonia (mental) à sua frequência, experienciarão momentos singulares, com o passado e o futuro para eles “se encontrando” no aqui agora – Imagem de Dakila Pesquisas

Os fótons em espiral que surgiram nesta atividade de campo, mostraram-se na forma bioplasmática, irradiando várias vezes uma chama em espiral (alguns movimentos em espirais) e, funcionando como energias moduladoras produziram silhuetas para os presentes, conforme “expectativa mental” de cada um deles.

Mostraram-se como frequências selecionadas ou, como luzes seletivas para cada um dos presentes, portanto com intensidades e percentuais diferentes relacionadas/ligadas à Energia Criadora (Energia Suprema). E por dezenove horas atuaram com intensidade total no campo de cada um deles, que sentirá sua intensidade cada vez mais acentuada com o passar dos dias.

Estas luzes fotônicas irradiadas os estimularam a se libertarem em todos os sentidos do Sistema (“Matrix”), que se acham nele prisioneiros. Libertarem-se de sua prisão intelectual, emocional, cultural e financeira. Durante as “explosões” destas luzes fotônicas (quatro ou cinco) quem as percebeu/”viu” em frequência de luz/cor vermelha ou ou alaranjada, foi estimulado caminhar na vida dependente apenas de si mesmo, caminhar com suas próprias pernas.

Estes foram ativados para desenvolverem suas habilidades extrassensoriais (quânticas), com efeito imediato sobre eles. Nesta ocasião alguns perceberam/”viram” ainda mais cores e outros menos, mas à medida que estes últimos forem desenvolvendo suas habilidades mentais, irão também as percebendo.

O efeito desta interação fotônica dura até 27 dias no campo de quem a viu como luzes/cores diferenciadas. Mas, é necessário que ele siga treinando, para potencializar ainda mais essa sua habilidade, que depende também de sua condição física, de seu biorritmo, porque cada um possui seu próprio processo metabólico.

O comum para despertar esta visão são três dias, mas com menos de 24 horas já foi o bastante para muitos, que estavam nesta atividade de campo enxergá-las como manifestações fotônicas diferenciadas.

Mas, independentemente do tempo de cada um para percebe-las, todos devem seguir treinando, potencializando esta sua habilidade mental, através de uma biomembrana existente em seu no globo ocular, que deve ser trabalhada/estimulada através do nervo ótico.

E assim, podem “enxergar” o que não é comumente visível e ainda ver na escuridão sem precisar de iluminação física. Esta capacidade está adormecida nos seres humanos, mas alguns animais já a possuem.

Nesta atividade de campo a frequência de luz (fotônica) atuou fisicamente no metabolismo dos presentes, ativando/potencializando ainda mais todas as células bastonetes de seus olhos, trazendo para eles o benefício ligado à habilidade extrassensorial de percepção/“visão” de outras realidades.

E com isso eles passaram agora a enxergar com mais facilidade “o mundo invisível”, que antes não o enxergavam, facilitando-os neste aspecto também, de agora em diante a capacidade de “visualizarem” aqueles que (mortos) estão no Anel 02.

Mas, existem ainda várias maneiras, para que seja acentuada ainda mais a capacidade de se visualizar frequências de luz de outas realidades.


Nas explosões das luzes fotônicas na atividade de campo de 25 de maio de 2019, em Jequitiba/SP, quem viu com sua percepção/”visão” luz/cor na frequência vermelha ou laranja, já é capaz de caminharcom suas próprias pernas e se libertar do Sistema (“Matrix”), que nele os seres humanos se acham prisioneiros – Imagem de Dakila Pesquisas

Aqueles que se encontram na realidade do Anel 02 e que alguns pesquisadores de Dakila com eles já interagem sem uma programação anterior, são os que fizeram a “passagem”, mas foram “reprovados” e estão aguardandooutra oportunidade de reencarnarem.

Outros que também já fizeram a “passagem”, mas foram “aprovados”, estão em frequência (vibracional) de realidade muito além e, por possuírem nível de consciência mais elevado/iluminado, não necessitam mais reencarnar.

Estes por possuírem condições vibracionais especiais (já transmutados), podem densificar seus corpos e conviverem com os seres humanos. Esta habilidade que é definitiva, vai neles cada vez mais se intensificando.

Os pesquisadores de Dakila interagem conscientes com outras dimensões, por já possuírem frequência mental mais acelerada e outro nível de consciência, que com eles já podem perceber (como habilidades mentais) formas como luzes/cores de outros e paralelos mundos, mas já sabedores que no final devem ser identificadas pelas suas frequências/vibrações.

O campo biomagnético externo na maioria deles já comumente vibra em sintonia à frequência da luz/cor prata, que está associada à sua proteção. Também em sua 3ª camada vibra a luz/cor vermelha (kundalini e energia do mental concreto), que lhes possibilita o poder de criação/realização na realidade física.

Eles devem agora nas atividades de campo aprimorarem suas habilidades mentais, exercitando-as em treinamentos específicos durante suas experiências de interação com os mundos paralelos. E, quanto mais exercitarem, melhor.

Um exercício para aqueles que agora se iniciam em sua percepção/”visão” das realidades paralelas, é simples, mas é eficiente. Eles devem observar um corpo inanimado ou vivo (preferencialmente), em frente a uma parede (pintada em cor clara) e tentar “ver” através dela a refração da luz que este corpo emite.

Devem olhar não diretamente, mas uns 10 cm de um dos lados dele e se este corpo for o de uma pessoa, olhar nesta mesma medida acima de sua cabeça, desfocando seu olhar em 45º à direita ou à esquerda e, neste ponto fixando-o sem piscar, por uns 30 segundos.

Com este exercício mesmo depois o corpo não estando mais onde estava, seu campo ainda ficará por um tempo projetado na parede. O desenvolvimento para aqueles que iniciam em perceber/”visualizar o campo biomagnético, pode-se dar desta maneira simples.

Com o tempo este processo de percepção mental não precisará do auxílio da parede e eles perceberão irradiando diretamente do objeto ou de alguém a energia de seu campo. E se desenvolverem esta habilidade poderão fazer “diagnóstico” das pessoas, sua frequência mental, suas intenções através de seus pensamentos e quais órgãos de seu corpo não estão fisicamente saudáveis, entre outras habilidades.

E mesmo que não treinem o suficiente para desenvolverem esta habilidade, não a perderão totalmente, sempre “enxergarão” um pouco o campo de energia dos objetos e o campo energético (biomagnético) dos seres vivos em geral.


No Recanto de Havalon, Corguinho/MS, são constantes os aprendizados, as pesquisas e as experiências voltados à manipulação de energias, com seus participantes procurando sempre os conduzir pela mente e pelo coração – Imagem de Dakila Pesquisas

Os pesquisadores de Dakila estão adquirindo habilidades mentais e com elas antecipação de seu futuro.. Mas, antes foram “mexidos” em seus campos de energia, portanto em suas frequências emocionais, níveis de consciência/razão, conhecimentos, capacidade intelectual, etc.

Eles estão no aqui agora, com a responsabilidade de ajudarem na construção de um novo tempo, para uma nova era dourada, dando continuidade ao que foi iniciado dois mil anos atrás.

Mas, agora vibram em frequência mental mais acelerada e procedem em outro nível de consciência. Eles são hoje “escolhidos” pelo seu compromisso de parceria com as realidades paralelas e “diferentes” pelo seu padrão mental evolutivo.

Quando Jesus Cristo desligou-se da terceira dimensão, foram seus apóstolos e discípulos que continuaram dando sequência ao que ele iniciou, mas não conseguiram mudar paradigmas forjados em conceitos carregados de preconceitos, não conseguiram com as informações e conhecimentos recebidos, mudassem a maneira de proceder dos seres humanos.

Mas, hoje são 144 mil que estão na Terra e alguns deles já agindo em sintonia menta/vibracional com suas “Placas Físicas”. Através delas sintonizam suas mentes e seus corações à própria Energia Criadora, percebendo porque vieram à Terra e o que devem em parceria com os mundos paralelos fazer, para poderem depois regressar à sua Origem e Verdadeira Realidade.

Jesus Cristo ensinou conforme a necessidade e o entendimento daquela época. Hoje o entendimento é diferente e as necessidades são outras. Também outros grupos estão recebendo as mesmas ou semelhantes informações que os pesquisadores de Dakila recebem, apesar de que para estes outros elas são transmitidas em situações diferentes.

Os pesquisadores de Dakila diferentemente dos estudiosos de outros grupos, quase tudo que lhes é passado pelas realidades paralelas, é passível de ser visto, porque é gravado, filmado, fotografado. É registrado e trazido à terceira dimensão, mas deve ser passado com cuidado por envolver em crenças das pessoas, que por outro lado não devem ficar alienadas, absorvendo a maioria das vezes o que lhe é induzido como verdade.


O acontecimento da madrugada do dia 17 para 18 de março de 2019, no Recanto de Havalon, Corguinho/MS, pode ser considerado (pelos pesquisadores de Dakila) início da Era Dourada, quando no meio de grande massa de nuvens sincronizada com o “1º Anel”, viam-se silhuetas, luminosidades e raios finos em direção aos presentes. Um “fenômeno” que foi aparentemente natural, mas não se mostrou dentro de leis físicas para a terceira dimensão, irradiando aos participantes “banho de luz” de intensa energia, principalmente àqueles mais compatibilizados à mutação genética ou, aos mais jovens como “geração dourada” que possuindo objetivo definido neste ciclo, proporcionam-lhes prolongamento eterno de suas vidas através de tecnologias como esta irradiação (salto quântico), que lhes foi enviada – Foto de Dakila Pesquisas.

Jesus Cristo pela maneira que foi gerado, não foi como as crianças são geneticamente geradas. O processo de sua “inserção física” para um mundo também físico assemelha-se de certa forma à de um “entrante”.

Ou, a de um ser de dimensão muitíssimo elevada que se colocou especialmente a serviço da humanidade e da Terra, para que ambos alcançassem através de seus campos de energia outro nível de frequência, além mesmo da quarta dimensão e chegasse à vibração da quinta dimensão, portanto saíssem da prisão vibratória da terceira dimensão.

Com este propósito quando Jesus dizia “Eu estou no Pai e o Pai está em mim (Jo 14,7-14)” ele já expressava esta consciência, que mais expandida sobre a Verdadeira Vida, com ela ancorava muitos de seus ensinamentos (parábolas) associadas à forma de viver do ser humano, mas sempre alinhada com o Sentido de Unicidade, portanto assim também como viver mais alinhado à Consciência Universal.

O momento pela qual a Terra e a humanidade passam em sua transição vibratória, estão presentes muitos “entrantes” em corpos humanos, com suas “inserções” quase sempre acontecidas em corpos ainda de crianças, que depois não conseguem compreender a falta de amorosidade comumente vista nos ambientes familiares, que neles fisicamente estão como “hospedes temporários”.

Eles possuem maneiras diferentes de ver a vida e o mundo, por isso suas ideias não são normalmente aceitas, tidas próprias de alguém sonhador, alheio à maneira humana de comumente viver, porque sua visão de vida é focada na dimensão/realidade que realmente pertencem. Há muito eles deixaram de possuir a sensação de pertencer a algo ou a alguém. São livres, por isso ensinam as pessoas a serem também livres.

Os entrantes não possuem a necessidade da sensação da disputa e da conquista física, que é própria deste mundo também físico e própria ainda de uma consciência que se move quase sempre impelida pela lógica e pelo raciocínio dos sentidos comuns.

Eles sentem realmente não pertencerem a família humana, que nela se acham momentaneamente inseridos (possuem seu próprio DNA, de sua matriz original), por isso não encontram nenhuma sintonia com a família humana onde estão.

Suportam o meio em que vivem, mas jamais por adaptação a ele. Suportam o “modus vivendi” humano por causa de sua consciência mais expandida, que nela insere o sentimento do amor universal.

Cada entrante com este nível de vibração e nesta frequência tem seu tempo de “se despertar”, de perceber o verdadeiro sentido de sua vinda à realidade física e com ele à sua verdadeira realidade divina cocriadora.

Neste momento em que percebem o motivo de suas presenças na Terra, começam a utilizar de suas habilidades mentais, conduzidas pelas suas mentes e pelos seus corações. E através deles irradiam a luz do conhecimento, valendo-se de seus temporários corpos físicos.


Cidade de Zigurats em construção. Cidade dos “diferentes” que em compromisso de parceria com os mundos paralelos, estão ajudando na construção de um novo tempo, uma era dourada – Imagem de Dakila Pesquisas

A Consciência Universal e Redentora de O Cristo “mostrou-se” em Jesus de Nazaré e, com ela mostrou-se na Frequência de Mensageiro de Deus, como o último que veio ensinar aos seres humanos alcançarem o prolongamento de suas vidas. Ensina-los a não morrerem, mas reviverem (ressuscitarem e transmutarem), conservando suas consciências.

Aquele que alcança a Frequência de Vibração de O Cristo como Jesus de Nazaré, ele alcança também a condição vibratória através da frequência do sentimento de eternidade, sem mais possuir a necessidade de nascer de morrer e ainda, podendo surgir e desaparecer o quanto quiser e voltar a este mundo em diversas fases, se também assim quiser.

Os “diferentes” se desta maneira se mostram, são pelas suas habilidades mentais e pelos seus compromissos de parceria com as realidades paralelas. Também porque pensam e agem diferentemente com alegria, vibrando com ela o sentimento de prosperidade, de fartura, em seu sentido mais pleno e não só físico.

 O ser humano comum experiencia uma constante alternância emocional, que é a razão de sua impotência e de seu sofrimento e que o impede sair da prisão que ele próprio nela se coloca.  Ele não sabe agir com sabedoria para caminhar pela vida na Linha B (Neutra ou do Meio), de suas Três Linhas da Vida ABC.

Também ele não sabe caminhar quando necessário pelas duas outras Linhas A (-) e C (+), sem se deixar afetar pelas energias que delas vibram e irradiam. Ele precisa com maior clareza não tanto mais humana, mas de um “entrante” ou de um “diferente”, escapulir da “Matrix”, que o condiciona a dissimular, mentir e enraivecer e assim, cada vez mais nela se aprisionar.

O “diferente” só se mostra assim, se diferentemente do ser humano comum se conduz com objetividade, norteia-se pelo equilíbrio emocional através de pensamentos e de atitudes com objetividade, com poder de realização.


O caminhar na vida física pelas Três Linhas da Vida – ilustração do Portal Pegasus

Aquele que já se despertou para sua verdadeira realidade multidimensional e divina, ele já é conhecedor da tecnologia mental da Boa Nova de Cristo, que com ela alcança a sua verdadeira riqueza e sua verdadeira abundancia, ao dominar leis para a terceira dimensão e dominar a matéria como cocriador para o objetivo almejado, inclusive para o de transformar o seu corpo em energia, como fez Jesus Cristo.

Ele deu seu exemplo ao alcançar a vida eterna através de sua ressurreição – ou, do reviver seu corpo físico, para logo a seguir transmuta-lo. Mostrou que tudo é possível àquele que crê ou, que foca sua mente com um desejar verdadeiro ao que busca.

Aquele que não se deixa vitimar pelos próprios pensamentos, ele se liberta, ao harmonizar suas emoções, que com elas vai transformando para melhor sua vida e a de outros. Liberta-se, por possuir “fé” (desejo profundo), mas com obras porque sem elas (sem agir) é estéril

Jesus Cristo foi aquele que “Venceu o Mundo”, por isso ostenta a “Tocha de Vencedor”.

Os mundos paralelos passam informações, que não devem ser esquecidas pelos pesquisadores de Dakila. Eles devem assimila-las e coloca-las em pratica. Comumente elas lhes são passadas, associadas às suas habilidades mentais (paranormais), portanto às suas condições de cocriadores.

E, estas informações com respectivas orientações serão passadas de maneira mais constantes até o ano de 2028. Serão transmitidas diretamente aos grupos de pessoas que constituem o Corpo atuante de Dakila, de acordo com as habilidades mentais de cada um deles.

Aqueles que já estão na frequência de sintonia com os mundos paralelos, interagem de pronto com eles. E os que não estão, demoram um pouco mais, mas com o tempo vão ajustando sua sintonia mental, que envolve sua frequência cerebral e que deve ser acelerada, para chegarem também a esta frequência de sintonia.

Aqueles que “já estão prontos”, já a fazem. Aqueles que não estão, terão que se ajustarem mentalmente e nivelarem com os demais, porque não tem mais tempo para nas atividades de campo, fazerem o necessário nivelamento mental ao restante do grupo em que pertencem.


Atividades de campo, Recanto de Havalon (antigo Projeto Portal), entre os anos 2001 e 2002. Mais informações no texto: “Dezoito anos atrás – início do Projeto Portal”, neste Site. Fotos de Antônio Carlos Tanure

No dia 19 de junho de 2019, ao escurecer no Recanto de Havalon, apareceu uma grande nave bioplasmada na frequência de luz/cor dourada – Nave de Ophiúchus “espargindo” a vibração na frequência da prosperidade para todos, que ali presentes a viram fisicamente, mas não registrada por filmadora com luz infravermelha.

Principalmente os Grupos Sublimação e Alquimia possuem a responsabilidade com aqueles, que no momento chegam em Dakila com luz em seus corações, mas que procuram também iluminar suas mentes com informações e conhecimentos dos mundos paralelos, que já os possuem os pesquisadores de Dakila.

Estes últimos devem antes de tudo ilumina-los com a sua maneira de proceder, sendo realmente “luz no velador” que ilumina a todos. Sendo exemplos através do que pensam e agem.

É hora de ação e os mundos paralelos através dos seres de Gêmus estão movimentando/intuindo neste sentido muitas pessoas de fora, para que façam parcerias com Dakila, proporcionando às ambas partes muitos benefícios.

Cada grupo em sua parceria com os mundos paralelos, deve utilizar suas habilidades mentais focando-se no interesse do momento, mas sem esquecer que a propagação da era dourada é o compromisso de parceria de todos, independentemente do grupo em que se acham.

Existem vários meios de propagar, de divulgar informações e conhecimentos através da Internet, pequenos encontros, palestras, etc. Cada um à sua maneira de comunicar deve levar informação e conhecimento às pessoas, utilizando-se de suas habilidades, para no final todos unidos realizem o que é preciso.

Os pesquisadores de Dakila devem significar “luz no final do túnel”. Eles devem significar luz de esperança no coração e na mente das pessoas, para que elas possam dar também seus próprios saltos quânticos, que mais fáceis acontecerão, se antes os primeiros como referencias já deram os seus, já pensando e agindo diferentemente como “super-humanos”.

A “relíquia” dos pesquisadores de Dakila é a Cidade Zigurats, a Perola do Universo. E, eles já pensando e agindo como “diferentes”, são as pérolas dos mundos paralelos, que os consideram especialmente assim, fornecendo-lhes informações, conhecimentos e biotecnologias.

Os pesquisadores de Dakila são o “Legado Vivo” (dos mundos paralelos) para um novo tempo que já se iniciou e que por isso devem ficar conscientemente atentos desta sua condição, inclusive tendo a consciência da necessidade de morar em Zigurats, somando-se com os demais que lá já estão.


Com uma visão de cima para baixo o traçado da Cidade Zigurats, mostrando em cada um dos pontos brancos deste gráfico construções (iglus) já presentes alí e no meio dele a marca da Grande Pirâmide, que já está com sua imensa base pronta e sobre ela já começam a ser erguidas as paredes – Imagem de Dakila Pesquisas

Os “diferentes” vieram para fazer a diferença e não para ser a diferença”. Esta reflexão deve retratar uma realidade e não uma utopia. Vieram para salvar vidas no seu sentido mais verdadeiro. Portanto, devem realmente dar passos mais adiante, em um momento que os seres humanos experienciam uma ocasião crucial de sua transição, com reflexos para eles tanto intelectual quanto emocional.

O pesquisador de Dakila dentro da Ciência Lilarial terá conhecimentos associados aos fundamentos da natureza, que com eles acessarão outras realidades, já sabedores que para acessá-las, é necessário antes existir como ponte o plano físico. E, se eles já estão em um plano físico, que é “porta de entrada” para estes outros e paralelos mundos, precisam apenas agora saber atravessá-la.

E alcançar estes planos superiores diz respeito à escada do prolongamento de sua vida, quando terá acesso para eles ou, até onde neste sentido puder chegar, como reflexo de suas ações na realidade física (3ª dimensão). Para a passagem definitiva a estes mundos superiores, ele precisa possuir não só o passaporte, mas também é necessário o visto.

O visto ele adquire através de ações concretas associadas ao seu compromisso, que se responsabilizou na realidade física realiza-lo, ganha paralelamente (em parceria com as realidades paralelas) possibilidade de se tornar cocriador

Aqueles que evoluem, só quando “vão em frente” procurando superar suas dificuldades. Vão experienciando-as e na medida que as vão resolvendo, vão paralelamente se iluminando. Vão literalmente clareando suas mentes e sobretudo, já possuidores das luzes do conhecimento e da sabedoria, vão propagando-as.

Sentir mais força, mais constante ânimo mesmo no meio de vicissitudes, é próprio do ser humano já “diferente”, que se impulsiona pela sua alma, para gerar energia necessária à uma longa vida.

Para gerar “luz” já presente na Placa Física daquele “diferente” que já a acessou, ele deve agora, já começar percebe-la na realidade física como uma “luz no final túnel”, estimulando-se, para se tornar “Vencedor”, sem mais sentimento de morte como final de vida.

Aquele que já acessou sua “Placa Física”, ele “poderá se tornar deus de si mesmo”, porque será capaz em sintonia e em frequência mental com ela alterar a vibração de seu campo de energia e, assim por si mesmo, modificar ou cessar o que está lhe incomodando.


Os “diferentes” estão no agora não para ser a diferença, mas para fazer a diferença em seu compromisso propagador, que dá continuidade ao que dois mil atrás iniciou-se com Jesus Cristo e, muitos deles já neste sentido estão agindo em sintonia mental/vibracional com suas “Placas Físicas”. Mais informações neste Site na Página O Portal e na Página Relatos com o texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Foto de Antônio Carlos Tanure

Aquele que se dispõe a prolongar sua vida, consumir alimentação saudável também ajuda neste intento. Seu metabolismo será avaliado pelos seres ultradimensionais, que informarão se ele está capacitado a ingerir o néctar do rejuvenescimento, para reparação e paralisação do processo de seu envelhecimento”.

O “diferente” ainda em corpo físico deve acostumar a pensar e agir movido pelos sentimentos de harmonia e de amor, energias que somam, que unem e, por isso, são constantes em realidades mais vibráteis, mais sutis e de mais luz.

O ser humano comum incapaz de dar seu salto quântico, mostra-se pelo que pensa com suas repetitivas ações. Sua vida é o que ele imagina e acredita, quase sempre dentro da Linha A de suas Três Linhas da Vida, quando procura até “se acertar”, mas movendo com insegurança e medo, entre outros de seus sentimentos negativos.

E assim, o mundo em sua volta é literalmente seu espelho, refletindo o que ele na realidade física repetidamente experimenta, sentindo-o como sua verdade, até alterá-la. Ele por gerar em seu mundo de emoções bloqueios e separações, nele se aprisiona. Apenas quando vai os eliminando, vai também se permitindo perceber quem é de fato e então, sua vida vai fluindo e se enriquecendo em plenitude.

Na escada evolutiva os seres humanos se situam em diferentes degraus. Assim, aquele com mais sapiência em degrau mais elevado deve quando necessário, orientar aquele outro em degrau mais baixo, ao o observar procedendo muitas vezes sem rumo, disperso, sem perceber o verdadeiro motivo de sua estadia na realidade física.

Aquele com mais sabedoria deve motiva-lo a subir os degraus desta escada sem mais perda de energia, para que ele faça sua escalada mais rápida. Faça-a com mais compreensão do porquê de suas experiências na realidade física e com ela adquirir percepção mais ampla do mundo onde no momento se acha inserido. Principalmente percepção de si mesmo que antes não a alcançava, em degrau inferior desta escada.

Ele agora com maior percepção, discernimento e sabedoria pode extrapolar velhos e radicais sentimentos, que antes o aprisionavam entre conceitos com sentimentos ora do bem e ora do mal, mas agora percebendo-os (seu verdadeiro sentido vibracional) como frequências energéticas positivas e negativas, poder se conduzir melhor pela vida na Linha B – do Meio/Neutra de suas Três Linhas da Vida, em sintonia (mental) às Leis Universais.

“Cada cabeça uma sentença”, este ditado está relacionado à personalidade de cada um. E, em relação aos “diferentes” mesmo em Dakila, estão presentes as personalidades 02 e 01. A primeira é destemida, executa e prospera, é cocriadora em sintonia mental com o novo. É a voz interior de cada um, que o conduz à sabedoria e paralelamente à sua consciência/razão A segunda é ainda medrosa, insegura e em teimosa sintonia mental com o velho, é puramente racional.

Aquele já realmente consciente de sua condição cocriadora, não mais se deixa seduzir por falsos sonhos no mundo dos sentidos e das sensações, que constituído por emoções dispersas mais iludem.

Aquele que se conduz na vida com pureza de propósitos, ele possui mais confiança em si mesmo e ausente de barreiras dos conflitos emocionais, abre com mais facilidade seus próprios caminhos. Ele já tem depositado em seu coração o sentimento de serenidade, que com ele caminha seguro em seu dia a dia.


O Renascer da Ciência Lilarial – Zigurats/Pesquisadores de Dakila – Foto de Antônio Carlos Tanure

O ‘”Vencedor” é aquele que se mostra como uma feliz e alegre criança grande (em estado de graça), caminhando pela vida de forma destemida e sem medo pela ausência do egoísmo e de arrogância.

Ele foca primeiro (mentalmente) em ser, para depois ter, conservando-se sua alma livre de um mundo comumente movido por excessivas disputas e conflitos.

Aquele que se deixa conduzir pelos seus instintos primitivos, seu fracasso é certo. Enquanto ele se conduzir voltado apenas pelas sensações e interesses do mundo físico, deixando de ser “diferente”, ele não alcança os objetivos do seu compromisso de parceria e não se torna cocriador.

E, a responsabilidade de seu compromisso ele só alcança com informação, conhecimento e aprendizado que vai em parceria adquirindo das realidades paralelas, para que possa ir subindo os degraus da escada evolutiva e gradativamente ir adquirindo níveis de consciência, que irão também o conduzindo a níveis de percepção mais amplos, inclusive para auto avaliar, transformar-se e poder buscar já sem empecilhos o sucesso final almejado, sua transmutação.

Com seus cinco sentidos comuns o ser humano “se põe” primeiro diante do mundo físico à sua frente para o experienciar e, só quando ele se exercita também com outros de seus sentidos (habilidades paranormais), utiliza-se de sua “mente quântica”, a partir da quinta camada de seu campo de energia.

Nesta frequência mental ele vai paralelamente alcançando níveis mais sutis de percepção, para sintonizar e interagir com outros mundos mais sutis e assim, aceitando-os como realidades energeticamente mais vibráteis.

E já em sintonia e interação com estes outros e paralelos mundos, já pode escutar em sua mente a sua outra “voz”. Sintonizar mentalmente com seu Corpo de Luz, que do futuro o orienta em outra frequência de vibração e o conduz com conhecimentos muito mais amplos, não mais pela lógica e pelo raciocínio inseridos dentro dos limites de seus cinco sentidos, que apenas experienciam em um espaço, que nele “se anexa” sensação de tempo.

Como já foi mencionado, o ser humano ao experienciar seu (ilusório) cotidiano, nele vivencia sentimentos constantes e alternados entre o que ele acha “bom/certo e ruim/errado”, ou respectivamente como “positivo e negativo” e, não os percebendo assim em seu verdadeiro sentido (vibracional) como forças interiores energético-antagônicas, não permite sua neutralização.

Ele as negando como parte de si mesmo, não permite verdadeiramente em suas “flutuações emocionais” a iluminação destas suas “sombras energéticas”, que para neutralizá-las precisa possuir sentimentos não mais conflitantes constituídos por dissimulações ou mesmo por mentiras, que o impedem se revelar mais unificado e iluminado à sua real identidade divina.


Entre os Mensageiros de Deus Jesus Cristo se mostrou o mais iluminado, dotado de sabedoria em sua conduta, conhecedor das leis do universo físico, da multidimensionalidade e como condutor especial dos seres humanos revelou para eles outras e diferentes verdades com sentido de eternidade. O ser humano não pode ser separado do Princípio de sua existência, da Energia Criadora/Deus. Ele não pode se separar do que realmente é, do fluxo da Consciência Divina que nele se acha inserido – Ilustração do Portal Pegasus

O ser humano constituído por sentimentos/emoções vai gerando seu “universo”, que pode interferir nos “universos” de outros seres humanos em sua volta. A “realidade” que ele depara cotidianamente é consequência das consequências de seus pensamentos, decisões e atos já instalados em sua mente (em seu “universo mental”).

 A mentalização é importantemente eficiente quando se pensa de maneira positiva, exercitando-se com mente amorosamente criativa, para que facilite a materialização do que se almeja. Aquilo que alguém colhe na vida, é o reflexo persistente do que ele pensa e age ou, do que mentaliza/gera em seu campo de energia, que agindo como um imã, atrai resultados ao seu favor ou contra.

Aquele que sabe se direcionar na vida, consegue materializar o que pensa, Ele já sabe controlar situações, que o levam a viver de maneira mais plena sem perda de energia ou, sem mais o sentimento de sofrimento por já saber alcançar seu objetivo.

O ser humano impulsionando-se pela sua inteligênciamesclada de curiosidade, vive em um mundo físico, que o experiencia através de seus cinco sentidos, quando pode construir várias opções de vida. Mas, se ele conduz sua vida com sapiência, ele possui uma só opção que com ela constrói e adquire uma única e necessária riqueza. Um só  “tesouro indestrutível e duradouro”, que realmente enriquece sua vida.

Ele torna sua vida um dinâmico conjunto de experiências, conhecimentos e aprendizados. Conhecimentos que o levam ao aprendizado último e mais verdadeiro de buscar a Luz Viva e nela assim se perceber inserido, já transmutado.

Aquele que no mundo físico busca este objetivo, ele pensa e age com o sentido de unir, somar e construir, ele é movido pela energia do sentimento do amor, guardado dentro de si como seu precioso tesouro, que dele já foram retirados os maus sentimentos.


Centro Tecnológico Zigurats – Imagem de Dakila Pesquisas

O ser humano sem mais o sentimento de julgamento de si mesmo e dos outros, ele possui a viva noção que suas experiências no mundo físico, são apenas trampolim em sua busca de outros e paralelos mundos.

O que a visão física alcança e aceita como real, não é alcançável pelo processo de percepção/”visão” mental, que “sintoniza/vê” outros mundos mais sutis com suas Leis e mostram-se em seu sentido vibracional mais verdadeiro, mostram-se mais sutis, com mais luz.

Quando se diz que no mundo físico “tudo é ilusão”, não quer dizer que as projeções mentais sobre o que se tem normalmente como realidade são ilusões. Quer dizer, todas as coisas que no mundo denso se mostram na rigidez de suas formas, dando-lhes a sensação de realidade, elas são ilusões de acordo com mecânica quântica, que diz ser de fato seu interior, um mar (emaranhamento) de energia disforme e não rígida.


Na madrugada do dia 30 de abril de 2018, com uma suave luz quase que invisível pairando sobre a superfície da Terra, as ondas moduladoras já estavam se propagando em consequência ao zumbido do dia anterior, como um ruído característico e constante, que se repetiu em espaços intercalados, marcando com sua presença o início de sincronização à “Janela”. Imagens de Dakila Pesquisas.

Ondas Moduladoras como fortes movimentos poderão também ocorrer uns dias antes ou alguns dias depois do dia 27 de julho de 2019, proporcionando àqueles que com elas estão mentalmente mais receptivos um maior nível de percepção, de intuição e de outras habilidades, mas se estiverem em sintonia às Leis Universais.

Também, para obterem efeitos positivos desta onda modular e transformadora, eles precisam estar fisicamente saudáveis e não acima do peso, se não alcançam seu efeito positivo (mesmo com nível de consciência expandido), porque seus campos eletromagnéticos não fluindo o bastante, não proporcionam carga interna em ritmo bioelétrico necessário.

Por outro lado, aqueles que estão abaixo do peso, têm também bloqueio elétrico nas sinapses geradoras de seu campo bioeletromagnético e com ele interferência em seu biorritmo, com as mitocôndrias em suas células não correspondendo e atrasando a saída da energia bioelétrica.

Aquele que está realmente consciente de se tornar cocriador, o momento para ele é agora com o prolongamento de sua vida e com a possibilidade de possuir infinitas e verdadeiras riquezas, na medida em que vai também se tornando propagador da era dourada, como um novo tempo.

A limitação do ser humano pela sua condição física e possuidor apenas de cinco sentidos não o permite entendimento e visão mais amplos. Limitação que comumente nele gera incerteza e, com ela a insegurança fomentadora de discussões ou conversações alongadas. Ele com excessiva cautela prepara-se demais, demorando-se em agir. Mas, este não deve ser o procedimento daquele que veio com o propósito de construir o novo.

Ele deve possuir agilidade em suas ações, direcionando-as e as multiplicando de várias maneiras com o sentido de construir. Mas, primeiro deve “se construir” por dentro, para depois construir por fora. E para o ajudar neste objetivo transformador, a Grande Pirâmide precisa estar 33% construída, para que a Sala da Iluminação entre em atividade. Antes disso, ela só será apenas uma sala escura.

Para que ela “se ilumine e irradie sua luz”, é preciso que pelo menos 1/3 da sua base esteja pronta, permitindo que nela a Energia Taquiônica faça sua conversão em espiral paralela, suba e desça.

Os vários grupos pesquisadores de Dakila devem se organizar em um só Corpo de Energia com o propósito de finalizar sua construção. Com este objetivo devem agir com prioridade, mas sem mais sofrerem interferências que suscitem desconfianças.


Por enquanto ilustração da Grande Pirâmide em Zigurats.. Com a sua construção os “diferentes” colherão os frutos conforme o Entendimento em seu Coração, a Sabedoria em sua Consciência e a Solução (finalmente) em suas mãos. – Imagem de Dakila Pesquisas

Na realidade física os seres humanos sempre caminham para frente e, se eles saem deste “script” e caminham uma determinada distancia de costas, regiões de seu cérebro associadas à sabedoria e nunca utilizadas, são nele naquele momento ativadas.

Mas, aqueles que já se mostram de fato “diferentes”, já possuidores de mentes aceleradas e já em outros níveis de consciência, eles sabem também transitar com suas mentes e não só com seus corpos físicos. E com elas caminham sempre e rapidamente para frente.

Movem-se não mais só na frequência de realidade de seu corpo físico, mas em outra frequência mais acelerada e mais verdadeira ou, na frequência de seu “outro corpo” (mental sutil), não tanto mais se limitando pelo espaço-tempo.


Recanto de Havalon, Corguinho/MS, espaço físico também dos pesquisadores de Dakila – Fotos de Antônio Carlos Tanure

Esta nova era é daqueles com determinação, com sentimento de prosperidade e de dignidade. Daqueles que também com “outra inteligência” voltada à verdadeira sabedoria, lhes permitirão bloquear o ciclo da morte, ao bloquearem o ciclo do envelhecimento e da ignorância.

“Estudem, pesquisem, desenvolvam” e se cuidem, porque chegou a hora.

Hoje a mecânica quântica demonstra que existe “algo” além do chamado mundo real, que não se pode comumente enxerga-lo. E nesse sentido, que Jesus Cristo em sua época procurou com outra linguagem informar.

Procurou mostrar que existem outras realidades e que também existem outras forças não fisicamente visíveis, mas podem ser constatadas pelos seus efeitos, quando ele criava e transformava a matéria, através de seus “milagres”.

Se ele falava de vida eterna, citando a ressureição, ele sabia que não havia morte. Ele sabia que apenas “se vai” em outra forma de energia desta realidade de existência para outra. “Desloca-se” com outro tipo de corpo para além do limite espaço-tempo ou, de um mundo mais denso para outros mais sutis, onde em energia/luz se existirá para sempre.

Em sua “Batalha de Vencedor” ele enfrentou antagonismos ao passar informações e conhecimentos àqueles que o escutavam, para que não mais focalizassem mental e emocionalmente no velho modelo, mas no novo absorvendo seus ensinamentos.

Hoje aqueles que labutam e que já começam também a se mostrar como “Vencedores”, são aqueles que se conduzem como “diferentes” por serem conscientes de um novo tempo – da era dourada como a Boa Nova de Cristo.

Fontes de pesquisas:
Apostila de maio de 2019 de Dakila Pesquisas
Apostila de Junho de 2019 de Dakila Pesquisas
https://pensopositivo.com.br/o-que-sao-entrantes/

Translate »