Postado por

Conversação com um Intraterreno

Conversação com um Intraterreno
Print Friendly

Escute no player o “som da flauta”, que funcionando como uma codificação numérica ou como uma “chave vibratória”, os parceiros de outras realidades o direcionam ao pesquisador do Projeto Portal, para que nele sendo ajustadas as suas camadas da aura e estabelecendo (entre ambos) um “entrelaçamento vibratório”, possa escutá-los com mais clareza.

 


Aconselha-se, para que se tenha uma melhor visualização das imagens abaixo ainda sendo plasmadas – com o contorno ainda não muito bem definido do ser intraterreno, que elas sejam olhadas na penumbra apenas com a iluminação da tela computador, para que fiquem mais definidas e se tornem mais visíveis.

1 – Quando ocorre abertura de um portal, mostra-se um rasgo no céu como se fosse um circulo (uma circunferência de luz), mas ela pode também se mostrar flutuando como se fosse uma “porta” de luz meio oval. Um portal dimensional é uma dobra no espaço, onde existem as condições necessárias para que ocorra uma fusão de espaços. O pesquisador já “dentro” de um portal interagindo com outros planos de realidade, ele fica com a sua capacidade mental aumentada, com o seu campo eletromagnético corporal ampliado através de seus centros energéticos. Neste momento ao experienciar momentos mais amplos de percepção, ele vivencia também um outro nível de consciência. Aquele que pesquisa e busca vivenciar no Projeto Portal interações com as realidades paralelas, vê acontecer através dos vórtices de energia (dos portais) “o traz e o leva” instantâneo e vice-versa de seus parceiros de outras realidades. Entretanto, esta “tecnologia de teletransporte” ainda não é fato comprovado pela ciência oficial, portanto este pesquisador em relação aos conhecimentos que possui neste sentido, externa-os por enquanto apenas como informações para-científicas.

 

2 – O ser intrarreno está/“vive” em uma freqüência entre a terceira e a quarta dimensão. É ainda um ser da terceira dimensão, mas que já interage na quarta dimensão. Ele que possui aparência semelhante à humana, mas com orelhas, olhos e pupilas característicos, mantém-se com uma alimentação própria e com ela conserva o seu organismo com uma ótima carga elétrica. Alguns destes parceiros gostam de brincar e outros não e os que mais se mostram na Fazenda Hotel Projeto Portal é o Laquin (o desta página), que é baixo, com altura entre oitenta centímetros a um metro e cinqüenta centímetros. Existe também o Tote de estatura mediana, medindo entre um metro e cinqüenta e cinco centímetros até dois metros de altura e existe ainda o Betamix, com uma altura variável entre dois metros e quarenta centímetros a quatro metros. A diferença entre o ser intraterreno e o ser extraterrestre está apenas na melhor capacidade tecnológica, que permite o primeiro mais bem preparado construir bases no interior da Terra. O ser intraterreno é o mesmo ser extraterrestre, mas que não só vem também visitando a Terra há muito tempo, como ainda vem nela vivendo em seu interior. O ser intraterreno que possui a sua densidade corpórea próxima a do ser humano, interage com o pesquisador do Projeto Portal em um “entrelaçamento de interesses”, que de várias formas permite os dois buscarem a mesma coisa – “se somarem” vibrando sintonizados à Harmonia Universal. Eles sabem que a vida se expressa ao nível da consciência pela troca dinâmica de impulsos inteligentes entre o “pequeno corpo” e o “Grande Corpo” – entre os seus corpos e o Universo.

 

3 – Aquele que pesquisa e busca no Projeto Portal está constantemente vivenciando momentos de descobertas que o esclarecem, mas que ao mesmo tempo também o responsabilizam, na medida em que vai com a sua energia mental interagindo com as realidades paralelas. Ele que está buscando interagir de forma mais constante com outras freqüências de existência, deve para isso, observar a velocidade de seu pensamento como um menor tempo para pensar – como uma maior intensidade de vibração. Ele deve desenvolver a capacidade de armazenar um maior percentual de energia, sabendo ainda que a intensidade desta energia armazenada, ela está ligada ao seu padrão evolutivo. Os seus parceiros de outros planos de realidade estão tentando “filtrar”/selecionar o máximo aquele que é mais consciente e mais equilibrado emocionalmente, para que tome decisões rápidas e corretas compatibilizadas à passagem para o Ciclo de Aquário, que aproxima. Portanto, o pesquisador precisa também aprender a controlar o seu medo, a sua insegurança e a sua dúvida em relação a si mesmo, tendo em vista o seu compromisso que é de muita importância neste final de mais um ciclo natural da Terra.

 

4 – O pesquisador do Projeto Portal que é um estudioso das ciências paralelas, está aprendendo a se voltar para a percepção dos mundos além dos seus sentidos – “do não comum”. Mas, ele não está deixando de pesquisar também “o comum” do seu cotidiano, “traduzido” pelos seus sentidos e que está ao alcance da ciência tradicional. Ele procura amalgamar o racional compatível à lógica própria do intelecto e da terceira dimensão, com a percepção mental que o permite alcançar os mundos paralelos – aqueles que além do mundo real existem/vibram como outras freqüências de existência. Ele busca informações, utilizando-se do recurso de seu centro energético do frontal, que o possibilita exercitar nas Freqüências do Mental Superior e do Mental Físico as habilidades extra-sensoriais – de “ir mais além”, descobrindo-se com o seu real Poder Criador. Ele ao se interiorizar, utilizando-se do processo mental, consegue também gerar um vazio de todas as suas emoções, possibilitando-o penetrar de forma mais consciente na “Essência de Deus”. Na quarta dimensão ele é um ser transparente para todos e todos são transparentes para ele, todos se tornam “um livro aberto”, uns para os outros.

 

5 – Aquele que busca já em outra freqüência mental-vibracional (e, em um outro estado de consciência), deve aprender como manipular as suas novas fontes de energia. A sua conversação com os seus parceiros de outras realidades acontece, quando ele está em um alto nível de vibração – quando está com a sua freqüência cerebral alterada. O exercício desta sua habilidade extra-sensorial permite que ele interaja na quarta dimensão. Os seus parceiros de outros planos de realidade têm um envolvimento especial com ele, quando utilizam nesta interação do seu potencial gerado pela sua estrutura energético-biológica. Nestas ocasiões os seus parceiros manipulam no derredor o campo eletromagnético, gerando a luz opaca “de contato” e eles dispostos ajudá-lo, utilizam também de “tecnologia própria” que na forma de luz de ativação (“flash”), têm o objetivo quase sempre de auxiliá-lo em sua saúde e de melhorar às suas habilidades extra-sensoriais. O que é ainda o futuro para muitos, já é o presente para o pesquisador do Projeto Portal. Ele no aqui agora está ajudando a construir uma ciência sintonizada com o Cosmo e que futuramente será compreendida e aceita por todos.

 

6 – O corpo físico do pesquisador é uma “máquina humana” alimentada por uma grande quantidade de informações, que nele entram e que são processadas pelos seus órgãos sensoriais, mas apenas uma parte ínfima destas informações processadas em seu cérebro chega à sua consciência, ficando apenas nela as informações de seu derredor que lhe servem mais no momento e, portanto a realidade que está acontecendo a todo o momento em seu cérebro, não está na mesma dinâmica sendo processada/codificada conscientemente por ele. O dialogo criativo entre a mente e a matéria é a base física de toda a criatividade do Universo e também da criatividade humana alimentada pela Energia do Pensamento. O pesquisador da ciência tradicional quando se informa está apenas estudando um assunto para verificar certas possibilidades e então, mesmo a própria ciência baseada em postulados e leis físicas não consegue evitar seus equívocos, porque constantemente seus conceitos são reformulados. Portanto, parece que no Universo o conhecimento tem uma seqüência em etapas, com a última sempre anulando a anterior e assim é que muitos cientistas agem em busca de explicações de conteúdo mais amplo. Aquele que busca se informar no Projeto Portal em sua condição especial de pesquisador, deve ter a responsabilidade de se tornar uma peça importante no processo do conscientizar coletivo voltado para uma Nova Visão da Realidade.

>

 

7 – Na física quântica “o observador” (individuo/consciente) é necessário, porque é ele que converte as ondas de possibilidades/objetos quânticos em eventos e objetos reais. Pela sua própria natureza a física quântica é “expansiva” e conseqüentemente aquele que dela vai utilizando para se informar, ele vai passando por uma transmutação mental, permitindo-o expandir/ampliar o seu nível de consciência com novas concepções não só em relação ao “mundo externo” e físico à sua volta, mas também em relação aos outros mundos/planos de realidade e ainda em relação principalmente ao seu “mundo interno”. A “ciência” do pesquisador do Projeto Portal é a ciência de seus parceiros de outros planos de realidade. Ela está além mesmo dos postulados da física quântica e com ela é que este pesquisador está ajudando as coisas acontecerem – está ajudando acelerar tudo. Para isso, ele exercita a sua criatividade interior sempre em ressonância com a sua Freqüência de Onda Inicial – o seu Verdadeiro Corpo de Energia no Universo, que facilita a sua interação com a Energia Cósmica. Ele sabe que tanto o seu corpo físico quanto o seu corpo mental perdura como superposições de possibilidades quânticas, até que a sua consciência as dê substancialidade.

 

8 – O cérebro do pesquisador (um “instrumento físico”) funciona como um “computador vivo” e permite que ele alcance a compreensão que o Universo é perfeição, padronização e simetria. É com o seu cérebro que ele um ser físico-vivente de terceira dimensão pode chegar à conclusão, que é com a “Linguagem da Matemática Universal” extrapolando o mundo dos sentidos, que se alcança uma melhor compreensão em relação às realidades paralelas. Aquele que está se informando e buscando no Projeto Portal tem capacidade de mudar a vibração de tudo através do seu comando mental, porque tem condições de manipular a sua energia mental. Perante as Leis Universais o ser humano é apenas “um animal” até que possa controlar conscientemente as suas condutas automático-instintivas que o nivela aos animais irracionais, que tem apenas a necessidade de procriar e de defender a si mesmo e a sua prole. É necessário que ele busque tanto a sua realização exterior/física quanto o seu crescimento interior e “se imunize” pelo seu equilíbrio energético, para que alcance níveis mentais compatíveis às mudanças vindouras – às do Ciclo de Aquário, preparando-se para esta outra etapa evolutiva e comportamental ao nível mental, físico e emocional.

 

9 – Aquele que pesquisa e se informa no Projeto Portal deve proceder com sabedoria, buscando conhecimentos, que proporcionem a sua percepção conduzi-lo em sintonia com a Harmonia Universal. Ele que é também “o observador”, à medida que busca e encontra respostas, ele vai cada vez mais ficando senhor de si, ganha mais autonomia que dela utiliza, adquirindo mais confiança exercida de forma mais constante, Ele já consegue compatibilizar mais a sua freqüência mental-vibratória com a freqüência de seus parceiros de outras realidades e alcançar resultados – alcançar efeitos físicos na forma de processos alquímicos que ocorrem pela fusão de realidades (de dimensões). O despertar da habilidade extra-sensorial é mais um passo que este pesquisador dá e que o possibilita à medida que vai adentrando em seu mundo interior, se perceber também como parte atuante do Universo – “de se encontrar”, vivenciando um mundo de descobertas. Ele vai paralelamente descobrindo as realidades paralelas. Vai descobrindo ainda que em relação à palavra realidade já a percebe com o sentido tanto de possuir conhecimentos paralelos, quanto o de vivenciar experiências com as realidades paralelas.

 

10 – Aquele que está buscando no Projeto Portal o conhecimento e principalmente se conhecer, já vivencia “a fusão” entre o mundo real e as realidades paralelas. Ele já está podendo com este “entrelaçamento” se informar com os seus parceiros de outros planos de existência, vivenciando “o inexplicável” ainda para a ciência tradicional, mas que para ele é apenas uma interação entre dimensões, porque nesta condição a vê acontecer. Este pesquisador voltado para a Ciência Universal, está buscando nas Ciências Paralelas extrapolar as leis físicas conhecidas, para que possa manter conversação direta com os seus parceiros de outros mundos. Com uma percepção mais clara do “Todo” ele vai se descobrindo mais confiante em seu trabalhoso e também fantástico processo evolutivo. Ele já está percebendo de forma mais clara – mais real, a existência de “Algo”, que o atrai para Ele – “Algo” que é chamado de Luz Central (Deus) pelos seus parceiros de outros mundos, que o norteia e que o ajuda buscar o seu futuro – buscar já como semi-deus o que ele realmente É.

 

“Bilu”

O conceito do que é fisicamente bonito “medido” no mundo real através da “análise” dos sentidos, se faz quase sempre no mundo subjetivo das emoções pelo aspecto apresentado. Faz-se pelo entendimento de “estar esteticamente aceito”. Faz-se pela aparência que muitas vezes não deixa perceber a verdadeira beleza que extrapola o mundo da forma – aquela que só existe no “mundo de ser”. De ser com a sabedoria da compreensão, da tolerância e da paciência. De ser no Amor Universal. De ser “Bilu”.

“Bilu” é o nome que o ser intraterreno acima permitiu que lhe desse, para que pudesse compatibilizar com a maneira de expressar de uma criança, em uma atitude de compreensão para com aqueles que com ele conversam. Este seu gesto também de tolerância e de paciência com os seus interlocutores que quase sempre nas conversações procedem emocionalmente como crianças grandes, tem por objetivo deixá-los mais a vontade para que o diálogo ocorra mais solto e possam ser passadas mais facilmente informações necessárias à construção do Ciclo que se inicia.

As imagens do “Bilu” como um ser que interage na quarta dimensão (no mundo do plasma – bioplasma), que usa do concurso dos elementais (do reino vegetal) e que também utiliza de sua interação com o potencial gerado pela estrutura energético-biológica do pesquisador do Projeto Portal, está acima em vários instantes e em vários aspectos (fisionomias), à medida que vai se mostrando mais denso (tornando-se “mais pesado”) – ficando menos plasmado na terceira dimensão (no mundo físico).

Mas, o “Bilu” só pode ser realmente visto em estado de graça – só pode ser percebido em seu verdadeiro significado além de sua aparência, com os olhos do coração.

 

O texto abaixo escrito no alfabeto extraterrestre é o mesmo acima com o titulo “Bilu”.

Translate »