Postado por

Aspectos entre o astral e o mental

Aspectos entre o astral e o mental
Print Friendly, PDF & Email

Esse texto foi baseado nas informações extraídas da palestra do pesquisador do Projeto Portal Cássio José Eduardo com o tema “Aspectos entre o Astral e o Mental”, no dia 05/03/2012, na cidade Brasília.

  

Às vezes surgem controvérsias em relação a determinados aspectos do que é chamado de astral e do que é chamado de mental, principalmente para aqueles que estão procurando desenvolver as suas habilidades mentais extrassensoriais. 

Essa diferença de conceitos que leva às polemicas, ela muitas vezes se baseia em questões com o enfoque cultural e diretamente, àquele que vem atrelado às questões religiosas.

Nesse caso, o astral está de maneira particular ligado às emoções, que através delas muitas pessoas se conduzem por um excessivo “fervor religioso”, incapazes de mentalmente agirem por contra própria como Co-criadoras.

Essas pessoas emotivas estão sempre “fervorosamente alegres e sempre dispostas a abraçar os irmãos”, dizendo guiadas por uma “força externa e divina”, impelindo-as seguir os passos de Jesus Cristo que amava todos. Mas, quase sempre sem saber, que com esse seu agir, estão de fato é em sintonia vibracional com o seu vórtice do cardíaco (chacra).

Diferentemente, as pessoas que lidam estritamente com o que é chamado de mental, elas “não abandonaram Deus”, mas não comportam com essa maneira dependente e típica dessas pessoas religiosas e emocionalmente mergulhadas no astral. Elas com independência se conduzem com equilíbrio através de sua força (mental) da Vontade, sem agirem de acordo com a batuta de forças externo-humanas se fazendo como se fossem porta-vozes de Deus, para direcionarem e manipularem.

Aqueles que pensam e agem pelos ditames do mental, não se valem mais de informações distorcidas de uma cultura religiosa, se porventura antes as teve. Eles percebem que muito do que está contido nessa cultura, que agora para eles não servem mais foi adulterado, proporcionando um “vazio religioso, ao se sentirem conduzidos e enganados por uma vontade humana e não divina.

Manifestações reais inerentes ao plano mental que muitas vezes estão presentes até em fotos e filmagens, elas mesmo assim são vetadas por doutrinas religiosas arcaicas como “algo” não definido, não real, porque em seus documentos oficiais e em sua historia não são aceitáveis. Não são reconhecidas por essas “religiões donas da verdade”, mesmo que elas já tenham sido também identificadas com outros nomes em varias outras linhas de pensamento.

Essas rígidas e tradicionais religiões não permitem que em o seu conteúdo doutrinário longamente construído (por interesses humanos), nele se encaixem conceitos que não coadunam com que pregam. Para elas a presença de “espíritos (almas)” é aceita, mas não a de seres dimensionais das realidades paralelas.

Quem “lida” com o mental, ele já fez uma longa caminhada, já alcançou outro nível de percepção, de consciência, de evolução e de Realização. Ele já sabe de fato quem é, sem mais se deixar levar como um fantoche – da maneira que outras pessoas querem que ele seja.

Ele não tem mais a necessidade de agradar os outros simplesmente porque deve agradá-los, moldando-se um personagem que está constantemente representando – o de ter a obrigação de deixar todos em sua volta felizes, mesmo estando infeliz.

Ele sabe agora que esse discurso não mais ajuda ninguém em seu processo evolutivo, o que no inicio é difícil de aceitar, porque tirar essa idéia de si o faz sentir mal, já que estava nele incutida já bastante tempo.

Viver como objeto de felicidade dos outros como estivesse fazendo a vontade de Deus acontecer em sua vida, mas esquecendo de fazer com a mesma intensidade a sua própria felicidade, é uma pregação constante de muitas correntes religiosas através de seus lideres, que de maneira subliminar pregam e manipulam em beneficio próprio.

Na frase de Jesus Cristo que é bastante citada nas igrejas e templos “amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”, o que vem primeiro na cabeça do crente fervoroso, obediente e induzido em relação ao próximo, é o amor que ele deve ter para esse seu semelhante (e para os interesses da igreja), só depois em segundo lugar que é para si.

Esta linha de raciocínio distorcida como se a pessoa também não tivesse necessidade com a mesma intensidade desse amor, foi sempre veladamente construída, colocando-a em segundo plano como pecadora – sem merecimento.

Quando não se aprende amar verdadeiramente, o caminho é a depressão e afundar-se em remédios ou então, desesperadamente invocar a intercessão de espíritos, santos, anjos, etc.

Essas pessoas quase sempre ignorantes (sem informações corretas) estão sempre pedindo a ajuda aos intermediadores e agora também e mais constantemente aos lideres religiosos “intercessores” que sempre usam a expressão “em nome de Jesus Cristo” para que “possam libertá-las do mal.

Tanto os intercessores evocados (quando “espíritos”) quanto às pessoas que os solicitam, eles estão agindo em sintonia com o astral, principalmente os primeiros que estão literalmente nele.

O estudioso das Ciências Paralelas não deve esquecer que entidades do plano astral, ainda fazem parte da terceira dimensão constituída por nove subdivisões. Os mestres ascencionados estão em algumas dessas subdivisões e os chamados santos (alguns deles) podem estar até mesmo reencarnados, frequentando sem saberem como cidadãos comuns igrejas erguidas em honra aos seus antigos nomes.

Mesmo as entidades que já ascenderam e que são chamados de mestres ascensos, quando vêm a esse plano de existência para auxiliar, precisam do ectoplasma da pessoa (médium), porque elas ainda não transmutaram.

Aqueles que estão na Terra temporariamente como seres humanos em compromisso, mas já sabendo que são seres dimensionais (de outra dimensão), eles já têm o conhecimento da transmutação, porque já a fizeram. Precisam apenas lembrar como ela foi feita. As habilidades extrassensoriais estão ai, para que eles as desenvolvam e alcancem esse intento.

A segunda camada da aura está diretamente relacionada à realidade astral, que a pessoa não “pode jogá-la fora”, mesmo quando já “trabalha” com a freqüência do mental. Ela não pode dizer que esta camada não tem mais serventia, porque não faz mais parte do seu processo evolutivo atual. Isso não é verdade, a pessoa deve apenas  saber trabalhar com essa camada, sem mais sofrer a sua interferência.

A terceira camada da aura está relacionada à realidade física e através dela que a pessoa se posiciona em relação ao que faz em seu dia a dia, quando então desenvolve habilidades pertinentes a essa camada que estão associadas ao plano físico. E com a sua quarta camada da aura ela já tem contato com o extra-físico através das habilidades psi-gama.

Com a quarta camada da aura que os pesquisadores do Projeto Portal começam dar o seu passo a mais, mas sem ignorar as camadas anteriores, mesmo porque alguns ainda precisam se acautelar na questão emocional relacionada à 1ª camada. E em relação à 2ª camada associada ao astral eles às vezes podem precisar dela não para si, mas para ajudar outras pessoas em centros espíritas, em igrejas e templos.

Esses pesquisadores já chegaram ao nível evolutivo, que os permite ter outras habilidades. Com o seu atual desenvolvimento mental alcançam habilidades próprias à sua 4ª camada da aura, já chegando à 5ª camada e procurando ainda alcançar a 6ª e a 7ª camadas.

Aura

Camadas da aura humana mostradas em luz e cores

Fonte: www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/aura/aura-4.php

 

De um modo geral as pessoas estão condicionadas à reagirem em relação a uma cultura religiosa voltada para a idéia do pecado, que com ela ficam a mercê de uma política de medo e de insegurança, ao serem constantemente alertadas para que não fiquem sob o controle de forças ocultas e infernais e ao mesmo tempo que se livrem do pecado, para que sejam sempre abençoadas pelas forças divinas e tenham sucesso na vida. 

Quem já foi ao Vaticano, ao entrar nessa cidade-estado, percebe tanto na porta de entrada quanto na de saída algumas dessas ameaças subliminares na forma de desenhos e imagens, que transmitem nas entrelinhas informações para que a pessoa comporte dessa e daquela maneira, como se todas as pessoas não fossem diferentes, mas “um só rebanho” direcionado para um só interesse.

Ali se percebe também excessivo apelo à sexualidade “à moda da casa”, quando em linguagem subliminar se vê nas esculturas e principalmente nas pinturas lindamente elaboradas corpos seminus ou nus. Elas estão ali por todos os cantos como obras de artes, mas também como apelos a uma sexualidade andrógina (angelical), como veladamente querendo dizer que a sexualidade humana não é também bonita – é feia, é pecado.

Posicionar-se em relação à energia criadora ou sexual é um tabu para algumas religiões. Para elas essa energia só é valida, se as pessoas quando a utilizarem (nas relações sexuais), gerarem filhos. Portanto, ela só é valida para a continuação da espécie.

Na passividade de uma oração (prece) a pessoa está sendo direcionada pela sua 2ª camada da aura. Mas, a verdadeira oração exige dela outra postura, que a própria palavra (com o seu sentido vibracional) parece sinalizar. Ora e ação parecem mostrar que no agora a pessoa deve “se ver” de fato com a necessidade de ação. Fazer de maneira dinâmica realmente acontecer, agir no mundo real sem mais ficar apenas na intenção e na expectativa próprias do mundo astral.

A pessoa (dimensional) deve ter por meta desenvolver as suas habilidades mentais de efeitos físicos, adquirindo o poder de domínio sobre a matéria e podendo sobre ela atuar, para que nesse ponto de fato “se possa vencer a carne (matéria)” como algumas religiões gostam de dizer – a pessoa ter realmente domínio sobre o seu próprio corpo.

Algumas habilidades podem estar mais presentes em uns e mais ausente em outros, porque cada um tem uma ou algumas delas mais destacadas.

O momento no qual a humanidade vivencia é da transição planetária. É também o momento decisivo para que o dimensional acesse as suas habilidades e possa se ajudar, inclusive, buscando a sua transmutação – e, depois ajudar ainda os demais.

O paranormal que já desenvolveu as suas habilidades, ele já alcançou o nível mental que o permite agir menos emocionalmente através dos sentidos e se direcionar mais com a mente. Ele agora é “diferente” em seu meio, não tendo mais os mesmos interesses pelas coisas comuns do dia a dia. Os seus conceitos e o seu modo de proceder já são outros.

O objetivo de trabalhar no cotidiano o astral (de não ser afetado por ele) é trazer para o dia a dia a noção de harmonia. É ter em outro nível de entendimento e de percepção um procedimento equilibrado, não mais se permitindo ficar a mercê de um poder oculto (GO), que em quase todos os segmentos das atividades humanas utiliza dessas energias para suscetibilizar e manipular.

Essa manipulação e controle sobre as pessoas já começam pelo tipo (nocivo) de alimentação que inserem, portanto já a partir de seu próprio corpo, quando os desequilíbrios nelas se mostram na forma de doenças, para que fiquem dependentes em busca de todo o tipo de ajuda. O controle desse poder oculto está sempre presente, ele conta com isso, ele prevê toda essa situação de dependência.

As pessoas (religiosas) não corretamente informadas estão sempre dependentes, sempre em busca de auxilio de fora, sempre de maneira induzida em busca de ajuda exclamando: Oh!… Senhor!… Oh!… Jesus me ajude!… Essas pessoas são um prato cheio para esse poder oculto, que subliminarmente age através de manipuladores também em sintonia e interação com o astral. Esse vício é uma erva daninha difícil de ser eliminada – mas, a persistência precisa removê-la.

Aqueles que lidam com o mental e dominam Leis Universais qualquer local é importante para eles, portanto não precisam mais de locais específicos como templos e igrejas. Algumas experiências que os cientistas estão tentando fazer nos aceleradores de partículas, os pesquisadores do Projeto Portal em qualquer canto de uma mata nativa já as fazem sem alarde, sem a conotação de “milagre” – sem apelos religiosos próprios do astral.

Jesus Cristo veio trazendo uma proposta totalmente diferente e agindo de acordo com ela. Quando estava no meio do povo não tinha intenção de se destacar. A sua presença algumas vezes nos templos foi na tentativa de redirecionar idéias viciadas e ultrapassadas de seus assíduos freqüentadores, mas a idéia que deles surgiu, foi para a ação de sua crucificação.

Ele nunca se fez como superior em função dos “milagres” de cura que fazia e muito menos manipulou pessoas em função deles, para ficassem em sua dependência. O seu procedimento foi sempre o oposto. Hoje é comum escutar líderes religiosos e guias espirituais em suas pregações idolatrar Jesus Cristo, atitude que ele mesmo quando em sua vida física não queria que os outros a tivessem para com ele.

A Era de Aquário que agora inicia o astral não deve mais constituir algemas que aprisionem as pessoas aos interesses orquestrados do GO, via principalmente ao seu segmento religioso. Religião é uma coisa e espiritualidade é outra.

O conceito de eucaristia significa graça, significa benção, portanto a verdadeira benção a pessoa a tem, quando em comunhão não através de rituais em recintos fechados e que mentalmente aprisionam, mas no cotidiano quando ela vivencia a harmonia consigo mesma e com os seus semelhantes.

A mídia mais recente (principalmente a televisada) é outra vasta fonte em sintonia com as energias do astral. Ela está sempre convidando as pessoas à frustração, quando na forma de propaganda as estimula ao consumo, que muitas vezes não sendo alcançado é um forte estimulo à frustração e à infelicidade.

Mas, é a religião que secularmente vem “domando” o ser humano, para que ele não levante a cabeça e não seja ele mesmo, subliminarmente deixando-o prisioneiro e derrotado, ao contrario da mensagem que às claras dizem os seus lideres. A teologia dos pobres e o “esvaziamento da carne” (corpo físico) são dois instrumentos de condicionamento para o sucesso “dessa prisão”.

Mas, existe também a teologia da prosperidade, que agora está muito comum em templos evangélicos e que ao contrario da teologia dos pobres o objetivo é ter cada vez mais, como confirmação da presença de Deus (via Jesus Cristo) na vida da pessoa abençoando-a. Nesses dois casos não tendo ou tendo, o resultado final é o mesmo na forma de uma intensa dependência emocional em sintonia com o astral.

De um modo geral o ser humano sabe o que é ético, desde que não tenha sido contaminado por esse sistema orquestrado pelo GO. A criancinha em sua “condição de pureza” (de não estar ainda contaminada) mostra claramente isso, pelo habito comum de ficar girando em torno de seu próprio eixo (de seu corpo físico), se com esse procedimento estivesse procurando uma experiência – algo diferente dissociado do meio.

O Arquiteto do Universo fez tudo perfeito, construiu tudo de forma muito harmônica. As situações de desequilíbrio vivenciadas pelo ser humano é ele mesmo que as proporciona.

É interessante como na bíblia existem tantas situações históricas contraditórias. Ali está escrito que Saul mandou matar muitas sacerdotisas (pitonisas) por receberem mensagens e por serem consideradas demoníacas, associando-as à serpente. Entretanto, ele mesmo contraditoriamente consultou uma delas, quando conseguiu conversar com Samuel já falecido e receber várias informações que depois foram confirmadas.

A serpente sempre foi um “instrumento” utilizando por algumas religiões para se valerem do medo e manipularem. Essa questão vem deste do inicio dos tempos com Eva e Adão, com ele sendo convencido por ela, que estimulada pela serpente (a sexualidade) utilizou-se da maçã (do pecado) para corrompê-lo, o que fez as mulheres através da Eva corruptora dos homens, uma visão até hoje aceita por muitas culturas que se fundamentam na religião.

Contradições bíblicas incomodam muitos religiosos, principalmente os evangélicos, que para eles a bíblia é a única fonte de verdade.

A missão de Jesus Cristo foi 80% mental. Todos os comandos que ele deu foram mentais, por exemplo, quando disse: “levanta morto”, “levanta menina” e ao dar ordem para que “a tempestade parasse e ela parou”. Quando também informou “se alguém quisesse pela fé que a montanha deslocasse, ela deslocaria”. Essas são algumas das passagens bíblicas que nelas está presente a expressão da sua força mental e da condição do seu desejo profundo (fé), já utilizando de todas as suas camadas da aura.

A presença de Jesus Cristo na Terra com a sua energia plena de harmonia irradiando-a não com passividade, mas com firmeza clara e direta de seu modo de pensar e de agir, nada tem haver com que pregam hoje muitos religiosos, usando o seu nome.

A página mais horrenda e contraditória que macula a historia da igreja católica, ela relaciona-se ao período da inquisição, que para surgir foi antes paulatinamente sendo construída com a idéia do purgatório cheio de muitos pecadores com pecados veniais (e o inferno com os pecados graves). Este período de horror com direito aos suplícios mais desumanos teve uma duração em torno de 600 anos, onde foram eliminados por essa histeria religiosa mais ou menos 9 milhões de pessoas rotuladas de bruxas e seguidoras da magia negra, entre outras acusações. Hoje, provavelmente todos os dimensionais já com algumas de suas habilidades desenvolvidas seriam também eliminados como praticantes de bruxaria.

Atualmente, é a Congregação da doutrina da fé (já dirigida pelo atual Papa), que dá continuação aquela que séculos atrás comandou a Inquisição.

Os participantes do movimento pentecostal se fossem vistos pelo enfoque da inquisição, eles também seriam perseguidos quando vistos pulando, rodopiando, falando línguas estranhas e profetizando. Este movimento dentro cristianismo é um grande e contraditório problema para os cristãos tradicionais católicos, que não o aceitam, por achá-lo ser uma distorção da manifestação de Deus.

Trabalhar com o mental é não ter medo, não é ficar mercê dos outros, é não depender.

“Bilu” ensina como trabalhar através da energia do mental, quando disse: “a minha mente vai clareando… vai clareando… vai clareando… e aí, vejo!”…

Com essa sua afirmação ele quis dizer, que não necessita de luz externa para vê, porque mesmo na escuridão pode enxergar com a sua própria luz, que é gerada por sua vontade de ver. E, com isso, ele ensina ainda as pessoas que certos padrões de comportamento como a insegurança e o medo (inclusive, da escuridão) devem ser quebrados, porque bloqueiam e não deixam que mentalmente elas vejam. Que vejam realmente com a visão maior e mais verdadeira da mente.

Todos os seres vivos possuem um campo de energia ou uma luz envolvendo o seu corpo físico e qualquer alteração nesse campo pode mudar o metabolismo do organismo, podendo até que ele desenvolva doenças. Esse campo é o campo biomagnético, que nele quando acontecem mudanças de cor (na foto aura), podem estar registrando problemas emocionais, mentais ou físicos. Esse campo também conhecido como aura possui camadas, com cada uma delas ligada a uma determinada glândula e a certas funções do corpo, que podem mudar conforme os ciclos da Terra (Ressonância Schumann).

A primeira camada (do emocional) está ligada às emoções e através dela pode ser gerada a ansiedade, compulsão e o medo. Mas, também pode gerar carisma, atração e encantamento. A glândula associada com ela é a tireóide.

A segunda camada (do astral) está ligada à projeção astral, a captação e absorção de vibrações/pensamentos negativos, interação com a freqüência espiritual através de canalização e de incorporação. A glândula associada com ela é a amídalas.

A terceira camada (do físico) está ligada às reações químicas do corpo e a captação da ressonância da 1ª camada que reflete no físico e que provoca doenças. Com ela já podem ser desenvolvidas algumas habilidades associadas aos efeitos físicos. A glândula que está relacionada com essa camada é o pâncreas.

A quarta camada (do extra-físico) está relacionada à projeção extra-física e ao mental superior e com ela que acontece a compatibilidade para comunicação com inteligências de outras dimensões e com ela também que as habilidades já começam de fato serem exercidas principalmente as psi-gama (vidência, precognição, profetização, psicometria, retrocognição, visão programada e remota, telepatia, projeção e alquimia de transmutação, entre outras). A glândula relacionada com essa camada é o apêndice.

A quinta camada (do campo eletromagnético) está ligada à consciência e à razão, com os fenômenos de interação com a matéria, com outras mentes e com as vibrações alquímicas e de transmutação. Através dela que o mental físico acontece, quando são necessários de 21 a 26 hertz (ciclos cerebrais). As glândulas que com ela relacionam-se são a pituitária e a pineal

A sexta camada (das polaridades) está ligada à energia das glândulas e à polaridade. Ela que indica o penúltimo estagio evolutivo e com ela pode-se perceber as pessoas por seus talentos e aptidões. Está associada à glândula supra-renal.

A sétima camada (da transmutação) está ligada à proteção, estabilização, magnetismo e grau evolutivo. Ela está associada ao mental dimensional que exige pelo menos 127 hertz (ciclos cerebrais). Através dela que acontecem também a transmutação, magnetismo, magia, materialização, desmaterialização de objetos e da própria pessoa, abertura de portais, tele-transporte e bilocação A glândula com ela relacionada é o fígado.

Essas habilidades os seres humanos (dimensionais) já conseguiram fazê-las, portanto eles devem agora apenas recordar como realizá-las. E quando ele alcançá-las, já estará caminhando com as próprias pernas – tendo pleno entendimento de seus passos e a correta percepção de seus atos.

Para o exercício correto das habilidades é necessário um treinamento constante. A seguir estão algumas delas.

Habilidade de Sábio (a) é aquela que a pessoa já em vidas passadas passou sabedoria, conhecimento, tendo energia para conduzir a população para um bem comum, para uma vida melhor. Capacidade para orientar, aconselhar, treinar pessoas, montar estratégias, criar, etc.

Habilidade de Sábio (a) Mercador (a) é aquela para negociações, vendas, trocas, etc.

Habilidades de Sacerdote (a) e de Sumo Sacerdote (a) são aquelas que a pessoa tinha e tem energia muito acentuada de auto-estabilização, de orientar, de transformar, de energia transmutativa, de acalmar as pessoas apenas olhando para elas e de perceber as coisas. Capacidade que permite deixar outras pessoas bem, ativando seu campo, sua energia. Ela possui ainda capacidades extrassensoriais ativas como intuição, pré-cognição e outras mais.

Observações:

1 – As sacerdotisas ou as “mulheres deusas” vieram de mundos distantes desde o inicio do povoamento da Terra. Estas mulheres relacionadas às Amazonas ficavam apenas com um único homem, não o traiam e muito menos as traiam os homens chamados de Sacerdotes. Eram elas que os iniciavam (como Sacerdotes), preparando-os para manipularem suas energias e tornarem “super-homens” (semi-deuses), porque são as mulheres que dão a vida. Eram estas mulheres que detinham todo o poder mágico, equilíbrio, controle, sensibilidade, percepção e magnetismo capaz de duplicar todas as camadas do campo biomagnético do homem. E até hoje é apenas a mulher que consegue gerar este campo de energia.

2 – Os conhecimentos e técnicas que são necessários para utilizar este nível de energia, eles foram (infelizmente) queimados em escritos na Biblioteca de Alexandria e retirados da Bíblia por interesses religiosos, deixando neste livro apenas algumas informações sujeitas às interpretações duvidosas.

3 – Os sacerdotes tinham mais habilidades mentais, que eram verificadas através das linhas reencarnatórias. Por isto, eles eram treinados ainda como discípulos já a partir dos 21 anos, para que pudessem acelerar a sua evolução com mais informações e treinamento. Para que pudessem despertar a sua sensibilidade e percebessem as altas frequências vibratórias, convertendo-as em Energia Taquiônica.

Habilidade de Profeta e de Profetiza é aquela que as pessoas em um passado remoto através da utilização da Matemática Universal e da Geometria Sagrada faziam cálculos e analisavam as “consequências das conseqüências” (como os Maias também faziam). E até hoje estas pessoas com esta habilidade, possuem o “faro” de olhar para a outra e vendo como ela fala e como se apresenta (analisando a sua expressão física), percebe o seu estado psicológico. Também, o que aconteceu com ela no passado, no presente e o que poderá acontecer no futuro. Esta habilidade esta associada à capacidade de clareza mental, prever acontecimentos, fazer leitura da consciência de cada individuo, motivar efeitos psicocinéticos, alertar, orientar e despertar multidões.  

Habilidade de Pacificador é aquela que a pessoa possui para apaziguar, unificar, trabalhar em prol da paz mais ao nível interior – ao nível da consciência e do discernimento.

Habilidade de Mago (a) é aquela que a pessoa está muito ligada às Energias Universais, às realidades paralelas. É aquela que a pessoa tem capacidade mental muito forte para fazer “magias”. De encantar, atrair, despertar admiração, despertar carisma, agregar pessoas. Habilidade da transformação de tudo, das coisas. Mas, além disto, ainda existe uma “magia energético-vibratória”, que ela pode também desenvolver mais e mais, para fazer transformações independe do estado emocional.

Observações:

1 – Moises conversava com os animais e controlava os ventos – freqüências multivibracionais: domínio das Leis Universais na terceira dimensão. E, esta habilidade em uma fase mais posterior, permite que a pessoa alcance o desenvolvimento associado à alquimia transmutativa.

2 – Os magos eram pessoas que treinavam para ter o domínio das Leis Universais da terceira dimensão, para então realizar a alquimia transmutativa.

3 – A energia (da alquimia transmutativa) indica uma facilidade de sintonizar, de se “enturmar” com todas as pessoas e se adaptar a todas as situações. Também, de trabalhar as energias de auto-estabilização física automaticamente, mesmo que a pessoa não tenha esta intenção. Só a sua presença já faz isto, ou ainda, se uma pessoa pensar nela, esta será trabalhada, como Jesus fazia com todos.

4 – Quando a pessoa esta com a Freqüência Multivibracional Ativa, significa que ela já está “próxima” desta energia transmutativa.

Habilidade de Alquimista é aquela que possibilita a pessoa transformar, produzir, transmutar não só a energia e emoções, mas também objetos (materialização de pedrinha, etc.). Os alquimistas podem voltar a aflorar esta energia e utilizá-la (materialização e desmaterialização). Portanto, a Alquimia Transmutativa é a capacidade de transformar matéria em energia, independente da dimensão a qual ela vibra.

Habilidade de Santo (a) é aquela que a pessoa já polariza uma vibração positiva em qualquer ambiente com qualquer pessoa. A simples presença desta pessoa faz com que as energias negativas em volta sejam convertidas automaticamente em positivas, pois seus pensamentos têm essa sublimação. Só um toque seu também já deixa o outro calmo, tranqüilo e, mesmo que ele apenas pense nela, sua energia será positivamente convertida.

Habilidade de Vibração Angelical é aquela que a pessoa tem uma energia muito próxima do que se conhece como “anjo” ou “angelical”. É a energia do nascimento e da vibração das Amazonas. É ter o campo vibracional sem nenhuma mistura, sem se mesclar com o campo vibracional humano (do homem ou da mulher). É Uma Energia Pura (“Virgem”).

Observações:

1 – Esta vibração consegue neutralizar qualquer energia negativa que venha aderir ao campo vibratório da pessoa. Ela sempre estará neutralizando este tipo de energia, significando mais proteção.

2 – Mesmo tendo relações sexuais o campo energético desta pessoa neutraliza instantaneamente a energia (do instinto) própria do homem e da mulher, porque ela possui (eternamente) vibração sem impurezas vibratórias.

3 – A pessoa pode até aos 21 anos de idade desenvolver esta energia cem por cento de proveito, porque a ativação máxima da kundalini é entre 12 aos 21 anos, mas podendo prolongar até aos 27 anos (com perda de 47%). Depois desta idade já fica mais difícil alcançar esta habilidade.

Habilidade de Milagres é aquela que a pessoa pode manipular Leis Universais e gerar campo em espiral em volta de si mesmo nos momentos necessários – abertura de portais. Significa ainda, que esta pessoa já recebe diretamente uma Centelha Divina durante o Sono e com certeza algum propósito gigantesco tem.

Habilidade do Viajante do Tempo é aquela que a pessoa já manipulava as Leis Universais, portanto já tinha domínio total do ABC da Vida, sempre mantendo na Freqüência do Meio (B) das Três Linhas da Vida. Ela já tinha o controle das Leis tanto da Terra (terceira dimensão) quanto das outras dimensões e, dominando estas Leis, ela viaja no tempo, produzindo a Tela Universal e vendo o passado, o presente e o futuro.

Observações:

1 – Ela pode não só criar/gerar a Tela Universal, mas também de ter a capacidade para interagir nestes mundos, pois o passado para ela (um ser dimensional) foi o amanhã de ontem. Ela pode criar/gerar “janelas do tempo”

2 – Ela pode manipular o passado, o presente e o futuro na mente dela e na mente das demais pessoas. Ela também traz conhecimento e sabedoria de todas as três freqüências das Linhas da Vida (A,B e C).

3 – De vez em quando é bom que ela fique sozinha num ponto, para sentir tudo que a cerca (Sol, vento, natureza e todos os ruídos possíveis), porque assim “marca-se” mentalmente uma janela para ela. E quando ela quiser voltar naquele momento, ela pode fazer isto com o seu corpo bioplasmático (como “Bilu” faz ao se deslocar).

Habilidade de Semi-Deus é aquela que a pessoa já a possui, chegando ao ponto de já manipular algumas Leis Universais (até a quinta dimensão). Ela já consegue interagir com a Energia Cristica mesmo sem ter feito ativação/preparação para isto. Esta pessoa já está também ativa para a energia de auto-estabilização física, contato, interação com a matéria. Enfim, ela já possui todas as habilidades que possuía em vidas anteriores, conseguindo manipular a própria energia.

Habilidade de “Deus” é aquela que a pessoa já consegue manipular a própria energia e a dos outros, como aquela que Adão a possuía antes de ser expulso do “Paraíso” pelo seu mau uso, sendo rebaixado à categoria de Semi-deus.

Habilidade de Lilith é aquela que a pessoa (mulher) a possui como uma freqüência poderosa representando autoridade, mas sem agredir e sem impor. Autoridade com uma expressão angelical, de respeito com ela mesma e com as demais pessoas. A pessoa com esta habilidade veio fazer a diferença, veio mostrar o caminho, a luz.

Habilidade da Magia da Vibração Sonora ela raramente surge para as mulheres, porque normalmente ela surge é para os homens.

Observações:

1 – As mulheres que conseguem desenvolver a vibração sonora são ótimas cantoras ou propagadoras das multidões. Falam, convencem e desempenham forte liderança.

2 – A maior parte dos homens já tem esta vibração sonora muito ativa, só que depende muito da entonação de sua voz, de seu timbre. Eles precisam aprender como devem falar em determinadas situações (para o financeiro, emocional e relacionamento com amigos).

3 – Para cada situação tem um timbre de voz especifico para se expressar, convencer, imprimir/passar uma idéia. Portanto, se ele com esta habilidade gravar vídeos ou áudios passando uma mensagem ou um direcionamento, ele consegue através da imaginação das pessoas vendo ou escutando esta mensagem, que elas criem uma cena, ficando nelas bastante gravada.

4 – Esta habilidade é uma maneira de convencer, conquistar e passar ensinamentos e informação às pessoas.

Habilidade da Magia da Canção é aquela que a pessoa em um passado remoto a utilizou cantando, compondo para conquistar as pessoas. Quando cantava conseguia comover as pessoas (multidões) “levando-as” entrarem na mesma freqüência dela. Esta pessoa falando, também consegue convencer, mesmo não cantando. Ela precisa apenas achar o timbre certo.

Habilidade da Magia do Olhar é aquela que a pessoa precisa aprender a dominar através do seu olhar, para isto, precisa treinar o seu primeiro olhar em seus contatos diários. Quando esta pessoa possuidora desta habilidade estiver conversando com alguém (frente à frente com ela), ela deve só piscar quando a outra piscar primeiro, para que não fique submissa à influência mental deste seu interlocutor. Mas, esta magia precisa ser justa para ambos, para que o subconsciente dos mesmos promova esta interação. Esta magia serve para tudo.

A Habilidade da Magia do Sorriso é aquela que a pessoa deve aprender “posicionar” o seu sorriso (direcionando-o para direita/esquerda ou para cima /baixo), no intuito de conquistar, amenizar e de interagir com tudo aquilo que ela gosta nos outros ou em qualquer situação.

Habilidade de Mensageiro da luz é aquela que a pessoa possui para focalizar dentro da malha magnética em volta do planeta os vórtices de energia, quando então pode abrir os portais para si e para outras pessoas.

Habilidade de visão periférica é aquela que a pessoa é capaz de ir além dos 90% da visão comum própria dos efeitos da luz, que a permitem através deles ver o que é chamado de realidade física. Ela é capaz de ver também com os 10% restantes, quando então poderá enxergar os ultras e os parceiros de outras realidades.

O ser humano (dimensional) deve sair “deste jogo” que em “campo” estão mais constantes o emocional e o astral. Um “jogo ainda de crianças” que inseguras utilizam-se mais as 1ª e 2ª camadas da aura (com o concurso da 3ª camada), deixando-se aprisionar pelo “mundo da dualidade” com o auxílio de um poder oculto (GO), que usa da tática subliminar de manipular, gerar medo e impor.

Ele deve aprender “jogar outro jogo” mais complexo e completo, mas antes deve aprender “neutralizar” o efeito de suas emoções, sublimando-as, para então em harmonia e já “jogando em outro campo”, onde agora atuam também as 4ª e 5ª camadas e principalmente a 6ª e a 7ª camadas da aura, esse “jogo é só para adultos”, que já sabendo o que desejam e utilizando-se de habilidades próprias, buscam como “troféu final” a Chama Trina e, com ela, a transmutação.

A “linguagem” do dimensional é a mental, que com ela pela força de sua vontade, dominando Leis Universais é capaz de manipular freqüências multivibracionais e alcançar as realidades paralelas.

A seguir dois “Pai Nosso”, o primeiro em aramaico ainda sem apresentar tanta distorção em relação à sua fonte de origem – Jesus Cristo. Ele é mais verdadeiro, “vibra mais mental”. O segundo já com muita manipulação, está impregnado da energia do astral daqueles que o distorceram.

 

Pai Nosso” em aramaico

 

Pai-Mãe, respiração da Vida,  Fonte do som, Ação sem palavras, Criador do Cosmos! 

Faça sua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós  para que possamos torná-la útil.

Ajude-nos a seguir nosso caminho,  respirando apenas o sentimento que emana do Senhor…

Nosso Eu, no mesmo passo, possa estar com o Seu,  para que caminhemos como Reis e Rainhas  com todas as outras criaturas.

Que o Seu e o nosso desejo, sejam um só, em toda a Luz,  assim como em todas as formas, em toda existência individual,  assim como em todas as comunidades… 

Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois, assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.

Não permita que a superficialidade  e a aparência das coisas do mundo nos iluda, e nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento…

Não nos deixe ser tomados pelo esquecimento  de que o Senhor é o Poder e a Glória do mundo,  a Canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza.

Possa o Seu amor ser o solo onde crescem nossas ações.

 Que assim seja, assim é.

 

 “Pai Nosso” de hoje

 

Pai Nosso, que estais no Céu

Santificado seja o Vosso Nome

Venha a nós o Vosso Reino

Seja feita a Vossa Vontade,

Assim na Terra como no Céu

O Pão-Nosso de cada dia nos daí hoje

Perdoai-nos as nossas ofensas

Assim como nós perdoamos a

Quem nos tem ofendido

E não nos deixeis cair em tentação

Mas livrai-nos do Mal.  Amém

 ___________________________

Esse texto foi escrito baseado nas informações extraídas da palestra do pesquisador do Projeto Portal Cássio José Eduardo com o tema “Aspectos entre o Astral e o Mental”, no dia 05/03/2012, na cidade Brasília. 

 

 

 Painosso (aramaico) – YouTube

 

Translate »