Simbologias

Print Friendly


Nova Simbologia

 

Nesta fase já poderá surgir de 4 a 7 símbolos sem cruzamentos (vale lembrar que os débitos se formam quando há o cruzamento destes novos símbolos).

Caso surgir cruzamentos será um débito gerado agora, neste caso, vamos identificar o porquê e de como eliminar, porém isso dependerá da mudança da pessoa.

 

Símbolos

 

Emocional

 

 

Saúde

 

 

Prosperidade

 

 

Frequência se ajustando, facilitando a maioria das coisas que a pessoa iniciar, abrindo portas e caminhos.

 

Quase tudo que faz está em oscilação. Se iniciou no positivo, os resultados serão maravilhosos, caso contrário o prejuízo poderá ser grande.

 

 

Frequência de atração de coisas ou pessoas. Facilidade para organizar, liderar, dar rumo a tudo. É preciso não perder tempo.

 

 

Campo protetor muito intenso contra polaridade feminina (das frequências mentais de inveja, maldade, etc.). Proteção razoável em relação a polaridade oposta (há uma certa interferência que pode atrapalhar).

Há necessidade de ficar atento, alerta para não sofrer riscos desnecessários.

 

 

Campo protetor muito intenso contra polaridade masculina (das frequências mentais de inveja, maldade, etc.). Proteção razoável em relação a polaridade oposta (há uma certa interferência que pode atrapalhar).

Há necessidade de ficar atento, alerta para não sofrer riscos desnecessários.

 

  

Facilidade para vencer, abrir caminhos, superar e orientar outras pessoas na mesma frequência que a sua.

 

 

Facilidade para agregar, somar em todos os sentidos. Indicar, reivindicar para si ou para outros. Frequência de mediador.

 

 

Belo Horizonte/MG-BR, março de 2012.

 

Manipulação da Simbologia

As formas geométricas são mapeamentos de diferentes freqüências de onda e cada freqüência de onda delineia uma forma (símbolo), que é a sua linguagem vibracional. Cada forma tem a sua linguagem de padrão de freqüência, tem a sua onda de freqüência, portanto, cada indivíduo/dimensional tem a sua freqüência de onda e ninguém tem uma freqüência de onda igual a do outro.

A freqüência de onda do indivíduo manifesta na terceira dimensão através da sua forma/símbolo, emitindo uma vibração ou uma freqüência energética, que interage com o seu campo energético de sua aura.

Entretanto, como o ser dimensional passou por vários planetas, a sua Freqüência de Onda Inicial ou a sua Freqüência de Onda Pura irradia freqüências diversas, que estão associadas à sua simbologia. Portanto, o individuo/dimensional, já na Terra, ao modificar a sua Simbologia, ela será apenas alterada na sua energia, mudando apenas o seu padrão vibratório, porque a sua Matriz ou a sua Freqüência de Onda Inicial, que é o seu reflexo no universo, será sempre a mesma.

O individuo/dimensional nasce com a sua simbologia e ela o identifica.

O individuo/planetário não tem simbologia, portanto, ele não pode obviamente manipula-la. Ele não pode utilizar as regras para este tipo de manipulação, porque ele não nasceu com o seu “plug” para a quarta dimensão. O individuo/planetário ainda precisa passar por várias etapas, vários estágios de vida, até chegar ao nível da freqüência mental/vibracional do dimensional.

O dimensional que já aprendeu como deve ver na sua tela mental a sua Simbologia – agora precisa também aprender manipula-la e modifica-la, através do seu pensamento, do seu desejo e da sua vontade.

Ao modificar a sua simbologia, o dimensional está utilizando o seu livre-arbítrio, para modificar também o seu destino. Tudo é uma questão de condicionamento, de mudança e de codificação. O dimensional ao exercer o seu livre arbítrio, ele pode mudar o seu padrão vibratório, pode mudar o seu padrão mental e com isto, pode mudar tudo nele e à sua volta.

As mudanças que acontecerem na vida do dimensional, quando ele modifica a sua Simbologia, elas devem se mostrar dentro da realidade da terceira dimensão, para serem consideradas mudanças verdadeiras.

O dimensional quando altera a sua simbologia, colocando nela uma reta ou um ponto para modificar o seu estado emocional, por exemplo, ele será apenas trabalhado energeticamente naquele ponto, não lhe trazendo nenhum prejuízo se ele fizer mal feito esta alteração. Ele terá só que repeti-la.

Na Simbologia as curvas representam débitos. Os pontos, círculos e retas, representam créditos. E, dependendo do tamanho e da forma da curva, ela representa débitos materiais, emocionais, físicos ou sexuais.

Curva Pequena alongada : Débito Físico – significa que o indivíduo já fez algum ato contra o corpo físico de alguém ou contra o seu próprio corpo.

Curva Fechada : Débito Material – significa que o dimensional prejudicou alguém em termos financeiros/materiais.

Curva Aberta : Débito Emocional – significa que o indivíduo/dimensional interferiu bastante no estado emocional de alguém ou emocionalmente se perturbou muito. Normalmente, este indivíduo é solitário, sem amigos.

Curva fechada pequena (como um rabinho) : Débito Sexual – o individuo fez uso incorreto do sexo, utilizando-se da sua atividade sexual em circunstâncias e situações não compatíveis com as Leis Universais.

Para fazer a manipulação da sua Simbologia, limpando-a, é necessário que o dimensional já a tenha tirado do seu frontal e nela já ter identificado as curvas.

O dimensional precisa saber o que ele quer melhorar em sua vida. Depois disto, ele deve localizar na sua simbologia a curva que representa esta questão que o aflige, concentrar-se e, através de uma projeção em sua tela mental, já sabendo o que quer alterar, deve redesenhar mentalmente a sua Simbologia, esticando uma curva ou pondo um ponto, que ele previamente definiu como necessários, para que aconteça em sua vida a mudança almejada. Ou seja, o dimensional irá transformar na sua tela mental a curva da sua Simbologia em uma reta ou nela colocar um ponto, para que a sua freqüência vibratória comece a vibrar positivamente, sintonizada para o que ele quer. O individuo/dimensional ficará concentrado, mentalizando por um minuto, sem a necessidade de se acelerar ou de se ativar ou ainda, de qualquer outra preparação especial. Ele deve apenas ficar em concentração.

Como mostram os desenhos abaixo e como já foi anteriormente mencionado, o dimensional pode esticar a sua simbologia e nela acrescentar um ponto ou um traço, na intenção de modificar aquilo que ele quer, removendo da sua vida o que o desequilibra. Este exemplo também se aplica para as simbologias, que não possuem curvas.

Antes Depois-1 Depois-2

O dimensional que apenas tem créditos, com certeza ele já queimou o seu carma, passou por vários problemas e decepções. Ele já sofreu, mas, com certeza já pagou com o seu aprendizado o que devia em outras vidas ou mesmo nesta. E, se ele já queimou o seu carma, já está pronto para iniciar o trabalho final do seu compromisso cósmico.

O indivíduo mesmo que tenha excesso de créditos, precisa alterar a sua simbologia, se estiver com alguma dificuldade pessoal, porque qualquer excesso é ruim e, portanto, precisa ser manipulado para o equilíbrio.

É recomendável que o dimensional faça um reforço, com a mesma alteração, a cada três meses, três por vez, depois da primeira manipulação da sua simbologia. Portanto, o reforço é feito durante nove meses, porque a tendência da simbologia é voltar ao que era antes. Depois deste tempo, modificando-a no mesmo ponto, a modificação reverte totalmente a situação de conflito do individuo.

Na segunda vez que o dimensional for alterar a sua simbologia, a alteração desejada já deverá aparecer em sua tela mental, caso contrário, a alteração não funcionou, porque a sua simbologia voltou à sua forma original. Portanto, o indivíduo deve mentalmente repeti-la.

A tela mental obedece ao pensamento, ao desejo e à vontade do individuo/dimensional.

Para facilitar esta modificação energética/vibracional o dimensional deve aprender a ficar com a sua respiração presa, porque ao prende-la todos os seus canais (vinte e sete na mulher e oito no homem) vibram igualmente. Normalmente cada canal vibra em ritmo diferente.

Quando o dimensional prende a sua respiração, ele acumula o máximo de energia, obrigando todos os seus canais do cérebro a trabalhar uniformemente, com a onda do seu pensamento em um só ritmo (freqüência) indo para um só objetivo, para um só direcionamento energético.

O individuo que tem dificuldade de concentrar e de visualizar a sua simbologia, deve aprender a fazer este exercício com a sua respiração presa.

O dimensional na sua condição humana nunca irá livrar do “plano astral”, por ser uma criatura tridimensional/emocional. Portanto, como o individuo que já tem naturalmente este seu lado de identificação bem desenvolvido com a terceira dimensão, ele deve agora aprender a desenvolver o seu lado mental, para trabalhar as suas dificuldades cotidianas e transcende-las.

O dimensional é quem dá a ordem mental para modificar a sua simbologia com um ponto ou esticando-a com um traço. Ele é que emite uma vibração codificada para o seu subconsciente, através da sua vontade e do seu desejo para que isto aconteça.

Qualquer faculdade paranormal e ativa do individuo está ligada à manipulação da sua energia mental/vibracional. Quando ele desenvolve esta sua capacidade mental extraordinária, ele nunca terá depressão e se ele há teve algum dia, ela nunca mais voltará.

Quando o dimensional estiver manipulando a simbologia de outros indivíduos, ele realmente estará exercitando a sua condição de um semi-deus e esta será a próxima etapa do seu aprendizado, que exigirá dele uma atitude de extrema responsabilidade, quando ele fará a alteração da curva na simbologia do individuo, alterando-a, a seu pedido.

A interação entre seres humanos para esta alteração energética é muito mais fácil de ser feita, do que em um objeto.

Todos os dimensionais que já fizeram a primeira fase do plasma, já têm condições de modificar a sua simbologia, o que antes não conseguiam, porque não tinham a vibração energética necessária.

O dimensional que tiver dificuldades em visualizar a sua freqüência de onda, obviamente, terá dificuldade de ver na sua tela mental a sua simbologia e neste caso, é interessante que ele verifique se os seus meridianos estão bloqueados.

No corpo humano os cortes feitos em atos cirúrgicos (inclusive a lipoaspiração), cortam os meridianos do individuo, que precisam ser religados energeticamente. Mas, existem cortes impossíveis de serem religados devido aos locais onde eles foram feitos, o que dificulta definitivamente o dimensional de visualizar a sua freqüência de onda, pela sua deficiência energética nestes pontos do seu corpo danificado. Os ultras irão ajudar o dimensional, que por este motivo, tem dificuldade de visualizar a sua freqüência de onda.

Quando o dimensional em uma sua passagem por um planeta, não tiver nenhum corte na sua simbologia, mesmo que ela seja uma curva, não representa débito e sim crédito.

O dimensional deve observar se na sua simbologia as curvas são ou não cortadas por traços, para que possa considerá-las ou não débitos.

crédito débito

A mulher (polaridade negativa) já nasce com uma intensidade de polaridade no mínimo de 27 ciclos por segundo, que ela pode acelerar ou desacelerar durante a sua vida.

O homem (polaridade positiva) nasce apenas com oito ciclos por segundo. Portanto, com apenas oito ciclos por segundo, fica mais fácil para ele manipula-los.

A mulher tem muito mais capacidade mental do que o homem, principalmente agora que a humanidade está entrando na Era de Aquário. Ela com sete anos já está desenvolvendo pelo menos algum item da alquimia/transmutação.

A mulher tem muito mais carga elétrica, muito mais energia, por isto ela consegue transmutar, fazer alquimia, materializar e propagar melhor. A mulher pode transcender mais rápido do que o homem, porque ela está muito mais evoluída e tem muito mais capacidade mental/vibracional. É só ela aprender a administrar o seu estado emocional, para que possa utilizar desta sua imensa capacidade vibracional.

O dimensional para identificar os débitos e créditos de outros indivíduos basta que ele observe em suas simbologias, se nelas existem também retas, pontos, círculos ou curvas.

Como já foi mencionado:

a) Reta independente da sua inclinação, o ponto e o círculo representam crédito, significam que o individuo realizou boas ações nos estágios anteriores, não importando o que ele já fez ou para quem ele já fez.

b) Curva representa débito, que o dimensional tem o compromisso de resgatar de outros indivíduos ou de algumas raças ou ainda, de alguém em vidas passadas. Por isto, muitas vezes, ele sofre prejuízos sem motivo aparente e fica sem compreender por que eles acontecem. Em muitos casos ele sofre também bloqueios, tem dificuldades sentimentais e complicações em sua saúde física. Entretanto, o débito genético é o pior. O carma genético é quando na simbologia do individuo, aparece um ponto tocando um traço ou no meio do traço, trazendo-lhe alteração no campo vibracional da sua aura e isto reflete no seu físico, podendo chegar até a alguma deformação física.

carma genético:

c) Repetição de passagens por um mesmo planeta (cruzamento de retas e curvas):
até 6 passagens – não há débitos;
de 7 à 14 passagens – débito sexual;
de 15 à 21 passagens – fase neutra;
de 22 em diante – o dimensional já pagou todas as dívidas. Ele foi um líder em outras vidas e, portanto, atualmente ele pode representar multidões, pode dar informações e palestras, preparando os indivíduos, etc.

Os débitos refletem em tudo, por isso é melhor o individuo o quanto antes se livrar deles.

Na sua simbologia o dimensional deve identificar os símbolos gráficos das raças, onde estão localizados os seus débitos. Desta forma ele poderá conhecê-los e resgatá-los, fazendo algo “positivo” para os dimensionais das raças, que lhe foram sinalizadas como credoras.

Com o pagamento do seu débito o individuo/dimensional poderá retirar da sua simbologia as curvas gráficas, podendo até limpa-la.

O excesso de créditos deve ser repassado através de trabalhos com doação de energia e de propagação das mensagens dos “seres” conscientizando os indivíduos, entre outros trabalhos, para que o dimensional não fique com excesso de energia, que acelera os seus chacras laríngeo e frontal, provocando-lhe ansiedade, compulsão, confusão mental e outras dificuldades em suas experiências do seu dia a dia.

O dimensional que já aprendeu a identificar na sua simbologia os vários tipos de débitos, agora, resta-lhe, aprender como pagá-los:

Se o débito for material, o dimensional deve ajudar materialmente o individuo/credor, auxiliando de coração alguém necessitado da raça com a qual ele ficou em débito.

Se o débito for físico, o dimensional deve encontrar alguém que tenha a mesma deficiência física que a dele e então, ajudá-lo de coração.

Se o débito for emocional, o dimensional pode resgatá-lo através de um trabalho que ele doe energia ou através de uma conversa que ele harmonize o individuo ou ainda, através de outras formas de resgate para este caso.

Pensar apenas não adianta, o individuo deve pensar e agir harmonicamente, resgatando os seus débitos sempre com boa vontade, caso contrário, ao invés de saldá-los, eles serão aumentados. Portanto o resgate de seu débito deve ser feito para os indivíduos/credores que com eles o dimensional tenha compatibilidade energética (afinidade), senão ele não os resgatará.

1) Ao pagar o seu débito, doando-se crédito, o dimensional pode resgatá-lo diretamente do indivíduo/credor. Se o seu débito for de vidas passadas, o dimensional pode fazer o seu resgate para qualquer individuo do mesmo planeta ou da mesma raça.

2) O débito desta encarnação deve ser resgatado para o próprio individuo para quem o dimensional tem débito, mas também pode ser pago para aqueles que com ele tenham ligação direta ou indireta. Nesta forma indireta de resgate o dimensional pode saldar grande parte do seu débito e, deixar para resgatar o restante dele até 2014, quando a simbologia desaparecerá do seu frontal e quando já não será mais necessária esta sua codificação vibracional. Nesta limpeza vibracional se o dimensional com o término de sua missão neste planeta, não fizer o resgate total dos seus débitos, conservará as curvas em sua simbologia original, como marcas de débitos para serem ainda resgatados posteriormente. Mesmo que o dimensional já esteja sem débito na Terra, continuará com débito com o Cosmos, com o Universo, resgatando-o totalmente, só após o término do seu compromisso cósmico.

3) Devido à dificuldade no resgate do débito, relacionada com a identificação de para quem o dimensional deve pagar ou mesmo de que forma ele deve pagar, os “seres” permitiram que ele transformasse o seu débito e crédito em compromisso. Para isto o dimensional dever fazer o seguinte:

Para o homem – Ele deve transforma a curva maior da sua simbologia em uma reta.

Se não houver curvas, ele deve dobrar o tamanho da reta maior.

Para a mulher – Ela deve acrescentar um ponto no traço maior que existir na sua simbologia, seja ele reto ou sinuoso. Da mesma forma, se forem retas paralelas e iguais, ela deve colocar o ponto na reta de baixo.

Oportunidades de pagamento surgirão, pois existe uma programação universal em relação às situações para que elas aconteçam, fazendo com que o dimensional sinta e intua para quem deve pagar ou para com quem ele deve se redimir.

Se na simbologia do individuo aparecerem em proporções iguais (simetricamente) débito e crédito, eles podem se anular e com isto, anular também a sua simbologia e para que lhe seja criada uma outra, ele deverá se submeter a um trabalho vibracional especial/especifico, que o fará interagir com a quarta dimensão.

Geralmente a simbologia (símbolo) da mulher tem a cor vermelha e a do homem tem a cor prata.

O plasma é físico e não energético, portanto, não adianta o individuo modificar a sua simbologia para que ele aumente. Trabalhando o seu campo eletromagnético (kundalini) é que ele conseqüentemente aumenta a sua capacidade energética.

O débito de vidas passadas do dimensional/Projeto Portal já foi zerado, o débito em sua simbologia que está sendo hoje trabalhado, é o seu débito da sua vida atual.

O arrependimento dos erros pode amenizar os débitos, mas, não os pagará.

O individuo/dimensional deve trabalhar para alcançar um outro padrão evolutivo, para sair do padrão dimensional e entrar para o padrão angelical.

O dimensional que já está manipulando Freqüências Vibracionais irradiadas de outros Níveis mais Sutis da Manifestação, nunca deve esquecer, que ele será realmente um semi-deus na Terra, se no seu dia a dia o seu pensar e o seu agir estiver em sintonia com a Energia (Neutra) do Amor Uno e que, portanto, a manipulação da sua simbologia é, sobretudo, um instrumento, para que ele possa irradiar mais rapidamente para si, para os seus semelhantes e para o Universo a Luz Transcendente deste Amor.

Lagoa Santa/MG-BR, 13 de outubro de 2004.

 

Interpretação das Placas
Texto fornecido pelo Projeto Portal

O dimensional deve avaliar os Símbolos de varias maneiras:
– Individualmente;
– Agrupando os Símbolos, “formando frases”;
– Observando ambos os lados da Placa.

As Placas quando são acessadas e não possuem nenhum código, mas, que aos poucos eles vão se formando como se fossem escritos a laser, são de indivíduos/dimensionais que poderão ser convidados a participarem de experiências de Transmutação e de Alquimia. Eles terão trabalhos improvisados e em conjunto com os Seres Extraterrestres.

Os dimensionais que no momento de acessar a sua Placa conseguem a materialização de objetos diferentes e só após outras tentativas materializam a sua Placa, possuem habilidades especiais, mas, no momento estão em conflito interior – lhes falta algo, por exemplo, afeto, direcionamento, calma, orientação, carência, controle de ansiedade, etc. Portanto, as suas habilidades estão sendo bloqueadas ou mal direcionadas.

As Placas que não têm Símbolos são de indivíduos que darão proteção nos trabalhos secretos e em locais subterrâneos indicados pelos Seres Intrarrenos ou pelos Seres Extraterrestres. E, possuem também habilidades mentais fáceis der serem despertadas. Mas, o seu treinamento iniciará no momento que a pirâmide no Complexo Turístico Zigurats estiver em construção e já com nove metros acima do nível do chão.

Os dimensionais que plasmam duas ou mais Placas têm trabalhos com os Seres Intraterrenos (nas galerias/caverna) e também podem ajudar na recepção dos Seres de Luz em um futuro próximo.

Placas com a textura semelhante à de cerâmica (telha, tijolo, etc.) são de indivíduos/dimensionais que vão ter o conhecimento de todas as bases intraterrenas não só neste planeta como também em outros planetas.

Placas com a sua textura semelhante à de uma bolacha são de dimensionais que possuem uma enorme influencia mental, mas, precisam de treinamento e ativação com os extras.

Placas com a sua consistência semelhante à de pedra ardósia são de indivíduos/dimensionais com características e habilidades superiores, mas, o seu despertar ainda está no inicio, por isso, eles podem passar por um processo de duvidas, conflitos, inseguranças, medo, etc. E, eles só sairão desta fase sete meses após o acesso à sua Placa.

Placas com a sua textura não muito consistente de espuma (de uma esponja) são de indivíduos dotados de habilidades extra-sensoriais. Eles só precisam estabilizar a energia em seu frontal.

Os dimensionais que conseguem desmaterializar a sua própria Placa possuem habilidades para centralizar a energia vibracional em seu frontal. E, o treinamento com este objetivo só pode começar após sete meses do acesso às suas Placas.

A interpretação dos códigos das Placas do grupo que trabalhará com os Mundos Interiores foi cem por cento. E, quando um destes dimensionais teve dúvida, ele a anotou e a entregou aos coordenadores, que a passaram ao Mediador, que posteriormente a sanou.

Alguns indivíduos após o acesso de suas Placas podem ser convidados para contatos com os Seres para que sejam ativados, para que possam adaptar à sua nova vibração.

As Placas dos dimensionais que não têm Símbolos em nenhum dos seus dois lados, eles podem ter contatos com os Seres Extraterrestres e o Intraterreno Betamix .

As Placas com Símbolos apenas em um dos seus dois lados são de dimensionais que podem ter contatos com os Seres Extraterrestres e o Intraterreno Tot.

As Placas com Símbolos nos dois lados são de dimensionais que podem ter contatos com os Seres Extraterrestres e e o Intraterreno Laquim.

O individuo/dimensional só recebe a sua Placa diretamente dos Seres, se ela for entregue dentro da Caverna dos Morcegos (Batcaverna). E, nela cada indivíduo ou grupo de indivíduos possui o seu dia vibratório propício, para que possa acessar a sua “entrada” dimensional.

Alguns Códigos/Símbolos Universais:

O Alfabeto Extraterrestre
– Texto fornecido pelo Projeto Portal –

Os seres extraterrestres passaram aos dimensionais/Projeto Portal um alfabeto, já que muitas coisas deixadas por eles estão escritas (codificadas) desta forma.

Escrita:

O cérebro tem duas metades, que são virtualmente imagens de espelho uma da outra, mas, com funções diferentes.

O lado esquerdo do cérebro controla a função da fala, da lógica e da razão – é a parte científica de cada ser humano. E, já o lado direito do seu cérebro reconhece formas, padrões e sons – é a “parte artística” de cada ser humano, que aparece em momentos de sua sensibilidade/inspiração.

Os pensamentos são eventos eletromagnéticos de curtíssima duração que acontecem no sistema neurológico humano.

Toda imagem afeta o cérebro, produzindo mudanças no sistema nervoso e em sua química, influenciando o individuo na maneira em que se expressa as suas emoções. E, nele as emoções ainda afetam diretamente o seu sistema muscular, hormonal e também o seu estado físico, as suas decisões, as suas ações, os seus pensamentos e o seu comportamento.

A linguagem que se utiliza de imagens metafóricas para guiar uma corrente de pensamento é chamada ideográfica. São ilustrações muito simples e abstratas que permitem transmitir instantaneamente muitas coisas de uma vez, sendo captadas pelo lado direito do cérebro, transmitindo um significado comum junto com todas as idéias conectadas a ele. Portanto, transmitindo de maneira idealizada tudo que significa o objeto, como se a sua imagem simbólica ensinasse o ele que representa, para que ele serve, quem o fez e como se deve dele utilizar. E, essa forma de comunicação por imagens e não por palavras é a base da telepatia (faculdade do lado direito do cérebro).

A palavra que é uma coleção de letras e sílabas captada pelo lado esquerdo do cérebro e baseada na linguagem humana ao invés de desenhos de objetos, expressa um só conceito congelado – para uma forma “mais estreita” de consciência.

A escritura de sílabas que se supõe tenha sido um dos avanços mais importantes da história do homem e que apareceu quando ele abandonou um sistema baseado no lado direito do seu cérebro, na verdade representou a perda de sua comunicação através das imagens, em um acontecimento que atrasou o seu desenvolvimento da consciência – ao lhe criar uma verdadeira Torre de Babel.

Entretanto, é a maneira de expressão/comunicação baseada no lado direito do cérebro, combinada com a maneira atual racional, baseada no lado esquerdo do cérebro, que levará o homem a um novo lugar: o uso simultâneo dos seus dois hemisférios cerebrais, acelerando o desenvolvimento de sua consciência – e, esse foi o caso dos Maias. Esta nova linguagem conduzirá o homem a um estado simultâneo de razão e de intuição (solar e lunar; masculino e feminino).

Uma civilização que se comunica dessa maneira consegue mais facilmente alcançar níveis de freqüências mentais aceleradas, produzindo uma visão mais integrada da Realidade (de todas as realidades).

Abaixo o Alfabeto Extraterrestre com os seus 27 símbolos (número da energia direta de Transmutação e da Alquimia), que têm um significado muito maior e muito mais importante do que apenas substituir letras por símbolos. Também abaixo a numeração em irdin de zero a nove.

Cada letra do alfabeto extraterrestre caracteriza um morro ou montanha, modelado pelos Seres e espalhado por vários locais do planeta. Este local é o sinalizador dos Seres para quando de sua volta à Terra. E, cada uma destas letras ou símbolos possui uma gama de informações, que foram aos poucos sendo passados por eles aos dimensionais:
• Letra A: caracteriza um platô no México;
• Letra D: é o Símbolo da Cura, da Energia Vibracional de Sintonia Cósmica, da Energia Universal, da Sintonia Direta com o Cosmo;
• Letra E: está em um ponto em Rondônia (2º local das placas);
• Letra F: caracteriza um morro em Mato Grosso;
• Letra I: significa Filho;
• Letra J: está em um ponto das montanhas que cercam Belo Horizonte e Mato Grosso.
• Letra P: significa Luz;
• Letra R: está também em um ponto em Rondônia (2º local das placas). O dimensional que está com ela relacionado é de alguma maneira descendente dos Atlantes, tendo um trabalho especial e específico ligado a ele em momento certo;
• Letra U: caracteriza um morro no Egito;
• Letra Y: está ainda em um ponto em Rondônia (2º local das placas);
• Letras RR: são de dimensionais que possuem missão dupla, possuem uma codificação vibracional diferente. Também são de alguma maneira descendentes dos Atlantes, e terão um trabalho especial e específico ligado a eles no momento certo.

A abertura dos portais está também em ressonância com determinados símbolos, que têm a vibração exata para isto, como a letra “R” – com o se formato de espiral.

OBS: A cidade de Atlântida estava também projetada como uma sucessão de anéis circulares de terra e água, comunicadas por pontes, para depois desembocar no Oceano Atlântico. Em seu anel central encontrava-se uma grande Pirâmide. Cada anel com 30 km de diâmetro. Era conhecida com a Cidade Circular de Posseidon.

O trabalho com as Letras do Alfabeto foi um trabalho iniciado em 1999, mas, devido ao grande número de outros trabalhos que tiveram que ser feitos antes, porque mudaram a sua forma vibratória de realizá-los por orientação dos Seres, o trabalho com as letras foi concluído só algum tempo depois.

E, toda uma decodificação anterior foi necessária para que o dimensional/Projeto Portal pudesse acessar a sua memória cósmica, facilitasse “a sua fusão de consciência” e pudesse “se descobrir com mais detalhes” em relação ao seu EU.

Neste trabalho o dimensional Projeto Portal teve que procurar a(s) sua(s) letra(s) e esta procura foi precedida por um número fornecido pelo Mediador, que indicou o local da(s) mesma(s) no “Morro dos Arquivos” na Fazenda Boa Sorte, município de Corguinho/MS-BR. Portanto, esta sinalização numérica tratou de identificar em vários pontos daquele morro, onde as letras do alfabeto extraterrestre do dimensional estavam gravadas em baixo relevo.

Naquela ocasião o dimensional que recebeu um número Par, ele teve que procurar a(s) sua(s) marca(s) na região entre o Platô e as Marcas e aquele outro dimensional que recebeu o número Impar, ele teve que procurá-la(s) entre as Marcas e as Crateras.

O dimensional neste trabalho quando encontrou alguma de suas marcas – que também compõem o alfabeto extraterrestre – ele teve que se posicionar em cima dela, quando pôde através de flashes do seu passado sentir uma forte emoção associada à sua missão – como se naquele momento estivesse fazendo “uma regressão consciente”. Este seu intenso sentimento motivado por esta sua “regressão” foi devido à sua grande emoção de ter voltado ao lugar onde tudo começou para ele há 6.004 anos e, também, pela sua proximidade com a sua placa – além de outras situações em que ele as decodificou quando este trabalho posteriormente teve continuidade.

E, aquele indivíduo/dimensional que não sentiu nada na presença de sua letra/símbolo, ele teve que dar sete voltas em torno dela, na tentativa de despertar a sua intuição/percepção.

As letras que marcam estes locais ainda identificam vibracionalmente as quarenta e nove raças.

Os indivíduos/dimensionais que possuem a(s) mesma(s) letra(s)/marca(s), tiveram juntos uma determinada missão há muito tempo, mas, cada um desempenhará atualmente a sua missão de acordo com as codificações de sua placa.

Descendência

A Descendência tem o sentido de mostrar que uma pessoa (dimensional) descende de alguém – indica a sua linhagem. Existem diversas linhagens, como por exemplo, de Abrão, Moises, Isaac, Lilith, Madalena, etc. Cada pessoa pertence a uma destas linhagens já identificada através da foto aura, de ativações e de leituras. Porém, o trabalho com estas linhagens será realizado mais à frente e ele está ligado às habilidades de cada pessoa.

Quando a pessoa possui um traço grande em sua Descendência, indica que ela “vê tudo do alto”, que tem uma percepção mais ampla. Ela vê tudo de maneira diferente, portanto não está mais presa à 3ª dimensão e já desenvolveu habilidades associadas à sua condição de dimensional com o seu poder consciente-criador.

Ela já consegue manipular essas habilidades com facilidade mesmo estando oscilando. Oscilação que se mostra através do circulo que envolve o asterisco e que vai mudando de posição, mas mesmo nesta situação a pessoa já sente a necessidade de se estabilizar – de vibrar na Linha B consciente ou inconscientemente.

Ela pode antecipar coisas do seu futuro, indo da linha B para a Linha C, que através desta freqüência trará o que se queira de bom, tendo a “visão do alto” ou a percepção ampla das coisas. São habilidades ou facilidades que ela tem.

Quanto maior for o traço/risco na Descendência de uma pessoa, maior será a intensidade do seu desenvolvimento de uma maneira geral, permitindo-a manipular bem uma ou todas as três Freqüências/Linhas da Vida (três asteriscos). Assim, sendo grande ou pequeno o traço indica que ela está desenvolvendo suas percepções – está adquirindo o poder de manipular suas habilidades.

Interpretação

Se a pessoa tiver apenas um asterisco, indica que a sua evolução está um pouco lenta.

Se a pessoa tiver dois asteriscos, indica que está indo muito bem em relação às habilidades. Significa que já tem habilidades ativas, que podem ser usadas ou não. Ela já ativou duas freqüências, duas qualidades mentais ativas, podendo assim gerar freqüências multivibracionais.

A Descendência também mostra um padrão que está ligado à manipulação das Linhas da Vida. E se a pessoa tiver três asteriscos, indica que as três freqüências das Linhas da Vida já estão ativas. Cada asterisco representa uma das Linhas da Vida, uma habilidade – ele está associado às freqüências Linhas ABC das Linhas da Vida (Pensamento, Desejo e Vontade).

Cada habilidade que a pessoa (dimensional) já manipula, é mostrada através de um círculo ao redor do asterisco:

Se na Descendência de uma pessoa vier um circulo ao redor de um determinado asterisco, indica que ela já desenvolve e domina razoavelmente bem a energia relativa a ele. Mas, estes círculos podem alterar, aparecendo em outros asteriscos e até mesmo desaparecer deles. Quando isto ocorre, indica que a pessoa está oscilando e isso não é bom. Indica que uma hora ela está na Linha A, outra hora na Linha na B ou na C. Se a pessoa estiver em uma Linha, deve inicialmente permanecer nela, mas deve ir acrescentando os círculos nos outros asteriscos. Ela tem que evoluir, desenvolvendo as energias (leis) inerentes aos asteriscos já circulados, para depois poder manipulá-las.

Tendo dois círculos na Descendência, indica que a pessoa já tem a freqüência multivibracional. Indica que já consegue moldar, “fabricar” o seu destino, ser seu próprio “deus”. Esta pessoa já apresenta mais capacidade mental no sentido de realizações em todos os sentidos e pode ficar muito mais tempo em conversação com os seres. E também significa que ela vai produzir o 3º círculo rapidamente.

Quando a pessoa em sua Descendência tiver o círculo nos três asteriscos, indica que já tem a freqüência de semi-deus (de divindade ativa) e que nunca mais volta a perder esses círculos, porque ela já consegue manipular totalmente as leis inerentes às estas três freqüências. Entretanto, aquela pessoa que tiver o circulo apenas em um ou dois asteriscos, a tendência é por enquanto oscilar. Assim, ela tem que se esforçar ao máximo que puder, para manter o círculo que já tiver e ir acrescentando-o nos outros asteriscos que faltam, para que possa pôr um ponto final na conclusão de sua Descendência – para que possa manipular completamente as suas habilidades. Ela somente realizará teletransporte, materializações, ver aura, etc., com os três asteriscos circundados. Até 27 de março de 2010 todas as pessoas (dimensionais) precisam estar nesta condição.

Hoje não tem como a pessoa ficar “estacionada”. Ela não consegue mais estagnar em um determinado estágio, mesmo que não mais freqüente o Projeto Portal físico, porque ela não tem mais como parar os seus pensamentos em relação à maneira que agora vê o mundo, de enxergar a vida. Automaticamente ela vai passar por etapas – por cada uma delas em seu devido tempo. Porém, isto ocorre somente na pessoa dimensional, que consegue trabalhar as Linhas da Vida.

Assim, surgindo o 1º asterisco a pessoa (dimensional) vai prosseguir querendo ou não, pois o seu processo evolutivo-vibratório não pára mais.

Linha A

O asterisco com circulo na Linha A sinaliza a vida que a pessoa tem. Na situação em que o primeiro asterisco está circulado, indica que a pessoa já consegue bloquear pelo menos 80% do negativo que possivelmente poderia lhe acontecer.

Nesta condição (Linha A) existem os dois aspectos (positivo e negativo), quando a pessoa tanto pode anular o negativo quanto o positivo. Se ela ficar muito depressiva, ainda consegue manipular e sair desta situação, porém indica que ainda continuam lhe acontecendo aspectos negativos em sua vida, por não aproveitar o máximo possível desta freqüência. Significa que ela não está conseguindo polarizar as suas freqüências emocionais, que para manipulá-las, deve desejar na Linha A e gerar a Vontade na Linha B, para que o que ela quer lhe aconteça de maneira satisfatória.

Se o circulo não estiver presente no asterisco relativo à Linha A, significa que a pessoa não domina totalmente esta freqüência e que pode ou não acontecer situações em sua vida – e assim, o que não ela gostaria em sua vida.

Linha B

O asterisco circulado na Linha B mostra a vida que a pessoa vive. Esta condição indica que ela já consegue realizar tudo que se quer na 3ª dimensão. É o equilíbrio do mental/astral, espiritual/material e do positivo/negativo. Estando nesta Linha que é a do meio, a pessoa consegue trabalhar bem o positivo e o negativo. Consegue trabalhar naquilo que quer e naquilo que não quer para si mesma ou para os outros. Nesta Linha possibilita que ela concretize, retarde, antecipe ou anule qualquer acontecimento que está em seu futuro – tem a possibilidade de gerar essa vibração.

A Linha B é a Linha da Neutralidade e nela que a pessoa consegue trabalhar as outras duas Linhas. O ideal seria que a pessoa (dimensional) tivesse o círculo pelo menos na linha B, porque desta maneira ela conseguiria manipular os fenômenos paranormais (mediunidade, percepção, intuição, interação mediúnica com entidades espirituais ou não, etc.).

Nesta Linha acontece o equilíbrio do mental e do astral – onde o racional e o plano espiritual caminham em paralelo. É onde também se consegue ter uma dosagem muito boa das leis da 3ª dimensão.

Mas, quando somente a linha B está em desenvolvimento (com o asterisco circundado nesta Linha), o “ego” pode ir às alturas, portanto a pessoa tem que tomar muito cuidado com isso.

Linha C

O asterisco circulando a Linha C sinaliza a vida que a pessoa quer – aquela que ela deseja ter. Assim, nesta situação indica que a pessoa já consegue a realização dos seus sonhos, porque ela já projeta o seu futuro e o concretiza.

Códigos

Além dos asteriscos na Descendência, poderão vir juntos alguns códigos, que podem ser letras, círculo, quadrado, traço, espiral ou outros símbolos . Esses códigos podem variar bastante, pois estão ligados ao padrão emocional da pessoa, que muda a cada segundo. São oscilações diárias de suas freqüências emocionais, indicando que algumas delas a atrapalham.

São mais de 200 códigos diferentes, mas a pessoa só terá a interpretação de tais códigos, se ela tiver com apenas um asterisco. Neste caso será interessante que a pessoa verifique o significado destes códigos, porque eles poderão mostrá-la também o porquê de sua demora para gerar os círculos ao redor dos asteriscos – ela precisará verificar através destes códigos o que está atrapalhando a sua vida.

Entretanto, mesmo que a pessoa já tenha os círculos envolvendo os três asteriscos e se mesmo assim estas freqüências ainda continuam interferindo em sua vida, terá que verificá-las, trabalhá-las, para que possa removê-las. Nesta situação a pessoa até consegue prosperar, mas sempre tem uma pendência paralela que a incomoda ao nível do seu subconsciente (vai atormentando-a e tirando a satisfação do seu sucesso). Após 27 de março de 2010 se a pessoa ainda tiver essas oscilações, ela vai ser trabalhada neste sentido.

Exemplos:

Se na Descendência de uma pessoa existir o traço na horizontal,está sinalizando para ela o estado de felicidade, harmonia e relacionamento.

Agora, se na Descendência de uma pessoa aparecer o código na forma de uma bolinha, sinaliza para ela uma freqüência emocional ligada à ansiedade e à compulsão, também representa um padrão/freqüência de divindade ativa. A pessoa que tem esta bolinha, em dezembro/2009 terá muito mais facilidade para trabalhar na Estrada do Novo Mundo. Para este trabalho ela já possui a freqüência necessária para a conversação com as duas divindades Lilith e Emanuel – o que a maioria das pessoas ainda está buscando, (desenvolvendo esta habilidade). Portanto esta pessoa (dimensional) que já nasceu com esta habilidade, ela não precisa fazer nenhuma preparação neste sentido – ela por algum motivo já está preparada para esta habilidade desde que nasceu e ainda terá muito mais facilidade de conversação com os seres de um modo geral. Quem já recebeu a freqüência de divindade já se encontra nesta condição também.

A Descendência que traz a Espiral indica que a pessoa já produz energia de divindade. Já está sendo trabalhada por alguém “de lá de cima”, que gostaria que ela representasse “coisas” ou eles aqui na Terra. Significa que alguém do passado remoto associado a esta pessoa (talvez o 1º da sua linhagem) está vibrando e trabalhando-a, para que propague esta energia para todas as pessoas da mesma freqüência (partículas e fragmentos). É uma pessoa que terá uma representação muito expressiva em termos de divindade.

Vale a pena lembrar que todas as pessoas (dimensionais) caminham para um mesmo objetivo. E quando se fizer necessário, a pessoa pode desenvolver a energia/freqüência da divindade mais imediatamente. Um desenvolvimento que está ligado ao seu compromisso e que exige a propagação nesta freqüência. Outras pessoas a terão em um momento posterior – em seu devido tempo.

Variação das freqüências emocionais.

Quando acontece a variação das freqüências emocionais, está mostrando que a pessoa está oscilando emocionalmente em diversas situações. Cada asterisco representa uma de suas habilidades e geralmente essas habilidades são ligadas à comunicação, dons artísticos e tecnologias. Esta é a regra geral, depois têm outras à parte.

O asterisco circundado significa que a pessoa já domina essa Linha/freqüência totalmente. Já consegue nesta freqüência a realização em 100%.

O ideal é que cada pessoa (dimensional) esteja no mesmo nivelamento, que trabalhe bem as suas Linhas da Vida (ABC), mesmo que em relação às elas não tenha um total domínio. Se cada pessoa já manipula pelo menos 1% de sua necessidade em cada uma destas Linhas, já é satisfatório por enquanto. Quando ela não consegue manter uma freqüência ativamente satisfatória em todas as três Linhas, é porque não está treinando como deveria. Ela precisa também passar por determinadas ativações e ainda deve fazer exercícios físicos – e, acima de tudo deve buscar consciência e razão.

Cada asterisco é uma habilidade. E várias habilidades se mostram dentro de uma faculdade mental – de uma freqüência de onda vibrando de acordo com as Linhas da Vida ABC.

Habilidade ativa = tem o carro, mas o motorista não sabe dirigi-lo = apenas o asterisco.

Asterisco com circulo, sinaliza para a pessoa, que ela já sabe “se dirigir”, já domina tal freqüência. (seja 1, 2, 3%)

Em sua Descendência quanto mais a pessoa usar de sua habilidade mostrada pelo circulo, que envolve o asterisco, mais ela vai ampliando/potencializando estas habilidades, que foram para ela sinalizadas.

Tudo agora para a pessoa (dimensional) tem que ser resolvido no mental, portanto ela não deve mais se exercitar mentalmente, utilizando-se fisicamente de transcrições/codificações feitas em papel.

Oscilações emocionais (tiques nervosos, etc.), não impedem que a pessoas realize o que deseja. Mas, ela estará em transição, ficando pulando de uma Linha para outra, até estabilizar o circulo nas três Linhas/Freqüências.

 

Escada Evolutiva

 

Translate »