Postado por

Sacerdotisas Amazonas e os Mundos Paralelos

Sacerdotisas Amazonas e os Mundos Paralelos
Print Friendly, PDF & Email

De Eliane do Canto (elianedocanto@yahoo.com.br) – Abril/2006

Terceira visão na alquimia da mudança

A Era de Aquário que já estamos vivenciando é regida pela Energia Feminina e, portanto, é a Polaridade Negativa de Deus (a outra é o Masculino/Positivo) já Se manifestando em todo o Seu esplendor, com o objetivo de ampliar o nível consciencial da humanidade. As Amazonas, notadamente as suas Sacerdotisas, conheciam profundamente a manipulação das Leis Universais para a terceira dimensão, vibrando no Amor Puro com o intuito de moldar a consciência/razão e o corpo/espírito dos homens, deixando-os hábeis em suas faculdades mentais.

Para realizar a tarefa, estas poderosas alquimistas da kundalini precursoras da vinda de Cristo, tinham total controle e acesso aos Mundos Paralelos, de onde recebiam instruções e apoio, alterando o padrão vibracional do Planeta Terra. Elas possuíam facilidade de acesso às outras dimensões, seja através de portais ou pela própria inter-relação dimensional.

Por terem o necessário conhecimento cósmico para atuar na matéria, alterando seu padrão de redondo (a forma da terceira dimensão) para o padrão octaédrico ou o da sexta dimensão, as Sacerdotisas Amazonas possuíam padrão e vibração mental acelerada, que as permitia interagir não só com os Elementais, mas, de interagir também com os Guardiões de Portais e com seres de outras dimensões, que poderiam ter semelhança ou não com elas.

Entre estes Seres estão os Ultradimensionais de quinta dimensão, porém que interagem em todas as demais dimensões, alterando apenas seu formato, dependendo onde estão atuando. Na quarta dimensão possuem a forma oval, na quinta dimensão têm a forma discóide e na sexta dimensão apesar da forma compatível para ela ser octaédrica eles se apresentam na forma de trapézio. Eles são seres de elevada consciência, que voltaram a se manifestar fisicamente na Terra há cerca de dez a sete anos.

Na terceira dimensão os Ultradimensionais se apresentam com a forma redonda, são captados por câmaras com infravermelho ou por máquinas fotográficas como um pequeno sol, porque tem um grande campo vibracional e energético. Eles pensam, sentem, agem e interagem conosco. Possuem diferentes tamanhos e são como bolas de sabão coloridas. Em seu centro possuem um núcleo, de onde emitem luzes de diferentes cores, conforme a vibração ou a mensagem que querem dar. São constituídos por noventa por cento de energia e que os diferencia dos outros Seres Energéticos é a sua vibração (freqüência energética). Eles atuam no campo eletromagnético da pessoa, costumam levar informações aos Seres dos Níveis Superiores de Vibração, flutuam no ar e estando em toda a parte, gostam de se mostrar, quando a vibração do ambiente é positiva e alegre.

Os Ultradimensionais podem desaparecer ou aparecer instantaneamente e quando acontece um “flash” de luz acompanhado de um estalo, significa que neste momento com as suas presenças, está acontecendo uma interação com a quarta dimensão. Ao percebê-los a pessoa poderá sentir calor, sensação de vácuo ou um leve toque elétrico na pele.

Como os Ultradimensionais estão em uma alta freqüência vibratória e em um estágio energético mais perfeito de evolução, podem através dos seus núcleos se transformar, tomando a forma de uma silhueta humana, para que a sua interação com a pessoa aconteça de uma forma mais tranqüila. Eles podem também interagir/”falar”com ela através de um som/”voz” metálico e podem ainda reproduzir na forma geométrica ou de mandala a sua freqüência de onda.

Os Ultradimensionais quando emitem flashes de luz sinalizam mensagens. Geralmente quando emitem apenas um flash, estão dando como reposta o sim. Porém, se dão dois flashes, estão pedindo que fiquemos atentos e quando emitem três flashes, estão sinalizando o perigo. Quando piscam incessantemente, estão sinalizando que tenhamos atenção redobrada por causa do perigo eminente e quando não emitem flash algum, estão dando como resposta o não.

Também as cores destes “Seres” indicam mensagens. Se a cor for dourada indica boa vibração e o contato. Se a cor for verde sinaliza a cura. Se for violeta o contato é possível com a sua aproximação. Se a cor for prata indica boa vibração e a estabilização. Se a cor for azul mostra a estabilização geral e se ela for vermelha, sinaliza que a pessoa ou a situação estão sendo observadas.

Seus movimentos também “falam”. Por exemplo, se estão no solo e sobem até a altura do joelho de uma pessoa, indicam que a resposta à pergunta formulada é o não. Se eles sobem até a altura do seu peito, a resposta é o talvez. Porém, se sobem até a altura do frontal da pessoa, querem dizer o sim. O local para onde se dirigem, mostra onde devem ser feitos os trabalhos vibracionais.

Com outra freqüência e com outra competência os Seres Energéticos são constituídos cem por cento de energia. São bolas de pura energia ou luzes, que podem se transformar em imagens holográficas. Aparecem facilmente em fotos e filmagens. Podem se apresentar com o tamanho de uma bolinha ou com o corpo esférico com mais de vinte metros de diâmetro. Eles são seres imperceptíveis a olho nu devido sua rapidez de locomoção e são raras as pessoas que desenvolvem a capacidade de perceber a sua manifestação vibratória. Costumam “colar” na aura e no corpo físico das pessoas, trabalhando nelas a consciência/razão e quando eles se movimentam parecem um foguete, tamanha é a sua velocidade.

Estes Seres de Pura Energia são ainda bolas de luz de cor brilhante aperolada, podem acompanhar as pessoas, deixar no ar um cheiro semelhante ao do ozônio ou até de perfume e brilhar sem emitir flashes de luzes como os Ultradimensionais.

Os Elementais são seres representantes das plantas, da terra, do ar, do fogo e das águas. Variam de forma e de tamanho. Porém muitas vezes parecem bolas de energia densas, semelhantes às dos Enteais, porém menores. São Consciências de grande conhecimento cósmico.

Já os Enteais são os guardiões da natureza. Se a pessoa entra em uma caverna sem o consentimento deles ou se causa danos à natureza, eles tentam assustá-la, para que não faça nada de prejudicial ou pare com o seu ato danificador. Eles protegem a entrada das cavernas ou os locais onde não é permitida a entrada de estranhos. Ao vê-los, a pessoa não deve prosseguir. São também bolas de luzes grandes, porém mais densas que os Ultradimensionais e não tão brilhantes como os Seres Energéticos.

Para que a pessoa consiga “enxergar” estes “Seres” é necessário que ela saiba também interagir com outras dimensões, ativando a sua terceira visão através de treinamentos e exercícios. Inicialmente, é necessário que ela comece a visualizar a sua aura e, posteriormente, a aura de outras pessoas.

A melhor maneira de a pessoa desenvolver esta técnica de percepção é ficar na frente de um espelho na penumbra e olhar uns dez centímetros ao lado de sua cabeça, desfocando o seu olhar. Ela também pode tentar esta técnica em matas, parques e jardins, olhando para as árvores ou para as suas copas, desfocando também o seu olhar.

Com calma e treinamento ela começará a ver a primeira camada de sua aura, normalmente na cor prata ou verde néon. Nesta ocasião a sua aura será também “vista” como um contorno de uns dez centímetros mais ou menos ao redor do corpo físico. Treinando mais, a pessoa passará a ver as cores de sua aura interna e de repente, verá em flashes de luz os Ultradimensionais acoplados em seu campo energético ou presentes no ambiente. Estes exercícios devem ser feitos diariamente por cinco minutos. Eles podem ser feitos também na penumbra com outra pessoa, que deve ficar de costas para uma parede de cor branca, para que o dimensional tente visualizar irradiando dela as cores de sua aura.

Outro exercício que auxilia a pessoa ativar a sua terceira visão, é apertar levemente os seus olhos já fechados com os seus dedos indicador e médio. Mas, antes disso é interessante que ela se estimule fisicamente, pulando por um minuto. Nesta experiência ela primeiramente “verá” uma descarga elétrica do seu cérebro como se fossem pequenas luzes coloridas. Com o passar dos segundos a sua visão se estabilizará, provavelmente já com a sua terceira visão ativada.

As Amazonas atuavam em parceria com estes Seres, que as possibilitavam transcender a negatividade/densidade terrestres através dos sons de suas vozes (canto), alterando os seus corpos materiais para formas, que ressonavam em perfeita harmonia com o Cosmo.

Hoje, com a chegada da Era Dourada repete uma etapa na história da humanidade, que vive determinado evento cíclico num ir e vir dentro de uma infinita espiral evolutiva, já definida por Hermes Trimegistro quando mencionou: “assim como é no alto, é como está embaixo” e, no “milagre” deste Momento Divino caberá às mulheres descendentes das Amazonas, ativar/ desenvolver as freqüências emocionais do homem e alterar mais uma vez o padrão vibracional terrestre para a chegada da Era de Luz.

Translate »