Postado por

Governo paralelo e o poder alienígena

Governo paralelo e o poder alienígena
Print Friendly, PDF & Email

A América do Norte (EUA) é a nação que atualmente comanda o mundo. É no momento o País com o maior poderio militar, força política, econômica e tecnológica, que o permite “dar as cartas” – conduzir o resto do mundo. Entretanto, será que acima das autoridades americanas constitucionalmente conhecidas, existem aquelas de um governo paralelo não conhecido, que realmente conduz os interesses dessa nação fortalecidos por um poder ainda mais desconhecido do cidadão americano comum? … Será que existe “um poder tecnológico alienígena”, que em conluio com esse governo oculto, só agora como a ponta de um iceberg, essa malfazeja união começa ser percebida e desvendada? …

—————————————————-

O livro Governo Oculto – Shadow Government, de Grant. R. Jeffrey – Imagem da Internet.

A origem, identidade e propósito do Projeto Majestic 12 – (MJ-12), suas ruinosas consequências para o mundo de hoje e a presença de extraterrestres como uma realidade também atual constituem o cenário de diversos elementos relacionados ao assunto desse texto.

Outro livro “Behold The Pale Horse”, de Willian Copper e de onde foram extraídas informações, nele está o cenário, que responde perguntas sobre muitas outras questões, como o Grupo Bilderberg, a Nova Ordem Mundial-NWO, Iluminattissionismo, etc. e, coloca vários mistérios fundamentais juntos em uma mesmo cenário, que faz sentido…

Um grupo de dirigentes que se formou e reuniu pela primeira vez em 1954, ele ficou conhecido como o Grupo Bilderberg, porque a sua primeira reunião pública aconteceu no Hotel Bilderberg. Mas, o conteúdo dos assuntos nesses encontros foi desde o seu início sempre secretos, com sua agenda tratando aparentemente de alta política internacional. Os bilderbergers evoluíram para a implantação do governo New World Order – NWO, governo da Nova Ordem Mundial (secreto) que procura ter controle sobre tudo. A Organização das Nações Unidas – ONU passou a ser um fantoche, servindo-se como um meio aos interesses desse governo paralelo (e oculto), que vem a nível mundial se esforçando para ser inteiramente implantado. A sede desse governo é em Genebra, Suíça.

 
O livro “Behold The Pale Horse” sobre governo (oculto) secreto dos EUA, menciona como ele surgiu e como opera paralelamente ao “desgoverno formal desse país, integrado por “marionetes” – Imagem da Internet.

Grande parte do conhecimento que compõe esse texto, vem diretamente de, ou é resultado de pesquisas no material “Top Secret/ MJ-12”, que foi visto e lido nas informações de William Copper entre os anos de 1970 e 1973, quando era membro da equipe de inteligência (na coleta de dados) do Comandante em Chefe da Frota Naval do Pacífico, órgão da Marinha dos EUA.

Entretanto, como algumas dessas informações foram obtidas a partir de fontes, que não se podem ser divulgadas por motivos óbvios e de fontes publicadas que não se pode garanti-las, as informações desse texto devem ser consideradas como “hipóteses”. Mas, ao acreditar se os extraterrestres são de fato reais, essas informações são a única explicação que mostram a cronologia dos acontecimentos e, quando esses são bem montados, eles cronologicamente fazem também um casamento perfeito. 

Como está mencionado no parágrafo acima, para a maior parte dessas informações acredita-se verdadeira, se o material visto na Marinha Americana for autêntico. Quanto às outras informações, não se sabe e, por isso, devem ser chamadas de “hipóteses”. Assim, outras históricas e atuais evidências disponíveis também possuem a condição de “hipóteses”.


Durante os anos seguintes à Segunda Guerra Mundial, a Nação Americana foi confrontada através de uma série de eventos que mesmo a mais fértil imaginação poderia supô-la, mas que se mostraram todavia como dura realidade, mudando o futuro dessa nação como também o futuro das demais nações do mundo. Estes eventos foram tão incríveis e, desafiando a crença vigente, deixaram atordoados o Presidente Truman e seus principais comandantes militares, que se encontraram realmente impotentes, mesmo ainda vivendo orgulhosamente a condição de vencedores da mais cara e devastadora guerra da história da humanidade.

Acima primeira manchete publicada em jornal local, em 08 de julho de 1947, que escreve sobre o resgate de um “Flying Saucer” ou, de um disco voador. E, abaixo no mesmo jornal, essa notícia desmentida no dia seguinte pelo exército dos EUA, visando o acobertamento do fato – Imagens da Internet.

Naquela ocasião os Estados Unidos da América já tinham desenvolvido e usado a bomba atômica – e, era a única nação que a possuía. Essa nova arma tinha o potencial para destruir no planeta qualquer inimigo – e, até mesmo a própria Terra. O EUA possuía também a melhor economia, a tecnologia mais avançada e o mais alto padrão de vida. Exercia ainda imensa influência política e se impunha às demais nações com a maior e a mais poderosa força militar.

Dentro dessa condição com sentimento de orgulho mesclado com o de prepotência pelo sentimento de que tudo pode, dá para imaginar então o choque e a preocupação, quando a elite norte-americana de governo foi informada da presença de uma espaçonave alienígena, que era pilotada por seres de uma civilização desconhecida (extraterrestre) e que tinha caído no deserto do Novo México (caso Roswell).

Naquela época avistamentos de óvnis já eram numerosos e registrados pela população em investigações sérias. E, muitas vezes com o sentido de mascara-los em relatórios oficiais, tornou-se impossível, mesmo quando eram utilizados recursos de camuflagem do serviço de inteligência americano. Ainda, de acordo com outros relatórios (de outras fontes), ocorreram resgates de tais artefatos na Rússia e na Alemanha, antes da década de 1940.

Nesse tempo de encontros e de surpresas pelas presenças de espaçonaves alienígenas, foi encontrada uma em 13 de fevereiro de 1948, perto da cidade de Aztec, estado do Novo México. Outra foi localizada em 25 de março de 1948, em White Sands Proving Ground (base militar norte-americana para testes de misseis) e essa tinha cerca de cem pés (trinta e quatro metros) de diâmetro. Um total de dezessete corpos alienígenas foram recuperados nos destroços dessas duas espaçonaves. 

Mas, o quadro de horror que esses dois eventos alienígenas mostraram, foi a descoberta de uma grande quantidade de partes de corpos humanos “armazenados” dentro dessas duas espaçonaves. E quando informações desse quadro tétrico espalhou-se, a paranoia rapidamente tomou conta daqueles que dele souberam, associando-o aos demais eventos com o fenômeno óvni. Então, acobertar esses aparecimentos pelas autoridades norte-americanas do serviço de segurança tornou-se uma necessidade “top secret” – torna-los de fato um segredo. Acobertamento mais necessário àquele imposto ao Projeto Manhattan, que desenvolveu a bomba atômica.

  

Nas décadas de 40 e 50 foram os anos das dissimulações, dos segredos e do conluios entre humanos e alienígenas. Um tempo literalmente “cinzento” com anos de maquinação humana através de um governo paralelo e oculto que se fortaleceu através de um poder alienígena (“grey”) também oculto, insensível, que apenas visava (e visa) interesses tecnológicos e genéticos que provavelmente mudaram a rota no caminhar da humanidade – Imagens da Internet.

Nos anos seguintes acontecimentos com seres extraterrestres dentro dos EUA, continuaram ser os segredos mais bem guardados, quando um grupo especial (“cientistas top”) daquele pais foi organizado sob o nome de Projeto Sign, em dezembro de 1947, para pesquisa-los e estuda-los.

Tudo que não era do interesses desse grupo era descartado. Depois o Projeto Sign evoluiu para o Projeto Grudge, em dezembro de 1948, quando surgiu através dele um intenso trabalho de desinformação relacionado ao assunto óvni, que foi visto posteriormente no Blue Book Project – Livro Azul.

Nessa ocasião The Blue Teams ou, As Equipes Azuis iam furtivamente recuperando as espaçonaves que caiam e os alienígenas vivos ou mortos. Essas equipes foram transformadas em “As Equipes Alpha” já no Projeto Pounce, quando a Força Aérea e provavelmente a Agência Central de Inteligência (CIA) passaram exercer o controle completo e absoluto sobre o segredo alienígena. 

Agencia Central de Inteligência/EUA

O Projeto Pounce teve no início do ano de 1950, a responsabilidade de recolher destroços de naves espaciais e de corpos alienígenas (mortos) que caiam e desses aparelhos resgatados adquirir conhecimentos sobre tecnologia espacial – descobrir no desmonte dessas tecnologias alienígenas os princípios tecnológicos de seu funcionamento, analisando sua estrutura, função e operação.

A CIA foi criada através de um decreto presidencial em 1947 pelo presidente Harry S. Truman. Inicialmente ela foi criada como Grupo Central de Inteligência e mais tarde transformada em Central Intelligence Agency – ou, Agência Central de Inteligência (CIA).

“Muitos mistérios e teorias de conspiração envolveram acontecimentos relacionados aos óvnis em todo o mundo e nesses eventos um dos destaques foram as misteriosas visitas dos “Homens de Preto” junto às testemunhas desses fenômenos. O que de fato existiu por trás desses assustadores visitantes? … seriam eles agentes da CIA?” … – Imagem da Internet.

Em 9 de dezembro de 1947 o Presidente Truman aprovou o NSC-4 relacionado à Coordenação das Ações de Informação sobre Inteligência Alienígena, a pedido dos secretários Marshall, Forrestal, Patterson, e do diretor de Planejamento do Departamento de Estado da Política de Pessoal, George Kennan. 

E no NSC-4 foi instituído o NSC-4A, que instruía o diretor da Central de Inteligência (CIA) realizar atividades secretas e pressões psicológicas, em busca dos objetivos constantes e específicos nessa sua área de responsabilidade.

Essa autoridade inicial dada à CIA para proceder em operações secretas de acordo com o NSC-4A, não estabeleceu procedimentos formais para qualquer coordenação ou aprovação dessas operações encobertas, era apenas necessário que essas operações fossem coerentes com a política de defesa americana. Mais tarde o NSC-10/1 e o NSC-10/2 vieram para substituir o NSC-4 e o NSC-4A, com o intuito de “aprimorar as “habilidades” secretas norte-americanas e também expandi-las ainda mais. 

E foi o Escritório de Coordenação Política (OPC), que ficou encarregado de levar a cabo o programa de expansão das atividades encobertas pelas normas do NSC-10/1 e do NSC-10/2, validando práticas ilegais, extralegais e outros procedimentos, desde que fossem aceitáveis pela liderança do serviço nacional de segurança.

Acima um documento oficial do FBI de 22 de março de 1950 afirma que a força aérea norte americana teria recuperado três Óvnis em Roswell, Estado do Novo México. Criaturas em torno de um metro de altura, vestidas com uma roupa aparentemente de tecido metálico – Imagem da Internet.

Sob o manto do NSC-10/1 o Grupo de Coordenação Executiva (ECG) foi criado para rever, mas não aprovar propostas de projetos secretos, portanto agindo ocultamente incumbido de coordenar projetos relacionados às presenças alienígenas.

E tanto o NSC-10/1quanto o NSC-10/2 tinham também a missão de filtrar e de interpretar os eventos até que as autoridades tivessem certeza de sua veracidade e de que os programas com eles relacionados fossem bem sucedidos. Esses procedimentos ainda funcionavam como um “amortecedor” entre o presidente e as informações que estavam sendo recolhidas, dando-lhe condições se necessário, negar qualquer informação que nesse sentido escapasse em relação ao verdadeiro estado de coisas, envolvendo as visitas (quase invasões) extraterrestres que naquela ocasião estava ocorrendo na Terra.

Mas, será que esse acobertamento utilizado para os presidentes posteriores, tem agora outra intenção? … Não mais apenas a de isolá-los em relação a qualquer conhecimento da presença alienígena, já que agora com a presença mais atuante do governo paralelo, utilizando-se da comunidade de inteligência, esse acobertamento tem também a intenção de apenas transmitir ao governo legalmente constituído, o que esse governo paralelo quer? …

Reptilianos e principalmente “greys” são seres alienígenas “malfazejos”, não emocionais ainda da realidade física e possuidores de tecnologias bastante avançada que interferem na raça humana, através de “um governo do mal”? … Imagens da Internet.

O Ato NSC-10/2 estabeleceu uma nova visão através de um painel de estudo, quando naquela ocasião reuniram secretamente mentes científicas das mais brilhantes. E outro memorando do National Security Council – Conselho Nacional de Segurança (SNC), delineou melhor no NSC-10/5 as funções desse grupo. Foi esse memorando com ordens executivas desse Conselho, que preparou em segredo o terreno para a criação do Projeto MJ-12, anos mais tarde.

O Secretário de Defesa James Forrestal fez parte do MJ-12. Mas, se opunha ao sigilo das presenças alienígenas na Terra, eventos que para ele deveriam ser contado ao público. Ele um homem idealista, religioso e quando começou conversar com líderes do partido da oposição no Congresso sobre a questão alienígena, foi no início aconselhado calar-se e depois convidado se demitir pelo Presidente Truman. Mas, ele continuou exteriorizar seus temores sobre esses eventos, apesar de acreditar que já estava sendo vigiado pelo serviço de inteligência e de que para muitas pessoas já era considerado um paranoico.

Mais tarde com a desculpa de que Forrestal sofreu “um colapso mental”, ele foi internado sob vigilância na ala de doentes mentais do Hospital Naval de Bethesda. Uma atitude que a administração federal não tinha autoridade para fazê-la, trancafiando-o em um manicômio. Atitude que na verdade foi movida pelo temor, de que ele continuasse falar abertamente sobre os acontecimentos relacionados ao fenômeno óvni.

James Forrestal Vicente (centro) – Primeiro Secretário de Defesa dos EUA período de 17/09/1947 a 28/03/1949. Ele foi também integrante do Grupo Majestic-12 criado pelo governo Truman para estudar as implicações resultantes do contato da raça humana (através dos militares e do governo, a partir de 1947) com civilizações alienígenas, mais precisamente seres do Sistema Estelar de Zeta ReticuliI 1 e 2 (“greys”) – Imagem da Internet.

Forrestal foi isolado e desacreditado. A sua família e amigos tiveram negada a permissão para visitá-lo. Mas, o seu irmão notificou finalmente às autoridades, em 22 de maio de 1949, que pretendia tirá-lo do hospital.  Entretanto, nesse dia na parte da manhã, antes que ele fosse recolhido pelos familiares, provavelmente agentes da CIA amarraram a ponta de um lençol em volta de seu pescoço e a outra em um objeto dentro de seu quarto e em seguida o jogaram pela janela, que bem distanciada do chão ele teve morte instantânea – e assim nesse acontecimento nebuloso”, justificou-se a sua morte como “suicídio”.

James Forrestal tornou uma das primeiras vítimas do acobertamento do fenômeno óvni. Os seus diários secretos foram confiscados e guardados pela Casa Branca (CIA), mas devido o interesse do público eles foram reescritos e publicados, em uma versão agora “higienizada” no livro Majestic, de Whitley Strieber. 

Alienígena Ebe, seria um ser não emocional, assexuado, clonado, sem aparelho digestivo e possuidor de imensos conhecimentos tecnológicos? … Inclusive, possuiria conhecimentos que sua raça poderia ter sobre o domínio espaço-tempo, com espaçonaves em velocidade inimaginável aparecer e desaparecer quase instantaneamente? … Imagens da Internet

Ebe foi o nome dado ao alienígena vivo que tinha sido encontrado vagando no deserto depois do acidente em Roswell. Essa denominação foi sugerida pelo Dr. Vannevar Bush como um acrônimo à Entidade Biológica Extraterrestre, que tinha tendência para mentir e que só no segundo ano de seu aprisionamento começou dar respostas mais consistentes às perguntas feitas, mas apenas àquelas que não fossem por ele indesejáveis. Informações que foram surpreendentes, para dizer o mínimo. 

No final de 1951 Ebe ficou doente. O pessoal médico foi incapaz de determinar a causa de sua doença, porque não tinha conhecimentos suficientes sobre sua biologia. O Sistema de circulação de Ebe aparentemente se assemelhava ao dos vegetais, processando os alimentos em energia (clorofila), da mesma forma que as plantas fazem por fotossíntese. Os resíduos eram excretados do mesmo modo também como acontece com as plantas.

Vários especialistas foram chamados para estudar a doença de EBE. O botânico Dr. Guillermo Mendoza, foi trazido para ajudar na recuperação desse ser, em uma tentativa de salvação até o dia 02 de junho de 1952, quando ele morreu. Nessa ocasião com a tentativa inútil de salvá-lo, autoridades americanas de segurança começaram a partir do início de 1952 a transmitir pedidos de ajuda (para ganhar o favor dessa raça tecnologicamente superior), com emissão de sinais de rádio para vastas regiões do espaço. A chamada ficou sem resposta, mas o projeto, apelidado de Sigma, continuou com esse esforço de boa-fé.

O governo do Presidente Truman criou então em 4 de novembro de 1952 a supersecreta National Security Agency – Agência de Segurança Nacional (NSA), através de uma ordem executiva secreta. Seu objetivo principal era decifrar as línguas e comunicações alienígenas e estabelecer um diálogo com eles, como uma continuação dos esforços mencionados anteriormente. O segundo propósito da NSA foi monitorar em todo o mundo as comunicações e as emissões de todos e quaisquer dispositivos eletrônicos de comunicação. Hoje o Projeto Echelon dessa Agencia tem o propósito de comunicação (espionagem) tanto com seres humanos quanto com seres alienígenas, mas sempre mantendo principalmente em segredo (via comunicação) as presenças desses últimos.

O Projeto Echelon dentro do esquema de espionagem global dos EUA, age como um “aspirador gigantesco” nos céus de todo o planeta, “sugando” telefone residencial, telefone de escritório, telefone celular, e-mail, fax, telex, rádio, TV, etc. Ainda “sugando” transmissões via satélite, radiocomunicações, tráfego de comunicações em fibra ótica, links de micro-ondas, voz e imagens de texto que são capturados por cento e vinte satélites orbitando a Terra continuamente, para em seguida as informações colhidas serem processadas pela NSA através de seus computadores de alta potência”.

Como já foi mencionado, o National Security Council – Conselho de Segurança Nacional (NSC), foi criado para supervisionar a comunidade de inteligência e, especialmente naquela época tratar de os casos “alienígenas”. E, dentro dessa comunidade esse Conselho em uma série de memorandos e de ordens executivas, foram lentamente removendo da CIA a tarefa de tratar unicamente do assunto extraterrestre, mas foi “legalizando” completamente a sua ação direta na forma de outras atividades secretas (humanas) em território norte americano e no exterior.

Agência de Segurança Nacional (NSA) Imagem da Internet.

A NSA está isenta do controle de leis que não a especifiquem e como ela não está citada em textos de todas e quaisquer leis aprovadas pelo Congresso Americano, não está sujeita ao controle de nenhuma delas. Ela é a agência principal na rede de inteligência norte-americana, recebendo aproximadamente 75% do dinheiro destinado à toda comunidade de inteligência, recursos praticamente sem o controle governamental.  

O controverso Edward Snowden, ex-analista da Agência de Segurança Nacional (NSA), exilado na Rússia desde 2013 após denunciar que existe espionagem eletrônica alcançando as pessoas em qualquer parte do mundo, feita pelo serviço de inteligência dos Estados Unidos – Imagem da Internet.

Edward Snowden foi convidado inesperadamente para uma entrevista pelo famoso astrofísico Neil deGrasse Tyson, quando ambos começaram a conversar sobre extraterrestres. Tyson questionou Snowden, se uma civilização alienígena altamente inteligente poderia se comunicar com mensagens através da criptografia. Ele em resposta afirmou, que a maioria das sociedades avançadas eventualmente percebe a necessidade de criptografar suas comunicações, a fim de protegê-las. Essa teoria de Snowden revela que pode existir a possibilidade de mensagens alienígenas estarem constantemente chegando nos satélites, mas podem não ser reconhecidas, por estarem fortemente criptografadas.

Naquela ocasião o Presidente Truman manteve informados seus aliados (inclusive a União Soviética), sobre a presença cada vez mais de alienígenas no planeta, alertando-os no caso de se tornarem uma ameaça para a raça humana (o que aconteceu mais tarde no governo seguinte de Dwight David Eisenhower). Então alianças militares e planos de defesa ao nível de governos começaram ser formulados para defender a Terra em caso de invasão. A maior dificuldade em relação às essas ações foi a de manter sigilo internacional.

Tempos depois no ano de 1953 um novo presidente ocupava a Casa Branca. Ele era um homem acostumado à uma organização pessoal estruturada em uma cadeia de comando. Seu método consistia em delegar autoridade e governar por um comitê. Ele tomava decisões, mas somente quando seus conselheiros eram incapazes de chegar a um consenso. Então, seu método normalmente era o de ler ou de ouvir várias alternativas, para em seguida tomar decisão, ao aprovar uma.

O presidente em questão era o General do Exército Dwight David Eisenhower, que durante o início de seu governo em 1953, óvnis caíram ou foram derrubados no território norte-americano e recolhidos pelas autoridades juntamente com corpos alienígenas – e também do caso mais mencionado de um alienígena vivo, que foi feito prisioneiro. Somando-se a esses eventos cada vez mais constantes, ainda haviam centenas de avistamentos, que Eisenhower sabia ter que resolvê-los à sua maneira (militarmente). Mas, ele sabia que não poderia agir dessa maneira às claras, revelando o segredo dessas presenças para o Congresso Americano.

Ainda em 1953, astrônomos descobriram grandes objetos no espaço, que foram rastreados movendo em direção à Terra. Primeiro se acreditou que eles eram asteroides. Mais tarde, evidências mostraram que os objetos só poderiam ser naves espaciais. O Projeto SIgma interceptou comunicações alienígenas via ondas de rádio. Quando os objetos chegaram a órbita da Terra tomaram uma posição geoestacionária muito alta em torno do equador. Haviam várias e enormes espaçonaves e sua real intenção era desconhecida.

O Projeto Sigma e o novo projeto Plato utilizando de comunicações via rádio em linguagem binária de computador (criada em 1946), foram capazes de comunicar com esses seres e organizar um pouso que resultou no contato face a face com eles. Alienígenas de outro planeta denominado por eles mesmos de Serpo, situado no sistema estelar duplo de Zeta Reticulli 1 e 2. Este pouso acabou ocorrendo. O filme, Contatos Imediatos do Terceiro Grau (Steven Spielberg) é uma ficção desse acontecimentos real. O pessoal do Projeto Plato foi encarregado de estabelecer relações de boa convivência com essa raça.

Entretanto, uma outra raça de alienígenas humanoides desembarcou em Homestead Air Reserve Base, na Flórida e com êxito comunicou com o governo dos EUA, advertindo-o sobre essa raça que estava orbitando o equador da Terra e se ofereceu cooperar com  os seres humanos, inclusive em seu “desenvolvimento espiritual”. Mas, eles solicitaram, que antes fossem desmanteladas e destruídas as armas nucleares, como condição principal para essa cooperação. Essa solicitação alienígena foi rejeitada pelas autoridades norte-americanas, tendo em vista que pareceria tolo para elas se desarmar, diante de um tal futuro imediato e incerto. Então, esses seres (Plêiades?) se recusaram a transferir tecnologias, mencionando que os seres humanos eram ainda incapazes de lidar com elas.

Durante esse período único para o planeta Terra, no ano de 1953, pela perspectiva de uma invasão alienígena eminente, o Presidente Eisenhower contando com o apoio de Nelson Rockefeller, seu amigo e membro de seu governo no Conselho de Relações Exteriores (CFR), os dois começaram planejar a formação de uma estrutura (secreta) com a tarefa de fiscalização dos alienígenas, que viria tornar-se depois uma realidade de fato e não mais apenas uma preocupação. E com esse objetivo primeiro surgiu como “semente já plantada” no governo Truman a ideia para a criação do Grupo Majestic-12, que depois de “frutificada” (consolidada) aconteceu já em seu governo, o que seria apenas conhecido como MJ-12 – ou, como o gerador de um governo paralelo.

Ensenhower ao pedir para esse seu amigo ajuda na questão alienígena, interesses outros do império Rockefeller entraram em jogo, assim ele talvez tenha cometido naquela ocasião o maior erro de seu governo para o futuro dos Estados Unidos, que passou ter uma nova maneira de se direcionar e de agir como nação, com reflexos quase sempre não positivos para os demais países.

 Abaixo e da esquerda para a direita fotos e nomes dos doze membros, que inicialmente constituíam o Grupo Majestic.

Majestic1

1 – Almirante Roscoe H. Hillenkoetter; 2 – Dr. Vannevar Bush; 3 – Secretario James V. Forrestal; 4 – General Nothan Twining; 5 – General Hoyt S. Vanderberg; 6 – Dr. Detlev Bronk

Majestic2

7 – Dr. Jerome Hunsaker; 8 – Almirante Sidney W. Souers; 9 – Mr. Gordon Gray; 10 – Dr. Donal Menzel; 11 – General Robert M. Montague; 12 – Dr. Lloyd V. Berkener

A constituição desses doze integrantes iniciais do Grupo Majestic 12 (MJ-12), foi o momento da criação de fato do governo paralelo ao governo normal dos EUA (que realmente passou a governar o país) naquela ocasião singular não só para os norte-americanos, mas também para o resto do mundo.

Naquela época paralelamente às decisões políticas, administrativas e de segurança que estavam sendo tomadas pelo governo Eisenhower, aconteceu um terceiro pouso alienígena, em 1954, na Base Muroc, agora Edwards Air Force Base. A base militar foi fechada por três dias e ninguém foi autorizado a entrar ou sair durante esse tempo. Esse evento histórico, que não foi naturalmente registrado pelos historiadores, ele foi planejado com antecedência. Mas, existem informações na forma de detalhes não oficiais de um tratado ter sido firmado com os alienígenas (“greys”), quando Eisenhower arranjou uma desculpa para estar naquele momento ali de férias.

No dia marcado para o encontro o presidente estava animado para visitar a base. A desculpa dada à imprensa foi de que ele iriai fazer tratamento dentário. Testemunhas do evento afirmaram que três óvnis sobrevoaram a base e depois pousaram. Baterias antiaéreas coincidentemente estavam em treinamento com fogo real, o que preocupou o pessoal ciente do porquê da presença ali do presidente, de que os disparos pudessem acertar as espaçonaves quando essas sobrevoavam a base. Mas, felizmente, nada de ruim aconteceu.

Hoje, pelo consentimento do governo (paralelo) americano existem naquele país (mesmo antes do presidente Dwight D. Eisenhower) bases subterrâneas alienígenas, que são extensas galerias intercomunicantes construídas com tecnologia desses seres. A área 51 – Groom Lake Valley, perto de Las Vegas é um dos maiores desses complexos para experiências alienígenas do interesse do governo secreto americano. Dali saíram as principais tecnologias aplicadas em uso militar e civil nos EUA.

Eisenhower foi presidente dos EUA de1953 a 1961 e era conhecido pela forte crença na vida em outros planetas e era também um grande interessado em desenvolver o programa espacial dos EUA. E segundo um de seus assessores Timothy Good, ele encontrou também com alienígenas de aparência nórdica (pleidianos?) e não só com outros que pertenciam ao grupo conhecido como “greys” (cinzentos). E ainda disse esse assessor: “nós sabemos que 90% dos registros de óvnis podem ser explicados de modo convencional. No entanto, eu diria que milhões de pessoas em todo o mundo já os viram como “algo real”

  Pleidianos e arcturianos – seres alienígenas benevolentes para cooperar com a raça humana, através de um “governo do bem”? … Imagens da Internet.

Tempos depois outro depoimento chocante e ao mesmo tempo alarmante foi o de Phillip Schneider, um Geólogo e Engenheiro Estrutural do Exército Americano, quando realizava um projeto “top secret”. – ou, muito secreto.

Esse geólogo que disse ter baleado e matado dois alienígenas “greys”, ele estava trabalhando na construção de uma extensão para uma profunda base militar em Dulce, Novo México. Construção em forma de galerias com sete níveis que desciam por mais de quatro quilômetros de profundidade. Esse técnico e alguns outros técnicos militares depois de terem escavados quatro buracos distintos para conectá-los através de outras explosões em grandes seções e desciam por essas cavidades que fizeram, quando encontraram uma enorme caverna que estava cheia de alienígenas conhecidos como “grandes greys” com mais de dois metros de altura.

Ele institivamente atirou em duas dessas criaturas, matando-as, ao descarregar nelas um pente de uma arma Walther PPK 9mm. Naquele momento estavam ali em baixo trinta pessoas e logo depois cerca de mais quarenta outras desceram, iniciando-se um tiroteio, quando quase todas pessoas infelizmente morreram. Esses técnicos haviam descoberto uma base subterrânea inteira de alienígenas.

Naquele momento de tiroteio Phillip Schneider disse que foi atingido no peito por uma arma de um dos alienígenas, um raio azul que saiu de uma “caixa” em seu peito. Aquilo abriu um buraco no corpo dele, rasgando-o como um peixe, arrancando alguns de seus dedos, derretendo seu pé esquerdo, queimando seus sapatos e dando-lhe uma dose brutal de radiação de cobalto, que teve câncer por causa dela.”

  Base aérea de Nellis no deserto de Nevada e Área 51 uma base militar restrita também no deserto de Nevada, próxima ao Groom Lake/EUA, são locais consentidos às presenças alienígenas, pelas autoridades do governo (paralelo)americano? ….

Continuou dizendo esse geólogo sobre a administração Eisenhower, “o governo federal (paralelo) ao decidir burlar a Constituição dos Estados Unidos, formulou uma aliança com a entidades alienígenas chamada de Aliança de Granada, em 1954. Com esse acordo ficou estabelecido, que os alienígenas envolvidos (“greys”) pudessem levar alguns animais e também alguns seres humanos par testarem suas técnicas de implantes, mas deveriam dar detalhes sobre as pessoas envolvidas nessas experiências”.

Mas, lentamente esses alienígenas foram alterando esse acordo, até que decidiram que eles não mais iriam obedecê-lo (quando milhões de americanos e até mexicanos desapareceram em pouco espaço de tempo e não foram mais vistos). Essa era a realidade em 1979. O tiroteio em Dulce aconteceu completamente por acidente”.

O governo norte-americano mente, ele não fala nada sobre a ameaça alienígena. Há uma guerra ocorrendo lá embaixo. Desde 1979 militares americanos, militares russos e basicamente demais militares de todo o mundo estão em conflitos constantes com alienígenas vindos do espaço, sejam com os pequenos “greys”, com os grandes “greys”, com os reptilianos – são onze raças distintas de extraterrestres”. “Mais tarde, nós descobrimos que eles vivem em nosso planeta há um longo tempo, talvez milhares de anos. Isso poderia explicar bastante do que está por trás das teorias sobre os astronautas do passado”.

Ainda tocado por momentos dessa sua experiência muito especial, ele alertou: “o que eu vejo por aí em blogs, é a discussão mais idiota de que os seres extraterrestres virão para nos salvar, isso é completamente infantil. Não existe isso, você tem que entender, que deve aprender ser autossuficiente e exercitar o seu livre-arbítrio, não tendo medo de morrer e de achar que sua vida não é uma dádiva divina. Você é um ser divino, perfeito e espiritualmente completo”.

Hoje o ser humano é manipulado por igrejas, cultos, governos e militares para que os sigam como um bando de lunáticos, através de leis humanas feitas por homens idiotas que não sabem, ser consciente é ser livre”.

Você tem que entender que os extraterrestres acham que você é uma criança e não um adulto. Se você quer conviver com seres como esses, tem que perceber que cada um tem o seu lugar no universo, que é possível viver em conjunto em comunidades, mas antes você tem quer ter consciência do que você realmente é”.

Os extraterrestres não vêm para salvar a Terra, nem precisamos de um salvador, mas precisamos urgentemente sermos adultos, sermos seres livres, independentes de governos e do poder dos militares”.

Então, não adianta falar que alienígenas (benevolentes) vêm para nos ajudar, temos é que aprender sermos livres, com a consciência que somos livres e que nada pode nos moldar, que nada pode nos manipular”.

Phillip Schneider – Imagem da Internet

Quatro meses após esse seu pronunciamento, o corpo de Phillip Schneider foi encontrado estrangulado em seu apartamento. Oficialmente a causa mortis foi suicídio, mas contradizendo seu atestado de óbito, amigos e familiares acreditam, que ele teria sofrido um brutal assassinato praticado pelas mesmas pessoas, para quem ele havia trabalhado antes (CIA?).

Veja os vídeos relacionados a esse depoimento de Phillip Schneider:

1 – https://www.youtube.com/watch?v=KaZtB6jx0iY (em português)

2 – https://www.youtube.com/watch?v=ifOJTt_6_2Y (em inglês)

Fontes de consulta –

http://thoth3126.com.br/site-do-fbi-cita-a-queda-de-ufos-em-roswell/

http://thoth3126.com.br/category/serpo-zeta-reticuli/

http://thoth3126.com.br/roswell-entrevista-com-o-coronel-philip-j-corso/

http://thoth3126.com.br/eisenhower-presidente-dos-eua-teve-reunioes-secretas-com-seres-extraterrestres/

http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-misterios-e-controle-alienigena/

http://thoth3126.com.br/roswell-o-dia-depois-da-qaeda-de-um-ufo-de-final/

http://thoth3126.com.br/roswell-o-dia-depois-da-qaeda-de-um-ufo/

http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua/

www.ceticismoaberto.com/…/funcionrios-da-rea-51-contam-suas-historias

contatoalienigena.blogspot.com/…/extraterrestres-vivendo-nas-bases-de_…

http://www.openseti.org/Hall.html

area51.ig.com.br/index.php/2007/…/o-homem-que-matou-2-aliens-greys…

http://thoth3126.com.br/projeto-serpo-programa-de-intercambio-com-zeta-reticuli-2/

http://thoth3126.com.br/o-programa-de-intercambio-com-serpo-zeta-reticuli/

http://thoth3126.com.br/category/serpo-zeta-reticuli/

Translate »