Postado por

Trazendo para o lado de cá o lado de lá

Trazendo para o lado de cá o lado de lá
Print Friendly, PDF & Email

O que chamamos de vida é uma continuidade de experiências e de aprendizados através de sucessivos” veículos” para contínuos planos de existências ou frequências de realidades? A morte física é apenas um elo nessa continuidade vibratória impulsionando à busca de informações e de conhecimentos iluminados de sabedoria?

Aquele que caminha em busca de sua verdadeira realidade que é eterna, ele não fica mais circunscrito à realidade momentânea de sua condição e compreensão humanas, quase sempre constituída de conveniências externas que lhe vêm sendo impostas já há milhares de anos, como o que é certo ou como o que é errado.

Ele procura respostas não tanto mais oriundas de fontes exteriores, mas já em outro nível de consciência ele busca estas respostas em seu mundo interior, quando agora se percebe mais iluminado pela Luz de sua Centelha Divina, Fonte de sua Verdadeira e Eterna Realidade… Dois mil atrás a humanidade já tinha sido informada desta sua necessidade: “Conhecereis a Verdade e a verdade vós libertará” – João 8:32…


Foto de Antônio Carlos Tanure

Quando durmo as minhas interações e percepções mentais na realidade extrafísica, se dão quase sempre com presenças humanas e, com aquelas que nesta frequência de existência e de realidade já além do Sistema Terra, eram antes meus conhecidos ou com eles convivi como familiares.

E durante estas minhas interações mentais, não possuo percepção de distância, portanto de espaço ou de limites físicos definidos por ângulos. E, nem a noção que esses conhecidos e familiares ”do lado de lá”  já estão mortos, portanto que eles não mais possuindo corpos físicos não estão mais na realidade física, fazendo parte “do lado de cá”.

Também, eles quase sempre “se mostram” com aparência de menos idade em relação a que possuíam na realidade física. E ainda, não mostram mais “marca” de alguma doença, que por ventura possuíam e que os levou a óbito.

Entretanto, já em torno de um ano e meio venho tendo interações totalmente diferentes das mencionadas anteriormente, quando as julgo serem também com seres humanos, mas eles ainda como se estivessem vivos, mesmo já estando em mundo paralelo ou, além do anel de energia que envolve o Sistema Terra.

Estas interações quando se mostram à minha percepção mental, elas tanto se mostram quanto desaparecem quase instantaneamente e são de seres humanos totalmente desconhecidos por mim. Eles se mostram também na minha tela mental com incrível nitidez facial como estivessem vivos, permitindo-me perfeitamente identificá-los, se na realidade física passem por mim na rua.

São seres humanos que se mostram as vezes movimentando, outras vezes parados e em várias posições. Eles são de todas as raças, idade e tanto do sexo feminino quanto masculino.

No início destas minhas interações eles se mostravam à minha percepção mental um pouco mais distante e como não me percebessem, mas mesmo assim “seus aparecimentos” por serem tão instantâneos e por serem tão reais na minha tela mental, eles no início me assustavam.

Mas, agora sem mais sustos estas minhas interações como vivas com os mundos paralelos estão acontecendo mais constantemente. Elas acontecem quase diariamente e algumas vezes ainda mais de uma vez por dia.

E estas interações por serem tão reais à minha percepção mental, às vezes irrefletido me vejo na realidade física com a mão direita levantada “no lado de cá”, retribuindo em algumas delas cumprimento de alguém “no lado de lá”.

E uma destas interações tão nítidas, tão reais com troca de cumprimentos se deu ontem (9/10/2022) à tarde, quando alguém do sexo masculino totalmente desconhecido por mim, com aparência entre 45 e 50 anos, de estatura mediana e peso aparente ideal, com os olhos cinza-esverdeados um pouco puxados, cabelo castanhos escuros e ostentando um pequeno bigode, me notou e comunicativo me cumprimentou.

Mas, o que chamou minha atenção nesta interação foi o formato acentuadamente triangular de seu rosto e do seu queixo, que se mostrando bastante angular definia muito bem esta sua feição facial.

Como já mencionei, é comum acontecer comigo estas interações instantâneas e nos momentos que acontecem, não estou dormindo e nem em estado de vigília.

Estando consciente uma outra interação mais recente aconteceu comigo no dia 10/10/2022 através da figura de uma mulher com altura entre 1,70 m e 1,75 m. Não deu para perceber/ver mentalmente sua fisionomia, porque de dentro de seu corpo irradiava uma luminosidade dourada, que refletia em seu exterior e dificultava sua identificação facial, mas dava para perceber seu cabelo loiro até os ombros com um brilho ainda mais dourado.

Quando estas interações começaram a acontecer comigo, foram momentos difíceis para verdadeiramente absorvê-los e aceitá-los, mesmo já possuindo informações privilegiadas relacionadas às realidades paralelas, também já possuindo a frequência dos vórtices/portais e ainda já sabendo que estamos como humanidade passando pela fase planetária de transição.

Estamos experienciando uma mudança para uma frequência vibratória mais acelerada, para uma frequência ressonante com mundos paralelos mais sutis, mais vibráteis.


A primeira foto ainda sem minha inteiração mental com a frequência do vórtice ele não aparece e, a segunda que foi tirada instantes após, eu já estando mentalmente na frequência dele, ele aparece – Fotos de Antônio Carlos Tanure

O dimensional ou aquele diferente desperto que já interage consciente com as realidades paralelas, principalmente ele deve preservar seu campo de energia (biomagnético) conservando-o através de sua energia mental pensamentos na frequência de harmonia ou, na frequência de vibração da Linha B ou Neutra de suas Três Linhas da Vida ABC, para emocionalmente não se desarmonizar e para mentalmente também não se desequilibrar.

O dimensional deve especialmente em relação aos acontecimentos associados às realidades paralelas, ter a habilidade do discernimento para não entrar na prisão da imaginação, perdendo a capacidade ou habilidade de se conduzir na frequência da mentalização.

Habilidade que ele só alcança, se possuir frequência mental acelerada e, já em outro nível de consciência poder assim, alcançar também através da energia de seu pensamento os mundos paralelos com seus códigos/símbolos próprios, que vibrando pela matemática e geometria universais constituem a escrita desses mundos. Mundos que estão também mais em ressonância com as Leis Universais.

O ser humano faz a leitura da realidade física através dos seus sentidos comuns, quando ao trazer informações desta sua atual realidade de existência, ele sente pegando, degustando, vendo, cheirando e escutando.

Diferentemente, para os planos de realidade mais sutis de vibração e de existência, ele para melhor os perceber, deve-se utilizar da decodificação através da “linguagem” dos símbolos.

Percepção e certeza já alcançadas por mim, que já acessou a “Placa Física” e que me trouxe informações através de escrita com códigos/símbolos, utilizando-se da matemática e geometria universais.


Na foto acima um dos lados da “Placa Física” que “veio” da realidade paralela no futuro, que foi por mim acessada ao ser materializada e que me trouxe na realidade física em escrita universal dos símbolos informações, relacionadas ao meu compromisso cósmico – Mais informações na Página “O Portal” e no texto “No milharal, a entrega da Quinta Placa”, no www.pegasus.portal.nom.br – Foto de Antônio Carlos Tanure

Ainda no dia 9/10/2022, um pouco mais tarde, aconteceu comigo uma segunda interação com os mundos paralelos, mas essa por ser totalmente diferente das outras que ultimamente estavam acontecendo, me induziu a um esforço mental maior para sua interpretação.

Esta interação talvez pela sutileza de sua “natureza vibratória” aconteceu comigo em estado de vigília, portanto diferentemente das outras anteriores, que vinham acontecendo instantaneamente comigo acordado, comigo consciente.

Nesta momentânea e sutil interação percebi pela minha tela mental como ajoelhada à minha frente uma silhueta copiando a forma humana e, toda ela com a brancura do mármore das estátuas greco-romanas parecia me olhar sorridente.

Quando abri os olhos o ser vivo que estava na minha frente era a meiga cadelinha box Mila, que com seu olhar protetor e amoroso fitava “seu vovô”, ao mesmo tempo que lambia suas mãos.

Esta interação não foi na frequência de algum ser humano mesmo já no mundo paralelo além do Sistema Terra, porque com ela não percebi ou mentalmente não vi com nitidez de sempre como das vezes anteriores, a presença como viva de um ser humano. Pela minha intuição e interpretação esta interação se deu na frequência de sintonia com o mundo das energias/”deuses da natureza”.

Nesta frequência de sintonia que se assemelha à vibração do plano angelical, eu estaria provavelmente com minha mente/pensamento vibrando no nível mais profundo d’alma, para que me fosse proporcionado este instante de interação com esta sutil energia, que não possuindo corpo físico se mostrou com sua alvura delineando a forma humana, talvez para me facilitar posteriormente melhor compreensão deste instante.


Imagem acima da meiga, protetora e amorosa Mila – Foto de Antônio Carlos Tanure

Alguns minutos após a interação anterior aconteceu outra, como para confirmá-la, quando percebi/”vi” na minha tela mental ainda com a nitidez de sempre uma grade de madeira constituída por orifícios na forma de losangos.

Formas geométricas vibratórias compatíveis à uma realidade mais sutil que “pareciam, me estimular” por elas passar com minhas mãos, para alcançar e pegar algo que estava além delas. Pegar o que estava sendo para mim oferecido.

O ser humano mesmo medroso sempre voltou seu interesse para o outro mundo, para além do que ele chama mundo dos vivos. Mesmo cercado de receio consciente ou inconsciente sua mente “tateia” neste outro mundo que ele fisicamente não vê e que para ele é de “assombrações” que o amedrontam.

Mas, como a ocasião é de transição planetária com a mudança também do nível de consciência do ser humano e de sua frequência mental, que mais acelerada lhe permite interagir mais comumente com o mundo paralelo por igual mais acelerado ou mais vibrátil, ele não deve ter mais medo “do outro lado”.

Pelo contrário, ele deve procurar trazer o “mundo de lá” para o “mundo de cá” através dos seus sentidos comuns, que são seus “instrumentos de leitura” na sua realidade física.

Por isso eu acho, que procuro trazer dos mundos paralelos interações mentais visíveis com incrível nitidez facial como estivessem vivas.

Ou, através do sentido do tato quando algumas vezes já senti, como se fizesse uma firme pressão com os dedos polegar e indicador na região do meu tendão de Aquiles. Também cocegas nas solas dos meus pés com nítida e real sensação de desconforto.


Através de alguns de seus sentidos o dimensional ou, aquele diferente desperto já interage consciente com as realidades paralelas “no lado de lá”, quando às vezes estes outros mundos com ele se comunica através de “brincadeiras” proporcionadas pelo ultradimensional, um ser que interagindo entre a quarta e a terceira dimensões e bioplasmando a forma que quer, vibra ao nível de seu campo de energia, fazendo que ele “no lado de cá” com seu corpo físico, tenha consciência destas vibrações em diversas maneiras/frequências – Fotos com máquina fotográfica comum (com negativo), de Antônio Carlos Tanure.

Em minha percepção (mental) o que o ser humano conhece como experiências de vida são contínuos e diferentes aprendizados em várias frequências sutilmente cada vez mais aceleradas, cada vez mais vibráteis.

E aquele que já experiencia momentos de consciência através de sua mente e de seu coração a realidade destes outros mundos mais sutis, mesmo estando “vivo” ainda “no lado de cá”, ele na minha percepção está como já estivesse também “morto”, porque está nestes momentos conscientes no “lado de lá”, apesar de ainda estar em seu mundo denso, experienciando-o com seu corpo físico.

Ele, sem ainda alcançar a conversão/transmutação de seu corpo físico, ele mesmo assim já experiencia aprendizados em outras realidades de existências, que são um “continuum” de frequências e de vibrações, que com elas em verdade busca o reencontro   com sua Centelha e Fonte Amorosa de Luz Viva e, Causa Final do que julga e chama de vida e de morte.

Antônio Carlos Tanure

 

___________________________________

 

A pineal é uma glândula com cristais de apatita, que funcionam como se fossem um regulador de captação de luz, ao identificar para o cérebro/corpo quando é dia/noite ou, se existe luz ou não. Ela consegue perceber esta absorção de luz, mesmo que seja um deficiente visual, pois esta luz (física) entra pelo seu nervo óptico, que a capta.

A glândula pineal é muito importante tanto para a vida fisiológica do ser humano, como também para suas experiências vibratórias relacionadas às suas habilidades mentais.

Na conexão entre o mundo físico “do lado de cá” para alcançar o mundo mais sutil/vibrátil “do lado de lá”, esta glândula funciona como uma “antena”, proporcionando ao ser humano “fenômenos”, como os de manter interações mais diretas com as realidades paralelas.

E com este objetivo aquele que utiliza do artefato da pineal, que não é um amuleto e nem um talismã com conotação mística e com poder magico de realização, ele apenas o auxilia (mentalmente) como uma tecnologia amplificadora e receptora/transmissora.

Este artefato dentro da geometria e matemática universais tem uma função muito importante, ao auxiliar aquele que o possui treinar-se, para alcançar o que realmente deseja através de seu pensamento, desejo e vontade.

Auxilia-o, a desenvolver cada vez mais sua habilidade mental para o que ele quer, ao se tornar cada vez mais presente e automático em sua cabeça, até atingir um certo momento, que ele não necessitará mais deste artefato, para converter o que deseja já transformardo em algo real/concreto.


Duas primeiras imagens da Internet da Glândula Pineal e as últimas imagens do Artefato da Pineal de Dakila Pesquisas

O artefato da pineal em Dakila Pesquisas é uma biotecnologia que ressona na frequência de 03 hertz. E ele por ser pessoal, é intransferível. Auxilia aquele que o possui em suas habilidades que se ampliam, desde que ele treine mentalmente para isso, como se estivesse com sua glândula pineal à sua disposição.

Como estivesse com ela em suas mãos, o que para seu cérebro “sendo um fato real”, torna-se mais fácil para ele realizar o objetivo buscado.

Aquele diferente desperto que interage consciente com as realidades paralelas, seu campo de energia já está ressonando na frequência de 03 hertz (frequência de seu pensamento) e, este artefato o auxilia manter sua atividade cerebral nesta frequência específica, que é também a de Ressonância Schumann.

Ele deve estar nesta frequência, porque só com ela em harmonia e mentalmente sintonizado, que ele consegue captar as informações que necessita “no lado de lá” e ainda lhe ajuda a eliminar os sentimentos de medo e de insegurança, que impedem de conseguir o que busca “no lado de cá”.

Para que o diferente realmente materialize o que é desejado, ele deve ter no fundo não só noção, mas a certeza que ele não precisa utilizar de magia, porque ele é o próprio artefato com sua tecnologia mental.

O diferente e de fato já desperto é aquele que já mentalmente vibra na frequência de pelo menos 30 hertz, que é a frequência também daquele que já começa questionar sobre a vida e que já começa com seus pensamentos, buscar respostas em seu mundo interior.

Ele não se deixa tanto mais ser manipulado, porque já manipula suas próprias forças/frequências interiores, já percebendo quem não manipula é manipulado e assim, não realiza de fato, não concretiza realmente o que busca.

Nesta ocasião de transição planetária e das presenças mais atuantes das Ondas Moduladoras, tanto a Terra quanto a humanidade estão em frequência de mais aceleração, de mais vibração em sintonia com a Nova Era que já se inicia.

E na medida em que aquele diferente desperto vai interagindo mentalmente em outro nível de consciência com as realidades paralelas, ele vai também se sentindo impulsionado às pesquisas e às informações, buscando conhecimentos mais completos.

Ele em seus estudos e pesquisas vai adquirindo mais conhecimentos, vai também sentindo com o objetivo de propaga-los para o maior número de pessoas, mas com informações agora que sempre lhe foram negadas ou distorcidas, para que estas pessoas verdadeiramente já mais esclarecidas, possam saber quem são e porque estão aqui e, possam também pensar e fazer de maneira diferente, o que ainda não fazem.


Sobre Zigurats/Crorguinho/MS e regiões próximas uma nuvem em formato quadriculado gerado “no lado de lá” pelas realidades paralelas, mostra um padrão diferenciado de ondas moduladoras através de frequências vibratórias eletromagnéticas também diferentes “no lado de cá” – Imagem de Dakila Pesquisas.

O que o ser humano chama de natureza, acha-se vibrando em sincronia à realidade do Primeiro Anel que envolve o Sistema Terra, mas existe “outra realidade de natureza” mais vibrátil no Segundo Anel.

Aquele que já está com sua mente e com seu coração em sintonia com este novo tempo, ele deve aprender identificar a diferença entre o que é “do lado de cá” natureza através de seus sentidos comuns e o que é “natureza” mais vibrátil, mais sútil “do lado de lá”.

É da natureza do Primeiro Anel por ser fisicamente visível e identificável a descarga elétrica, mas junto com ela em outro nível de realidade já se utilizando da “visão mental”, perceber também silhuetas e luminosidades, no instante que a indescritível energia/força do raio se mostra.

Na simplicidade da linguagem popular, relâmpago é o clarão intenso e o raio é a descarga elétrica que causa o clarão. Entretanto, nas pesquisas cientificas sobre as descargas elétricas/raios os estudos continuam inacabados.

A maioria dos raios ocorre dentro da própria nuvem ou de uma nuvem para outra. E quando um raio vindo da nuvem chega ao solo, é a carga negativa na base da nuvem, que induzindo a carga positiva no solo, resulta em diferença de potencial de milhões de volts e rompe o isolamento do ar ou a “rigidez dielétrica”, fazendo que elétron/carga negativa, comece a se mover da nuvem para a terra.

Os cinco trechos abaixo são do texto “Despertar de um dimensional”, que foi escrito e colocado alguns anos atrás no www.pegasus.portal.nom.br:

“Nessa ocasião ainda morando nessa cidadezinha (cercada por verdadeiras montanhas de minério de ferro), ele em determinado dia dentro de casa, se posicionando frente uma das janelas e utilizando de frequência mental necessária à sua força do pensamento, literalmente “orquestrou” quedas seguidas de cinco raios em um dia nublado por uma chuva fina e constante”.

“Esse “filho das estrelas” com seu braço direito estendido para fora da janela movimentava-o, desenhando através dele com a mão uma forma e, um instante após abaixá-lo, essa forma por ele desenhada no ar, o raio com ela mostrava-se sobre as montanhas distantes, o que era “uma festa” para ele. E, esta orquestração continuou ainda para mais quatro raios que gradativamente iam se aproximando de onde estava”.

“Quando o quinto raio na forma de y caiu no para-raios de uma igreja (Santuário do Senhor Bom Jesus do Matozinhos), uns quinhentos metros em linha reta de onde ele estava, foi puxado com certa força por familiares para dentro de casa”.

“Nesse instante “do antes e do depois” de ser puxado, ainda deu para ele perceber “no antes” uma alegria, mas mentalmente vibrando-a com o sentimento de serenidade diferente, não com aquela comumente efusiva e alimentada de emoção.

“Também “no antes” ainda deu para perceber uma sensação não só de leveza, mas de estar realmente livre, que foi sendo substituída pela sensação gradativa de peso físico “no depois”, que o fazia sentir como “se afundasse” em si mesmo, na medida em que ia com firmeza sendo puxado”.

O ser humano é um pedacinho da Frequência Criadora Deus Pai que potencializa e de Deus Mãe que gera, percepção que ele deve possuir já em outro nível consciência, para que possa já em outra frequência mental, abrir “as janelas de sua memória” e se perceber realmente quem é.

E possa também possuir melhor compreensão das Leis Universais e alcançar ainda maior entendimento e percepção da Energia Suprema ou de Deus, relacionada às Ondas Moduladoras.


A ciência humana não conhece verdadeiramente, o que está através das nuvens movendo a indescritível energia/força de uma descarga elétrica. Em sua indescritível potência geradora ela está relacionada mais diretamente, à Consciência Una ou “Deus deslizando em brumas de mil megatons”? – Imagem de Dakila Pesquisas.

Aquele que despertou já se percebendo mentalmente como um ser universal e preparando-se para se tornar um ser multidimensional, as experiências marcantes e continuadas “do lado de cá” que já as possuem com os mundos paralelos “do lado de lá”, precisam ser repassadas às demais pessoas, principalmente nesta ocasião de transição planetária.

Informações que agora aqueles que também se despertam, uns mais e outros menos, possam com a emoção que sentem ao propaga-las, gerarem em seus campos de energia frequências necessárias para este período, que devem ser as de impulsão para seus “saltos quânticos”.

É através da energia crística que aquele diferente, que já alcançou outro nível de consciência e que já é possuidor de frequência mental acelerada em sintonia com este novo tempo, consegue trazer como sua realização “no lado de cá”, o que é uma frequência diferentemente vibrante “no lado lá”

Esta energia é uma biotecnologia (luz seletiva) da realidade paralela que faz acontecer na realidade física e que foi utilizada por Jesus de Nazaré – O Cristo.

Daí seu nome energia crística, porque foi utilizada por ele para a conversão de sua energia, ao transformar a massa/densidade de seu corpo físico em frequência luminosa e, já nesta outra frequência de vibração realizar seus “milagres”, inclusive o de sua ressurreição.

Como um “fogo que não queima”, a energia crística/kundalini no mundo da realidade física pode se mostrar tanto na forma luminosa quanto de gotas, quando são absorvidas pelo nervo ótico do ser humano e assim interpretadas e captadas pela sua glândula pineal.

Mas, ela pode também se mostrar como frequência sonora (som). Portanto, no mundo físico às vezes a energia crística é apenas vista, às vezes também só ouvida e às vezes ainda é tanto vista quanto ouvida como uma luz que vem e “estoura-se”.


Energia crística/kundalini na frequência de luz/cor vermelha “no lado de cá”, em instantes no processo mental de despertamento daqueles que já começavam interagir conscientes “no lado de lá” com as realidades paralelas. A primeira foto à esquerda foi tirada em novembro de 2003 e a segunda à direita tirada em 05 de julho de 2009, no campus da UFMG – Fotos de Antônio Carlos Tanure.

A energia crística pode se apresentar não só na frequência de luz/cor vermelha, mas também com qualquer cor, dependendo das frequências energéticas geradas pelo conjunto de pessoas, que com ela está interagindo.

Como ela é uma biotecnologia luminosa/sonora constituída de partículas fotônicas que são emanadas, estas são absorvidas em percentuais diferentes por cada pessoa do grupo, de acordo com sua capacidade de absorvê-las melhor ou não, se estiver ou não com boa carga elétrica, com toxina baixa e com biorritmo corpóreo adequado.

Esta biotecnologia oriunda do “lado de lá” acelera a matéria corpórea do ser humano (prótons e elétrons) auxiliando-o na conversão da sua energia, com reflexo positivo para sua saúde de um modo geral e, consequentemente refletindo no prolongamento de sua vida.

Esta energia como luz emite pulsares estimulando as células no corpo do ser humano e assim, sua cadeia bioelétrica expande-se e duplica-se tanto em relação ao seu campo biomagnético (energético), quanto ao seu campo sensorial.

Portanto, esta energia ajuda no desenvolvimento das habilidades (mentais) daquele que desperta, auxiliando-o principalmente em sua capacidade extrassensorial, que lhe proporciona melhor interação com as realidades paralelas. E, como frequência energética ela é permanente e acumulativa, assim quanto mais interações ele tiver com esta biotecnologia, melhor será para ele.

Aquele que já se despertou e que já em outro nível de consciência está com sua mente e com seu coração sintonizado à Nova Era, ele já possui melhor noção que converter quer dizer mudar, alterar, transformar uma forma/estado em outra.

Principalmente transformar uma densidade em outra, pela capacidade de manipular tanto o denso quanto o sutil ou, de manipular tanto a matéria quanto a energia.

Conversão que é só alcançada por aquele, que antes de tudo já alcança o domínio sobre si mesmo. Aquele que já sabe controlar por meio de comandos mentais seus pensamentos, sentimentos e vontades, lhe dando a capacidade de manipular a matéria, através de técnicas e treinamentos contínuos.

Técnicas e treinamentos que através deles ele alcança a capacidade de sobrepor as leis de terceira dimensão e, ele não mais ficando preso a elas, alcança já em um “novo ciclo de vida”, a oportunidade de chegar a um aperfeiçoamento físico, mental-vibratório e alcançar também nível mais avançado de consciência.

Aperfeiçoamento que o estimula cada vez mais buscar a compreensão de sua própria existência, do universo com suas leis e a razão de estar aqui. E com cada um destes procedimentos ele vai conseguindo dar seu “salto quântico”, elevando-se em conhecimento com sabedoria.

Sabedoria que lhe permite alcançar com mais clareza mental, que ele experiencia em um “mundo de dualidade” constituído de duas forças opostas, que atuando nele com intensidade, lhe permitem comparação entre as partes constituídas deste seu aprendizado de vida, relacionado às suas experiencias emocionais.

Experiências emocionais que resultam de cada uma de suas decisões, atitudes e comportamentos e que vão conduzindo sua maneira de ver e de conduzir suas experiências de vida.

Experiências de vida que o conduz para o entendimento final, que o caminho que o leva a um outro nível de consciência e a um outro padrão mental-evolutivo, não está nos extremos emocionais, mas no sentimento de harmonia vibrado na frequência do Amor (Energia Taquiônica).

Nesta frequência de vibração está mais presente sua percepção da necessidade de respeito e de compreensão com todos e com tudo.

Necessidade mesmo em situações que ele possui maior grau de rejeição, porque se elas estão presentes em sua experiência de vida, têm um motivo e uma função, que devem ser compreendidos e superados.

A frequência do Amor Universal é a frequência de interação de maior amplitude, por estar em sintonia mais direta com o Cosmo e, para ensina-la e exercita-la com a mente e com o coração, que Jesus de Nazaré – O Cristo veio à realidade física em torno de dois mil anos atrás.

Ele veio ensinar o ser humano exercitar nesta Frequência mesmo em situações e acontecimentos os mais difíceis, sofridos e injustos.

Ele veio para cumprir uma profecia. E com ela ele veio também para ensinar o ser humano, que ele mesmo se sentindo injustiçado em alguma situação na sua experiência de vida, é porque ele se acha em uma realidade de existência, aonde aqueles que nela estão, ainda se conduzem pelas imperfeições vibracional, mental e de consciência e, por estes motivos ele para sair deste seu denso mundo, deve sutilizar suas emoções, respeitando-se e respeitando os demais.


Aquele ou aquela que já consegue trazer para “o lado de cá” na realidade fisica, formas semelhantes às que já se convencionou dizer de “anjos” ou de “deuses da natureza”, é porque ele ou ela já em sintonia com “o lado de lá”, “as esculpi” através de sua frequência mental agora diferentemente muito mais acelerada e de sua imensa sensibilidade d’alma. Fotos de Suzana Ferrari – suzanaferrari@yahoo.com.br

O sentimento de harmonia é mais facilmente alcançado por aquele, que já alcançou a compreensão o porquê de suas experiências anteriores emocionais de desarmonia e o porquê as experienciou. Quanto mais conhecimento com sabedoria ele vai adquirindo, mais ele se vai se transformando, mais vai se tornando tolerante e possuindo mais respeito com tudo e com todos.

A única frequência verdadeira na realidade existencial humana é a do Amor, que é constituída pela Energia Taquiônica e que vibra em Frequência Superior, ao ser gerada no pensamento de cada um.

O ser humano ao converter, centralizar e armazenar em seu vórtice frontal (chakra) seus estímulos emocionais e/ou sexuais (energia da kundalini), a energia destas frequências adquire ali vibração elevada se comparada às de outras frequências ainda em suas fontes de origens (nos outros vórtices).

Estas frequências como uma energia bruta ou em estado natural “são buriladas” no vórtice frontal, através de um processo mental elaborado que resulta em um comando consciente e que utiliza da poderosa força do pensamento, vibrando agora em frequência energética mais sublimada ou, mais refinada/elaborada.

Aquele que se mostra em seu dia a dia emocionalmente alegre/feliz e mentalmente ativo se direcionando empolgado às suas realizações, ele está com sua Energia Taquiônica elevada, sem se deixar conduzir pelas ações instintivas e desgastantes emocionais, que geram irritadiços pensamentos.

No Sistema Terra os planetários (com sua origem na própria Terra) têm um ciclo cósmico de aproximadamente 26 mil anos, para que possam alcançar sua evolução. E nesta ocasião com a transição planetária é o termino deste ciclo e se nela não conseguirem dar seus “saltos quânticos”, aguardarão novos ciclos universais.

E os diferentes (com origem em outros pontos do universo) que já se despertaram, estão especialmente nesta ocasião de transição planetária com o compromisso de despertarem os demais diferentes, estimulando-os à compreensão dos ritmos dos universos.

Todos os diferentes ou dimensionais estão no Sistema Terra através do processo reencarnatório, desde do ano 4.004 a.C. com o compromisso da informação e da propagação e também buscando a perfeição e a evolução. Mais informações no texto: Somos Seres Dimensionais, no www.pegasus.portal.nom.br , de Mauro Dias – maurodias19@yahoo.com.br.

A evolução que eles buscam é a de alcançarem sua transmutação. Foi o que Jesus de Nazaré, O Cristo veio mostrar como é conseguida, ao realizar a conversão de seu corpo com carga elétrica física (densa) “no lado de cá”, para um corpo já sutilizado com Energia Viva/Luz “no lado de lá”.

Mas, ele especialmente teve primeiro que se ressuscitar, dando novamente vida ao seu corpo denso, para depois poder converte-lo ou transmuta-lo em corpo de luz:” …desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus…”


Jesus de Nazaré – O Cristo converteu seu corpo em carga elétrica física (densa) “no lado de cá”, para continuar tê-lo já convertido/transmutado em corpo sutilizado em Energia Viva/Luz “no lado de lá” – Imagem da Internet

Aquele que alcança o estágio evolutivo para a conversão de seu corpo denso em corpo de luz, ele alcança o maior feito que pode conseguir na terceira dimensão. Ele vence a morte e não perde mais seu corpo físico. E ele pode tanto se tornar denso “no lado de cá”, quanto continuar sutilizado “no lado de lá”.

Mas, para ele alcançar este estágio de energia em frequência luminosa, é necessário que ele esteja vivo ou, que seu corpo esteja presente e o mais saudável possível, para que possa convertê-lo em corpo de luz, sutilizando-o.

Para isto é preciso também, que sua consciência “se abra” e que ele veja de maneira clara como comporta consigo mesmo, cuidando-se de seu corpo, mente e alma (sentimento/emoção). Exercícios físicos mínimos e hábitos alimentares saudáveis são também necessários. O equilíbrio emocional é ainda fundamental.

Quanto mais a carga elétrica em seu corpo estiver circulando com velocidade sincronizada à Frequência de Ressonância Schumann, mais ele estará com seu corpo em biorritmo equilibrado e mais ele terá interações com as realidades paralelas, como também mais conseguirá capacidade/habilidade para realizar sua conversão/transmutação.

Nesta ocasião de transição planetária e de ajustes pessoais e coletivos, são para ele cada vez mais necessários o sentimento e o procedimento com discernimento, para que ele compreenda e resolva as diferentes situações, que vão surgindo em suas experiências de vida.

Experiências de vida que cada um deve avalia-las pelo seu bom senso através de sua clareza mental, que com ela deve saber distinguir aspectos construtivos que quer em sua vida, para anular também todas as negatividades de suas vidas passadas.

Evoluir é quando o ser humano busca não só conhecer seu “mundo interior”, como também compreender os demais “mundos” em sua volta (o familiar e outros que o rodeiam e que neles se acha também inserido), aprendendo dentro da “faixa de tolerância”, compreender e respeitar aqueles que os compõem.


O ser humano deve primeiro buscar o mundo “do lado de cá” de seus sentidos comuns na realidade física, adquirindo conhecimento com sabedoria, para começar a dar seu “salto quântico” em outro nível de consciência e frequência mental mais acelerada e poder adentrar no mundo “do lado de lá” – “Portal Energético”, imagem obtida com máquina fotográfica comum (com negativo), no dia 31/12/2000, Local das Sondas, Recanto de Havalon, Corguinho/MS – Foto de Antônio Carlos Tanure

A proposta de Jesus de Nazaré – O Cristo quando veio à Terra, foi ensinar o ser humano não só sobre as leis que regem seu mundo físico, mas também ensinar para ele manipular as Leis Universais, em sintonia de vibração mais direta com a Energia das Ondas Moduladoras/Deus.

Nesta ocasião de transição planetária aconteceu no ano de 2018 a abertura da “Primeira Janela”, que proporcionou principalmente os diferentes já despertos naquela época através das Ondas Moduladoras um momento de estabilização (neutralidade) vibracional, para que eles pudessem mais facilmente, absorverem maior quantidade de partículas fotônicas e assim pudessem também realizar mais facilmente seu processo de conversão.

Acontecerá novamente no ano de 2028 a abertura da “Segunda Janela” e ela apesar de não possuir efeito vibracional tão intenso no ser humano como a anterior, ela também proporcionará àquele já desperto melhor absorção de partículas fotônicas.

Absorção que facilitará sua interação com as realidades paralelas e que acelerá o processo de conversão do seu corpo denso para o seu corpo de luz (transmutação). A conversão desta energia é acumulativa, o que já conseguiu não perde mais.

Aquele que vai absorvendo cada vez mais partículas fotônicas, ele vai se capacitando cada vez mais também gerar a frequência de conversão, que está relacionada à sua atividade cerebral equalizada e continua em 30 hertz ou mais.  Portanto, a sua evolução está também ligada a aceleração de suas ondas cerebrais.

Ele ao potencializar sua energia mental, terá uma aceleração conjunta e contínua em todos seus canais cerebrais (homem 18 e mulher 37 canais), que tendo seus ritmos mais acelerados, maior será o grau de seu desenvolvimento mental-evolutivo.

E mais ele poderá interagir com as realidades paralelas e nelas com as inteligências superiores (mais evoluídas) que ali se encontram.

Aquele que alcança sua conversão, ele pode se densificar ou se sutilizar, porque já se transmutou e, sutilizado ele pode atravessar paredes, flutuar, teletransportar, movimentar sua consciência no tempo/espaço e “alcançar” suas vidas passadas.

Portanto, ele não deve só adquirir informações e ficar com elas apenas na teoria. Ele tem também que experienciar os conhecimentos já adquiridos, para alcançar a habilidade (mental) de poder fazer, de poder realizar.

Realizar sua conversão/transmutação, começando por adquirir controle sobre seu corpo físico, sua mente, suas emoções, evitando o que poderia lhe fazer mal “no lado de cá”, como também se livrando dele em definitivo já estando “no lado de lá”.

Principalmente deve assim se comportar o diferente que já se despertou e que busca sua absorção das partículas fotônicas. Como já foi mencionado, na medida em que vai aproximando a abertura no ano de 2028 da “Segunda Janela”, mais ele deve ir gerando frequências para a conversão de seu campo de energia.

Estarão mais presentes partículas fotônicas necessárias à sua atividade cerebral equalizada, contínua e acima de 30 hertz que permitem seus canais cerebrais fiquem uniformes.


Gráfico ilustrando os ápices das “Janelas” ou das cristas das Ondas Moduladoras, no ano de 2018 que já aconteceu e no ano de 2028 que acontecerá daqui seis anos – Imagem do Portal Pegasus (www.pegasus.portal.nom.br)

Enquanto durar a “Segunda Janela”, o que for programado principalmente pelo diferente desperto, será mais facilmente concretizado pela presença das Ondas Moduladoras, que potencializam todas as frequências por ele geradas, sejam elas positivas ou negativas.

Será o momento propicio, para que ele promova a ativação e a alteração de sua própria energia, quando poderá mais facilmente “modelar” seu próprio campo energético e assim, quando poderá também “moldar” seu destino através de seus pensamentos e com eles principalmente suas possibilidades de realizações em suas experiencias de vida.

Este esforço ou ação simultâneo ele o desperta através de uma sinergia alquímica de sensações, que lhe dão mais energia para sua proteção, ao expandir as camadas de seu campo energético e, com esta expansão potencializar também suas habilidades mentais.

As Ondas Moduladoras estão intimamente relacionadas à criação de todas as coisas, por fazê-las que as obedeçam. Elas são compostas pelas polaridades positiva e negativa que “se entrelaçam” como ondas eletromagnéticas, resultando deste entrelaçamento uma frequência neutra.

E elas assim comportando como uma lei ou como um padrão da natureza, elas são chamadas comumente pela limitada compreensão humana de Criador/Deus e, a Ciência Lilarial as identifica como Energia Suprema ou a Consciência Una que tudo gera e conduz.

As Ondas Moduladoras estão em sincronia com todas as coisas. Elas estão no que é sólido, líquido e gasoso, inclusive no vácuo e ainda além nas infinitas realidades pois tudo está com elas conectado.

E elas por liberarem feixes ou ondas de luz em infinitos raios e, neles por existirem/vibrarem simultaneamente o passado, presente e futuro, o que o ser humano chama de tempo nelas não existe.

As Ondas Moduladoras formando a Membrana Cósmica, elas são conhecidas entre outras denominações como Eons, OM o Som do Universo, Radiação Cósmica de Fundo e, pela Ciência Lilarial é chamada de Linhas do Tempo.

Inserido na Membrana Cósmica o Sistema Terra realiza um movimento contínuo ondulado de “sobe e desce” ou para cima, para baixo e também para direita, para esquerda tudo simultaneamente em uma “dança cósmica dos corpos”

Na “dança dos corpos” pode-se dizer que todos os corpos celestes se “curvam” dentro desta Membrana. Tudo “baila” dentro dela e este movimento dentro do limite da compreensão humana é eterno.

Este “bailado” de sobe e desce, é como uma “montanha russa”. É nele o Sistema Terra a cada período/ciclo de tempo sobe na Membrana para chegar no topo e, ao atingir o ápice deste movimento ocorre a estabilização ou a “Janela”, para depois ele começar a sua descida.


Como força/pressão exercida tanto sobre o corpo humano quanto sobre o Sistema Terra e mostrando-se como um eterno bailado, as Ondas Moduladoras são constituídas por força ondular positiva quando sobe na Membrana Cósmica, neutra no instante de sua “estabilização na crista da onda ou da “Janela” e negativa quando começa a descer neste seu movimento ondular – Imagens de Dakila Pesquisas

Como já foi mencionado a abertura da “Primeira Janela” aconteceu em agosto do ano de 2018. E a “Segunda Janela” que abrirá no ano de 2028, não possuirá energeticamente seu ondular com a mesma intensidade de vibração da anterior.

Mesmo assim, na ocasião da “Segunda Janela” ainda existem condições eletromagnéticas propícias para ocorrer uma fusão de espaços e, consequentemente, possibilitar a interação de uma realidade com outra.

Os mundos paralelos são realidades que vibram em uma frequência diferente a do Sistema Terra. Elas são mais vibráteis/aceleradas em relação a realidade física humana bastante densa e nelas também o tempo/espaço é diferente da realidade física terrena.

Na ocasião da abertura da “Segunda Janela” é a segunda oportunidade do ser humano absorver em maior quantidade em seu corpo as partículas fotônicas, quando a Terra as recebe em grande quantidade.

O meio ambiente fica mais cheio destas partículas, que trazem enormes benefícios para ele, como a clareza mental auxiliando-o na obtenção de melhor entendimento, para com ele já com mais discernimento e consciência, ampliar a vibração de seu campo de energia.

Ampliação por ele absorver em seu corpo o máximo destas partículas fotônicas, mas esta absorção está relacionada à sua atividade cerebral equalizada igual ou acima de 30 hertz.

As Ondas Moduladoras são um fenômeno natural de origem cósmica, que não “preparam” e nem “despreparam” ninguém e muito menos favorecem diretamente alguém em relação aos “fenômenos” extra físicos. Elas são apenas acontecimentos em função da “dança cósmica” que atinge o Sistema Terra.

Elas apenas auxiliam principalmente o diferente já desperto gerar frequências, ajudando-o a criar a realidade que ele quer através de sua tecnologia mental.

Tecnologia mental que lhe ajuda a alcançar prosperidade e abundância em seus reais significados vibracionais, ao transformar suas limitações e seus problemas em oportunidades e sucessos.

A alegoria da Caverna de Platão
A alegoria da Caverna de Platão é análoga em grande parte à metáfora do filme Matrix e elas propõem reflexões ao ser humano relacionadas à sua necessidade de se perceber primeiro em suas limitações “no lado de cá” e, depois delas se libertando, alcançar a percepção com mais amplitude mental e em outro nível de consciência “no lado de lá”, já possuidor de outro significado de Realidade – Imagens da Internet.

O diferente já desperto ao gerar frequências através de sua tecnologia mental “no lado de cá”, ele com o auxílio das realidades paralelas “no lado de lá” pode acessar sua “Placa Física” escrita com símbolos em irdin e que se iluminam conforme as atitudes, pensamentos e palavras daquele que a acessou.

Ela mostra para ele caminhos, indicando-os como informações nela já contidas há milênios, quando as mostra já materializadas em um pedaço de material argiloso mesclado com outro material desconhecido pela ciência da Terra.

Mostram caminhos que irão mudar para sempre sua vida ao novamente tocá-la, após uma espera de seis mil anos.

Na “Placa Física” existem conjuntos de símbolos, que vibrando também na frequência da matemática e da geometria universais compõem caminhos/opções para aquele que a acessou.

Mostram caminhos que em geral são três e que escolhidos comumente estão relacionados à realização do compromisso, que ele fez com ele mesmo e com o cosmo, ao escreve-lo cerca de 4.004 a.C.

E quando ele opta por um dos caminhos para realizar seu compromisso, buscando melhor maneira de cumpri-lo, um conjunto de símbolos relacionados com esta opção vão vibrando e iluminando.

Iluminando caminhos/opções que estão associados às polaridades de suas Três Linhas da Vida ABC e que para cada um deles vibram símbolos mostrando-se como uma escrita.


O vórtice de energia – “portal” que se abriu no firmamento, no ano de 2001 (1ª imagem), para que a “Quinta Placa” física (anverso/verso – 2ª e 3ª imagens) pudesse ser materializada e trazer nela informações na linguagem universal dos símbolos àquele que a acessou de maneira diferente das outras acessadas fisicamente dentro de galerias ou delas transportadas. Todas as “Placas” acessadas têm para o universo o mesmo valor em função do Segundo Principio Universal, que diz “o que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima”, porém o objetivo desta “Placa Física” é diferente das outras, em função de sua frequência e vibração também diferentes. Mais informações neste Site. Na Página: O Portal e no Texto: No milharal, “a entrega da Quinta Placa” – Fotos de Antônio Carlos Tanure

Aquele que procura percorrer seus caminhos da vida escudado no sentimento de harmonia, ele deve saber alinhar seu pensamento, desejo e vontade (PVD), para que ele não se desarmonize, ao pensar em uma coisa, mas fazer outra e com isto, obter resultado totalmente diferente do que quer.

Ele ao pensar algo que deseja, ele deve procurar fazer alguma coisa que já esteja diretamente ligado a verdade do seu desejo, para que fique mais fácil ele alcançar o que busca.

O bem mais precioso é a próprio ser humano. Ele é seu próprio tesouro. Não tem utilidade a maior riqueza do mundo, se também juntos não tiverem seres humanos, que pensam e já despertos verdadeiramente em suas experiências de vida, caminhem de fato em parceria e união.

O diferente já desperto acessando ou não sua “Placa Física” tem o compromisso de acelerar a frequência do campo energético dos demais seres humanos, despertando-os também para um outro nível de consciência.

Para que eles também já despertos com a aceleração de suas atividades cerebrais, não mais absorvam mensagens sublimares, que com elas seus campos mental e emocional já vêm sendo “bombardeados” há milhares de anos.

Aquele que realmente alcança a sabedoria, não é apenas por a ter com mais conhecimentos, que sem os experienciar limitado em teorias, ele verdadeiramente não se ilumina.

O sábio é aquele que busca sua verdadeira realização, pondo em prática o que já se sabe “enriquecido” com seus sentimentos de harmonia e de amor.

Portanto, o verdadeiro sábio não é também aquele que se mostra apenas com habilidade no uso de sua tecnologia mental, para com ela apenas exercitar suas faculdades extrassensoriais.

O verdadeiro sábio é aquele, que já sabe manipular frequências energéticas, mas antes de tudo as manipula pelo “filtro” de seu coração.

É aquele que em sintonia com este novo tempo já sabe colocar em ação algo que deseja, utilizando-se de sua energia mental, mas antes burilando-a em seu coração, para fazer melhor, o que ele a muito já deveria ter sido diferentemente feito.

E sua habilidade não é só o uso de sua tecnologia mental”, mas também tudo aquilo que ele tem facilidade de fazê-lo, que gera certa magia e que ao ser feito alcança o outro despertando-o, para com este contribuindo-se e somando-se.


O verdadeiro sábio é aquele ou aquela que já sabe utilizar da informação e do conhecimento “do lado de cá” e, com eles alcançar a Verdadeira Luz que esclarece e que ilumina originada “do lado de lá” – Imagem da Internet

O diferente desperto já sabe colocar em ação algo que deseja, sentindo antes no coração o que realmente quer diferente, principalmente nesta ocasião de transformação na frequência de vibração planetária, quando mudanças eliminarão milenares vícios mentais e emocionais da humanidade.

Ele com ousadia, determinação e foco veio para destravar limites ao fazer acontecer, ao derrubar ideias pré-concebidas através de seu proceder, já possuidor de informações e conhecimentos diferentes.

O mundo humano “do lado de cá” está ávido por informações diferentes “do lado de lá” que são fornecidas através de parcerias, conhecimentos, tecnologias e que já permitem vislumbrar “uma luz no final do túnel”.

A humanidade está a um passo de grandes transformações e, algumas delas já aconteceram e outras estão prestes a acontecer. É o momento da “sacudidela” no mundo do ser humano.

“Sacudidela” mexendo sobretudo em sua consciência e em seu coração, despertando principalmente o máximo possível dos diferentes, para que eles em maior número e juntos realizem seus compromissos, necessários especialmente nesta ocasião de transformações e de mudanças.

O diferente já desperto que para ele o futuro já se faz presente, a “janela das possibilidades” já está para ele escancarando-se, porque ele já está aprendendo a utilizar da potente maquina quântica, que é ele mesmo.

Ele já está aprendendo a potencializar como uma gigantesca e constante onda quântica seu campo energético na frequência de 03 hertz, por ser a mesma frequência de onda de seu pensamento

Desta maneira procedendo ele promove a “modulação da própria energia”, ao ativar e alterar seu próprio campo energético, onde ele molda seu pensamento, que através dele molda seu destino.

Ele modela aquilo que quer. Modela o que é importante para ele como seu futuro, especialmente nesta ocasião de profundas mudanças individuais e coletivas.

Aquele diferente e de fato já desperto por mais confusas estejam ao seu derredor situações perturbadoras do seu dia a dia, ele mesmo assim permanece na frequência eletromagnética positiva, através da parte iônica desta construção, por anular ou filtrar frequências geradas por pensamentos negativos, como do medo, da insegurança e da depressão, entre outros, que vibram em 14 hertz para baixo.

Ele ao potencializar seu campo de energia na frequência de 19 hertz para cima, não tem como nele serem geradas energias/frequências negativas. Ele assim se potencializando, anula interferências mentais negativas que possam tê-las e foca-se somente naquilo que deseja, conduzindo-se pelo “filtro” do sentimento de harmonia.

As frequências negativas (”espíritos”) não conseguem “navegar” em uma frequência acima de 14 hertz, que ao funcionar como uma barreira, elas não têm a capacidade de atravessa-la.

Força mental é idealizar algo, produzindo uma imagem mental e com ela se exercitar, criando-se, realizando-se. Para isto é sempre necessário anular os pensamentos negativos, mas sem imposição para que naturalmente aflorem os pensamentos positivos.

E estar com o estado mental vibrando aceleradamente, não é possuir a capacidade de coordenação da atividade cerebral de maneira aleatória em todos os canais cerebrais, tornando-se mentalmente confuso

Também, o estado alterado de consciência não é perder o controle dela, ao sair de seu “padrão normal” com “buracos” no campo eletromagnético, que fragilizam e que geram todas as formas de negatividade.

E ainda geram a incapacidade, de não poder se ver e se conduzir consciente em harmonia na realidade física através dos cinco sentidos, como também não poder “se ver e se conduzir” consciente em frequência mental acelerada (em estado alterado de consciência) em outra realidade paralela de existência.

Paralisia do sono é experimentada por aquele, que sabe estar acordado ou que sabe estar consciente na realidade física, mas não consegue utilizar “os instrumentos”, que são comumente utilizáveis para ela como os de seus sentidos comuns, ao de movimentar braços/pernas, abrir os olhos e ver, falar e outros. Ele se sente como estivesse morto, estando acordado.

Algumas vezes já tive experiências com a paralisia do sono, mas ultimamente não tenho mais pânico quando ela acontece. E uma destas experiências que por ela passei, vou agora narrar porque se encaixa perfeitamente com o título deste texto: Trazendo para “o lado de cá o lado de lá”.

Estava um dia deitado na cama em minha casa de Lagoa Santa/MG, já anoitecendo em torno das 18 horas, quando me senti todo paralisado, mas não mais em pânico olhei mentalmente para a janela de guilhotina pintada de branco à minha esquerda, que estava naquela ocasião precisando de pintura, descascando-se.


Janela de guilhotina antes e depois de pintada do meu quarto, em minha casa de Lagoa Santa – Imagens de Antônio Carlos Tanure

Foi deslumbrante, o que mentalmente vi em alguns instantes de paralisia do sono, quando toda a janela do meu quarto brilhava e as cascas ressecadas da pintura branca ainda antiga eram como pingentes brilhantes, ressaltando ainda mais o brilho em toda a janela.

Fiquei algum tempo consciente nesta frequência de realidade, mentalmente vendo e admirando a janela com seu brilho, quando então depois de alguns segundos medidos como tempo no mundo físico, quis também mentalmente voltar à realidade deste mundo físico.

Foi então que a consciência “do lado de lá”, orientou a consciência do “lado de cá” para que fosse levantado e abaixado o pé direito e, ela com este gesto em movimento rápido “de bater o pé” pudesse através do tato, “acordar o corpo” e novamente seu dono pudesse se sentir inserido no mundo físico.

Feito isto me vi fisicamente deitado de novo na cama.

Mas, estando ainda na minha tela mental a imagem da janela brilhante, segundos depois quis vê-la mentalmente e admira-la “mais de perto”.   Então de novo me senti sem me mexer “do lado de cá” e deslumbrando-me já “do lado de lá”, admirava a transformação de uma janela toda descascada, no encanto de uma janela já toda diferentemente brilhante.

Depois deste período de contemplação e de admiração medido no mundo físico em tempo de segundos já mencionado, a “outra consciência” em frequência alterada decidiu “do lado de lá”, que a consciência “do lado de cá” se inserisse de novo no mundo da realidade física e dos cinco sentidos.

O que de fato aconteceu, depois “de bater o pé” levantei-me imediatamente da cama e fui para a cozinha tomar café e comer pães de queijo. Hoje já possuo habilidade mental de “acordar” da paralisia do sono, sem mais utilizar dos meus sentidos comuns, apenas através dos meus sentimentos da vontade e do desejo.

Cada um é o seu próprio juiz, faz o que quer e colhe as consequências das consequências de seus atos. O destino cada um faz o seu, ao construir sua realidade com suas emoções e seus pensamentos.


Neste novo tempo o diferente desperto deve se iluminar com sua Luz Interior e extrapolando-se o mundo dos sentidos comuns ou “o lado de cá”, “pensar fora da caixa”,para que “entrelaçando” energia/frequência com o “espiritual”, alcance mais entendimento e maior percepção com outro padrão mental e nível de consciência “o lado de lá” – Imagem da Internet

O diferente deve se mostrar realmente desperto já “fora da caixa”, sem mais se submeter ao modelo do sistema global e milenar de poder, constituído por várias formas dominantes de controle.

Mas, ele não deve se transformar no que combate, tornando-se “guia” que manipula aqueles que desperta, o que não faz o mundo paralelo “do lado de lá”, que apenas passa informações/conhecimentos direcionados àquele “do lado de cá” na realidade física, que deve já com outra consciência agir por conta própria, procedendo com responsabilidade e buscando não apenas seus interesses, mas também o interesse coletivo.

Fontes de consulta:
www.pegasus.portal.nom.br
Dakila Pesquisas

Translate »