Postado por

Interações com as realidades paralelas

Interações com as realidades paralelas
Print Friendly, PDF & Email

 (Primeira Parte)


Este texto está baseado em informações passadas pelos parceiros de outras realidades para alguns pesquisadores do Projeto Portal, durante a segunda etapa de trabalhos que aconteceu entre os dias 05 a 09 de janeiro de 2012, no Hotel Fazenda Projeto Portal.

Nós precisamos caminhar mais perto de nossos parceiros de outras realidades e este nosso caminhar não deve ser apenas físico.

No decorrer de nossas vidas nunca estivemos sozinhos, nós que não aprendemos (mentalmente) ouvi-los e também a nós mesmos intuitivamente (o nosso Eu Verdadeiro).

Existe um acompanhamento diário deles conosco.

Eles estão o tempo todo conosco, portanto estão em um acompanhamento minuto a minuto, nós que ainda não aprendemos (ou não queremos) ouvi-los. Estamos precisando apenas de alguns “ajustes” para isto.

Estes nossos parceiros estão nos passando o Conhecimento Universal, mas ele nos é passado entre linhas. Portanto, não é apenas nos dando, por exemplo, a distância de um planeta do outro ou dando informações sobre teletransporte. Mas, é também passando informações inseridas em comportamentos e em atitudes, quando em outro exemplo nos pediram que todos nós reuníssemos no Local das Sondas, para que eles pudessem de modo mais fácil fazer um “ajuste” buscando a harmonia coletiva, pela interferência não positiva que uns ainda exercem sobre os outros.

Conhecimento Universal nada mais é do que isto. É um processo dinâmico e constante, que com ele estamos cotidianamente aprendendo e evoluindo, para que possamos alcançar outras esferas.

Para alcançarmos o Conhecimento Universal temos que “clarear” a nossa mente.Se tivermos a percepção cada vez mais aguçada, atentos e antes de tudo concentrados, iremos perceber tudo isto também em casa, com os nossos familiares e com os nossos amigos e podendo, inclusive, realmente ajudá-los.

“Bilu” disse que cada pessoa vê “os portais” um pouco diferente por causa da freqüência. Cada pessoa tem a sua freqüência, que a faz perceber “os portais” diferentemente da outra.

A Terra é envolta em uma enorme malha eletromagnética de onde flui também uma grande e intensa fonte de energia.

No Observatório localizado na Cidade Ziguratz e no “Morro dos Arquivos”, entre os demais locais no Hotel Fazenda Projeto Portal onde são feitos os trabalhos vibracionais pelos pesquisadores, eles estão especialmente associados aos vórtices de energia e aos “portais” (eletromagnéticos), que inseridos na malha magnética da Terra, proporcionam intensos efeitos.

E dentro desta malha constituindo especialmente um labirinto sensorial, estão pontos (vórtices energéticos) que vão desde o Local das Sondas até as galerias existentes no Milharal, outro local do Hotel Fazenda Projeto Portal. E entre os vórtices existentes neste trajeto, o mais intenso pela presença de plasma com o seu efeito propagador para outros vórtices é o que está no fundo e um pouco mais alto em relação ao Local das Sondas. Portanto é dali, através destes vórtices de energia o local ideal para falar, para receber ou passar informações

Em outros tempos as almas gêmeas comunicavam entre elas, mesmo quando uma delas estava em outro continente, era através de um destes vórtices utilizando de uma concha (já mencionada por “Bilu”).

Hoje não precisamos mais utilizar desta forma de comunicação, porque se tornou obsoleta. A forma de comunicarmos não será aquela, será de uma maneira que ainda nem imaginamos utilizá-la.

Ainda nem imaginamos o que somos capazes em termos de comunicação, utilizando do efeito propagador do plasma que existe nestes vórtices de energia situados nestes pontos.

Poderemos comunicar com outras pessoas em pontos também específicos, por exemplo, na Amazônia desenvolvendo uma conversa direta e clara, sem precisarmos utilizar dos meios habituais de comunicação.

Por isso que já estamos sendo treinados neste sentido e já ficando cientes destes vórtices. Também “portais” são nos mostrados na forma de efeitos de ondas luminosas (eletromagnéticas), quando ficam eternamente registradas em nossa memória (ao nível de nosso DNA).

Esta rede de vórtices que está relacionada à malha magnética da Terra, ela forma uma coligação e cria a situação para o funcionamento do “labirinto sensorial”, que estende por todo o planeta. E os nossos parceiros de outras realidades estão estimulando todos os pesquisadores do Projeto Portal (e não apenas alguns), que treinem para conhecer estes “vórtices e deles utilizem quando a comunicação por satélites não mais funcionar. Eles também enumerarão os pontos onde estão estes vórtices, para que melhor os identifiquem.

Entretanto, para que aconteça uma melhor comunicação entre estes vórtices, é importantíssimo que estejamos em uma freqüência satisfatória, que leve em conta o nosso baixo nível de intoxicação em função do que estamos comendo. Também é necessário que estejamos com alta carga elétrica em função de nossa preparação física e ainda, em estado de harmonia conosco mesmos, com os outros e com o Universo. Não devemos esquecer quem realmente comunica somos nós e que os vórtices são apenas um extraordinário recurso para isto, mas são apenas um recurso.

Quando os parceiros de outras realidades comunicam, alguns entendem melhor o que eles estão dizendo, outros menos e outros ainda não entendem nada. A fonte transmissora é a mesma, portanto é a fonte receptora que não é a mesma, causando esta diferença na comunicação. Cada um é o responsável para que esteja fisicamente na condição de um “equipamento turbinado” – de uma “ferramenta no ponto” facilitadora destas interações através das ondas sonoras destes vórtices.

Fisicamente cada um deve ser neste sentido uma “maquina poderosa”, mas por enquanto não são muitos que se percebem ainda desta maneira. Mas, mesmo assim os nossos parceiros de outras realidades pacientemente estão nos orientando, nos treinando para que dentro das Leis Universais nos conduzamos com equilíbrio em nossas interações com as realidades paralelas.

O pesquisador do Projeto Portal está lidando com inteligências de universos paralelos, dentro de freqüências também universais paralelas, portando deve dar extrema importância a isto, percebendo sua grande responsabilidade nestas interações. Ele não pode ficar mais “emocionalmente perdido” e infantilizado nestas ocasiões, buscando a visão de fenômenos ou de respostas para os seus interesses particulares, em detrimento do coletivo.

Devemos integrar de fato ao que já estamos vivenciando, sem mais gerarmos expectativas nestas verdadeiras aulas do conhecimento universal que estamos recebendo.


 

Os parceiros de outras realidades são extremamente compreensivos e pacientes. Em contrapartida devemos ter mais controle, suportando um pouco mais o cansaço em trabalhos mais demorados principalmente à noite, sem ficarmos desejando dormir e, portanto que eles terminem logo.

É importante que estejamos realmente presentes e concentrados em relação ao que estamos fazendo, seguindo as orientações que os parceiros nos passam, sem sairmos da faixa de tolerância. Se alguém conduzido pelas suas emoções gera qualquer tipo de intolerância e age de acordo com ela, prejudica o grupo todo baixando a frequência coletiva. Esta atitude que funciona como efeito dominó, ela “segura” todos na terceira dimensão, tirando-os da sintonia com as realidades paralelas.

Nos trabalhos com as realidades paralelas é necessário que formemos um só corpo de energia, mesmo que cada um em freqüência (mental) própria esteja também gerando o seu campo de energia próprio. Nestes trabalhos aqueles que estão mais próximos fisicamente dos parceiros, recebendo diretamente deles informações, tem a mesma importância que aqueles no momento estão mais distantes e que receberão estas informações depois. O importante é a ressonância harmônica entre todos.

O ir acontece (no vir e ir) dos parceiros de outras realidades, porque abaixa a frequência que é gerada por todos e que depende desta ressonância – deste equilíbrio gerador da frequência de sintonia coletiva com eles. E para que exista este equilíbrio, é necessária a capacidade de cada um discernir, que leva em conta o exercitar com a consciência e com a razão, quando então todos já neste sentido nivelados e algumas vezes até ajudados através de flashes, são direcionados.

É sempre bom frisar, que o ser humano (dimensional) para uma boa sintonia e interação com os universos paralelos é necessário que ele tenha satisfatória carga elétrica, nível baixo de toxinas, ótimo padrão mental e o constante exercício da consciência e da razão.

O pesquisador do Projeto Portal é com o seu corpo físico (e mental) uma “maquina” consciente e eficiente, gerando um campo de energia, que através dele pode de forma direcionada se ligar ao campo de energia maior da Terra (malha magnética) e desta com a Energia que vibra em todo o universo, que com ela por fim, pode “se entrelaçar” às realidades paralelas.

Despertar a memória não é só recuperarmos as informações já esquecidas e ficarmos depois estáticos em relação às elas. Ao contrario, na medida em que vamos as recuperando, devemos nos direcionar de forma dinâmica no sentido de transmiti-las através de todas as formas de comunicação.

O Projeto Portal é constituído por vários pilares e entre eles os mais destacados são os pilares do conhecimento, da tecnologia, das habilidades mentais desenvolvidas pelos seus pesquisadores e o de se inserir em um comportamento saudável em relação à vida.

Com os ajustes de sintonia que estão sendo feitos agora através de luzes e sons proporcionados pelos nossos parceiros de outras realidades, estamos sendo direcionados para trabalhos específicos, que nos possibilitarão interagir e conversar com as divindades – seres da nona dimensão.

Estamos sendo preparados para escutarmos estes sons de forma mais nítida e de ver estes sinais luminosos proporcionados por eles com a sua forma mais verdadeira e nos pontos mais perto de onde são realmente emitidos.

A partir de agora a Nave do “GNA” depois que emitiu o raio direcionado para aqueles que estavam no Hotel Fazenda Projeto Portal entre os dias 05 a 09 de janeiro de 2012, proporcionando o alinhamento definitivo de seus chacras, ela também pulsará para os outros pesquisadores do Projeto Portal, sinalizando-os para os seus parceiros de outras realidades no sentido das parcerias, da amizade e dos trabalhos que serão mais constantemente desenvolvidos e que visarão as suas interações com os seres da nona dimensão.

Portanto, é um momento que devemos especialmente nos interiorizar e perceber o que vem acontecendo conosco, ao entrarmos também em uma nova etapa de trabalhos direcionada à nossa saúde sob a supervisão de “Tilo”. Serão feitas ativações para estabilizar energias geradas em nossos vórtices energéticos (chacras), o que será diretamente positivo tanto para nós que vamos ser ativados neste sentido, quanto será também indiretamente bom para aqueles que estarão à nossa volta.

Os parceiros de outras realidades normalmente não nos dizem o que vão fazer, mas nos direcionam aos trabalhos que querem fazer.

Para aqueles que a Nave “GNA” alinhou definitivamente os seus vórtices de energia, o seu frontal, o seu olhar, a sua vibração sonora receberam uma ativação focalizada à saúde e também, as suas mãos pela utilização do ato de tocar, que no momento está sendo exercido apenas por um grupo de pesquisadores mais diretamente preparado para isto. Mas, para que a energia que este grupo agora direciona, para que ela faça efeito naqueles que vão recebê-la, é necessário que eles façam por onde, como salientou “Tilo”.

Nesta nova frequência a pessoa que receber esta energia, ela deve de fato se cuidar, conservando dentro do possível a baixa de toxinas ingerindo alimentação saudável. Ela deve também ter o pensamento focalizado no sentido de que é o seu “circuito energético” (organismo), que realmente está sendo ativado e, portanto a circulação de energia que naquele momento está lhe sendo proporcionada depende da condição em que está o seu organismo. O resultado é proporcional ao que ela está fazendo para si mesma neste sentido.

Aquele que está ativando (quem está potencializando) apenas consegue ligar “a chave”, se “o circuito” da pessoa que está recebendo a ativação não se mostre interrompido em um ponto de seu organismo. A energia mesmo sendo ativada só circulará satisfatoriamente, depois que “este circuito” interrompido for refeito.

Estas ativações serão feitas em sete etapas em todos que estão atuantes no Projeto Portal, para que aconteça a estabilização energética, mas se o problema persistir em alguém, o próprio “Tilo” vai avaliá-lo e poderá nele utilizar de “tecnologias luminosas”, em um trabalho individual ou em grupo se houver mais pessoas nesta condição.

As sete etapas de ativação (de nove segundos) poderão ser feitas por qualquer um, mas a ativação com as frequências luminosas emitidas por “Tilo”, apenas os pesquisadores do Projeto Portal já possuidores de Simbologia, é que poderão recebê-las. Estes já possuem a compatibilidade energética (vibratória) para isto – têm a condição mental para absorvê-las.

Aquele que já está em acompanhamento médico e que agora está também com o acompanhamento de “Tilo”, ele não deve abandonar o primeiro, até que através de exames médicos (e laboratoriais) mostrem que não é mais necessário.

Quando se fala em cura, temos que ter muito cuidado, para não associarmos esta palavra com curandeirismo. O pesquisador do Projeto Portal se expressa pelo conhecimento, pelas tecnologias de seus parceiros, pelas suas habilidades mentais que estão sendo cada vez mais despertadas e pela vida saudável que procura ter.

A cura é apenas um ponto de tudo mais que acontece no Projeto Portal e, neste caso, pela utilização de um trabalho direcionado à estabilização do campo energético das pessoas, utilizando-se de seus vórtices de energia (chacras).

O desenvolvimento dos implantes está entrando em outra fase com uma nova ativação, alem daquelas que já foram realizadas em trabalhos anteriores e que com elas mais de 80% dos participantes do Projeto Portal já possuem implantes ativados. Nesta nova ativação a habilidade mental associada à capacidade extra-sensorial de cada um será ainda mais desenvolvida.

Nesta nova fase relacionada aos implantes serão feitos dois trabalhos. O primeiro deles buscará a estabilidade do campo energético de cada um, para que individualmente não seja mais gerada oscilação de energia durante os trabalhos e permaneça estabilizada a freqüência coletiva. Nestes trabalhos serão paralelamente desenvolvidas a percepção e o exercício (mental) voltado à consciência e à razão.

O segundo motivo é para a aceleração do desenvolvimento dos implantes, dentro da necessidade agora de não só de despertar ainda mais as habilidades mentais de cada um, como também potencializá-las.

Os implantes são instrumentos ou “tecnologias” geradas pelo nosso próprio organismo a nível celular, portanto estão sempre potencialmente presentes.

Quando determinadas células que os formarão começam ser ativadas principalmente por feixes de luz vindos da “Nave” do GNA, elas começam desenvolver diferentemente para esta nova função, juntando alguns metais normalmente já existentes no corpo humano, como o ouro e outros metais.

Estas células já ativadas e já com estes metais, caracterizam como implantes e ficam fisicamente em um determinado ponto do corpo humano.

Nesta nova fase dos trabalhos estes implantes serão especialmente ativados por alguns pesquisadores do Projeto Portal, que foram preparados para isto pelos parceiros de outras realidades. Para que os implantes comecem funcionar (vibrar) de forma mais acelerada e aqueles que os possuem desenvolvam mais rapidamente a sua capacidade mental, que está associada às suas habilidades extra-sensoriais.

Lagoa Santa/MG-BR, em 30 de janeiro de 2012

(Segunda Parte)


Este texto está baseado em informações passadas pelos parceiros de outras realidades para alguns pesquisadores do Projeto Portal, durante a segunda etapa de trabalhos que aconteceu entre os dias 05 a 09 de janeiro de 2012, no Hotel Fazenda Projeto Portal.

Estamos agora sendo preparados para que possamos enxergar os parceiros de outras realidades em qualquer situação, mesmo que existam empecilhos físicos como galhos ou arvores, que poderiam interferir em nossa visualização.

Estamos procurando afinar a nossa percepção utilizando de nossa visão periférica e através dela a nossa terceira visão. Estamos procurando utilizar da nossa “visão mental” através do frontal. Mas, para que sejamos facilitados neste sentido, temos que conhecer também determinados pontos (“portais”), que vão desde o Local das Sondas até as Galerias (no Milharal).

Para alcançar qualquer objetivo, aquele que está em constante busca “tem que utilizar dos “instrumentos próprios de trabalho e, neste caso, “as ferramentas” são a seriedade e a concentração” – “Bilu”, mencionando “estas ferramentas”, quando também citou a Tocha, que às vezes a carrega.

Cada um em sua freqüência (mas, um somando com o outro) deve buscar em si o que precisa mudar ou conquistar para melhor. Todos devem se direcionar para este mesmo objetivo. Não devemos nos deixar levar por excessos emocionais na medida em que vamos convivendo com as realidades paralelas, porque só assim é que poderemos entender de fato a humanidade e depois auxiliá-la.

Neste direcionar e somar o exercício com as Linhas da Vida é o “instrumento” ideal, se conseguirmos de forma mais constante nos conduzirmos pela neutralidade da Linha B, sem mais deixarmos influenciar pelos excessos tanto negativos quanto positivos, que são gerados respectivamente pelas nossas emoções nas Linhas A e C e que acabam por interferir em nosso relacionamento com outras pessoas.

Os parceiros de outras realidades por já interagirem com a quarta dimensão, eles dominam facilmente a matéria, criando-a ou transformando-a. Portanto eles podem suprir qualquer necessidade material nossa e se isto não está acontecendo, é porque eles estão esperando que primeiro nos organizemos visando uma ação conjunta e não interesses pessoais, inclusive, para que possamos acessar muitas mais outras tecnologias que eles podem nos oferecer.

Aqueles que realmente estão em sintonia com o verdadeiro sentido do Projeto Portal, que é também aquele de interesse dos parceiros de outras realidades e do Universo, eles já possuem uma visão mais à frente, não ficam mais presos às preocupações do dia a dia, aquelas de sempre que a humanidade intensamente as carrega.

Os parceiros de outras realidades confiam em todos que atuam no Projeto Portal. Mas, será que a recíproca é verdadeira, será que estamos demonstrando sermos merecedores desta confiança, levando a serio os treinamentos e os exercícios colocados por eles, apesar das dificuldades geradas pela densidade da terceira dimensão na forma de preocupações de um modo geral e mesmo do cansaço físico durante os trabalhos que nos são solicitados?

Aqueles que estão de fato conscientes de seu compromisso cósmico já muito firmado, eles devem aprender se desligarem da “viscosidade energética” da terceira dimensão. Aprendizado que já podem fazer dentro das freqüências mais aceleradas dos “portais”.

No momento estamos na condição humana, mas não devemos esquecer que não somos daqui e na medida em que vamos cada vez mais interagindo com nossos parceiros, eles podem com mais facilidade nos ajudar, através desta ponte de sintonia e de interesses que também vai se formando. Eles estão nos ajudando para que nos tornemos de fato Co-criadores, através da exteriorização das nossas habilidades mentais (e extra-sensoriais).

Os vórtices de energia quando funcionam como “instrumentos” de comunicação através de ondas sonoras, às vezes pode acontecer o som característico de um forte eco, porque neste momento acontece uma modificação da energia vibracional na malha magnética, que nela estes vórtices estão distribuídos.

Se já interagimos com parceiros que dominam Leis para a quarta dimensão, é porque já estamos com um bom padrão energético (vibratório). Mas, para alcançarmos outros níveis de interação, inclusive, para interagirmos com os seres da nona dimensão, só quando estivermos também exercitando a consciência e a razão em outro patamar. Apenas quando estivermos em relação às outras pessoas gerando mais compreensão e mais união necessárias à formação de um só corpo energia, é que estaremos aptos para interagir satisfatoriamente com este outro plano de realidade de muito mais vibração.

Se nossos parceiros estão no momento demonstrando ainda mais as suas habilidades no domínio de Leis para a quarta dimensão, que com elas vêm manipulando a matéria (terceira dimensão) como algo corriqueiro, será que não é para nos mostrar, que nós podemos também exercitá-las e que para isto aconteça depende só de nós?

Se o que foi programado não anda como deveria, será que não é por causa do medo e da insegurança, que não deixam cada um investir em si mesmo, para se direcionar ao objetivo almejado que deve ser o mesmo de todos?

A Pirâmide na Cidade Ziguratz tem que ser construída de qualquer maneira, porque ela está relacionada com o futuro de todos dimensionais e mesmo dos planetários. Porque a sua construção está tão demorada?

Para que os parceiros possam nos ajudar temos que dar o chute inicial, o que é energeticamente elementar

Para que construamos qualquer coisa, devemos ter um objetivo e paralelamente buscarmos nos organizar e agir confiantes, criando o necessário clima positivo direcionado para um mesmo ideal.

Cidade Ziguratz – Um projeto já em construção.

A Cidade Ziguratz com a sua pirâmide, apesar de sua importância não estar tão visível no momento como deveria, ela estará ligada à salvação daqueles ligados ao ciclo evolutivo da Sétima Raça, que trará uma nova visão e uma nova freqüência influenciando os que ficarão no planeta durante cinco mil anos e cento e vinte e cinco dias.

É o momento de evoluirmos ou nunca mais. De darmos o nosso salto quântico definitivo, que não alcançado “as nossas almas serão fritadas”. É a nossa ultima oportunidade, que se estenderá até o ano de 2028, quando a frequência de cada um (dimensional) e da população de um modo geral (planetários) já deverá estar ajustada para este novo tempo. Depois desta data aquele que não conseguir este ajuste, ele não será poupado ao nível de seus sete corpos (de sua alma), que desaparecerão como nunca estivessem existidos.

Em relação aos que estão atuantes no Projeto Portal, os seus parceiros não poderão fazer nada depois do ano de 2028, até que entre outro ciclo que poderá durar mil anos e que depois dele a Terra já em um período para uma freqüência “altamente poderosa” de três mil e oitocentos anos, apenas aqueles compatibilizados com esta freqüência sobrevivem, por possuírem uma consciência vibracional compatível.

O que vai acontecer após o ano de 2028 será muito sério, quando cada um será ainda mais implacável juiz de si mesmo.

O que vai acontecer no final do ano de 2012 com transtornos mais físicos ao nível planetário, não será nada em relação ao irá acontecer a partir do ano de 2028.

O que cada um de nós está fazendo hoje com dedicação é o que ele pensou ontem!… E para o ano de 2028, o que estamos pensando e fazendo hoje?…

Os nossos parceiros estão nos ajudando quando investem os seus esforços universais, que devem ter correspondência de nossa parte vivenciando um nível mais apurado de consciência, que nos possibilite ter uma maior compreensão deste momento que aproxima e que nele precisamos dar o nosso salto quântico definitivo para a quinta dimensão, pela elevação de nossa frequência.

Nós devemos retribuir o investimento de nossos parceiros com os nossos esforços, ancorando a energia do universo principalmente na Cidade Ziguratz. Devemos ali investir não só fisicamente, mas também energeticamente, valendo-nos desta nossa nova etapa de trabalhos. Assim procedendo, estamos investindo tanto em nós mesmos quanto no mundo. Esta cidade em relação ao nosso futuro deve ser percebida como o nosso “banco universal”. Devemos nela depositar as nossas energias agindo de diversas formas, para que de fato ela materialize. Seja construída em função de nosso interesse e também da humanidade.

Em relação ao desenvolvimento da capacidade mental envolvendo habilidades extra-sensoriais na realização de “fenômenos”, temos o exemplo do “Bilu” quando ele “puxa” a “Nave” do GNA. Nós que já estamos para este “fenômeno” praticamente na mesma freqüência dele, podemos também puxá-la em qualquer parte do planeta.

Agora, puxarmos a freqüência para que os nossos parceiros se apresentem quando necessário, já é mais difícil e, portanto deve ser no momento a mais que deve ser trabalhada. Mas, de modo geral já avançamos muito em relação às nossas interações com as realidades paralelas. Avanço que é só percebido quando nos comparamos com as demais pessoas fora do Projeto Portal, que não possuem os conhecimentos, a percepção, as habilidades e o treinamento necessários às interações com as realidades paralelas. Até para conversarmos com estas pessoas, está cada vez mais ficando difícil pela grande diferença de conteúdo e de interesse nas conversas.

Já conseguimos muito com os nossos treinamentos, visando interagir com as realidades paralelas. Cada um está desenvolvendo em relação às suas habilidades um pouco de tudo. Falta ainda muito, mas com o que já treinamos, dá para fazermos estas interações.

Alguns até já conseguem com a presença dos Seres Ultradimensionais e direcionando muita energia concentrada, transformar líquido em sólido, que passa contar com uma parte orgânica e outra mineral constituídas por vários minerais e outras substancias como proteínas, aminoácidos e cristais do corpo daquele que foi responsável por esta transformação e que para ela pudesse acontecer a sua dificuldade maior foi o direcionamento da Energia. Nesta transformação para o corpo solido, o formato resultante é o discóide, porque esta forma é a mais perfeita para a quarta dimensão. Nesta freqüência é que devemos sempre interagir com a ajuda dos Seres Ultradimensionais.

Tudo no Universo é Energia. Somos partículas conscientes no Universo. Partículas divinas constituídas de memória e vibrando através de nossa Freqüência de Onda.

E o que isto tem haver em relação ao Efeito Doppler entre as pessoas?

O que isto tem haver em relação à sensação de atração e repulsão entre elas? De mantermos ou não mantermos outras pessoas em nosso campo de energia (que emite ondas eletromagnéticas), de mantê-las ou não em sintonia com o “nosso mundo interior”?

Devemos aprender direcionar corretamente estas energias que são universais, para que elas já a partir de “nosso mundo interior” não as manipulemos no sentido de ter os nossos semelhantes apenas quando nos são úteis atraindo-os e, descartando-os quando não são mais necessários. Esta atitude tipicamente humana que deveria ser mais própria de um planetário, não deve ser daquele que é participante ativo do Projeto Portal (dimensional), porque não é uma atitude compatível com o Universo. Ela não somando, dificulta tudo.

Aquele que fica flutuando entre a atração e repulsão, o seu direcionamento ao nível eletromagnético através de seu campo energético utilizando de seus olhos ou de sua fala, acaba por interferir em seu trabalho de propagação. É também tendo em vista o Efeito Doppler, neste nível de vibração e propósito, que vamos ser medidos em nossa aproximação ou em nosso afastamento com os seres da nona dimensão.

É necessário que cada um se abra para novos conhecimentos. Abra a sua mente para uma maior compreensão em relação às Energias, para uma maior compreensão que exige mais companheirismo e com ele mais conhecimento do Universo e de suas Leis.

A Era Dourada irá começar no ano de 2018, com o inicio do Sétimo Ciclo paralelamente ao início da Sétima Raça e não mais com a presença da Sexta Raça em um Sexto Ciclo. Tudo foi antecipado para que novos genes sejam proliferados a partir desta data, dando o início uma apuração genética já na nova vibração da Estrela Polar, a partir do ano de 2012.

Em relação às estas mudanças nós que estamos perseverantes há anos no Projeto Portal, estamos também em situação mais favorável frente a estes acontecimentos. Nós que já fizemos o trabalho do plasma, estamos agora aprendendo nos ajustarmos com a vibração de nossos parceiros, utilizando da malha magnética da Terra e de seus vórtices em uma posição de 19º grau de latitude em relação à Linha do horizonte. E com estes ajustes estamos também exercitando e aprendendo entrar em sintonia com a freqüência da quarta dimensão, não mais ficando indefesos em relação aos acontecimentos futuros, porque eles acontecerão ao nível da terceira dimensão.

Neste inicio de transformações profundas para a humanidade, que deve remover “vícios” milenares, talvez aquele mais difícil de remover esteja como informações acumuladas na forma de aparente cultura, que para ser removidas vai exigir uma esforçada “faxina mental”.

No momento estamos tendo “ganhos energéticos”, que para eles não tem preço. Os trabalhos na base vão nos dar uma formação mental necessária para o momento e aqueles nos pontos (vórtices) vão nos proporcionar um solido conteúdo para exercer qualquer tipo de compromisso, sem mais as preocupações com o físico (doenças) e sem mais as instabilidades emocionais com as pessoas do nosso relacionamento.

Dentro do “aprendizado prático” que os nossos parceiros vêm nos proporcionando ultimamente, temos assimilado praticamente todos. E em relação à visibilidade do grande portal que abriu no Local das Sondas durante a segunda etapa dos trabalhos de janeiro de 2012 e que quase todos o viram, esta abertura interagiu ao nível do nervo ótico e do campo vibracional daqueles que com ele interagiram e que ficam agora praticamente habilitados para produzi-lo. Portanto, de terem a partir de agora a facilidade de interagir através dos “portais” com as realidades paralelas, porque passam captar mais do que antes situações nesta frequência.

Quando o “portal” está aberto e a luz dentro dele está estática (sem movimento) podemos nele penetrar. Entretanto, se ela estiver oscilando (movimentando) não devemos nele entrar, porque poderemos ser queimados ou ser jogados de volta.

Os “portais” luminosos (eletromagnéticos) e não vórtices de energia (efeitos sonoros), quando se abrem apresentam-se dois ou três seres, que têm o cuidado de não interferirem com o organismo dos presentes que conseguindo vê-los, já estão com a sua percepção (terceira visão) bastante direcionada neste sentido.

“Bilu” disse que “entre janeiro e março de 2012 todos aqueles que estão participando ativamente do Projeto Portal, passarão por uma imensa transformação e terão ainda mais a certeza da presença e da ajuda dele e dos demais parceiros. Disse ainda, que todos estão direcionados no caminho da evolução e do acesso definitivo à quarta dimensão”.

Entretanto, não devemos esquecer que a quarta dimensão é apenas “a ponte que nos é estendida”, para que saiamos definitivamente da terceira dimensão rumo às dimensões de mais vibração, que realmente são o nosso objetivo.

Lagoa Santa/MG-BR, em 30 de janeiro de 2012.

 ___________________________

 Texto de Antônio Carlos Tanure

Translate »