Postado por

Alma Chama

Alma Chama
Print Friendly

Em uma de suas viagens vindo de Campo Grande/MS-BR, o Mediador quando dirigia o seu carro, teve ainda na estrada um contato extraordinário pelo seu Nível de Freqüência.

O Corpo Luminoso que com Ele interagiu naquele momento era a sua Centelha Divina que pela primeira vez pôde ser mostrada/filmada. Naquela ocasião – agosto de 2007 – aquele Corpo Luminoso Consciente lhe transmitiu informações sobre o futuro do Projeto Portal e de seus integrantes até 2014.

Aquela Freqüência Luminosa que lhe apresentou, é também chamada de Alma Chama e por ter polaridade oposta à sua e também oposta à do seu Eu Superior, pode ser considerada como a sua Contra-Parte Divina. Naquele momento de interação o equilíbrio das polaridades – o Mediador com a sua Alma Chama – foi fundamental.

Quando está presente o equilíbrio das polaridades, torna-se muito mais fácil interagir com os Portais e com as Realidades ou os Mundos Paralelos, porque a somatória energética pelas Leis Universais do “positivo/negativo” que estas duas polaridades geram é imensa, tanto é que os “Seres” nos contatos atuais de Compromisso ou de quinto grau se mostram também neste nível de freqüência como polaridades – “na forma de um casal”.

Ainda, ao nível da terceira dimensão se um casal direcionar a Força/Energia contida no Segredo da Santíssima Trindade (Pensamento, Desejo e Vontade) para a Vibração na Freqüência da Energia Neutra e, estando cada um dos dois em Harmonia consigo mesmo e com o Universo, tudo pode lhes acontecer dentro da Vibração (Neutra) do Amor Universal. Assim, em relação ao desempenho do Compromisso ele “rende mais”, quando está presente um casal, que não precisa ter um relacionamento amoroso, mas apenas para gerar o equilíbrio das polaridades.

Os “Seres” sempre disseram que o dimensional realizaria o seu compromisso com a sua polaridade oposta e que ela poderia ser até um irmão (a) ou um amigo (a), portanto, sem a necessidade de um casal legalmente constituído – com os dois casados. E, reafirmando o que antes já tinham falado, disseram que o dimensional desempenharia de maneira mais eficaz, se com ele estivesse presente a Energia de um outro dimensional com a polaridade oposta à sua, portanto, presente a Energia Neutra gerada por um casal através de suas polaridades em momentos de bastante Harmonia, para que já na Neutralidade a Energia irradiada pelos dois se fizesse como “Uma” – através da Energia (Neutra) do Amor Uno ou Universal.

Entretanto, o dimensional poderá até fazer alguns trabalhos individuais, mas para uma grande parte deles será necessária a presença de outro dimensional com polaridade oposta à sua como nos trabalhos alquímicos de um modo geral e em situações em que o casal poderá ser levado pelos “Seres” por alguns minutos, para que lhe seja mostrado ou informado de algo.

A Alma Chama é a Luz Consciente que acompanha o dimensional desde o momento em que ele como um ser humano exterioriza/nasce na terceira dimensão e muitos A conhecem com o nome de “Anjo da Guarda”. E, apesar de às vezes tomar a forma semelhante à humana, Ela não é um ser extraterrestre – Ela ao nível do Crístico ou da Nona Dimensão vibra na “Freqüência das Divindades”.

Geralmente quando Ela exterioriza se mostra no formato de uma esfera, mas pode parecer também em forma menor como se fosse num formato de portal (uma luz na vertical) e quando Ela “conversa” com o dimensional “mexe” com a freqüência de sua Alma Gêmea.

A Alma Chama será mais percebida pelo dimensional, se ele estiver em um estado mais harmônico de interação consigo mesmo e com o Universo. Portanto, somente quando ele estiver mais tranqüilo, sabendo se direcionar emocionalmente, é que ele poderá vê-La de vez em quando e percebe-La por mais tempo, como se fosse uma “Luz” espocando – e, no momento em que Ela se mostra para ele como em Corpo Luminoso, Ela pode se transmutar.

A Alma Chama é ainda um pedaço maior da Alma Gêmea Matriz do dimensional e como uma Freqüência oriunda da Nona dimensão, Ela “desce” para interagir com o dimensional, tornando-se mais densa aos níveis de freqüência da quinta, quarta e terceira dimensões e compatibilizando-Se com a sua condição humana, interage com ele nestes três níveis de freqüências.

A Vibração da Alma Chama supera as Freqüências da Alma Gêmea, Essência, Afim, Companheira e Cármica e Ela não tem individualidade, já que ela tem apenas polaridade oposta à do dimensional e também à do seu Eu Superior como “Algo” que lhe é intrínseco e que normalmente lhe está invisível. Portanto, com a sua Alma Chama é impossível o dimensional ter algum envolvimento emocional/amoroso, como pode lhe acontecer com a Alma Gêmea que possui individualidade na sua forma humana.

A Alma Chama é uma Consciência que “fala” ao dimensional, quando emite um pulsar mais constante, passando-lhe mentalmente informações em momentos realmente necessários, desde que o dimensional com Ela já esteja bastante compatibilizado/sintonizado.

Entretanto, se for preciso a Alma Chama pode também tomar forma física e já exteriorizada, conversar com o dimensional desta maneira. E, nesta condição Ela pode se manifestar até por sete horas, porque se permanecer interagindo na freqüência da terceira dimensão além destas horas, se tornará densa, perderá a sua memória e se incorporará como um ser humano – entrando também no ciclo das encarnações como aconteceu com o dimensional, que se mostra com a sua atual individualidade/personalidade.

Portanto, o dimensional poderá “conversar” inicialmente de forma mais mental com esta “Luz Consciente”, para gradativamente na medida em que for harmonizando e sintonizando na sua Freqüência, receber Dela em um segundo momento já “metamorfoseada” em uma aparência mais físico-humana informações verbalizadas e mais diretas.

Contudo, para que o dimensional chegue a este nível de interação literalmente com o Divino, interagindo com este Corpo Luminoso momentaneamente já “transformado” na terceira dimensão, ele deve antes fazer todo um trabalho de reciclagem interna – deve estar em um nível mais iluminado de consciência. Ele deve também, se trabalhar antes, para que todas as células de seu corpo entrem em uma outra freqüência de vibração mais intensa e nela, já com as suas células estabilizadas possa através do seu corpo físico, estabilizar paralelamente o seu campo energético/aura, para que lhe aconteça então esta segunda forma mais física de interação, que durará mais e que será ainda mais intensa – mas, que só lhe acontecerá no momento em que realmente for preciso.

Como já mencionamos em outra ocasião, a Alma Chama é a outra polaridade do dimensional e também do seu Eu Superior e como a sua Contra-Parte Divina é Ela que realmente o direciona. E, para Ela não existe dia ou noite, situações de trabalho ou de descanso, porque muito além do espaço-tempo em Sua Esfera Vibrátil e Iluminante, Ela está em um incansável e constante pulsar – “sustentada” pela Sua própria Luz. E, como já dissemos também, o dimensional no processo de se despertar paralelamente despertando outros dimensionais com o seu trabalho de divulgação e de propagação, mostra-se além dele mesmo literalmente “ausente” do seu livre arbítrio e neste nível sutil de interação em que ele também quase não descansa, está à disposição mais constante do chamamento de sua Alma Chama, que o “incentiva” intuitivamente exteriorizar Luz/informação através de sua Alquimia do Pensamento.

A Alma Chama não se manifesta através do Plano Astral, Ela “vem” de Mundos/Realidades Paralelas como um Corpo Luminoso Consciente e possuidor de vontade própria. E, Ela já experienciou muitas vezes não apenas a realidade tridimensional como também outros Planos de Realidade além da terceira dimensão, mas os superou (os transcendeu) – e, em função do que já vivenciou, pode agora ajudar os dimensionais.

Como o seu “Anjo da Guarda” é a Alma Chama que orienta o dimensional em momentos cruciais de sua vida, intuindo-lhe, por exemplo, para não viajar ao lhe proteger de algum provável acidente. E se o dimensional neste sentido ficar irredutível, teimando em fazer o que deve ser evitado, Ela pode até se apresentar fisicamente e lhe falar, para impedi-lo de fazer naquele momento o que não deve ser feito.

Mais liberto de suas emoções – da dualidade/da terceira dimensão – o dimensional consegue através de seu “Poder Mental” ter uma conexão melhor com o Universo e também com esta Freqüência Energética Consciente que “está no ar” o tempo todo para lhe passar mensagens/informações – é apenas uma questão do dimensional ficar mais receptivo para que essas mensagens cheguem até ele de maneira mais clara e na maior parte das vezes na forma de intuição ou de visão.

Cada dimensional/Projeto Portal terá a sua “Luz Consciente” para conversar, trazendo-lhe responsabilidades, mas também vantagens e benefícios desde que ele conquiste o necessário equilíbrio emocional e se esforce para isso – é só uma questão de ser persistente. Até então o dimensional/Projeto Portal teve em suas experiências iniciais de contato, uma conversação com “Seres” nos vórtices de energias conhecidos como “tronos” ou mesmo em outras situações, mas a partir de agora o dimensional poderá contar também com Interações dessa Natureza.

E, Manifestações neste Nível de Freqüência com as quais o dimensional/Projeto Portal começará interagir, se mostrarão para ele de maneira mais acelerada e também de maneira até diferente umas das outras, mas todas acontecerão com um propósito e tendo um motivo importante e direcionado – com Elas o dimensional manterá conversações diretas, obtendo respostas de suas indagações para praticamente tudo em sua vida – indagações que o próprio Mediador acha por bem hoje, já não mais pessoalmente respondê-las.

O dimensional perceberá que ele terá em sua vida muito mais facilidade em todos os sentidos, a partir do momento em que ele interage consciente neste Nível de Freqüência, porque todas as camadas de sua aura ficarão duplas e ele então poderá “encantar mais”, atraindo para si mais oportunidades ou situações positivas, na medida em que ele vai também removendo de seu caminho as dificuldades – confiando mais nele, no Universo e em Deus, porque a Freqüência Energética com a qual agora sintoniza/interage, lhe proporciona isso.

Os planetários também possuem Alma Chama, mas eles jamais interagirão de forma consciente ou “conversarão” com Ela, porque não possuem a necessária freqüência mental-vibratória, para que isso aconteça.

Dois bilhões de indivíduos no mundo são dimensionais, portanto, possuem tanto Simbologia quanto Alma Chama, que pode ser percebida no momento do nascimento do dimensional como uma “Explosão de Luz” em sua volta – “Luz” quase sempre invisível que o acompanha durante toda a sua vida e que fica normalmente mais presente, aproximando-Se mais dele quando adormecido.

O dimensional neste momento em que está sendo direcionado para o seu Compromisso precisa de informações que o direcionem corretamente e, quando provindas da outra polaridade do seu Eu Superior ou de sua Contra-Parte Divina é melhor ainda e elas poderão lhe ser passadas a qualquer momento e em qualquer lugar. O dimensional “já foi liberado” para que isso aconteça e assim, poderá aos poucos enxergá-la e ouvi-La – a sua mente já está sendo trabalhada, está sendo preparada para sintonizar/interagir nesta Freqüência Vibratória.

Portanto, tendo em vista os trabalhos desenvolvidos atualmente no Projeto Portal, pode-se dizer em relação às interações, que o dimensional ao interagir com a sua Alma Chama, ele chegou ao “ponto máximo” no uso de sua potencialidade energético-vibratória.

A aproximação do dimensional com a sua Alma Chama, que para Ela não existe “o tempo” como o dimensional o vivencia na terceira dimensão, está dentro dos trabalhos vibratórios do Projeto Portal, porque é preciso que ele faça esta aproximação/interação de maneira consciente, já que a sua Alma Chama como a sua “Parceira Eterna” é que pode realmente ajudá-lo e protegê-lo (auxiliada pelos “Seres” das quarenta e nove raças), na medida em que ele for desempenhando o seu Compromisso e caminhando para a sua Transmutação.

Lagoa Santa/MG-BR, 1º de janeiro de 2008.

 

___________________________


Outros Textos

 Sutilezas da Comunicação

– Com outros Planos de Realidade –

A maneira que os “Seres” das quarenta e nove raças comunicam com o dimensional, eles a fazem de forma direta e simples, sem a necessidade de tanto verbalizarem, dando-lhe respostas com poucas palavras. E, outros “Seres” em suas respectivas freqüências podem ainda comunicar com o dimensional sem a necessidade de até mesmo verbalizarem como fazem, por exemplo, os Seres Ultradimensionais, que comumente se expressam codificando através da forma, da cor e da quantidade de seus flashes e de seus posicionamentos.

Entretanto, se esta é a “linguagem” dos “Seres” em função dos Planos em que vibram, com certeza não é a linguagem do dimensional, que para se expressar, exteriorizando muitas vezes informações “imprimidas” em sua mente principalmente por “Freqüências” de Planos mais Sutis de Vibração, precisa verbalizar (ou escrever) os seus pensamentos com um nível mais profundo de percepção/expressão, já que ele se tornou uma “ponte” de comunicação com estes Planos de Realidade onde Corpos Energético-Conscientes são literalmente de Luz, trazendo destas Dimensões informações, às vezes “traduzidas” apenas com o auxilio da Alquimia do Pensamento.

O plano em que o dimensional como ser humano vivencia como “Expressão” Consciente do Criador, é o de verbalizar através do seu Cristo Interno a Sabedoria Eterna ou o “Verbo” – com “sons”/palavras – e não o de praticamente “emudecer” ou o de “fazer mímicas vibratórias”, mesmo porque não é possível o dimensional se expressar desta forma.

E, o que o dimensional expressar falando ou escrevendo em relação às suas interações com outros Planos de Realidade, que ele o faça até mesmo utilizando-se de metáforas, mas com consciência-razão, da maneira mais clara possível e preferencialmente com provas.

Portanto, o dimensional deve se observar muito, principalmente àquele que já exerceu a mediunidade das canalizações mesmo na freqüência do Astral Superior, onde os Mestres Ascencionados vibram e que “exigia” dele uma freqüência cerebral de até vinte e sete ciclos por segundo, para que pudesse receber mensagens psicografadas ou indiretas.

Hoje o dimensional/Projeto Portal que está com a sua freqüência cerebral no mínimo em trinta ciclos por segundo, não está mais em conexão direta com aquela faixa de freqüência a não ser que ele queira. E, se ele preparou e ainda se prepara sintonizado na Freqüência do Mental Superior, foi e é para ter “contato” antes de tudo consigo mesmo através do seu Cristo Interno e pudesse ao mesmo tempo liberar a sua “Potencialidade” Energético-Vibratória e Cósmico-Divina de um Semi-deus, espelhando-se em Cristo Jesus tanto em relação ao que Ele fez, quanto ao que em sua essência Ele disse. Portanto, o dimensional com mais Luz/informação deve-se paralelamente se pautar com mais consciência-razão, direcionando com mais correção a sua energia vibracional.

Os seres planetários e mesmo os dimensionais inconscientes são os que ainda precisam de informações compatíveis para freqüências cerebrais menores que vinte e sete ciclos por segundo – alimentadas por energias (emocionais) da dualidade e quase sempre ausentes de “Neutralidade”.

Entretanto, o dimensional desperto e iniciado que já irradia de seu campo energético/aura apenas a Luz na Freqüência da Cor Branca ou Prata, já tem a responsabilidade de ser um interlocutor natural dos “Seres” e logo, já tem também a responsabilidade de não estar mais sujeito às oscilações emocionais, que poderiam sintonizá-lo com o Plano Astral – com os Seres deste Plano.

Estar na Freqüência da Luz na Cor Branca ou Prata e irradiá-La deve ser o objetivo do dimensional/Projeto Portal, porque lhe dá condições vibratórias de estar mais ausente das experiências humanas com as energias conflitantes e de dualidade e, portanto, de estar mais presente na “Neutralidade” dentro da faixa de tolerância – e, inclusive, com a possibilidade de ter o seu Contato Compromisso.

“E o Verbo Se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai”. (João 1:14) “Eu manifestei o teu nome aos homens que, do mundo, me deste….Agora eles sabem que tudo que me deste vem de ti, que as palavras que eu lhes dei são as palavras que me deste. (João 17, 6-8)

O dimensional/Projeto Portal caminhará mais rapidamente para a sua Transmutação, quando já auxiliado/ativado fisicamente primeiro pelo Mediador e depois pelos “Seres” ampliar o seu campo energético/aura, duplicando-o ou mesmo triplicando-o já na freqüência apenas da Luz Prata, para que a Consciência do seu Cristo Interno se exteriorize e ele possa com o “Verbo” neste seu despertar, ajudar no despertar dos dimensionais inconscientes e talvez, até de alguns planetários.

E, o dimensional no processo de se despertar, paralelamente despertando outros dimensionais em seu trabalho de divulgação e de propagação, ele “se despe” e literalmente ausente do livre arbítrio, ele se mostra além dele mesmo. Neste nível sutil de interação ele não descansa, porque está à disposição mais constante do chamamento de sua Alma Chama, incentivando-o intuitivamente exteriorizar Luz/informação através de sua Alquimia do Pensamento. Portanto, ao passar informações ou mensagens, muitas vezes elas já estão literalmente esculpido-iluminadas em sua tela mental e a energia que delas irradia não mais lhe pertence, porque já é de todos aqueles que com ela interagem.

A Alma Chama vibra na Freqüência do Crístico ou da Nona Dimensão e por ser um “Pedaço Maior” do dimensional ou a sua Consciência Divina é Ela que realmente o “direciona”. E, para Ela não existe dia ou noite, situações de trabalho ou de descanso, porque muito além do espaço-tempo em Sua Esfera Vibrátil e Iluminante, Ela está em um incansável e constante pulsar – “sustentada” pela Sua própria Luz.

A imagem à direita mostra a Alma Chama do Mediador, em um momento em que Ela Se exteriorizou, quando ele dirigindo o seu carro, vinha de Campo Grande para a Fazenda Boa Sorte, no mês de agosto de 2007.

Os “Seres” não querem se mostrar fisicamente para a população de um modo geral, eles querem é falar/interagir com o dimensional/Projeto Portal que foi preparado para isto e, portanto, o dimensional é que deve passar para a população informações e mensagens recebidas – ele está se tornando intermediário dos “Seres” das quarenta e nove raças e também “ponte” de Planos mais Sutis de Vibração.

Entretanto, em sua Escalada Evolutiva alguns dimensionais não alcançam ainda este nível de percepção. Não alcançam, inclusive, o que é realmente o Sentido Cósmico-Divino do Sagrado e, portanto, do que já está codificado nas Linhas do Tempo para ser cumprido “no futuro” – o que o dimensional/Projeto Portal já começa comumente exercitá-Lo de várias maneiras com o nome de Compromisso.

Eles não alcançam o Sentido Real do Sagrado, que julgam estar muitas vezes associado ao ritualístico e daí, o seu entendimento menor em relação ao que chamam de esotérico – portanto, “Praticar o Sagrado” para eles deve ser realmente incompreensível obscuro e impenetrável.

Eles não percebem que não se estuda o Sagrado, porque Ele deve ser alcançado/vivenciado – é o que o dimensional/Projeto Portal realmente desperto está fazendo com a ajuda dos “Seres” e do Mediador, quando está se tornando um semi-deus, na medida em que pelas Linhas do Tempo está unindo no aqui agora “o seu passado e o seu futuro”. É uma questão de decodificar e não de teorizar.

Também, muitos “doutos” alcançam com as suas “brilhantes inteligências” apenas àquelas informações, que estão associadas às suas experiências humanas limitadas pela “lógica/raciocínio” dos seus sentidos e, como na fabula da raposa e das uvas rotulam aqueles já “transcenderam este nível de inteligência” (que já estão em um outro nível de percepção e que através dele interagem), de cultuar um esoterismo pseudocientífico. Ainda, “enamorados das uvas” dizem também daqueles que não pensam como eles, que são especuladores filosóficos e apropriadores de teorias – principalmente da física quântica.

O que o dimensional/Projeto Portal diz, ele quase sempre vivencia e muitas vezes ele mostra o que diz. A materialização da pedra discóide pela manipulação das Leis Universais e que é um “fato” já bastante corriqueiro para qualquer um no Projeto Portal, é uma destas provas que dentre muitas outras, estes “doutos” preferem vê-la como um “truque”, porque não podem admitir um “fato” que nem mesmo as atuais teorias e fundamentos da física quântica explicam satisfatoriamente – um “fato” que está também além da imaginação deles.

O dimensional desperto “escondido” em sua condição humana é muito mais até mesmo ao que ele julga ser. Sua mente está conectada com o Universo e em sua condição de um semi-deus ela se conecta ainda mais – ela se conecta com a sua “Contra-Parte Divina”.

O dimensional/Projeto Portal está paralelamente com o seu despertar e com o desempenho de seu compromisso sinalizado pela sua “Placa”, buscando a sua Transmutação. E, ele está agora, se preparando também para se teletransportar e para estar em dois locais ao mesmo tempo.

O dimensional/Projeto Portal virou uma página em sua história evolutiva e alcançou um outro nível mental-vibratório, que já dispensa a interação energético-vibratória com o “Astral” – freqüência vibratória ainda irradiadora da energia de dualidade, que vivifica também as religiões, dando-as positivamente sentido quando pregam a concórdia, contudo, pelo seu aspecto mais humano e menos divino elas sempre trouxeram e ainda trazem até hoje negativamente a discórdia à uma grande parte da humanidade. “Só existe uma religião a do Amor, só existe uma linguagem a do coração, Deus não está em nenhuma religião, mas na mente e no coração de cada um” – Sathya Sai Baba

Entretanto, para que esta página de sua história esteja realmente virada e o dimensional/Projeto Portal possa concluir na terceira dimensão a sua busca, ele deve também se trabalhar no sentido de cada vez mais se harmonizar. Ele deve ter a mesma noção, que tanto uma família só será considerada como tal se seus membros forem harmonicamente participativos, quanto ele e os outros dimensionais apenas serão realmente um Corpo de Energia se comportarem uns com os outros com mais equilíbrio emocional.

Como lideres os dimensionais devem se respeitar mutuamente, não invejando as “qualidades vibratórias” (paranormalidade) que o outro possui para o desempenho do seu compromisso, mesmo porque cada um neste sentido tem as suas “próprias qualidades”. E, já não deveria existir a necessidade de ocultar inicialmente do dimensional que um seu companheiro recebeu a incumbência de realizar “algo” junto aos “Seres”, para que nele não desperte a energia do ciúme e da inveja, vindo atrapalhar os trabalhos vibratórios em curso. Neste nível de consciência existem apenas indivíduos circunstancialmente reunidos e não uma família – nesta freqüência não pode existir a Harmonia formadora de um Corpo de Energia.

Em um dos seus últimos trabalhos vibratórios o dimensional/Projeto Portal vem entortando talheres apenas pela força de sua mente, em um momento em que ele cria uma realidade paralela ou um campo eletromagnético diferente, no intuito de expandir a sua aura, para que aconteça uma reciclagem em volta do seu campo energético. Este é um trabalho totalmente mental sem a ajuda dos “Seres”, para deixar o dimensional sem bloqueios, portanto, para que ele ficando sereno, seguro e direcionado para um único e positivo pensamento, consiga entortar apenas com a sua energia/força mental um garfo ou uma colher. E, se ele neste sentido obtiver sucesso, irá depois interagir também com a Energia de Sublimação simbolizada pela Espiral – que o direcionará ainda mais em direção à sua Transmutação.

Entretanto, os dimensionais precisam antes, ir alem dos “dez por cento atuais de consciência”, com cada dimensional sabendo se pautar com disciplina e também sabendo que a prioridade é a do trabalho em conjunto e não a de cada um separadamente.

Apenas, quando os dimensionais vibrarem e irradiarem a Energia (Neutra) do Amor, é que eles conseguirão sintonizados com o Sentido de Unicidade, formar um só Corpo de Energia, formar uma só família construída na atenção, na compreensão e na ajuda mútuas.

Vocês têm vibração. Estão prontos. O grupo tem energia. O que falta é consciência, discernimento, harmonia e organização entre vocês” – mensagem dos “Seres” transmitida ao Mediador e direcionada aos dimensionais/Projeto Portal.

Lagoa Santa/MG-BR, 1º de dezembro de 2007.

  Luz/Freqüências/Cores
Na Linguagem da Aura
(Primeira Parte)

Durante dez anos o dimensional/Projeto Portal veio se preparando e utilizando de vários métodos, para que ele ao manipular a energia de sua aura, ela se potencializasse na freqüência da luz/cor vermelha.

Produzir energia nesta freqüência era necessário, porque era e continua sendo sempre a mais qualificada para a terceira dimensão e representa o máximo dentro da evolução mental. Ela é a fusão das energias emocional e sexual transformadas em energia vibracional. E, para que manifestasse a cor vermelha em sua aura, o principal exercício que o dimensional fez foi o de trabalhar a ativação de sua energia da Kundalini, que está comumente presente nos seres vivos, que está caracterizada pela sua cor vermelha e que está associada à terceira dimensão.

O dimensional/Projeto Portal já fez duas vezes este trabalho de ativação através de seus meridianos. A primeira vez aconteceu anos atrás, quando o dimensional “viu” então uma luminosidade na luz/cor vermelha “explodindo” dentro de sua cabeça, porque naquela ocasião ele estava trabalhando a sua energia da kundalini. Mas, a “explosão” de agora quando o dimensional já está sendo trabalhado e direcionado para os contatos de quinto grau, a luz/cor que ele precisa “ver”/perceber deve estar na freqüência da cor branco-prateada e no máximo mesclada com a cor azul ou violeta, porque é necessário que seja produzida esta freqüência energética em sua aura, para que ele possa direcioná-la para esta sua finalidade do momento.

Entretanto, estas duas freqüências são importantes para o dimensional e então, ele deve aprender trabalhá-las, para que possa manipular e direcionar cada uma delas para o momento desejado – elas se complementam para que ele mesmo na terceira dimensão possa, inclusive, alcançar o seu objetivo atual de contato.

Portanto, o ideal é que o dimensional alcance o equilíbrio entre estas duas formas de energia e saiba usá-las corretamente. Se ele ao nível de sua aura manipular mais energia na freqüência da luz/cor vermelha, ele não conseguirá interações com Freqüências Conscientes dos Planos Superiores de Vibração e muito menos interagirá consciente com a sua Alma Chama. E, se ele produzir energia mais na freqüência da luz branco-prateada, ele não conseguirá como desejaria uma melhor condição à sua sobrevivência física. Portanto, o dimensional em sua condição humana deve procurar o equilíbrio energético, manipulando e direcionando quando necessário com uma mesma dosagem a sua energia mental/vibracional – já na forma de pensamento – tanto na freqüência da cor vermelha, quanto na freqüência da cor branco-prateada, que podem ser “vistas”/percebidas em sua aura.

E, o trabalho inicial que o dimensional/Projeto Portal desenvolveu com a Energia da Kundalini foi de extrema importância e, de certa maneira, pode até ser considerado o principal, porque foi a partir dele que os trabalhos posteriores puderam ser realizados, como o trabalho com a energia alquímica de transmutação (mais relacionada aos dimensionais/mulheres) e também o da materialização do ouro, entre muitos outros.

Mas, é através do trabalho que o dimensional desenvolve atualmente com a sua energia/força mental, movendo objetos ou interferindo na sua estrutura física quando entorta talheres, que ele finaliza um ciclo de experiências e inicia uma outra etapa de seu aprendizado, onde a hora e a vez é a de irradiar energeticamente pela sua aura a luz/cor branco-prateada, quando fica evidente não só a sua capacidade de interagir com as Dimensões Superiores, como também de manipular com mais plenitude as Leis Universais.

Portanto, neste novo tempo de seu aprendizado o dimensional/Projeto Portal está gradativamente alcançando a capacidade de direcionar de maneira mais incisiva a Energia Taquiônica (Energia do Pensamento), para que possa ter uma atuação mais mental na terceira dimensão, interferindo na estrutura física dos objetos e paralelamente ter também certo controle sobre os seus impulsos/compulsões geradores de conflitos – possibilitando-o permanecer mais constantemente na faixa de tolerância.

E, enquanto o dimensional está entortando o metal de um garfo ou de uma colher, ele está criando em sua volta uma realidade paralela que interage com a energia que ele está irradiando. Ele está criando neste momento especial um campo eletromagnético em torno de si diferentemente daquele que antes na terceira dimensão existia. Portanto, no momento em que o dimensional interfere com a sua energia/força mental na estrutura metálica dos talheres, transformando-a para que se torne amolecida, ele está interagindo com um outro campo energético (freqüência/realidade) que comumente não é o seu. Naquele instante o dimensional conseguiu se deslocar no espaço-tempo e trabalhar numa dimensão paralela à terceira dimensão, direcionando uma energia mais sutil – a energia em espiral ou de sublimação.

No momento em que ele está entortando o metal, segurando-o entre os seus dedos polegar e indicador, ele recebe de sua glândula pineal através do seu dedo polegar mais a energia na cor vermelha e do seu dedo indicador mais a energia de sublimação ou a energia em espiral. Portanto, para este trabalho estes seus dois dedos são os que mais geram um campo vibratório. Também, na medida em que o dimensional vai entortando o metal do garfo ou da colher, começa também uma reciclagem automática em volta do seu campo energético – o que lhe é negativo vai se transformando em positivo.

O dimensional que não consegue entortar o metal dos talheres é porque ele não consegue reciclar a sua energia e, portanto, não alcança a freqüência que o permite queimar todos os seus bloqueios e ficar como vivenciando uma “transmutação” momentânea. E, em trabalhos posteriores o dimensional ainda irá modificar estruturalmente (derreter/transformar) outros metais como o ouro e a prata – é só uma questão de o dimensional acostumar o seu subconsciente, trabalhando-o neste sentido.

O dimensional/Projeto Portal já chegou a um nível mental-vibratório, que o seu subconsciente já está podendo realmente ser trabalhado através dos seus meridianos, quando são ativados pontos em suas orelhas.

Em seu ultimo trabalho feito através de seus meridianos, quando o dimensional foi apertado em sua orelha, a vibração em relação à cor foi percebida pelo seu cérebro, que a registrou ao emitir um sinal elétrico captado pelo nervo óptico como uma descarga elétrico-luminosa na freqüência da cor branco-prateada e que pudesse até conter cores secundárias, desde que esta freqüência/cor principal estivesse em destaque, para que ele adquirisse o seu “passaporte” de comunicação com as Dimensões Superiores de Vibração. E, a intensidade desta energia luminosa esteve também relacionada ao seu equilíbrio emocional, à sua capacidade de discernir e de se direcionar.

Portanto, já chegou a hora do dimensional aprender de forma consciente a projetar o que para ele é positivo, para que o seu cérebro possa desta maneira entender e codificar. Assim, se o dimensional projetar mentalmente o que ele quer como algo já realizado, o seu comando mental prevalecerá através da energia irradiada de seu frontal onde está mais centralizada a energia vermelha ou a energia de kundalini já como energia vibracional.

Mas, a “técnica” para a manipulação de sua energia/onda do pensamento o dimensional tem que ser incisivo, sabendo direcioná-la – ou ele consegue instantaneamente manipulá-la ou então, ele deve desistir de imediato, porque não adianta ficar insistindo, quando nesta insistência ele está gerando outras ondas de pensamento e com elas “n” codificações que se entrelaçam e que não o levam a nada ou então pode até acontecer que ele obtenha um resultado que não gostaria de tê-lo obtido, porque não foi de sua vontade consciente, mas aflorado do seu subconsciente – este é o risco quando se deseja potencializar a energia de um pensamento não corretamente direcionada. Por isso, o dimensional que alcançou a capacidade de manipular a sua aura na freqüência da luz/cor branco-prateada, ele deve então, direcionar a sua energia/onda do pensamento quase que instantaneamente não só se potencializando, quando for também potencializar outros indivíduos – no máximo em sete segundos.

Cristo Jesus sabia muito bem direcionar a energia do seu pensamento e, por isso, é que Ele dizia ao enfermo que auto-curou, depois de potencializá-lo: “vai, a tua fé te salvou…..”

Para o cérebro tanto faz o real ou o irreal, porque para ele tanto um como o outro são nele “registrados” como verdades. Por este motivo é que o dimensional deve aprender fazer a reprogramação do seu cérebro, para que mentalmente ele possa conquistar o que quer e não fique de maneira negativa prisioneiro de suas emoções, vivendo ilusões que ele mesmo criou como fossem verdades. Ele não deve ficar negativamente “dando vida ao ego”, que é apenas “verdade atuante” na terceira dimensão, alimentando-se com a energia dos conflitos e das disputas – com a energia do dualismo.

O dimensional deve sempre pensar positivamente visualizando/criando as cenas harmônico-desejadas, para que gerando a freqüência necessária através de sua onda do pensamento, elas se tornem realidade.

E, neste sentido os dimensionais/Projeto Portal possuem em relação uns aos outros uma responsabilidade ainda maior, porque estão ligados entre si em função do compromisso que cada um assumiu “no passado”. Portanto, o que de bom ou de ruim acontecer com um, acontecerá também com as suas partículas e fragmentos, o que traz concretamente para o dimensional, a responsabilidade de reeducar o seu cérebro, dando-o uma nova programação.

Portanto o dimensional deve sempre “inserir” um pensamento positivo, como uma forma de uma freqüência/onda positiva no que o preocupa/perturba – ele deve aprender a eliminar sempre o que de negativo possa surgir em sua vida.

E, para que ele tenha mentalmente o domínio sobre a matéria (objetos) influenciando-a, ele deve aprender a criar tanto o momento, quanto senti-lo através de sua aura. Estes dois momentos quando o cérebro os registra, ele não esquece mais – assim, o dimensional deve aprender a educar o seu cérebro para que possa com ele no mundo físico, dar o comando para produzir em sua aura a freqüência energética na cor que ele quer e com ela alcançar o objetivo desejado.

No momento em que o dimensional com a sua energia/força mental conduzida por sua vontade e por seu desejo, ele entorta um garfo ou uma colher, a sua aura energeticamente resplandecida na cor vermelha se mostra como parte dele e não apenas como “algo” que está em sua volta para ser apenas “visto”/percebido. E, o mesmo acontece quando para os contatos de quinto grau a sua aura irradia a energia na freqüência da luz/cor branco-prateada.

Mas, neste momento o dimensional não deve ficar pensando em cores, ele deve direcionar o seu pensamento para os níveis mentais com os quais elas estão associadas. Por exemplo, para fazer uma bola movimentar na superfície da água, que é um “fenômeno” físico, não adianta o dimensional ficar pensando na cor vermelha, ele tem é que gerar em sua mente uma onda em movimento que está levando a bola e se ele conseguir este seu intento, a cor vermelha será refletida em sua aura.

Assim, a cor/freqüência na aura do dimensional não é “algo” que lhe é externo, se mostrando estático fora dele, mas é “algo” que lhe é bastante interno-dinâmico na forma de um campo eletromagnético fazendo-se como cor, que fica como sinalização em sua aura – e, para cada cor ele executa um comando mental.

Entretanto, neste ultimo trabalho vibratório que foi voltado para a interação com os Planos mais Sutis de Vibração, quanto mais cores percebidas pelo dimensional menos tempo de contato ele terá e se ele apenas manipulou a cor vermelha projetando-a e colorindo com ela a sua aura, ele terá ainda mais sete meses para se reestruturar, organizando-se vibratoriamente para o nível de freqüência dos atuais contatos de quinto grau.

Agora que o dimensional/Projeto Portal já consegue manipular a sua aura na freqüência da cor branco-prateada e que com ela já pode interagir mais constantemente com Consciências de Planos mais Sutis, ele pode receber muito mais auxilio, porque estas Consciências Superiores têm muito ainda o que lhe oferecer. Elas foram as responsáveis pelo sucesso de vários trabalhos já acontecidos no Projeto Portal como o acesso às “Placas”, a fusão, a entrega do plasma e da Energia Cristica, as manifestação da “Nave Mãe”, GNA e Gêmus, entre outros.

O dimensional deve saber que a cor branco-prateada não anula os trabalhos já realizados na freqüência da luz/cor vermelha e também é bom salientar, se hoje o dimensional tem uma comunicação mais fácil entre a terceira e quinta dimensões, foi porque a sua energia na freqüência da cor vermelha/kundalini foi nele inicialmente trabalhada. Portanto, a energia/luz na freqüência da cor vermelha estará sempre “embutida” nos trabalhos do Projeto Portal, sendo percebida na aura do dimensional, quando o objetivo do trabalho for voltado para a atuação no mundo físico.

A luz comumente Se mostra na terceira dimensão através de sete cores básicas e cada uma delas com freqüência e qualidade específicas. Por exemplo, para a alquimia de transmutação a freqüência energeticamente manipulada pelo individuo e que se mostra em sua aura é a cor violeta, mas se mostrará com a cor verde, se ele dirigir agora a sua força/energia do pensamento para a auto-cura.

Mas, o dimensional/Projeto Portal já alcançou a capacidade de manipular a partir de sua aura a freqüência na luz/cor branco-prateada, que é multivibracional por conter potencialmente todas as sete freqüências e que lhe permitiu não só interagir com os Planos Superiores de Vibração, como também de fazer a “Medicina de Cristo” no sentido dos “milagres”, das curas e ainda, o permitiu caminhar energeticamente protegido dentro de uma das três linhas ou das três vias trazidas pela sua “Placa”.

Portanto, o dimensional/Projeto Portal deve agora aprender manipular a energia/cor de sua aura para a freqüência multivibracional, quando ele tiver que lidar com freqüências de intensidades energéticas diferentes para as suas próprias necessidades ou quando tiver que manipular objetos diferentes ou ainda, quando tiver que potencializar outros indivíduos como Cristo Jesus fez através de seu “Comando Mental” em várias ocasiões, inclusive, ao potencializar vários enfermos ao mesmo tempo na multidão, para que eles mesmos se curassem – e, Ele obteve o resultado que desejou.

O dimensional que está participando de maneira realmente consciente do Projeto Portal, ele está sendo preparado especialmente por Consciências de Planos mais Sutis, para que possa se conduzir e ao mesmo tempo conduzir outros indivíduos em um Novo Tempo, onde as interações multidimensionais se tornarão experiências corriqueiras para ele. Portanto, este dimensional não deve mais se deixar envolver de maneira apaixonada quando o assunto for “óvni”, porque ele deve já se perceber com a sua responsabilidade de um Semi-deus, preparando-se dentro do “Processo Mental-Vibratório e Cósmico-Divino chamado Projeto Portal”, sabendo que já está até interagindo com Corpos Luminosos Conscientes considerados Divinos, que ao Se exteriorizarem, muitas vezes os Seus Corpos de Luz são as Suas próprias “Naves”.

Portanto, o dimensional que verdadeiramente se despertou, mesmo contatando com os Seres das quarenta e nove raças, ele não deve se envolver excessivamente com manifestações tipo naves/”discos voadores”. Ele não deve mais viver a ufomania e, portanto – no sentido metafórico – ele não deve ter tanto mais interesse de ficar interagindo/”conversando” passionalmente com “veículos estacionados no meio-fio”, quando pode interagir e conversar através de portais energéticos com os “engenheiros que os constroem”.

Lagoa Santa/MG-BR, 1º de fevereiro de 2008.

  Luz/Freqüências/Cores
Na Linguagem da Aura
(Segunda Parte)

Tudo é Luz em Vibração.

A Luz Viva e Consciente é que plasma a forma através das nuanças da Cor que Nela já estão codificadas, portanto é desta maneira que Ela “constrói” nos Planos Superiores. Assim, pelas “Pinceladas” da Luz Viva é que a Cor Nela inserida, Se expressa/”desenha” a forma, codificando os símbolos.

Portanto, ao nível da Luz/Cor expressam-Se Forma/Símbolo, enquanto ao nível do Som/Luz/Cor expressam-se forma/matéria. Então, o Plano mais Sutil é “desenhado” pela Luz/Cor, enquanto o plano mais denso da terceira dimensão é construído pelo som, pela luz e pela cor (eletromagnéticos).

O Divino como Luz Viva “Se faz” mais próximo das criaturas através de suas auras. Assim, Ele “Se mostra” mais para o dimensional através de sua aura – na “Linguagem Divina das Cores”.

O dimensional deve buscar cada vez mais Luz-informação, para que possa agir cada vez mais com consciência-razão.

Ele deve conquistar em sua vida ainda física, o necessário nível de consciência para que ele possa se mostrar ainda na terceira dimensão no que ele em “princípio já é” – deve se mostrar em sua Transcendência Divina.

E, para que o dimensional/Projeto Portal alcance este Nível Vibratório, ele está sendo trabalhado para o seu equilíbrio energético tanto em relação à freqüência mais sutil da cor branco-prateada como “luz/ponte” para as Dimensões Superiores, quanto em relação à freqüência da cor vermelha que interfere na estrutura física da matéria/objetos.

Mas, estas duas freqüências para serem harmonicamente manipuladas nos trabalhos atualmente desenvolvidos no Projeto Portal, estão exigindo do dimensional a sua capacidade de se harmonizar e de discernir.

Assim, como já foi anteriormente mencionado, se o dimensional apenas emite/irradia energia através de sua aura na freqüência da cor branco-prateada, ele não conquistará fisicamente o que deseja ou o que ele quer “construir” na terceira dimensão – no plano da kundalini. Mas, a recíproca é também verdadeira, se ele apenas emite/irradia energia através de sua aura na freqüência da cor vermelha, ele não conseguirá a proteção que gostaria, não terá os atuais contatos de quinto grau para compromisso com os “Seres” das quarenta e nove raças.

A cor branco-prateada que o dimensional “viu” em sua aura, quando ele foi ativado no trabalho dos meridianos, o ajuda a ter percepção não só do campo extra-físico como também o ajuda a interagir com as xendras ou portais.

De acordo com os Seres de Luz Cristo Jesus veio para ensinar o ser humano dentro das Leis Universais, a ter sincronia novamente com a Energia Cósmica – com a Energia Suprema ou com Deus. Assim, Ele deixou ao ser humano o exemplo da manipulação de Sua energia vibracional pela força de Sua mente, conduzindo a Energia de Seu Pensamento através de Sua profunda Vontade e de Seu intenso Desejo.

E, o dimensional seguindo o exemplo de Cristo Jesus deve aprender antes a manipular/direcionar corretamente a energia/luz de sua aura em suas freqüências de cores não só para se ajudar como também para ajudar outros indivíduos, mas para que eles sejam ajudados, o dimensional deve antes aprender a “ler” as suas auras, que “radiografam” e mostram neles a condição físico-emocional.

Aqueles que estivessem perto do ser humano Jesus Nazareth há dois mil anos atrás e pudessem através de sua “visão do frontal” (terceira visão) ”ver” a Sua aura no instante em que Ele ensinava no Sermão da Montanha, muito provavelmente eles iriam percebê-la/”vê-la” com uma cor branco-prateada bastante acentuada, porque naquele momento utilizando-Se de sua Alquimia do Pensamento, Ele estaria em sintonia e interação com uma freqüência muitíssimo mais sutil ao Nível do Crístico ou da Nona Dimensão – estaria de forma mais profunda em comunhão com a Sua Alma Chama.

Assim, o dimensional/Projeto Portal deve aprender a manipular a sua aura, para se potencializar através dela com a “Linguagem Divina das Cores” – mas, agora na freqüência multivibracional da cor branco-prateada, que potencialmente possui todas as freqüências de cores.

Entretanto, o dimensional/Projeto Portal não deve nunca esquecer, foi com a sua paranormalidade de efeitos físicos na freqüência da luz/cor vermelha, que ele pôde praticar o seu aprendizado e o seu crescimento vibracionais, mas que só terão realmente sentido, se vierem principalmente agora acompanhados por “acréscimos de consciência”.

Na “Linguagem Divina das Cores” não existem os conceitos de certo e de errado, que só existem no mundo dos preconceitos humanos – portanto, a cor vermelha simbolicamente tanto enfeita as paredes de bordéis quanto os paramentos de religiosos nos altares de igrejas. Todas as freqüências de cores são formas energético-sutis, que com elas o Divino Se mostra interagindo com a sua criatura, que contudo as manipula e as direciona no seu campo energético/aura conforme o seu pensar e o seu agir.

Como já foi mencionado, o dimensional/Projeto Portal foi preparado durante muitos anos pelos “Seres” ou Consciências dos Planos mais Sutis de Vibração através do Mediador, para que ele pudesse ficar de maneira mais constante na faixa de tolerância e, ao vivenciar mais a Harmonia vivificada pela sua Alegria Interior, pudesse alcançar inicialmente a sua capacidade de interferir na matéria e “trazer” depois para a terceira dimensão a Energia Sublimada na forma de Espiral.

Agora, o dimensional sem ostentar tanto mais bloqueios emocionais geradores de fobias e de depressões, ele se preparou para que pudesse entrar em um padrão emocional com mais equilíbrio consigo mesmo e com o Universo.

Portanto, paralelamente ao seu despertar o dimensional que já irradia de sua aura a freqüência na cor branco-prateada, percebe que não tem mais a necessidade de ficar atrelado à noção de pecado e de culpa, porque não tem mais que criá-los e, portanto não tem mais a necessidade de se fazer tanto como um “eterno culpado” quanto como um “eterno pagador” de suas culpas. Ele já está compatibilizado com a sua atual realidade mental, vivenciando um Novo Tempo – do Consolador. Ele que já decodifica pela Alquimia do Pensamento e que já vivencia o “Estado de Neutralidade”, começa diferentemente compreender, perceber e criar – construindo de forma até então não presente a sua condição de um Semi-deus.

Através do Plano Mental – do Mental Superior – é que o dimensional tem a capacidade de criar em sua condição de um Semi-deus – a sua mente é a fonte de atividade psíquica, intelectual e espiritual. E, para criar ele deve estar em um Estado de Harmonia consigo mesmo e com o Cosmo. Portanto, é necessário que ele “se equilibre” em sua capacidade de se expressar tanto mentalmente quanto espiritualmente.

E, se o dimensional foi anteriormente trabalhado não só com a energia da kundalini, mais também com a energia da alquimia de transmutação com a energia do Plasma e com outras energias em trabalhos energético-vibratórios específicos, foi para que ele chegasse ao ponto em que agora chegou de nivelamento vibracional e paralelamente com ele alcançar também o nivelamento consciencial compatível com o Estado Espiritualizado de Ser.

O dimensional em sua condição humana já é em essência um ser espiritualizado, portanto, ele já nasce sabendo exercitar a “positividade” com todas as qualidades, com todos os procedimentos e os sentimentos inerentes à condição de ser bom – “ser do bem”. Entretanto, a sua dificuldade constante é a de permanecer neste “estado de positividade”, na medida em que vai vivenciando na terceira dimensão as suas experiências caracterizadas pela dualidade e, portanto, quase sempre vivenciando experiências conflitantes no jogo de suas emoções e de seus interesses humanos, que bloqueiam a sua sensibilidade/espiritualidade e suas habilidades paranormais.

Portanto, é necessário que o dimensional adquira cada vez mais consciência-razão, e procure se harmonizar através da “alquimia mente-espírito” e com ela alcançar o equilíbrio energético-vibratório para esta sua atual e atuante fase de manipulação das Leis Universais.

O “espiritual” é relativo ou pertence ao espírito, que por ser incorpóreo, imaterial, pode ser considerado como oposição à matéria. Portanto, o “espiritualismo” quer quanto aos fenômenos naturais, quer quanto aos valores morais admite a independência e o primado/prioridade do espírito com relação às condições materiais, afirmando que os primeiros constituem manifestações de forças anímicas ou vitais e os segundos criações de um ser superior ou de um poder natural e eterno, inerente ao homem – (Dicionário Aurélio).

Portanto, o espiritual ou o Estado de Ser na Espiritualidade, não tem o mesmo sentido na condição de estar no “astral” como “espírito/entidade”. A palavra espiritualidade expressa o Sentido Transcendental do Estado de Ser e a palavra “espírito/entidade” a condição de estar no “astral” sem o corpo físico.

E, muitas destas “entidades” por não saberem que não estão mais com os seus corpos físicos ou não aceitarem a sua atual situação, utilizam comumente da fraqueza, da insegurança, da fantasia e de todos os medos do indivíduo-médium, para que possam mentalmente lhe transmitir o que ele quer ouvir, ao mesmo tempo em que absorvem do seu corpo físico a energia das emoções que necessitam e que existe no plano terreno onde são vivenciadas experiências com a energia do dualismo. Portanto, o dimensional deve aprender desde agora trabalhar a energia de suas emoções, transformando-a em energia vibracional, para que posteriormente não permaneça no “astral” preso energeticamente à terceira dimensão.

O individuo que atua como médium, o que pode ser visto através de sua aura, ele tem que saber se conduzir nesta sua experiência – ele deve ter autodomínio, para que nela não seja dominado. Ele não deve esquecer que está em comunicação com um ser que já foi humano e que no momento está no “astral superior ou inferior”, em sua condição que muitos a chamam de “espírito”, porque em sua vida física não conseguiu a necessária evolução vibratória para alcançar a quarta dimensão.

O dimensional/Projeto Portal que já está com o seu ciclo cerebral no mínimo em quarenta hertz/segundo, já pode interferir mentalmente ao nível do Plano Astral, “administrando os acontecimentos” ao nível deste Plano e também já pode vivenciar a “vibração de milagre” e do tele transporte.

Em relação às manifestações que “acontecem pela forma astral”, apenas aquele indivíduo que emocionalmente “as criou” é que normalmente irá vê-las e escutá-las, enquanto àquelas que acontecem pela forma mental, todos aqueles indivíduos que estiverem presentes e estando na mesma freqüência de sintonia, irão vê-las e escutá-las.

Entretanto, o dimensional não deve ficar contra gerar a energia emocional que vivifica o “astral”, mesmo porque não adianta, já que ele é ainda um ser humano e emocionalmente vivente na terceira dimensão terrena. O que ele deve fazer é aprender “administrar” satisfatoriamente a energia de suas emoções, para que possa ter uma vida tranqüila e com sucesso. Ele deve se conservar na faixa de tolerância e vivendo dentro do possível no Estado de Neutralidade/Harmonia, para que sem mais os percalços de seus desequilíbrios energético-emocionais já transformados em energia vibracional, ele possa alcançar a sua Transmutação.

O dimensional/Projeto Portal nestes poucos dias que o separam do seu julgamento/triagem vibracional, já deveria ter aprendido o “encantamento” de buscar conscientemente a sua Luz Interior, para que em comunhão com a sua Alma Chama e também com o auxilio dos Seres Energéticos ele pudesse exteriorizá-La com o seu pensar/agir e, portanto não tentando buscá-La ou “vê-La” emocionalmente dispersivo e deslumbrado nas luzes/cores do mundo externo e físico como as dos fogos de artifício ou das pedras polidas preciosas e semipreciosas, entre outras. Também, o dimensional já se percebendo conscientemente como parte viva no Todo – “no Corpo de Deus”, já deveria possuir o estado mental-vibratório e de sensibilidade necessários, para que já decodificando o campo energético/aura de seu semelhante pudesse com ele interagir, “falando-lhe” com a linguagem silenciosa de seu coração e de sua mente, sem mais a necessidade do uso quase frenético de aparelhos físicos de comunicação.

Veja na página Imagens XXVII deste Site as fotos aura nos trabalhos vibratórios do Projeto Portal.

Lagoa Santa/MG-BR, 1º de fevereiro de 2008.

 

___________________________

 Texto de Antônio Carlos Tanure

Translate »