Postado por

SEMINÁRIO VII

SEMINÁRIO VII
Print Friendly, PDF & Email

Quando estão “caindo” pedras ou está presente o cheiro de ferrugem ou o de ozônio, pode significar que está abrindo um portal, passando um ser de luz ou um objeto voando.

Em 2003 a Terra estará 30% a 40% dentro do cinturão de fótons. Por volta de 2010 será o auge dessa interação, pois ela estará totalmente dentro do cinturão de fótons.

A 3ª dimensão, por ser experiencialmente dual, é totalmente emocional. A 4ª dimensão em relação à 3ª dimensão pode ser classificada como 20% de emoção.

O destino do dimensional em relação ao seu carma (débito) e ao seu darma (crédito) pode ser manipulado através da sua simbologia. Todo traço reto e ponto representam crédito. Todo cruzamento de linhas e toda curva (aberta ou fechada) representam débito.

O indivíduo só sintoniza com a freqüência semelhante àquela em que ele estiver vibrando.

As galerias não foram encontradas anteriormente, porque aqueles que tinham ligações com elas no passado não estavam com as suas percepções extra-sensoriais ativadas para essa finalidade.

Para que as “placas” possam cumprir a sua finalidade, aquele que a acessar deve, antes de tudo, ter a percepção (intuição) para entendê-la (decodificá-la).

Quando um dimensional precisar da ajuda dos “seres”, é só sintonizar mentalmente com a vibração deles. Para isto, ele deve tentar trazer à sua mente, de uma maneira cada vez mais clara, a lembrança vibracional daquilo que ele percebe como a imagem de um “ser”.

Cada dimensional tem uma missão em relação à população, mas pode também ter um trabalho missionário, até mesmo em relação à pessoa que está próxima dele.

Já vibrando em um outro nível de consciência, os dimensionais devem fazer o trabalho de propagação. Para serem ouvidos, eles não precisam demonstrar poder paranormal, como o de entortar talheres, por exemplo. Cada dimensional tem o seu próprio talento, com ele que se expressará.

O subconsciente de uma pessoa abriga amplos recursos e se ela conseguir acessá-los, poderá atingir, conscientemente, vários níveis vibracionais, desde os de baixa freqüência, que são chamados de níveis do astral, até os de alta freqüência, conhecidos como níveis do mental.

Os Seres de Luz vêm trabalhando a freqüência dos genes energéticos, modificando-os, que há muito tempo foram colocados em muitas e muitas pessoas por seres de outros mundos, para que essas pessoas atuassem como se fossem seus receptores vivos de ondas, manipulando-as em função de seus desejos. Atualmente, esses genes revertidos são conhecidos como GNA.

Existem sete chacras principais que interagem com o corpo humano. O chacra coronário está no topo da cabeça, energiza e controla o cérebro e a glândula pineal. É nele que se concentra o máximo de energia, que flui como um funil para todo o corpo. O chacra frontal está na testa, entre as sobrancelhas. É ele que energiza e controla a glândula pituitária, os olhos, o nariz e também o cérebro. O chacra laríngeo está na base da garganta. Ele energiza e controla as glândulas tireóide e paratireóide, a garganta, a faringe e a laringe. O chacra do plexo solar está no peito, na área vazia entre as costelas, na altura do início do estômago. Ele energiza e controla o pâncreas, o fígado, o estômago, o intestino grosso, o apêndice, o diafragma, parte do intestino delgado, os pulmões, o coração e a temperatura do corpo. O chacra umbilical está no umbigo. Ele energiza e controla a parte inferior do intestino grosso, o intestino delgado, as glândulas supra-renais e também o apêndice. É o responsável pela vitalidade geral do indivíduo. O chacra básico está no púbis. Ele controla e energiza os órgãos sexuais, bexiga e as pernas. Ele é o centro da criação física. Os chacras das mãos estão no centro das palmas das mãos. Eles são a entrada e a saída de energia. O indivíduo ao ativá-los pode perceber energias sutis e também a aura de outra pessoa.

Cada um dos chacras tem o seu correspondente dorsal (exceto o coronário e o básico), situado na mesma direção do chacra principal. Eles têm o mesmo nome do principal, porém acrescentado com o termo dorsal, como por exemplo, para o chacra do plexo solar, diz-se chacra dorsal do plexo solar. Quando se faz a energização de uma pessoa, sendo necessário, deve-se colocar a mão direita no chacra principal (frente) e a mão esquerda no chacra dorsal correspondente dessa pessoa. Os chacras, vórtices de energia, estão sempre girando em um mesmo sentido e em uma mesma velocidade. Quando um ou alguns deles estiver girando em sentido oposto, devagar ou mais rápido em relação aos demais, o chacra ou os chacras que agem assim, estão em desequilíbrio, porque não estão alinhados em relação aos outros.

Para a manipulação das energias vibracionais é importante e necessário que as pessoas estejam em uma relação energética, como no caso de um dimensional em um trabalho de cura, que deve ter as suas energias compatíveis com a pessoa que está sendo trabalhada (curada) .

Uma pessoa que irradia energia negativa, ela possui pontos negros em sua aura externa, mesmo que eles não apareçam na foto. Normalmente, toda pessoa emocionalmente abalada, com problemas financeiros e sentimentais pode assim mesmo, apresentar uma energia negativa.

Qualquer indivíduo possui a energia de cura, que é captada e armazenada no seu frontal por estímulos emocionais ou sexuais. Emocionalmente, este tipo de energia é obtido na vida diária da pessoa, com os sentimentos comuns do seu cotidiano e até daqueles que ela não tem consciência, mas que estão produzindo este tipo de energia.

As emoções podem ser boas ou ruins, não importa. Elas se transformarão em energia positiva do mesmo modo, quando usadas para qualquer trabalho de harmonização. A energia de origem emocional dura até sete dias.

É com o ato sexual que normalmente começa na terceira dimensão o início do que chamamos de vida. Quando ele é praticado com amor, a energia proveniente dele pode ser ampliada, acelerada e até mesmo armazenada por até três meses.

O cérebro em funcionamento emite ondas e elas podem vibrar nas freqüências beta, alfa, teta ou delta. A freqüência beta está associada ao estado de vigília e aos cinco sentidos. Nela, a freqüência de rotação do cérebro está entre nove e quatorze ciclos por segundo. A freqüência alfa é o nível da criação, que se faz pelo desejo e pelo pensamento e onde se pode expressar tanto o consciente como o inconsciente. É ainda o nível da programação dos sonhos. Nela, a freqüência de rotação do cérebro está entre cinco e oito ciclos por segundo. A freqüência no nível teta é a do sono profundo, quando acontece aquele relaxamento que satisfaz o corpo e a mente. Nela, a freqüência de rotação do cérebro está entre dois e quatro ciclos por segundo. A freqüência delta é o nível da inconsciência, onde movimenta o subconsciente e onde se expressa o que é chamado de mundo espiritual. Nela, a freqüência de rotação do cérebro está entre um décimo e um ciclo por segundo. Nestes quatros níveis mencionados anteriormente, o cérebro trabalha com freqüências muito lentas, o que não deve mais interessar aos dimensionais, que já têm as suas mentes trabalhando permanentemente em estado de concentração alterada.

No plano mental o indivíduo/dimensional pode exteriorizar conscientemente a energia mental/vibracional, desejando que ela se manifeste e que realize efeitos físicos. Neste caso, a energia vai além do campo energético do indivíduo, quando ele a manipula conscientemente e à distância, fazendo-a atuar na matéria ou na mente de uma outra pessoa. No mental os resultados são praticamente instantâneos, com a mente do indivíduo funcionando em ritmo acelerado.

Logo acima de beta começa a freqüência do nível mental. O mental superior é a primeira freqüência deste nível e onde ainda acontecem algumas manifestações que são também do astral, como o desejo, a projeção, a telepatia. Neste nível, o subconsciente emite energia apenas para dentro do campo energético da pessoa, ou seja, para dentro de um raio de ação de seis a sete metros de circunferência, a partir do seu corpo. Nesta freqüência, o cérebro apresenta uma rotação de quinze a vinte ciclos por segundo. O mental físico é a segunda freqüência deste nível e onde se realizam os fenômenos físicos, como entortar e quebrar talheres, levitar objetos e influenciar pessoas, causando-lhes sensações ou mudando os seus sentimentos e os seus pensamentos, entre outros. Nesta freqüência, o cérebro apresenta uma rotação de vinte e um a vinte e seis ciclos por segundo. O mental dimensional é a terceira e a última freqüência deste nível, onde o indivíduo já interage com outras dimensões, podendo transitar por elas já com o seu corpo físico. Neste nível, a pessoa pode materializar e desmaterializar objetos, inclusive pode desmaterializar até o seu próprio corpo. Nesta freqüência, o cérebro apresenta uma rotação de vinte e sete a trinta e dois ciclos por segundo.

Na “linguagem mental” o desejar profundo significa que o indivíduo não deve jamais duvidar de que o seu desejo se realize. Ele deve trazer mentalmente a fonte do seu desejo para dentro de si, ou usá-la mentalmente, se for o caso. O indivíduo deve “ver” materialmente o objeto ou a circunstância que deseja já fazendo parte de sua vida, como algo conquistado e definitivo. Isto deve ser feito em um estado de total consciência, sem relaxamento, o que significa que a mente do indivíduo deve estar em um estado constante de concentração alterada. Qualquer alteração no corpo energético de uma pessoa refletirá no seu corpo físico.

A aura tem varias cores, sendo as mais comuns: a dourada, a azul, a violeta, a lilás, a prateada, a vermelha e a verde. A cor dourada, entre outras coisas, indica alto grau de espiritualidade, de compreensão, de intuição, de percepção e mediunidade. Quem a possui consegue passar uma vibração positiva para as outras pessoas e ela pode ficar a vida inteira no corpo físico das pessoas. A cor violeta significa uma pessoa com as suas faculdades mentais já avançadas. O indivíduo pode ficar com a sua aura violeta por toda a sua vida. É a cor da transmutação, das mudanças. Ela favorece a reciclagem geral na vida das pessoas. Vibrando na freqüência violeta, o indivíduo pode mudar a sua vida e a dos outros. A cor lilás tem praticamente o mesmo significado da cor violeta, mas a pessoa que a possui tem um grau avançado de “espiritualidade”. É a cor que também atrai os bens materiais. Tudo que o indivíduo pensar ou querer, acaba acontecendo. Ele nem precisa se esforçar, o acontecimento vem ao seu encontro. Esta cor fica durante cinco anos em torno do corpo físico do indivíduo, depois desse tempo ela muda para a cor violeta. Essa freqüência vibraciona muito as glândulas, dando ao indivíduo um equilíbrio também muito grande. Se a aura for totalmente prateada, indica um alto grau de mediunidade, de sensibilidade, de energia muito forte e de muita espiritualidade. Se uma pessoa só tem alguns pontos prateados na aura, indica que essa pessoa é mentalmente pouco desenvolvida ou é um espírito de pouca luz. A cor prateada é a cor das pessoas que nasceram após 1971. É a freqüência da vibração universal, em que todos têm que vibrar. Os mais jovens que a têm automaticamente não estão livres do seu carma gerado pelas suas atitudes passadas de desarmonia. Os que estão nessa freqüência são mais fáceis de evoluírem e já têm a vibração de contato. As pessoas mais idosas, que nasceram antes de 1971, podem adquiri-la pela sua própria evolução mental/”espiritual”. A cor vermelha indica paranormalidade muito forte, muita energia. A freqüência do vermelho atrai irritação e chama a atenção. A cor verde é a freqüência da cura. Se esta cor aparecer na aura da pessoa à sua esquerda, representa que ela tem energia de cura acumulada. Se ela estiver à sua direita, representa que está sendo curada. Agora, se ela estiver ao mesmo tempo nessas duas situações, a pessoa tanto tem energia de cura como está sendo curada no momento. A freqüência verde é curativa, porque interage na reorganização do campo energético de cada ser vivo. Na freqüência do amarelo expressa a esperança, porque o campo extra-sensorial do indivíduo, que está ligado diretamente ao desejo, é a sua fonte geradora de energia. Pontos amarelos na aura representam que os seres angelicais estão em volta do indivíduo protegendo-o. A aura de cor azul pode ficar no corpo físico da pessoa só por dois anos, porque depois desse tempo ela começa a influenciar a sua vida, marcando-a com altos e baixos, ora melhorando-a, ora piorando-a financeiramente. Em relação à saúde, a freqüência no azul afeta nos homens a coluna, os rins e a cabeça. Nas mulheres, afeta mais a garganta e os seios. O prazo máximo aconselhável, para remover a cor azul da aura é cinco anos. A freqüência da cor azul desorganiza outros campos vibratórios, como se fosse para abrir varias janelas para outras esferas.

Através da aura interna pode se fazer um diagnóstico, observando os pontos de oscilações coloridos que indicam naquele momento os locais vulneráveis do corpo físico. A aura interna tem de dois a vinte e cinco centímetros de espessura. Apenas dois fatores podem desestabilizar a aura: o primeiro é uma perturbação emocional muito forte e o segundo é praticar o ato sexual mais que três vezes ao dia. A aura do indivíduo deve sempre ser estabilizada antes de qualquer processo de energização, o que pode ser feito através de um choque térmico provocado por uma ducha de água fria escorrendo da sua cabeça aos seus pés, com a duração de acordo com o tempo vibracional da Terra no momento. O banho higiênico, com sabonete, só deve ser tomado trinta minutos após ou trinta minutos antes do banho térmico. Se a aura de uma pessoa estiver estabilizada, ela não capta energia negativa de outras pessoas, de locais ou de objetos, mas se ela não estiver, a pessoa capta e sente imediatamente a desarmonia dessas situações.

Para que se possa fazer uma leitura e uma interpretação correta da aura de um indivíduo, é preciso que se treine bastante e constantemente, pois é só com o tempo que se conseguirá fazer uma leitura eficiente dela. Ao se diagnosticar pela aura, tanto pode se fazer pela visualização da aura interna como da aura externa.

Através da aura interna pode se fazer um diagnóstico, observando os pontos de oscilações coloridos que indicam os locais do corpo físico que apresentam fragilidade, naquele momento.

Em uma leitura de aura, os pontos vermelhos indicam infecção e se eles forem de uma cor mais intensa indicam uma infecção ainda mais grave. Se os pontos forem espalhados e descontínuos, indicam que está iniciando uma inflamação e se eles se apresentarem claros demais, pode significar falta de energia e que aquele ponto do corpo estará mais vulnerável à penetração de germes ou energias negativas. Eles aparecem apenas em órgãos que estão comprometidos e são vistos sempre na aura interna. As doenças da parte psíquica podem ser também diagnosticadas pelas oscilações da aura interna. Neste caso, elas se apresentam na cor azulada e são vistas especialmente no chacra do plexo solar, indicando que a pessoa está abalada emocionalmente. Mas, se esta cor aparece em outros chacras, como no chacra laríngeo, está mostrando que na garganta dessa pessoa tem um distúrbio proveniente de um desequilíbrio emocional.

O indivíduo deve inicialmente fazer os contatos só no plano físico, até que ele tenha um outro tipo de preparação mental. Enquanto isto, os contatos devem ser considerados somente aqueles que podem ser provados através de fotos e filmagens.

Os “seres” quando “aparecem é com o propósito de despertar o indivíduo e quando “falam” é para orienta-lo. Eles são amorosos, carinhosos e podem auxiliar o indivíduo a interagir com o seu Eu superior e a conseguir o seu arquivo cósmico. Todos aqueles que têm a consciência e a responsabilidade deste momento, devem mentalizar “positivamente” para que os contatos não tenham interferências vibracionais de pensamentos negativos (não harmônicos), que venham a interferir “negativamente” neles. Os “seres” de uma maneira marcante mostrarão porque vieram e deixarão transparecer que “vieram” para ajudar, cooperando na ativação e no despertar do maior número de pessoas para que tenham uma nova consciência compatível com a 4ª dimensão.

Toda manifestação extraterrestre, seja ela um Ser de Luz, uma nave ou um ser físico, quando ocorre e se movimenta, o indivíduo deve ficar parado. Apenas quando ela parar é que o indivíduo pode movimentar-se, fotografar ou filmar. Obedecendo a esta regra básica, a manifestação poderá vir ao encontro do indivíduo ou permitirá que o indivíduo vá ao seu encontro. Estes seres podem desaparecer ou aparecer instantaneamente, quando nota-se um “flash” de luz acompanhado de um estalo, significando este momento está tendo uma interação com a quarta dimensão.

Quando um portal se abre, é visto um “tubo de luz” que dura mais ou menos um minuto e de onde vêm ao encontro do dimensional “corpos de luz” dourados, vermelhos e mesmo prateados. Os “seres” na freqüência da cor vermelha são observadores e os “seres” na freqüência da cor dourada “conversam” , passando informações. Esses seres nunca aparecem por acaso, sempre surgem por um motivo maior, mesmo que o indivíduo no momento o desconheça. A “linguagem” desses seres é vibracional, é única e por ser universal ela é “entendida” e se expressa por telepatia.

Quando o indivíduo/dimensional está perto de manifestações luminosas que se mostram como naves e sondas, ele pode sentir a vibração e o som que elas emitem e também, admirar as suas evoluções. Algumas naves e sondas se mostram fixas no firmamento como se fossem estrelas, mas ao serem olhadas e mentalizadas, podem se “mostrar” locomovendo-se para a direita, para a esquerda, para cima ou para baixo.

Os “guardiões da natureza” guardam as galerias (dos arquivos), portanto, só entram ali os que têm a sua “autorização”, apenas aqueles que têm uma freqüência vibracional compatível com o local.

O cotidiano do indivíduo é vivido na freqüência beta, na freqüência de nove a quatorze ciclos por segundo. Abaixo desta freqüência é viver no astral.

Quanto mais rápido o indivíduo pensar e raciocinar, quanto mais rápida for a sua freqüência mental, com as suas ondas cerebrais pulsando mais rapidamente, maior será a sua energia vibracional e mais controle sobre si mesmo ele terá. O inverso disto é direcionar para o astral. Entretanto, deve ser evitada uma aceleração “estressante”, que aumenta a freqüência cerebral do indivíduo do seu nível beta, mas que pode levá-lo à esquizofrenia e mesmo à loucura. Este tipo de aceleração tem que ser evitada.

Quem está em uma freqüência vibracional maior, tem uma ascendência vibracional sobre quem está em uma freqüência menor.

Como só um terço da população humana é dimensional, apenas cerca de dois bilhões de pessoas têm a capacidade extrasensorial ativa ou têm as condições para que ela seja ativada. Os outros dois terços, os indivíduos/planetários, não têm possibilidade de desenvolver a sua mente neste sentido, porque ainda não evoluiu no plano dimensional, no plano paralelo e por isto, estas pessoas têm dele apenas um conhecimento limitado. Futuramente, com o auxílio dos dimensionais eles poderão acessar o Mundo Paralelo, em um acesso já consciente.

As letras que estão vibrada no platô e nas marcas, na Fazenda Boa Sorte/MS-BR, estão intuitivamente ligadas à memória cósmica dos dimensionais. Os símbolos e as letras encontrados nestes locais identificam os dimensionais de uma mesma raça.

São sete as glândulas do corpo sutil. Nem todas as glândulas do corpo físico têm correspondência de função no corpo sutil, como também, às vezes, partes da endocrinologia sutil não se fazem corresponder no corpo físico. A glândula pineal é a que permite ao indivíduo atuar na matéria, possibilitando que ele torça, quebre e mesmo levite objetos. Uma patologia física que se manifeste nesta glândula, traz conseqüência para o plano sutil do indivíduo, não permitindo que ele alcance os seus objetivos na vida, pois as suas conquistas no mundo físico se tornarão limitadas. A glândula pituitária, no indivíduo, está ligada à percepção de espaço/tempo, permitindo-lhe o acesso ao passado e ao futuro, bem como lhe proporciona condições para as desmaterializações e as transmutações. Se esta glândula ficar fisicamente comprometida, assim também ficará no plano sutil e esta disfunção causará a estagnação evolutiva do indivíduo. A glândula tireóide se for bem trabalhada na mulher, deixará o seu corpo mais sutil e poderá lhe proporcionar equilíbrio aos estímulos sexuais. Esta glândula proporciona à mulher 70% da sua coordenação motora; é ela que aumenta a sua capacidade criativa. No homem, a glândula tireóide atua quase que só na sua parte sexual (90%). Ela lhe permite ter a clarividência e todas as outras suas percepções extra-sensoriais. Uma patologia nesta glândula, principalmente na puberdade, pode causar tanto na mulher como no homem sonolência, tendência a desmaios e retardo mental. A glândula timo é a responsável pelas emoções e os sentimentos do indivíduo. Ela controla o emocional e a capacidade de sentir. A lesão física desta glândula reflete no plano sutil do indivíduo, manifestando tendências à frieza, ao desequilíbrio, aos atos impulsivos e violentos, que podem levá-lo ao suicídio ou ao homicídio. A glândula supra-renal, no indivíduo, é a principal glândula do corpo sutil. Ela é a responsável pela formação do cérebro na fase embrionária. No indivíduo já adulto ela proporciona uma atividade cerebral saudável. Mesmo que as atribulações da vida gerem, no indivíduo, problemas psíquicos, ele só ficará realmente com uma patologia mental grave se houver uma disfunção endocrinológica desta glândula ao nível do seu corpo sutil. A esquizofrenia é uma alteração cerebral provocada pela disfunção desta glândula, que compromete a encarnação do indivíduo e, portanto, a sua evolução. Ela ainda está relacionada com a atividade sexual do indivíduo, e todos aqueles que nasceram com a aura prateada, depois de 1971, já possuem normalmente a condição necessária para o uso da energia vibracional. O apêndice funciona como uma “válvula”, onde são elaboradas as informações recebidas pela pineal, que ali são processadas e ampliadas, equilibrando as polaridades positiva e negativa que são enviadas como descargas eletromagnéticas atuantes na matéria. As pessoas que retiraram o apêndice ficam com a capacidade limitada de realizar efeitos físicos e, quando elas conseguem realizá-los, são de pouca duração e intensidade. Essas pessoas, em virtude de sua baixa vitalidade, têm menor resistência, o que lhes dificulta alcançar as suas metas e de convencer outras pessoas a se envolverem em projetos que elas desenvolvem. Como têm normalmente bloqueios, o seu fluxo de energia vital não escoa continuamente, o que lhes acarreta uma certa insegurança no tocante à sua capacidade de realizar o que almejam. Ainda têm dificuldade de sociabilidade e de sentimento, com uma vida de altos e baixos. Entretanto, todo o desequilíbrio dessas pessoas acabará se elas refizerem energeticamente o seu apêndice a cada três meses, três vezes seguidas. O cóccix equilibra todas as glândulas. Quando recebe a energia proveniente delas, ele redistribui essa energia para todas as células do corpo humano. Quando uma pessoa tiver uma sensação de calafrio que vem do seu cóccix, provocando-lhe um tremor súbito, é um sinal de desequilíbrio energético. É neste ponto, no cóccix, que a energia da kundalini é regulada e distribuída. Qualquer lesão ali provocará uma disfunção energética, levando a pessoa a ficar com as mãos frias ou quentes e com forte sensação febril.

As lâminas são os estágios evolutivos da alma humana e fazem parte do padrão evolutivo de cada ser humano. São sete pares de lâminas. No ser humano, cada par de lâminas está relacionado com uma determinada glândula do corpo sutil. Elas se desenvolvem energeticamente no indivíduo até a idade de trinta e sete anos; a partir desta idade elas apenas continuam manifestando-se. As glândulas são muito importantes, influenciam a parte evolutiva e física do ser humano. Todo o universo físico se expressa na bipolaridade, comumente chamada de positiva e negativa.

O ciclo completo de reencarnações de um ser humano é correspondente aos seus sete canais ou pares de lâminas finalizadas. O Cosmos nos dá até quatorze oportunidades para sairmos da freqüência da terceira dimensão.

Em uma só vida a alma humana pode avançar evoluindo e aprendendo, o que seria necessário em muitas reencarnações ou a muitas lâminas finalizadas. Entretanto, o indivíduo pode estagnar, não evoluindo e esta sua atitude não é cósmica, é um retrocesso.

Para concluir, são sete estágios para que a alma humana alcance a quarta dimensão. O último estágio, antes que ela realize este seu ingresso evolutivo como já foi mencionado, é passar com harmonia pelo sexto par de lâminas, passar precisamente pela décima terceira lâmina, a lâmina da bipolaridade. É neste estágio que o ser humano deve vibrar com muito equilíbrio, porque é nesta freqüência evolutiva que ele está com as suas polaridades positiva e negativa quase unânimes.

Os dimensionais que não se densificaram na matéria estão ajudando os seus “irmãos” que corporificaram e que estão aqui em missão, inclusive orientando-os por telepatia o que devem fazer, para que se despertem e para que despertem também os outros dimensionais que, anteriormente aqui chegaram.

Os indivíduos/planetários são matéria e consciência racional. Os dimensionais têm sensibilidade, percepção e intuição.

Os dimensionais no corpo humano têm características de várias raças, porque, apesar de serem dimensionais no seu corpo etéreo, fisicamente incorporaram os traços da população que já se encontrava aqui.

As “placas” foram colocadas em um lugar seguro para que o dimensional já em um corpo humano tivesse acesso a elas entre os anos 2.000 a 2.011.

A máquina que tira a foto da aura foi adaptada para identificar a fusão da aura interna com a aura externa. Aquelas pessoas que chegam a um padrão vibracional para um contato de 3º a 5º graus, apresentam nas suas auras a cor violeta ou a cor vermelha. Na cor violeta vibra também a freqüência da transmutação e na cor vermelha, a característica da paranormalidade.

Através do Cinturão de Fótons o ser humano começará a viver um intenso momento de interação. Ao buscar a sua Luz Interior, exteriorizará a sua Verdade Divina.

A nave do GNA é uma nave mãe que emite uma luz intensa sob a forma de flash (piscando). Ela está na estratosfera terrestre, em um ponto fixo. Qualquer pessoa que tenha uma vibração compatível com ela, pode vê-la e “puxá-la” quando quiser.

O trabalho com os chacras não é só no sentido da auto-cura, mas também para efeitos físicos, fazendo a energia atuar na matéria.

Se o indivíduo não alcançar os dezessete ciclos por segundo, ele estará ainda na freqüência Beta e nesta situação quando ele começar a interagir com o Cinturão de Fótons, o seu metabolismo ficará alterado negativamente.

As pessoas que participam do Projeto Portal e outras que ainda participarão, possuem uma característica vibracional própria (dimensional), moldada para uma determinada missão, para um determinado compromisso. Compromisso cósmico este que há muito assumiram com a Hierarquia Cósmica, que ainda não cumpriram e que agora deve ser realizado.

Normalmente, o que existe diferente em relação um ao outro é a ilusão dos bens materiais, a ilusão do poder e a ilusão da manipulação das pessoas.

As informações que os seres passam são normalmente reais e geralmente sobre coisas concretas. A interpretação que o indivíduo faz delas é que pode ficar um pouco irreal, um pouco distorcida. Uma comunicação extraterrestre pode inicialmente, ser percebida mais pela sensação (intuição) do que pela visão, acusada através de uma vibração no plexo ou no frontal da pessoa. No plexo, como se ele estivesse se mexendo e, no frontal, como se ele estivesse pulsando.

Quando uma pessoa está interagindo com uma entidade do astral, ela fica com as suas mãos quentes. Quando a comunicação é com um ser extraterrestre, as suas mãos ficam frias. Quando as mensagens estão sendo transmitidas, se as mãos do indivíduo ficam frias, elas são verdadeiras, elas são reais em relação aos trabalhos vibracionais do Projeto/Portal.

A pessoa é convidada pelos “seres” para entrar em uma nave pelo seu nível de consciência e pela “Luz do seu “coração”. Ela só receberá este tipo de convite, quando estiver preparada realmente. Cada pessoa tem uma maneira própria de evoluir. No tempo certo os seres entram em contato com o indivíduo. Entretanto, quando o indivíduo programa este contato via sonho, ele acontece.

Os Seres Energéticos ou Angelicais ou Seres Cósmicos não necessitam evoluir, pelo menos da maneira que na Terra se entende como evolução, pois são seres de pura energia.

A pessoa deve aprender a se “defender” mentalmente, isolando-se do astral, quando espontaneamente interage com ele durante o sono.

A projeção mental é mais física, interage mais com a terceira dimensão, pois através dela o indivíduo pode tocar, mudar e alterar as coisas, não importando onde ele esteja ou a que distância se encontra dos objetos. Quando o desdobramento ocorre no plano mental, o indivíduo traz para o plano físico, além de suas percepções, toda a sua capacidade de transmutar, de materializar e de desmaterializar com maior ou menor intensidade, dependendo do seu treinamento mental.

A energização para o trabalho de cura é feita com a freqüência da luz verde, pois esta cor é a freqüência da cura. Entretanto, às vezes pode aparecer a cor dourada, ficando então a cor verde e a cor dourada.

Ao nível da freqüência mental a transmutação acontece, quando o indivíduo transmuta através do seu pensamento a sua emoção em energia vibracional, que fica acumulada em suas células.

Ao trabalhar com os chacras das mãos, elas devem estar preferencialmente molhadas, porque a água neutraliza mais rapidamente as vibrações negativas e também estabiliza a aura mais rapidamente.

O Cinturão de Fótons atingirá principalmente os seres vivos. O indivíduo não conseguirá vê-lo a olho nu. Ele poderá ser captado por sinais de rádio e está na Constelação de Plêiades. Os dimensionais conscientes não serão afetados pelo Cinturão de Fótons, porque já terão um nível vibracional mínimo que os permitirá atravessá-lo ilesos. Entretanto, os dimensionais não estão ainda preparados para a transmutação, pois não sabem como utilizar-se da energia do Cinturão de Fótons, que torna isto possível.

O Cinturão de Fótons interage com os elétrons, os prótons e os nêutrons do corpo humano. O dimensional deve aproveitar esta energia aumentando-a, para que funcione como um ampliador cerebral de energia mental. Nesta situação, o indivíduo nem precisa desejar intensamente algo, é só pensar, que ele o terá.

De um modo geral, tudo aquilo que a pessoa faz de “coração” é positivo, é de vibração superior. Tudo aquilo que faz em sintonia com o que é chamado de “maldade” é negativo, é de vibração inferior.

Os que nasceram antes de 1971, para obterem a cor prateada em suas auras, devem trabalhar os seus chacras e os pensamentos negativos, trocando esses pensamentos pela Luz da Freqüência Crística.

O Eu Superior se expressa através do pensamento e o eu “espiritual” é a ressonância Dele. Uma consciência dimensional não precisa de um “guia espiritual”, pois aquele que já a possui é “guiado” pela sua intuição, pela sua sensibilidade e pela sua percepção. Ele já está constantemente sintonizado com a sua Transcendência Divina.

A missão é dada de acordo com o que cada um pode suportar, nem mais, nem menos. Ela trará muita alegria interior para aquele que a executa, iluminando-o. Quando os “seres” entregam uma missão a uma pessoa, ela deve estar com o seu corpo físico, com a sua vida sentimental e com a sua vida material em equilíbrio, pois só assim poderá desempenhar a sua missão com harmonia e dedicação.

O “obsessor” é uma entidade do astral inferior, que interage com o indivíduo quando este vibra no medo, na angústia, na insegurança, na depressão e em tudo mais que expressa a negatividade. O “obsessor” domina a mente e a vontade do indivíduo em um momento de sua fragilidade.

Durante os 25.850 anos em que o nosso Sistema Solar completa a sua órbita em torno do Sol Central de Alcyone, na Terra acontecem dois períodos de treva, com a duração de 10.930 anos cada um; também acontecem dois períodos de luz, com a duração de 2.000 anos para cada um. Como especifica o parágrafo anterior, nestes quatros períodos pelo qual a Terra passa, os 860 anos que faltam para completar os 25.850 anos de uma órbita completa, são os anos que correspondem a dois períodos extras, aparentemente opcionais, de 430 anos cada um. Assim, à medida que o Sistema Solar desloca em torno do Sol Central de Alcyone, ele vive em 25.850 anos uma alternância de treva e de Luz, ou seja, 10.930 anos de treva, 430 anos extras, 2.000 anos de Luz e, novamente, 10.930 anos de treva, 430 anos extras e 2.000 anos de luz. Estes dois períodos de treva e de Luz de 12.975 anos cada um ao redor do Sol Central de Alcyone têm um propósito e uma razão divinos: estão em sintonia um com o outro e, ainda, dentro de um mesmo aspecto da verdade cósmica que estabelece: “como é em cima, assim é em baixo; como é embaixo, assim é em cima”.

Através dos seus pensamentos e das suas ações o indivíduo/dimensional deve transformar em uma freqüência positiva, toda a negatividade que nele é jogada, porque ele deve transformar em harmonia toda a desarmonia que recebe. O que é tido como totalmente negativo e indesejado na Terra, na verdade é um instrumento da divindade para experienciar toda uma situação caracterizada como negativa, de modo que, ao senti-la em toda a sua plenitude, (a divindade) aprende a descartá-la o mais rápido e permanentemente, através do ser humano. Por isto, tanto o ser humano como a Terra são especiais dentro do Sistema Solar.

Todos aqueles que se tornarem unos com as Energias Crísticas poderão ter esperanças de sobreviver às calamidades futuras e passarem protegidos pelo Cinturão de Fótons. Tudo o que é conhecido e exercido atualmente como religião, governo e ciência entrará em colapso, caso não se prepare para aceitar a Consciência Crística, não se sintonize com o Cinturão de Fótons e com a radiação manásica que o acompanha. Tudo aquilo que é negativo, obsoleto, arcaico sucumbirá face às Energias Cristicas Entrantes.

A Terra e os seres humanos devem vibrar em uma freqüência cada vez mais intensa, de modo que possam interagir com a Consciência Crística entrante. Um aspecto transformador que a Terra está passando relaciona-se com a sua mudança de velocidade no espaço, que alterou de vinte e oito mil quilômetros por hora para trezentos e trinta e cinco mil quilômetros por hora, já dentro do Cinturão de Fótons. Esta aceleração tremenda por que passa o planeta comprime o tempo e o espaço, proporcionando condições para que novos níveis de percepções aconteçam, o que ainda é incompreensível para o ser humano.

A Terra, um organismo vivo, está também se transformando para receber a Consciência Crística. As mudanças físicas na Terra já começaram, com as variações dos seus padrões climáticos que estão se tornando cada vez mais devastadoras e imprevisíveis. É necessário que isto aconteça, pois de que outra maneira poderia se realizar a purificação do antigo e do arcaico tanto no planeta quanto ao nível do corpo físico humano?

No decorrer desse processo de transformação e de purificação nada permanecerá intocado. Será o caos total e a dissolução para a recomposição posterior.

À medida que o ser humano for construindo este corpo de luz, ele ficará cada vez mais resistente e impenetrável às freqüências densas regidas pelas leis arcaicas e físicas da terceira dimensão.

Quanto mais o indivíduo, pelo processo de sua transcendência, for interagindo com estas dimensões mais sutis, manifestará gradualmente nele, o seu aspecto divino. A sua consciência estará sendo reestruturada para um estado de maior equilíbrio, no qual ele ficará com partes iguais de energias masculina e feminina. Ele estará se transformando no ser cósmico da Nova Era. Estará se transformando em um novo ser, de característica andrógina, que vibrará energeticamente em harmonia através da sua bipolaridade.

Com a finalidade de enfrentar a aceleração e a compressão de tempo e de espaço vindouros, os corpos físico/etéreo do indivíduo devem ser re-alinhados para facilitar a sintonia com a Consciência Crística entrante.

Mais do que nunca, neste momento, o ser humano deve entregar a sua vontade ao divino e, inequivocamente, qualificar as suas intenções, certificando-se de que o direcionamento dessas suas intenções volte-se realmente para o objetivo que almeja. Deve expressar a sua certeza, afirmando sempre a sua interação com o Deus Criador Uno, com o Cristo Criador Uno e em nível de consciência, ligar-se cada vez mais com o seu Eu Superior.

A Terra neste momento de sua transição, de sua passagem dimensional, cumpriu as exigências cósmicas para a sua “formatura”, estabelecidas pelas Esferas Superiores. A “mãe” Terra irá graduar-se, o mesmo deverá fazer os seus “filhos”.

As sondas são pequenos discos não tripulados ou que aparentemente possuem uma espécie de controle, como se fossem inteligentemente tripulados. Às vezes a sonda pode chegar até a uma altura de 2,5 metros de uma pessoa e essa pessoa terá que pular para tocá-la. Quando a pessoa toca nela, ela balançará como se estivesse sustentada por um eixo e depois oscilando ela flutuará, para finalmente deslocar até a uma altura de dez metros e a partir daí sempre movimentando, ao entrar em um portal, desaparecerá dentro do “Morro dos Arquivos”, como em um passe de mágica.

Translate »