Postado por

Brincando com a Energia

Brincando com a Energia
Print Friendly

– Através da mente e do corpo –

De Charles Ferreira de Souza (sataniel@ig.com.br) – em julho de 2009

O Ultra quando é visto através de fotos digitais nos trabalhos, pode estar apontando problemas emocionais e físicos no campo energético dos dimensionais ou ainda estar direcionando o tipo de trabalho, que para eles deve ser priorizado.

O dimensional desperto deve aprender aumentar a sua Energia Taquiônica, que é a carga elétrica em seu corpo – ou – é a quantidade de energia que tem dentro de si, para que possa fazer o que necessita. Ele de um modo geral utiliza mal os seus cinco sentidos, porque não consegue ativar a Energia Taquiônica, mas quando ele consegue ativá-la, toda a sua capacidade paranormal inerente aos seus outros sentidos vem à tona e, ele então, o que ele tem que fazer, é aprender a direcioná-la.

Por exemplo, ele deve direcioná-la para a Psicosinesia, que é a sua capacidade paranormal de utilizar a energia de sua mente para movimentar um objeto físico, ou então, ele deve direcioná-la para a Telepatia, que é “ler e transmitir” pensamentos. Ou ainda deve conduzi-la para a Clarividência, quando ele aumenta o seu potencial de captação de luz pela sua retina e se capacita ver coisas que lhe estão normalmente ocultas – seus olhos só enxergam 20% da realidade física, ou seja, os 80% restantes ele não enxerga.

Portanto, a clarividência é a capacidade do dimensional enxergar um pouco mais do que existe ao seu redor – perceber aquilo que ele ainda não consegue ver.

A presença do Ultra facilita a realização dos trabalhos com a Energia Taquiônica, que é ativada através da Energia da Kundalini direcionada ao seu chacra frontal, dando-lhe uma sensação de calor.

Quando o dimensional consegue elevar a sua Energia Taquiônica e acumulá-la em seu frontal, a sua capacidade mental triplica e, com isso, os seus outros sentidos (além dos cinco primeiros) começam a ser acionados. Normalmente o dimensional desperto tem muito mais potencial que ele imagina. Mas, para evidenciá-lo, ele deve desbloquear pontos em seus meridianos relacionados com o seu estado emocional. Ele deve trabalhar aquelas emoções que mais o prejudicam, porque ele vive a sua vida de acordo com elas, que muitas vezes não são positivas.

Portanto, se ele estiver chateado com algo, ele terá dificuldade para direcionar esta sua Energia, o que não aconteceria se ele tivesse controle emocional, que aumentaria a sua capacidade de manipulá-la para o que quisesse, colocando o que busca ao alcance de suas mãos.

Quando ele está em desequilíbrio, além dele ficar “inoperante energeticamente”, ele também pode desarmonizar o ambiente em sua volta e, portanto ele pode ainda desarmonizar todos aqueles que estão nele. E se ele tem dificuldade de se equilibrar e também de ajudar a harmonizar a freqüência de outros indivíduos, é porque ele como um ser humano possui a tendência de se fixar mais no negativo ou no que é ruim.

O dimensional quando tenta movimentar o carrinho e não tem sucesso, ele acha que o seu campo de energia está ruim. Esta sua maneira de pensar é que realmente cria um campo negativo, gerando-lhe bloqueios. É por isso que desenvolver a sua capacidade mental não é tão fácil assim – ele precisa estar com a mente bem focada/direcionada e concentrada.

O dimensional deve ter a sua mente bem direcionada para o positivo e tomar cuidado com o seu estado emocional, que quase sempre tenta boicotá-lo. Quando ele está positivamente acelerado e aí chega alguém que começa constantemente chateá-lo, ele ficando nesta sintonia, entra fisicamente no esquema negativo da repetição – estes circuitos repetitivos e negativos que recebe, são eles que criam nele os seus bloqueios.

Então, ele deve trabalhar o seu estado emocional para romper com estes circuitos repetitivos, que sempre estão a cercá-lo. Ele deve fazer um treinamento para ter as suas emoções a seu favor, para tê-las na condição de focar a sua mente no que é interessante para a sua vida. Ele deve lembrar que todo pensamento cria uma reação psíquica e químico-fisiológica em seu corpo.

Todo pensamento que ele emite, dá reação em seu corpo. Se ele pensou em sua condição financeira (dinheiro), a reação é na sua nuca e no seu peito. Se ele pensou em no seu lado afetivo, a reação é em seu cardíaco. Para as preocupações do seu dia a dia a reação acontece é na base de sua coluna. E se os seus pensamentos são voltados para a sua necessidade sexual, a reação é na sua genitália. Portanto, ele deve aprender a romper com o que o desarmoniza – com que reflete negativamente em sua vida.

Para ter o controle sobre as suas reações que refletem em seu corpo, o dimensional deve se exercitar, pensando em algumas situações agradáveis como degustando um sorvete bem gostoso ou descansando confortavelmente em sua cama, etc. Quando ele dá veracidade às suas sensações, pode sentir prazer com o que pensa ou também gastura, dependendo do que ele idealizou em sua mente.

Mas, o ideal é que ele controle as suas emoções, para não ficar sob a influencia de sensações.

Portanto, ele deve deixar de ficar criando “novelas mentais” geradas de suas emoções, tendo consciência que não são verdades, para que elas deixem de ficar interferindo em sua vida. Este descontrole emocional também o prejudica em sua condição de paranormal, quando de forma negativa acredita que não possui nenhum “dom”, que ele está limitado na vida.

O dimensional influenciando o seu corpo se sujeita ao seu pior inimigo, que é ele mesmo através de sua mente. Estas reações prejudiciais acontecem o tempo todo em sua vida, portanto ele deve se esforçar para mais constantemente controlá-las através de sua mente.

Ele deve controlar a sua mente, inclusive, para que possa desenvolver as suas habilidades e, possa paralelamente, ter domínio sobre qualquer situação que o envolva.

A Energia que ele a incorpora, ele pode manipulá-la e, isto é tão verdade, que se ele “ficar brincando” com ela, direcionando-a para as suas mãos, ele pode fazer que ela se condense em suas mãos.

Entretanto, para que isto aconteça, até em um determinado momento a Energia procede como lhe dissesse que ele não é capaz de trabalhá-la, que a sua mente não é capaz de manipulá-la, como se estivesse testando-o em sua decisão, até que ele consiga se impor.

Tudo no corpo do dimensional tem relação com um estado vibracional ativo, que ele deve se capacitar para manipulá-lo. Existem diferentes vibrações, que ele pode não só manipulá-las como alterá-las.

A partir do momento em que ele começa a treinar neste sentido, as suas habilidades vão desenvolvendo e ele vai começando mais a entender e a perceber o porquê das coisas. Dominando a sua mente, não haverá limites para o que ele pode fazer.

Ele deve pensar em tudo o que é de bom, para que ele aconteça em sua vida. Não existe “aquele privilegiado em tudo”. Existe sim aquele que tem conhecimento, que é audacioso e que sai de suas amarras, tornando-se um ser acima da média geral.

O dimensional deve também aprender a trabalhar as suas glândulas, porque elas estão relacionadas com a sua memória, com o seu campo energético, com a sua proteção e com o seu equilíbrio emocional. Portanto, através delas que ele pode corrigir o que nele deve ser corrigido.

Recapitulando, a Energia Taquiônica é no dimensional a soma de todas as energias do seu corpo. Ela é a sua Freqüência Vibratória e quando ele nasce, ela mede seis microvolts em cada célula do seu corpo. Parece pouco, mas quando tudo isso é somado, significa muito. À medida que ele vai envelhecendo a sua carga elétrica vai caindo e se ele não fizer exercício físico e não alimentar de maneira saudável, ela vai mais rapidamente caindo.

Quando ele começa fazer algo que deseja em sua vida, mas a sua freqüência mental não o ajuda e fica oscilando emocionalmente, não completando o que ele quer, significa que a sua carga elétrica está bloqueada e suas glândulas não estão muito bem energeticamente.

Existem vários pontos no corpo do dimensional que ativam a sua Freqüência Vibracional, que deve ser exercitada com a sua Energia Taquiônica. Portanto, é esta Energia que o sinaliza em relação à sua Freqüência Vibracional.

Ele possui mais do que cinco sentidos, que não sabe utilizá-los, porque o sistema de crenças em que foi criado colocou nele limites, dizendo-o que ele não tem capacidade de desenvolver outras de suas habilidades mentais.

Como eu já mencionei antes, ele deve procurar desenvolver a sua clarividência. Mas, se em seu campo energético for observado uma mancha escura, ela está indicando que ele tem problemas emocionais e que precisa antes “se resolver”, de se ajustar, para que possa desenvolver e posteriormente ajudar outras pessoas. Portanto, a Clarividência é um “dom” que todos deveriam desenvolvê-la, porque ela só ajuda, sem ninguém ficar mentalmente perturbado por pô-la em prática – mas, para exercitá-la, o dimensional deve antes esquecer de suas antigas crenças mentais.

Para desenvolver os seus “dons” o dimensional deve trabalhar as suas glândulas sublinguais localizadas uma de cada lado na parte posterior e inferior de sua mandíbula. E se nos dois lados elas estiverem com volumes iguais, elas estão funcionando em equilíbrio. Mas, se um lado estiver mais saliente (em desequilíbrio) do que o outro, o dimensional deve massagear este lado o número de vezes igual a sua a idade. Este exercício deve ser feito no máximo duas vezes por semana até regularizar o funcionamento destas glândulas – este exercício é muito importante, porque deixará o dimensional harmonizado em todos os sentidos, deixando-o em condições de orientar também outras pessoas, para que também melhorem.

Exercitar a Telepatia deve ser outro objetivo do dimensional, porque a exercitando, ele com mais facilidade pode entender o funcionamento da mente humana.

Ele pode até “inventar” muitos exercícios para começar a desenvolver não só a Telepatia como também as suas outras habilidades mentais Mas, ele só terá sucesso com estes exercícios, a partir do momento que ele começa acreditar que é capaz de sentir ou de perceber a vibração do outro, porque automaticamente o seu cérebro seguirá esta linha de raciocínio e ele começará a desenvolver os seus vários “dons”– é muito simples desenvolver as habilidades mentais, desde que o dimensional tenha concentração e direcionamento.

Quando o dimensional faz o seu cérebro entender que ele é capaz, tudo começa acontecer. É como se ele começasse aprender tocar violão, tendo então, que observar no inicio as escalas e as notas musicais, para depois com o tempo toca-lo automaticamente sem estas observações. Andar de bicicleta é a mesma coisa, é difícil só no inicio, depois que ele aprende a pedalar, ele pedala automaticamente e se equilibra sobre ela.

O dimensional deve “brincar” com o seu o cérebro, tentando adivinhar números ou figuras, fazendo exercícios próprios para isso e nestes “momentos de brincadeira” ele deve também aprender a se soltar mais. Portanto, aquele menos tímido tem mais facilidade de desenvolver as suas habilidades mentais, porque ele fica mais à vontade para “brincar” – todos devem tentar esta “brincadeira”, tanto o extrovertido quanto o tímido que precisam apenas é começar.

A partir do momento que o dimensional começa a direcionar a sua mente, desenvolvendo todo um conjunto de habilidades mentais, que utiliza do seu lóbulo frontal e que o possibilita adquirir mais informações, ele começa também a abrir mais a sua percepção para o mundo, deixando-o mais educado e gentil – mais bem disposto mentalmente e menos envolvido por “excessos emocionais”.

O descontrole emocional do dimensional é ocasionado pela falta de direcionamento ou de foco do seu cérebro, mas a partir do momento que ele passa a se direcionar para funções especificas através de suas habilidades, ele se torna mais capaz, mais expansivo e mais harmonizado com o meio. E o exercício das glândulas o ajuda muito para isso e ainda pode o auxiliar para que emagreça e melhore o funcionamento de todos os órgãos do seu corpo.

Se o dimensional ainda não consegue ser “o senhor da manipulação energética”, é porque ele vive “intoxicado” por bloqueios que ele mesmo os cria todos os dias e que são originados de seus momentos cotidianos desagradáveis. Ele precisa antes aprender a se harmonizar e depois acostumar com o fato de que é capaz de transmitir energia.

Ele quando move o carrinho através de sua Energia Taquionica, ele está fazendo esta manipulação. Ele pode também neste sentido atuar na imagem da televisão, distorcendo-a. Portanto, quanto mais ele se exercitar, mais ele vai se desenvolver. Em relação à sua Energia Taquiônica ele pode com o tempo, quando estiver bem “carregado energeticamente”, dar choques nas pessoas, quando nelas encostar.

Para que o seu campo de energia (vórtices/camadas da aura) equilibre, o dimensional pode fazer a ativação do seu frontal com o próprio polegar, fazer o fechamento (sentido anti-horário) de todos os chacras 27 vezes e puxar a energia do seu chacra básico (sexual) até o frontal sem tirar as mãos. Ele deve ainda bater a ponta dos seus dedos dos pés no chão 30 vezes e os dedos de suas mãos a fim de ativar os meridianos. Para finalizar, ele deve ativar o seu frontal com os dedos de suas mãos por 49 vezes.

Ele possui em seu campo energético sete vórtices e sete camadas em sua aura, que nele se mostram mais comumente, mas quando ele se desenvolve mais em relação aos padrões vibratório e evolutivo, ele também começa a desenvolver a 8ª e 9ª camadas – o ideal é que ele chegasse neste nível de conquista energética. Ele tem também as camadas internas da aura de acordo com o seu estado emocional e de consciência.

O dimensional deve ter por objetivo fazer treinamentos específicos no sentido de desenvolver a sua paranormalidade, porque quanto mais habilidades mentais ele desenvolver, mais ele vai também aumentando o seu nível de consciência, percebendo o sentido de Unicidade, à medida que vai aos poucos eliminando os seus instintos primitivos.

Os instintos primitivos quando não são trabalhados, eles são um constante entrave à evolução do indivíduo, porque eles estão presentes em seu cotidiano, por exemplo, nas discussões em brigas de transito ou nas fofocas que envolvem a vida dos outros – comportamentos rotineiros que já incorporaram ao cotidiano humano.

Quando o dimensional começa fazer um trabalho de sincronização com o seu semelhante com a finalidade de ler o seu campo de energia, ele começa entender o outro por inteiro, percebendo quem ele é realmente e como ele vive, entre outras observações. Portanto, a partir do momento que o dimensional começa a compreendê-lo, não vai mais fofocar a sua vida, não vai mais estragar seu o campo energético com as suas observações negativas, porque se colocará no lugar dele.

A ideal é que o dimensional tenha uma comunicação real ou por inteiro com o seu semelhante, deixando de lado a forma coloquial e aparente. A primeira forma de comunicação é muito mais profunda e verdadeira, nela não existem fofocas e ajuda os comunicantes no caminho da evolução mental.

Primeiro o dimensional deve se compreender, para que não fique se projetando no outro – fofocando o outro. Ele deve preocupar consigo mesmo, para que não sobre tempo, de interferir na vida do outro sem ser solicitado.

Cada um que deve “se cuidar interiormente”, porque neste sentido ninguém pode ajudar o outro. Por isso, o dimensional deve aprender a se ver, para poder agir nesta situação – de ficar sozinho e, sem solidão, se resolver.

O dimensional deve se desenvolver o máximo em relação às suas habilidades e às questões que envolvam a sua compreensão de si mesmo e dos outros, para que consiga dirigir melhor o seu destino. Ele deve aprender a manipular as suas Linhas da Vida, mas, para manipulá-las, ele deve continuar se trabalhando – ele deve cada vez mais se sutilizar.

No trabalho de telepatia quando não pode existir bloqueio emocional entre os participantes, é um momento que também proporciona ao dimensional se sutilizar, dentro de um processo mental que lhe permite através de outros dimensionais, que ele sinta/perceba suas diferentes freqüências.

O dimensional deve procurar ainda desenvolver a sua saúde, que é estar com o seu corpo em equilíbrio/saudável, com o seu campo energético em equilíbrio e com a sua situação financeira resolvida. Ele estando satisfatoriamente nestas três situações, lhe dá a condição de equilíbrio em seu sentido mais amplo.

Se ele estiver com alguma destas três condições não bem resolvidas, ele não está com saúde. E entre elas a que é mais fácil de manipular é o seu campo energético, que estando equilibrado depois de bem trabalhado, tanto o seu corpo físico (saúde) quanto a sua situação financeira poderão ser também mais facilmente trabalhados. O relacionamento afetivo é também necessário para este equilíbrio, apesar de não ditar regras – o dimensional nesta situação deve apenas é cuidar de suas carências.

De um modo geral o dimensional deve buscar sempre estar nas freqüências da alegria e da felicidade, para que fique sempre bem sintonizado consigo mesmo e com o Universo.

Translate »