Postado por

Contato Inusitado

Contato Inusitado
Print Friendly

Um encontro inusitado!…

O texto abaixo descrevendo um momento incomum, propõe à reflexão. Nele existem algumas “coincidências” que entrelaçam através de números, de datas e do que o Projeto Portal em seu atual momento de “vale tudo” no Plano B está fazendo, inclusive, em relação ao que é chamado de GO.

No dia 13/03/2009, em uma sexta feira, em torno das 15h00min, quando tínhamos acabado de passar pela porta de uma agência bancaria em Belo Horizonte/MG-BR, topamos de chofre com um individuo que nunca o tínhamos visto, portanto que não o conhecíamos, medindo mais ou menos 1,75m, vestindo uma calça preta e uma camisa acinzentada e que segurava uma pasta também preta. Era uma presença física e também uma forte presença mental.

A pele deste indivíduo era diferentemente clara e a cor do seu cabelo era aloirada – mas, tanto a sua pele quanto o seu cabelo aparentavam ter “um tom” meio esverdeado (percepção talvez pela nossa terceira visão). Ele também usava óculos com grandes lentes escuras que adaptavam bem à sua pele em volta dos seus olhos e ainda, aparentava ter entre cinqüenta a cinqüenta e cinco anos de idade.

Tudo nele “exalava artificial/“robótico” e a sua presença momentânea “diferente” nos gerou uma natural surpresa e com ela um certo desconforto.

Então, este indivíduo estando a meio metro de distancia e, portanto estando conosco frente a frente, nos olhando, disse com uma voz como que apenas constatava para si mesmo: “é um E.T”.

Com certo espanto dissemos para ele: o que! …o que você disse?

Ele nos respondeu com a mesma inflexão de voz anterior, mas agora de forma mais completa: “você é um E.T”.

Depois que ele disse isto, passar por nós e alcançar a rua, ficamos uns segundos surpreendido e estático.

Mas, logo a seguir já refeito da surpresa, saímos para a rua porque queríamos ver com mais detalhe este individuo. Entretanto, com certa velocidade fazendo dois passos em um, ele já estava entrando na garagem do prédio a uns quinze metros de distancia, mas não fomos atrás dele, porque a prudência mesclada com o receio nos alertou que não o seguíssemos dentro da garage.

Entramos no banco novamente para retirar do caixa eletrônico um valor em dinheiro e para efetuar esta operação, deve antes aparecer na tela da máquina um determinado número dos setenta existentes em um cartão, que cada cliente possui. Este número é “a chave” naquele momento para que aconteça a transação bancaria. E o numero que apareceu foi o 066, que era o único numero com dois seis juntos constantes neste cartão….e, como não existe “coincidência”!…

O número 999 que é o inverso do número 666 está associado àqueles indivíduos dimensionais despertos e, portanto já com a freqüência vibracional ativa e direcionada a ponto de promover sem mais perda de tempo a sua Transmutação e ajudar também a promover a Transmutação de outros indivíduos dimensionais e ainda de resgatar multidões em um momento crucial, intermediando os seres humanos com os “Seres”.

Portanto, será que este encontro inusitado pela maneira que aconteceu, não foi para nos avisar/alertar em relação aos acontecimentos, nos estimulando a escrever este texto?

Alguns anos atrás quando era falado no Projeto Portal sobre o GO, não tínhamos muito interesse sobre este assunto, porque ele estava além dos limites da nossa aceitação, mas o escutávamos com certa atenção por educação.

Entretanto com o tempo fomos associando as informações que escutávamos sobre o Governo Oculto – GO e nos perguntávamos se ele não seria constituído por “criaturas” que de humanas só conservavam as aparências e que se dominavam tecnologia do rejuvenescimento/imortalidade, não seria também porque tiveram o concurso dos verdadeiros mantedores do poder, que invisíveis na quarta dimensão já estariam presentes na Terra antes mesmo do aparecimento do homem? E nesta simbiose de interesses um não serviria o outro?

Seria realmente o GO a fonte de o verdadeiro poder, por agir no mundo físico paralelamente ao poder militar/científico e político/religioso, portanto atuando na esfera humana? E não estaria ele a serviço do verdadeiro poder instalado na quarta dimensão ou no “mundo do plasma”? Seria esta rede de interesses escusos entre planos de existência realmente verdadeira, que nem a imaginávamos no inicio e, portanto anteriormente nem a indagávamos?

Quando perguntamos para os “Seres” em nosso segundo contato compromisso se o “deus” de Israel citado no Velho Testamento, aquele que guiava este povo de forma tão explícita e que protegia o seu exercito também desta maneira em detrimento de outros exércitos, se ele era um “ser” e eles confirmaram, foi porque já desconfiávamos disto.

Nos “livros sagrados” que narram a história religiosa da humanidade, sempre constam oferendas aos deuses e grande parte delas na forma de animais que eram sacrificados – e, em alguns casos as “oferendas” eram até mesmo seres humanos.

Portanto, a imolação de seres vivos que são oferecidos aos “deuses” vem sendo realizada desde mais antigamente como está escrito no Velho Testamento (e outros “livros sagrados”). Aconteceu até mais recentemente através dos astecas, que ofereciam sacrifícios humanos aos “deuses”, acreditando que estes sacrifícios poderiam deixá-los mais calmos e felizes. E ainda continua acontecendo até os dias hoje através de alguns rituais religiosos, quando animais são imolados aos “deuses”, que continuam agradecer principalmente o “sangue do sacrifico”, proporcionando favores ao oferecedor.

Os hebreus conheciam quatro espécies de sacrifícios e um deles era o holocausto, no qual a vitima oferecida era totalmente consumida pelo fogo. E, estes “rituais sagrados” foram confiados exclusivamente à tribo de Levi, por isso, estes rituais estão escritos em uma parte do Velho Testamento, que é denominada Levítico.

Em Levítico, 1 – Ritual dos Sacrifícios (v.1-9): ….”Quando um de vós fizer uma oferta ao Senhor, será dentre o gado maior ou menor que ofereceis. Se a oferta for por um holocausto tirado do gado maior, oferecerá um macho sem defeito; e o oferecerá à entrada da Tenda da Reunião para obter o favor do Senhor. Porá a mão sobre a cabeça da vitima, que será aceita em seu favor para lhe servir de expiação. Imolar-se-á o novilho diante do Senhor, e os sacerdotes, filhos de Aarão, oferecerão o sangue e o derramarão ao redor sobre o altar que está à entrada da Tenda da Reunião; tirar-se-á a pele da vitima, e esta será cortada em pedaços. Os filhos do sacerdote Aarão porão fogo no altar, e empilharão a lenha sobre ele, dispondo em seguida, por cima da lenha, os pedaços, a cabeça e a gordura. Lavar-se-ão com água as entranhas e as pernas, e o sacerdote queimará tudo sobre o altar. Isto é um holocausto, um sacrifício consumado pelo fogo, de odor agradável ao Senhor”.

O sangue é a substancia orgânica que principalmente “exala” a energia da vida. Portanto, não seria ele energeticamente uma imensa fonte de “plasma/alimento” para aqueles que estão na quarta dimensão?

Assim como os seres humanos têm necessidade de absorver energia para os seus corpos físicos através de outros seres vivos, ingerindo alimentos sólido-líquidos e, para isso, plantam e colhem verduras/legumes/vegetais e ainda criam animais, estes seres ocultos na quarta dimensão, não teriam também à sua maneira a necessidade de se alimentarem?

Portanto, com a necessidade de “alimentarem algo mais sutil/plasmado”, não incentivariam e reforçariam no mundo do dual a humanidade às emoções mais densas (muitas vezes através do GO/tecnologia bélica), que geram violências de todos os tipos, conflitos e guerras, que causam milhões de feridos e de mortos – e, portanto bastante “alimento” na forma de plasma/sangue?

Então, é certo que o Projeto Portal já no Plano B está de forma clara se posicionando contra o GO, como consta nestes cinco parágrafos do texto “No Plano B”, que foi lançado “coincidentemente” em 14 de março de 2009 neste Site:

“Como os meios de comunicação estão cada vez mais accessíveis à população (principalmente a internet), ela está cada vez mais se informando e com isto, ela está se despertando e ficando mais consciente, não mais aceitando passivamente a manipulação do Poder Paralelo (GO), que utiliza de inúmeros artifícios e de varias tecnologias para os seus propósitos. Portanto, o Plano B consiste em uma arrancada decisiva no sentido de treinar o maior numero possível de dimensionais para informar a população, alertando-a sobre estes interesses camuflados e escusos”.

“Neste Plano o dimensional/Projeto Portal estará agora capacitado para fazer o que deve ser feito em relação ao que está ocorrendo com o planeta e se tornará independente de uma vez por todas da manipulação do poder paralelo ou do GO, utilizando-se da presença físico-energética do Dourado e outras tecnologias”.

“Os dimensionais que compõem o Grupo da Irmandade Liberdade, o trabalho que eles desenvolverão está relacionado ao Plano B. Eles receberam a incumbência de compromisso para um treinamento, que é uma fusão de vários outros trabalhos já desenvolvidos pelos dimensionais/Projeto Portal. O treinamento para este grupo será administrado de varias maneiras e preparará este grupo e mais um casal de dimensionais não só para atuar diretamente com a população, como também com as igrejas, filosofias, lideranças de um modo geral e principalmente com o GO”.

“E, como estes dimensionais não possuem “condições tecnológicas” para que sozinhos “mexam” com o GO, eles receberão dos “Seres” instruções, que deverão ser seguidas e também terão deles respaldo para que fiquem protegidos”.

“No Plano B os dimensionais/Projeto Portal participarão de um Sistema que todos terão um retorno financeiro ligado ao 1+1=3 e também porão em pratica um plano em relação ao poder paralelo/GO – para que ele enfraqueça na medida em que fortalece/conscientiza a população”.

Será que foi uma outra “coincidência” a destruição da ponte que liga o Complexo Turístico Ziguratz (Cidade) à Sede da Fazenda Hotel Projeto Portal, ocorrida entre os dias 13 e 14 de março de 2009?

Portanto, será que foi “coincidência” o isolamento do Complexo/Cidade, que cada dimensional à sua maneira deve trabalhar para a sua concretização no plano físico e que sempre foi a prioridade dos Seres das quarenta e nove raças e que agora com o Impulso/Vontade/Vibração das atuais Amazonas utilizando de sua Energia Feminina, a construção da Cidade poderá sair finalmente do papel e se realizar na terceira dimensão?

Quando percebemos que tudo tem uma Causa (Linhas da Vida) e que somos parte dela, podemos nos nortear para uma nova visão do futuro e com ela agir, nos libertando do jugo/manipulação do passado.

E esta percepção nos leva para uma outra visão de mundo e paralelamente nos alerta e nos conduz para uma outra postura em relação ao que chamamos de Vida, nos permitindo verdadeiramente ter uma Nova Visão da Realidade.

Porque os seres humanos se conduzem mais constantemente pela “batuta” da disputa/beligerância e menos pela convivência pacifica? Porque na historia da humanidade o homem mais se destrói/divide e menos se soma/ama?

Chegou o momento dos dimensionais já despertos se acautelarem em relação às mensagens e aos sinais subliminares, que camuflados servem a interesses recônditos e não confessáveis. Chegou o momento para que eles mais conscientes sejam mais precavidos em relação à percepção e à persuasão destas mensagens que ficam guardadas em seu subconsciente.

Portanto, os dimensionais estão vivenciando um momento, que devem observar bastante o que lhes acontece em seu cotidiano.

Será que para aqueles dimensionais já despertos, mas que não estão ainda suficientemente vigilantes ao que está lhes sucedendo em seu cotidiano através de situações/acontecimentos ou mesmo através de outros indivíduos, emperrando o seu trabalho de propagação para uma Nova Visão da Realidade, não existe junto à sua inércia a “presença do dedo” deste poder danoso e oriundo da quarta dimensão?

Muitas religiões fazem até hoje apologia “à salvação” através do “sangue derramado” e algumas outras ainda neste sentido “ofertam o sangue” em seus rituais na forma simbólico-subliminar do vinho.

É o tempo de “limpar”/renovar tanto o Inconsciente quanto o Consciente Coletivo.

É o tempo da Unificação. É o tempo da Nova Era, como já disseram os “Seres”.

É o momento da Transmutação.

Portanto, este Novo Tempo que é o da Era Dourada para alguns ou que é o da Era de Aquário para alguns outros, mas que independentemente de qualquer nome que queiram dá-lo, é um outro momento para humanidade, para que ela possa se reconstruir como civilização sem mais a opressão e os conflitos/violências do passado.

É o tempo de vivenciar a Nova Realidade com a Visão do Amor Universal e com ela de agir dentro do Principio de todos por Um e cada um pelo “Todo”.

Translate »