Postado por

MÁXIMA – VIII

MÁXIMA – VIII
Print Friendly

O texto desta Página como os das Páginas anteriores foi feito com informações tiradas de algumas partes dos últimos textos das Paginas Interações. Se nele as informações foram resumidas para uma só frase, foi com o intuito de melhor facilitar a assimilação de seu conteúdo e, com isto, facilitar também uma melhor fixação mental do mesmo, no sentido de despertar (em outro nível de consciência e razão) a percepção para as realidades paralelas – para uma nova visão da Realidade.

A partir do momento que começaram a se expressar como seres humanos, os dimensionais vêm experienciando a dualidade tridimensional, que os levou a ter uma percepção oposta àquela que uma consciência dimensional deve possuir, mas agora, os “seres” estão dando uma outra oportunidade para que o dimensional/Projeto Portal se redirecione e sintonize com o Cosmos, com o Uno.

Quando a aura do dimensional é trabalhada o seu campo eletromagnético é potencializado e com isto, são potencializadas também as suas faculdades mentais, que ampliam as suas aptidões, permitindo que ele desenvolva as suas habilidades que estavam adormecidas.

Os ultras estão ajudando o dimensional aumentar a sua a consciência, a sua terceira visão e a sua aura, para que ele cada vez mais se ilumine e caminhe com as suas próprias pernas.

Os dimensionais serão “visitados” pelos enteais que os potencializarão energeticamente, talvez com o dobro da energia vibracional que possuem atualmente, direcionando-a para o seu frontal, para que tenham no mínimo um contato de 4o. grau.

Nos atividades de campo a percentagem de energia que o dimensional armazenar em seu frontal, será nesta mesma percentagem que ele será trabalhado pelos ultras e os enteais, entretanto, alguns dimensionais terão uma melhora mais rápida do que os outros, porque a melhora dependerá também do seu grau de evolução.

Pela primeira vez fatos fisicamente acontecidos e relacionados com os “seres” já estão sendo vistos e analisados pelos órgãos do Governo Federal, através dos restos de uma sonda.

Os adolescentes devem ser trabalhados porque eles têm muita energia, mas, como não sabem utiliza-la, muitas vezes não a direcionam e não a canalizam positivamente.

O jovem possui tanta energia que o seu excesso o torna angustiado e que o leva a aliviar suas tensões através de esportes radicais ou infelizmente, através de bebidas e drogas.

Muitos jovens entram em um processo de esquizofrenia, apresentando estado alterado de consciência e descontrole, entretanto, a maioria destes jovens nestas condições pode ser resgatada, pode ser trabalhada.

Cada dimensional está em um “degrau” diferente na “escada evolutiva”, porque cada um tem um determinado nível de consciência, com um padrão mental diferente, que o sintoniza com um “degrau” desta “escada”.

O dimensional não deve ficar criticando o trabalho e a situação de um colega, se ele no momento está “mais iluminado”, é porque ele já teve antes “a experiência da escuridão” que este outro ainda vive.

A paciência será talvez o “instrumento” mais necessário para os dimensionais em missão, principalmente os que trabalharão na unificação das igrejas e de outras linhas filosóficas.

Em Gêneses (Bíblia) apenas esta informação bastante clara contida em um dos seus textos: ”façamos o homem à nossa imagem e semelhança“, já poderia estar despertando o individuo/dimensional para a sua Verdade Cósmico-Divina, se ele não estivesse de maneira tão inconsciente, envolvido/bloqueado emocionalmente por distorções de fundo cultural/religioso.

Nesta frase: “não deixeis que o homem coma a fruta da videira, porque abrirá a sua visão e ele será como um de nós”, não será esta visão, a que já está sendo trabalhada pelos dimensionais do Projeto Portal?

Em Gêneses está bastante claro que foram “os deuses” que fizeram os seres humanos, que agora estão despertando e já com um outro nível de consciência/atitude (comeram a fruta da videira), começam a se expressar como os seus “pais” e estão também, tornando-se deuses criadores.

Só agora os “seres” podem passar as suas mensagens diretamente aos seres dimensionais que estão no momento “vestidos” com a roupagem humana, porque só agora estão tendo a evolução (consciência/poder) suficiente para manipular a energia da Santíssima Trindade, que os liga ao seu Eu Superior e os desperta para o seu “Deus Interior”.

Apenas o enteal do fogo é que trabalha o básico e o frontal.

Se o ser humano tiver a consciência do momento presente, se ele estiver centrado na Vida, a maior parte de suas dificuldades, que são obstáculos imaginários, desaparecerão.

O ser humano deve permanecer em estado de auto-referência, olhando para si mesmo e consciente do seu Eu Superior.

Quando não existe evolução, configura-se a insegurança, a estagnação, a desordem, a ruína mental e a ausência da auto-iluminação.

Um grupo de trabalho é solidamente construído, quando se alicerça em níveis de consciência compatíveis, que permitem mantê-lo unido e atuante.

Quanto mais o indivíduo/dimensional vai desenvolvendo o seu padrão mental/vibracional, mais ele vai subindo os degraus da escada evolutiva, através de modificações (auto-iluminação) que vão acontecendo ao nível do seu entendimento e da sua percepção, que lhe proporcionam um outro nível de consciência.

A medida que o indivíduo “sobe” na “escada evolutiva” mudanças físicas poderão ocorrer inclusive em seu corpo físico, ao nível do seu metabolismo, juntamente com o “aparecimento de certas “habilidades” extra-sensoriais.

A missão é um compromisso e não uma obrigação, portanto, o indivíduo/dimensional em função do seu livre arbítrio segue o caminho que ele quiser.

Os dimensionais/Projeto Portal estão vivendo momentos que devem aprender a “deletar” a desarmonia de alguns indivíduos, deixando-os que se reencontrem em seu próprio “murmúrio”.

Alguns indivíduos/dimensionais, mesmo com experiências energéticas de portais, têm dificuldades de assimilar as suas experiências, questionando-as, enquanto outros perguntam se realmente têm uma missão, quando ela começa e por onde ela se inicia.

O dimensional que já está no Projeto Portal há mais de dois anos, mas ainda está vivendo um momento de insegurança e desabafa, deixe-o desabafar, porque depois ele perceberá toda a verdade da sua interação mental/vibracional com os “seres”.

Os “seres” deram o “pontapé inicial”, que os indivíduos/dimensionais comecem agora, a “jogar o seu jogo”.

Os indivíduos/dimensionais quando interagem entre si, estão também em um processo de troca, estão passando informações, estão experenciando mutuamente, estão sendo referenciais uns dos outros e despertando para outros níveis de consciência.

Na troca de experiências cada indivíduo/dimensional tem o seu momento de superar as suas dúvidas e os seus conflitos, que já não mais deveriam estar existindo entre eles, apesar dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos no momento, aflorarem tanto o “positivo” quanto o “negativo”, tanto a certeza como a incerteza.

Não é mais tempo para conflitos e duvidas, porque o indivíduo/dimensional inseguro, sem um nível de consciência mínimo necessário poderá colocar a perder todo o trabalho que ele já fez.

Em um futuro próximo o dimensional terá que tomar decisões rápidas e seguras.

No momento – ano de 2004 – já são sete anos que os dimensionais/Projeto Portal já estão caminhando juntos e aqueles que chegaram depois são dimensionais conscientes, são firmes, sabem o que buscam, porque há muito já percebem que o trabalho mental/vibracional que estão desenvolvendo é serio.

Os dimensionais que permanecem no Projeto Portal, estão sendo “filtrados” pela “qualidade” e não mais pela “quantidade”, portanto, estão ficando apenas aqueles que já possuem níveis de consciência, com condições de interagir com os “seres”.

Enquanto o indivíduo/dimensional necessita de um ano para se trabalhar no sentido da auto-iluminação, um indivíduo/planetário precisa proporcionalmente de dez anos.

O trabalho realizado com os elementais do fogo é feito com o fogo, porque ele é um plasma que faz parte da terceira dimensão, mas que interage com a quarta dimensão.

A energia da kundalini é também uma energia da terceira dimensão, está relacionada ao SST, expressa pela vontade (Espírito Santo) e está ligada à parte mais difícil do processo alquímico/transmutação, que é trazer a realização para a densidade da terceira dimensão.

Os atos de pensar e de plasmar (Pai e Filho) são muito mais fáceis para o dimensional realizá-los.

O processo de transmutação/materialização assemelha a abertura de um portal, na mesma rapidez que forma energeticamente o “buraco” do portal, o objeto que o dimensional pensa/deseja, a sua vontade o materializa na sua presença.

Todos os dimensionais que estão no mesmo degrau da escada evolutiva potencializam entre si a energia mental/vibracional.

O indivíduo/dimensional está em um processo evolutivo e deve ser respeitado nesta sua condição.

No trabalho com os elementais do fogo o indivíduo será muito exigido, sobretudo, em relação ao seu modo de pensar e em relação à sua consciência, para que ele possa construir o seu “futuro energético” subindo gradativamente, porem com firmeza, os degraus da escada evolutiva.

O trabalho com os elementais do fogo é muito importante, porque é direcionado ao despertar do indivíduo, fortalecendo o seu ideal dimensional.

Através da freqüência mental/vibracional os ultras farão uma seleção dos dimensionais, agrupando-os nos degraus da escada evolutiva, de acordo com os seus conhecimentos e as suas aptidões para um determinado trabalho missionário junto à população, que alguns já estão exercitando.

O dimensional que ainda não sabe o conteúdo de sua “placa”, que ainda não tem ciência da decodificação gravada de sua “placa”, não tem a responsabilidade de assumi-la, ele ainda está apenas com o seu compromisso cósmico.

Quando o indivíduo/dimensional mostra em sua aura uma determinada freqüência, os “seres” o liberam para o contato.

O indivíduo/dimensional só terá contato se ele estiver vibrando acima de 23 ciclos/segundo e quando o contato acontecer ele deve fechar as suas mãos para não levar choque.

Se o dimensional não estiver com um nível de consciência e com uma freqüência mental/vibracional compatíveis para um contato direto, ele também receberá uma descarga parecida com um choque elétrico, mas não com muita intensidade.

Quando o indivíduo não está com o seu campo eletromagnético sincronizado com o Cosmos, ele também recebe uma “descarga elétrica”, como que puxando toda a desarmonia de dentro dele, para energeticamente despertá-lo.

Como já foi mencionado anteriormente, em relação à sua evolução, o contato nada acrescenta ao dimensional, porque não ajuda na expansão do seu campo energético, da sua aura e da sua percepção, ele apenas confirma que existem seres luminosos conscientes fora da Terra.

Os dimensionais/Projeto Portal devem ajudar uns aos outros para que formem um grupo bastante coeso, porque os trabalhos já estão entrando em uma fase prática e vão exigir muita responsabilidade de todos.

No primeiro atividade de campo os dimensionais foram trabalhados no plano físico em relação à sua saúde, com os elementais da água, no segundo atividade de campo será ainda um trabalho no plano físico, mas, com os elementais do fogo.

Os elementais do fogo são “exigentes” e como a energia vibracional ativa, eles trabalham todas as camadas da aura do indivíduo de uma só vez e em sete segundos.

O trabalho com os elementais do fogo é energeticamente muito forte, podendo provocar uma reação muita intensa no indivíduo, levando-o às vezes até a desmaiar e este trabalho define de uma só vez todos os níveis de consciência/razão do indivíduo/dimensional.

Os dimensionais/Projeto Portal estão sendo gradualmente trabalhados dentro de um processo que depende da energia da kundalini armazenada em seu frontal e do seu grau de evolução.

No trabalho de conscientização através da interação “seres”/indivíduo, o dimensional busca a auto iluminação, aflorando e potencializando todos os seus “sentimentos positivos”.

Os “sentimentos negativos” serão trabalhados mais intensamente, para que transformem e irradiem harmonia, irradiem “sentimentos positivos”.

O indivíduo/dimensional que busca evoluir, que busca se ajudar para que possa cumprir a sua missão, será protegido pelos “seres”, dentro de um processo energético e sutil de troca.

O indivíduo/dimensional que recebeu a sua “placa” sabe que tem um compromisso, mas ainda não tem uma obrigação.

O dimensional que já tem a sua “placa” já decodificada, portanto, já ciente da sua missão, nunca ficará livre dela, independente do local onde estiver, porque ele já “leu” o que ele “escreveu” no “Livro da Vida”, há 6.004 anos atrás.

Em 2012 fecha um ciclo e em 2015 é uma data especial para as mudanças.

O trabalho vibracional de “correr atrás da sonda”, só após os trabalhos de contato/fusão/plasma.

Todos dimensionais devem se expressar com equilíbrio, mas conscientes da verdade das manifestações que já presenciaram.

Os dimensionais que estão até hoje no Projeto Portal são conscientes o suficiente para desenvolverem um trabalho a nível mundial.

No seu caminho evolutivo o indivíduo/dimensional descobre que a “dor” é aprendizado e o “sofrimento” proveniente dela, lhe ensina a evoluir.

Quando os dimensionais levarem “as pessoas de fora”, apresentando-as a Fazenda Boa Sorte/MS-BR com as manifestações que normalmente acontecem nela, eles serão ajudados pela “Nave do GNA” e pelas sondas, que aparecerão dando veracidade o que falam e, portanto, ajudando-os no despertar destas pessoas.

O percentual da energia da kundalini centralizada no frontal entre 9% a 15% é bom, porque o dimensional já pode colocar o Triângulo de Energia (Pensamento/Desejo/Vontade) para funcionar, mas, para manipular esta energia é necessário que o indivíduo tenha uma crescente iluminação interior.

O dimensional deve se observar muito, para que mude as suas atitudes de desarmonia e vibre em um outro nível de consciência.

O indivíduo/dimensional deve constantemente exercer a paciência e a tolerância, não esquecendo o que ele insistentemente encontra de defeito no outro, é o que ele tem dentro de si.

O indivíduo/dimensional deve aprender a controlar os seus impulsos o máximo possível, tendo a humildade de não julgar ninguém, porque quando ele julga, ele também está sendo julgado.

A harmonia entre a unidade com o todo e do todo com a unidade, pode ser constatada em todos os níveis da criação e percebida como a manifestação da Mente Divina, doando-Se pelo Seu Infinito Amor Criador.

O Amor de Deus Se mostra através do homem, no que está nele codificado como um amor incondicional.

A Energia do Amor Uno que tridimensionalmente Se manifesta, precede a todas as outras formas de energia e está relacionada à Fonte Universal, à Mente Divina.

O Cristo Interno de cada pessoa manifesta com o Amor Uno, que não procura recompensas, benefícios e nenhuma restrição, por sintonizar com o Todo e não com a dualidade.

No trabalho com os elementais do fogo se a chama provocada pelo dimensional ficar por mais de sete segundos, os “seres” farão uma leitura extraordinária de sua consciência.

Os trabalhos de propagação e divulgação devem ser realizados com muita responsabilidade, passando apenas informações de credibilidade e mensagens pautadas no Amor.

O trabalho missionário do indivíduo/dimensional na Terra terminará em 2012, a partir desta data o seu trabalho estenderá ao nível do Sistema Solar, já em uma caminhada sem atropelos e sofrimentos, portanto, diferente da que ele percorreu até hoje.

Os dimensionais Projeto Portal nesta sua caminhada com os “seres” tinham inicialmente a freqüência de 14 ciclos/segundos e agora, sete anos depois, têm no mínimo 23 ciclos/segundos, portanto estão livres de “obsessores”.

Todos os dimensionais/Projeto Portal já estão transmutando de alguma forma, alguns de maneira mais rápida que os outros.

Só quando o indivíduo tiver na freqüência de 42 ciclos/segundos é que ele terá domínio do seu campo energético, podendo transmutar, reorganizar e regenerar o seu corpo físico, mas para que ele alcance este nível energético, ele precisa ter 70% da energia da kundalini armazenada em seu frontal e ainda, persistir e treinar muito.

Tudo é uma questão de ter paciência, de treinar, de pensar e de reciclar.

É necessário que o dimensional tenha autocrítica para que ele enxergue os seus defeitos e com esta sua observação ele verá que ele também não é perfeito e, portanto, deve ser mais tolerante, mais compreensivo e mais paciente com o seu semelhante.

Normalmente quando o indivíduo está com a energia da kundalini “alta”, ele está em harmonia, está com o “coração puro”, está com uma energia “boa”, portanto ele deve mais constantemente se observar, para que se mantenha nesta freqüência e não se deixe perturbar emocionalmente.

O indivíduo/dimensional deve perceber a energia da kundalini subindo pela sua coluna e depois “explodindo” em seu frontal, provocando-lhe uma sensação “boa”.

O “ultra dourado” que tem três orifícios reflete uma freqüência negativa, estes três orifícios significam que o dimensional está pagando o seu carma, resgatando-o do seu passado ou mesmo do seu presente.

O Ultra Dourado quando aparece perfeito junto ao dimensional sem nenhum orifício, significa que o indivíduo só tem créditos, portanto que “a limpeza” do seu passado já foi feita e que daqui para frente ele terá só fase positiva em sua vida.

Através dos ultras pode-se prever o futuro do indivíduo de uma maneira instantânea, mas não é fácil decodificar as informações que eles trazem, entretanto, o dimensional deve aprender a fazer esta leitura, para ajudá-lo quando ele for comandar um atividade de campo, porque sabendo o que os Ultras mostram, o que estão “dizendo” em relação ao futuro dos participantes, ele poderá orientá-los.

Os fatos realmente acontecem como os ultras mostram.

O futuro da pessoa é mostrado para sete anos, entretanto, se ele é mostrado para sete meses é porque existe algum fato especial neste período da vida da pessoa que vai chocá-la ou vai ajudá-la.

Às vezes os ultras mostram o futuro de imediato, para que a pessoa se modifique, direcionando a sua vida.

O dimensional em missão tem que estar em um nível de consciência, que a sua razão/emoção e o seu racional/”espiritual” devem estar sempre em equilíbrio, para que os “seres” através dos ultras estejam sempre presentes e possam constantemente ajudá-lo no seu dia a dia.

O indivíduo/dimensional não deve extrapolar nem para o positivo e nem para o negativo, o seu caminhar deve ser pelo caminho da harmonia, do meio, da neutralidade.

A inveja sugere mentalmente à pessoa que a cria, que ela tem algum tipo de carência, o que não é verdade, porque todas as pessoas estão igualmente codificadas na “linguagem” do Amor, plenas como criaturas de Deus/Uno.

Vibrar com a alegria pura, com a alegria interior é interagir ao nível de uma consciência não mais referenciada na dualidade, mas que está sintonizada com o Principio Divino de todas as coisas, com o Uno.

A capacidade do homem “quietar-se” através de seu corpo e de sua mente, sem interferências emocionais, permite que Deus o preencha inteiramente com a Sua Unidade.

Em uma verdadeira mentalização é gerado um vazio de todas as sensações/emoções, que possibilita o ser humano penetrar na Sublime Essência de Deus.

Para que o individuo alcance níveis de percepção do Amor Divino, ele deve vibrar em níveis correspondentes de fé, que o permitem ligar-se à Mente Divina – de onde fluem todas as respostas através do seu Eu Superior.

A fé é uma atitude mental, portanto, além dos cinco sentidos do homem, ela está mais ao nível da sua percepção do que do seu entendimento e ela estará mais presente nele, quando ele começar a perceber a Graça da Manifestação Divina.

No terceiro e último atividade de campo, em novembro de 2003, a intenção é que os seus participantes interajam na freqüência da luz vermelha, que irradiem a energia crística e para isto, precisam estar envolvidos por uma energia de cor avermelhada, como se fosse uma poeira de tom avermelhado.

Os dimensionais que estavam presentes neste terceiro atividade de campo, deveriam apresentar a sua imagem digital (foto) envolta por uma “poeira energética na cor vermelha”, mostrando que eles teriam condições de duplicar todas as camadas de suas auras e, portanto, teriam condições de prosseguir também com outros trabalhos vibracionais.

Os dimensionais que conseguirem irradiar esta “poeira avermelhada” praticamente conseguiram o que estava procurando até hoje, definindo as suas habilidades, o grau de sua paranormalidade já ativada e aquela que pode ainda ser desenvolvida.

A energia cristica “espiritual” manifesta com a energia na cor dourada e ela está relacionada com a “espiritualidade”, percepção e a intuição do dimensional.

A energia cristica da criação ou a energia da kundalini ativa manifesta através da energia da cor vermelha e ela está relacionada com a energia para fazer as coisas acontecerem na terceira dimensão (atuação física).

Com a “placa” já acessada, o indivíduo/dimensional já ciente do seu conteúdo, deve saber de tudo que possa interferir em sua missão, para que ele neutralize todo “o negativo” gerado em determinadas situações do seu dia a dia.

Todas as outras formas de energias que o ser humano conhece resumem em uma só: Energia Taquiônica, Ela é a energia de maior freqüência em vibração no universo.

A Energia Taquiônica é uma energia neutra, composta por dois pares de partículas que por terem carga elétrica contraria se anulam e se equilibram e por ser neutra não oferece resistência e se move vinte e sete vezes mais rápido que a luz.

A Energia Taquiônica que movimenta os objetos é a energia do pensamento e Ela vibra na Freqüência Neutra do Amor Uno – é a mesma energia que Jesus Cristo utilizava para fazer os seus “milagres”.

Jesus Cristo demonstrou que aquele que vibra na elevada freqüência do Amor, a sua mente pode dirigir a Energia Taquiônica para elevar a energia vital das pessoas doentes, realizar a auto-cura e talvez, evitar a sua própria morte.

A manipulação da Energia Taquiônica permite a elevação da consciência às Dimensões Superiores da Realidade, portanto, facilita assim o contato com os seres superiores ou ascencionados e a visualização de dimensões superiores.

A Energia Taquiônica facilita a abertura mental em todos os sentidos, ela utiliza e potencializa na terceira dimensão a energia vibracional ativa (energia da kundalini) e ainda potencializa a aura e o campo eletromagnético do indivíduo.

A pirâmide de Quéops é a única no Egito que gera um campo de Energia Taquiônica.

A pirâmide Quéops foi construída com a finalidade de ser um gerador quântico, de ser um gerador de Energia Taquiônica ou do pensamento, para que os “escolhidos” daquele tempo pudessem fazer a sua iniciação, sem a interferência da densidade da terceira dimensão, que os desequilibrava, principalmente no aspecto dual razão/”espiritualidade”.

O indivíduo/dimensional que já utiliza a energia do pensamento de uma maneira inconsciente, deve agora aprender usa-la conscientemente, para que possa direcioná-la, empregando-a na levitação, na transmutação, etc.

Se constar na “placa” do dimensional que ele vai “encantar e atrair multidões”, é porque ele tem condições de “encantar” as pessoas, fazendo “fenômenos” de efeito físico.

É muito difícil para seres conscientes quando exercitam nos mundos da terceira dimensão como a Terra, alcançarem normalmente um elevado grau de vibração, devido a própria densidade deste plano.

Os indivíduos/dimensionais precisam da ajuda tecnológica dos seus ancestrais, que está na forma simétrica da pirâmide e que é utilizada em vários pontos do universo.

Cada dimensional que acessou “placa” teve a sua missão acrescentada com as missões de mais dez “placas”, mas ele “recebeu” apenas o que tinha condições cumprir.

Quando na “Placa” do dimensional não consta a sua capacidade de manipular a Energia Taquiônica, ele deve desempenhar a sua missão ao nível de suas outras capacidades paranormais.

O dimensional para utilizar a energia multivibracional, ele deve entrar na freqüência do objeto, a ponto de sentir que é o próprio objeto, interferindo em seu campo eletromagnético e a partir daí, ele poderá comandá-lo, entortando-o ou quebrando-o.

Mexer com os ponteiros de uma bússola mentalmente é exercitar na freqüência multivibracional, já que a bússola tem diferentes freqüências, vindas do vidro, da tinta e do ferro.

Jesus Cristo fazia milagres porque ele sabia entrar na freqüência de cada um, criando uma freqüência multivibracional.

Jesus Cristo inicialmente induzia cada indivíduo na multidão a liberar a sua freqüência mental/vibracional e já no “comando” das freqüências multivibracionais (multidão), Ele fazia com que todos despertassem para o Eu, sincronizando-os potencialmente com a Freqüência Universal, para depois despertá-los ou curá-los.

O indivíduo/dimensional quando entra na freqüência mental de uma pessoa, ele já não a vê mais na sua individualidade tridimensional como uma “forma”, porque ele já a percebe de uma maneira mais sutil, interagindo com ela ao nível da sua Essência.

Quando acontece uma interação mental e harmônica entre dois indivíduos, eles já estão sintonizados com freqüências mentais semelhantes e ao nível da Essência, estão irradiando Freqüências de Luz mais sublimes.

Quando o dimensional através da sua paranormalidade de efeito físicos entorta, quebra e move um objeto, que é composto por átomos e moléculas diferentes, ele está também usando a sua capacidade de interagir com este objeto através de uma freqüência multivibracional.

Quando o dimensional de olhos fechados tenta identificar algumas pessoas só por um leve toque de sua mão nas mãos destas pessoas, ele está exercitando a sua percepção, utilizando ainda da freqüência multivibracional, porque cada pessoa tem a sua freqüência vibracional.

Como o corpo da pessoa é formado por células diferentes, tecidos diferentes e órgãos diferentes, o terapeuta deve criar uma freqüência multivibracional como aquela que Jesus Cristo utilizava para “curá-la”.

O dimensional que possui uma influencia mental forte tem o dom da telepatia e quando ele tem apenas a cor vermelha, sem a cor dourada na sua aura, ele já vibra em equilíbrio mental/”espiritual”.

Se for trabalhado no indivíduo/dimensional as suas sete camadas da aura, ele terá uma sensação de tranqüilidade e de alivio e se forem trabalhadas duas ou três camadas da sua aura, ele terá a sensação que o seu lado direito ou esquerdo está mais pesado que o outro, proporcionando-lhe durante três horas uma sensação de tonteira e de desequilíbrio físico.

O indivíduo terá uma forte sensação de tonteira se nele for trabalhada só uma camada da aura, o ideal que pelo menos cinco camadas da sua aura fossem trabalhadas.

A primeira fase da fusão potencializa, trabalha a memória cósmica e a percepção do dimensional e, a segunda fase da fusão é para o acoplamento do seu campo eletromagnético e a duplicação de todas as camadas da sua aura.

Exercitar no Amor Uno é exercitar na auto-iluminação, que usa o mecanismo cósmico da evolução e que faz o ser humano vibrar em uma constante alegria interior, por amar e por se perceber amado, portanto, integrado com o Todo.

O ser humano só vibrará com o Amor Uno, quando não mais se referenciar na dualidade, despertando para outros níveis de consciência, para outros níveis de Luz/Informação.

A Energia do Amor é uma Energia Viva que “expande” constantemente, à medida que a consciência/percepção também “expande” e Ela está sempre pronta a se mostrar, não impondo, não dominando.

O Amor Uno “brota” de dentro para fora e Ele irradia e Se mostra, às vezes, literalmente iluminando e quanto mais Ele for conscientemente desenvolvido, mais Ele estará presente nos pensamentos e nas atitudes do ser humano.

Todos os 1.440 dimensionais que acessaram as “placas” já possuem condições energéticas para a fusão, mas, para o plasma e para os contatos diretos, todos devem adquirir antes a freqüência energética da cor vermelha ou a “a poeira vermelha”.

O indivíduo/dimensional não deve ficar triste porque ele não foi escolhido para um determinado trabalho vibracional.

O sucesso de um é o sucesso de todos.

O ideal seria que todos estivessem com um mesmo potencial energético, com uma mesma capacidade ativa e com as mesmas habilidades, mas cada um está em um determinado degrau da escada evolutiva.

Exercitar com a Energia dos Táquions ou do Pensamento e aprender manipulá-la vai encerrar no Projeto Portal os trabalhos com as Leis Universais.

De agora em diante os trabalhos serão com os “iniciados” ou com aqueles dimensionais/Projeto Portal que foram selecionados de acordo com os seus campos eletromagnéticos e, para eles serão passados todos os segredos e mistérios do Chacra Vibracional da Fazenda Boa Sorte/MS-BR, que os “seres” guardaram até agora.

Acima do nível nove da escada evolutiva o dimensional tem a capacidade mental de mudar o desejo ou o pensamento das pessoas e de atuar na matéria de um modo suave e o nove da escada evolutiva em relação à freqüência mental representa os 23 ciclos/segundos.

Se o indivíduo/dimensional já possui uma freqüência mental para um contato acima de 4o. grau, ele energeticamente já pode interagir diretamente com os “seres”.

O som existente na Caverna dos Morcegos (Fazenda Boa Sorte/MS-BR) é um som eterno, ele “abre” as entradas dimensionais e nela existem duas entradas, uma física e outra dimensional que se interagem.

O indivíduo/personagem é um ator que vive representando a ilusão e a temporalidade no seu cotidiano, entretanto, através de uma vivencia mais constante no Amor Uno ele começará a perceber a sua “Origem”, na verdade que irradia deste Amor.

O Amor que emana dos Planos Superiores da Consciência é tolerante e está sempre esperando aquele momento de demonstrar a Sua boa vontade, ao sinalizar para o homem a aceitação de si mesmo e do seu semelhante.

O Amor Uno é um “Amor Diferente”, não é fragmentado, está além do amor que uma consciência dual está acostumada a experimentar e a sentir, Ele permite que a consciência se ilumine interagindo com o Todo.

Os seres humanos só exercitarão o Amor Uno quando ao se referenciarem uns com os outros, transcenderem de suas aparentes diferenças, vivenciando a harmonia pela compreensão mútua, descobrindo-se unidos pelo mesmo Cristo Interno.

A Energia Taquiônica que os antigos egípcios manipulavam é a mesma das linhas do tempo, que na sua forma de ondas eram trazidas do Cosmos e entravam em um poço através de um fio de ouro (condutor neutro), que tinha em sua extremidade uma bola metálica.

Estas ondas passavam por este fio já girando em espiral, desciam ressonando através de sete túneis ligados às sete câmaras, que emitiam os sete sons da escala musical e cada câmara tinha o seu som próprio, identificado na escala musical.

A esfera de metal que ficava dependurada na extremidade do fio de ouro dentro do poço, à medida que ia emanando a Energia Universal, perdia relativamente peso e flutuava e, à medida que ela flutuava distanciando-se, a freqüência vibratória nas câmaras modificava em relação à escala musical.

Eram sete câmaras para as sete notas da escala musical e o dimensional ficava em uma determinada câmara de acordo com a sua posição na “escada evolutiva”, portanto, de acordo com o seu padrão mental e com o seu nível de consciência.

Os antigos egípcios a partir das experiências iniciais com a Energia Taquiônica e com o campo eletromagnético, eles acrescentaram mais uma outra experiência, eles acrescentaram os cetros, que geravam um campo eletromagnético circular estacionário em volta da pirâmide.

Cada dimensional tem algumas habilidades mais desenvolvidas que outras, que são inerentes à sua missão.

Todos estão fazendo a sua escalada de Luz e nesta ascensão vibracional cada degrau da escada evolutiva irradia um campo eletromagnético, com o qual o dimensional sintoniza, de acordo com o seu nível mental e a “qualidade” dos seus pensamentos.

O indivíduo/dimensional deve escalar os degraus da escada evolutiva e só quando ele se percebe em um destes degraus, que a sua missão realmente começa.

Para que o indivíduo/dimensional consiga os seus objetivos vibracionais ao trabalhar com a luz do “l” minúsculo (luz vermelha/energia da kundalini), ele deve antes, já estar interagindo com a Luz do “L” maiúsculo (Luz Branca/ Energia Taquiônica/Consciência).

Portanto, o dimensional para realizar com sucesso a alquimia no plano físico, manipulando a energia do “e” minúsculo (energia eletromagnética), ele deve primeiro “fazer a sua alquimia” através da sua interação com a Energia do “E” maiúsculo (Energia Neutra/Amor Uno), vibrando além do emocional/do dual/ do tridimensional.

O indivíduo/dimensional só conseguirá materializar o material desejado (ouro) em um trabalho alquímico, quando “desmaterializar o seu ego”.

Os dimensionais estão sendo observados pelos “seres” com uma atenção especial, portanto, devem se expressar uns com os outros com gestos de carinho e de dedicação.

O indivíduo/dimensional precisa descobrir aquilo que ele possui de melhor na sua paranormalidade e começar exercitá-lo.

“Não fui Eu quem o curou, foi a tua fé que o curou”, dizia Jesus Cristo às pessoas que Ele “curava”, quando utilizava a Sua freqüência multivibracional para cura.

O dimensional deve acreditar que ele pode realizar e à medida que ele acredita em si mesmo, ele se motiva e “obriga” o seu subconsciente trabalhar para ele.

O dimensional deve ter concentração porque a fé de antigamente, é a concentração de hoje.

A vida é feita por incontáveis experiências, para permitir a consciência entender e perceber a dinâmica da criação e quando ela alcança este seu objetivo, ela não mais necessita experimentar a matéria e, ela então, volta à Fonte de Amor que a gerou.

Cada emoção gera um tipo de energia e, portanto, tem uma determinada freqüência de vibração.

Dos vários tipos de energia, a energia sexual é que gera a maior freqüência vibracional e todos os chacras produzem Energia Vibracional.

A energia da kundalini não é só a energia sexual, ela é a fusão de todas as energias vibracionais transmutadas, pode ser elevada para o frontal e a partir deste chacra ser direcionada.

A energia da kundalini já no frontal possibilita a sua interação com o campo eletromagnético da Terra e ao sincronizar periodicamente com a Vibração Cósmica, possibilita a sua transformação em Energia Taquiônica (do Pensamento), que é a soma de todas as energias e que Jesus Cristo utilizava para realizar os seus milagres.

A energia da kundalini é a energia ligada às emoções e às sensações, portanto, ligada à terceira dimensão, enquanto a Energia Taquiônica é ligada ao pensamento, à consciência, à vibração do Amor Uno e, portanto, à quinta dimensão.

O Amor Uno vibra além do mundo da forma, extrapola o plano físico e, portanto, por não se referenciar nele, está além das experiências humanas exercitadas tridimensionalmente.

O Amor Uno não expressa pela dualidade, não Se referencia pela condição de estar branco ou preto, idoso ou jovem, homem ou mulher, racional ou irracional, vivo ou inanimado, bom ou ruim, entre outras condições, porque Ele transcende tudo e todos, manifestando a Neutralidade que está Codificada no Todo e que Dele é harmonicamente irradiada.

A alegria interior não se manifesta seletivamente, não se expressa através de referenciais externos que alimentam o “ego”, vibra através de uma consciência não mais referenciada na dualidade e, portanto, não sendo um agente de desarmonia ou de agressão, está sintonizada com o Principio Divino de todas as coisas, com o Uno e com o Amor que Dele irradia.

O indivíduo/dimensional energeticamente deve ter como objetivo:
a – a transmutação das energias vibracionais ( emocional/sexual);
b – a elevação e a centralização da energia da kundalini no seu frontal;
c – a conversão da energia da kundalini em Energia Taquiônica.

Pai>Pensamento>Ectoplasma (consciência+plasma)>5a.dimensão>Energia Taquiônica;

Filho > Desejo Plasma > 4a. dimensão;

Espírito Santo > vontade > matéria > 3a. dimensão > kundalini/energias vibracionais.

Através da Energia Taquiônica, da energia do Pai, o dimensional poderá fazer 90% dos seus exercícios mentais, portanto, os indivíduos/dimensionais devem aprender a usar o seu pensamento para ativar a sua 3a. visão, as suas glândulas, os seus implantes, o seu subconsciente e a sua energia da kundalini.

De acordo com a ciência o plasma é o quarto estado da matéria, surgindo quando um gás é superaquecido, entretanto, de acordo com os “seres” o plasma utilizado nos trabalhos vibracionais do Projeto Portal é o resultado de uma tecnologia biomecânica extraterrestre, controlada pelos energéticos.

O plasma ajuda a evitar o conflito que normalmente fica o indivíduo/dimensional, após ter conhecimento das informações de sua “placa”.

O plasma também libera o dimensional em relação aos outros trabalhos vibracionais, como se fosse uma fusão de todos os trabalhos feitos até hoje no Projeto Portal e ele facilita ainda o desenvolvimento das habilidades especiais do dimensional.

O plasma trabalha a consciência e a razão, potencializa o campo eletromagnético do indivíduo/dimensional, trabalha a auto-cura, queima dentro de sete a quatorze dias o que de negativo iria acontecer com ele e este trabalho é feito pelos energéticos, não dependendo da vibração do grupo.

A fusão trabalha a consciência e a razão, ajuda a despertar a memória cósmica do dimensional, ela é feita pelos ultras, não depende da vibração do grupo e são os ultras vermelhos que provocam os choques mais intensos.

A sonda trabalha a consciência e a razão, potencializa o campo eletromagnético, trabalha a auto-cura e ajusta freqüência mental do indivíduo/dimensional.

Conforme as habilidades de cada dimensional e de acordo com a sinalização dos “seres” será dado um código para cada um, que o classificará para um dos três grupos de trabalho, que serão formados.

Através do Magnetismo Sutil e Divino do Amor e, por estar em ressonância com Ele, que o eletromagnetismo no plano mais denso da matéria constrói o mundo físico, unindo as substancias, dando-as a forma.

Portanto, na codificação eletromagnética para unir e construir o mundo físico, vibra o Magnetismo de Atração do Amor, irradiado dos Planos Superiores da Luz.

Todos os dimensionais serão colocados diante de um contato e se o contato durar dez, vinte ou trinta minutos será o dimensional que estabelecerá a sua duração, de acordo com o seu padrão vibratório.

Os exercícios para os contatos já foram passados, as técnicas todos já sabem, estão faltando apenas treinamento e condicionamento para que os indivíduos consigam o equilíbrio emocional para o momento do contato.

Na fusão os ultras vermelhos não são os observadores e naquele momento, a interação deles com o indivíduo é muito intensa, com uma sensação de choque muito maior em relação à fusão, quando estão presentes apenas os ultras de outras cores.

A diferença entre a luz bíblica da sarça ardente de Moisés e a luz do plasma do dimensional/Projeto Portal é que o primeiro recebeu dela apenas informações e o segundo está recebendo todo o seu beneficio energético.

Em função da ressonância do tempo, o dimensional/Projeto Portal como partícula ou como fragmento de muitos personagens bíblicos, está vivendo atualmente experiências similares a muitas passagens narradas na bíblia.

O indivíduo/dimensional em sua genética (DNA) e em sua memória cósmica (vibratória) pode trazer do passado uma sintonia com um determinado personagem bíblico.

Os dimensionais do Projeto Portal que há sete anos vêm perseverando em seu trabalho de auto-iluminação, porque estão antes de tudo em constante sintonia com o seu Eu Superior, estão recebendo e transmitindo informações das Esferas Superiores e nesta sua missão divina já estão sendo literalmente iluminados pela “tecnologia biomecânica do plasma”, trazida de muito longe pelos “seres”.

O dimensional/Projeto Portal deve ter sempre em mente a noção da responsabilidade consigo mesmo e com a humanidade, neste momento em que está dando o seu “salto quântico definitivo”, rumo às dimensões superiores.

Os “seres” estão depositando nos dimensionais/Projeto Portal toda a sua confiança para que, como guardiões de uma Nova Consciência, propaguem as informações que iluminarão um Novo Tempo.

O dimensional ao propagar deve se expressar com carisma, com Amor, com fidelidade aos fatos, com dedicação, mas, antes de tudo, deve se expressar com alegria interior, como Jesus Cristo fazia.

O dimensional que continua firme no Projeto Portal, já percebeu que os trabalhos vibracionais que ele está desenvolvendo têm toda uma linguagem cósmica e que eles já estavam codificados no futuro, na Mente Divina.

O dimensional está sendo literalmente iluminado pela tecnologia extraterrestre do plasma, portanto, não deve se expressar emocionalmente pelo espanto, pela brincadeira e muito menos pela sua desconfiança em relação a ela.

Os “seres” querem o bem dos dimensionais, que auto-iluminem, porque a evolução deles depende da evolução dos dimensionais, com todos interagindo em um Trabalho Coletivo Universal, em uma “Simbiose de Luz”.

Os “seres” através dos dimensionais/Projeto Portal estão construindo uma ciência cosmicamente referenciada, que no futuro será normalmente aceita por todos.

Os “seres” já podem trabalhar os dimensionais/Projeto Portal onde eles estiverem, mas os trabalhos vibracionais mais intensos são ainda possíveis, apenas na Fazenda Boa Sorte/MS-BR.

Os dimensionais/Projeto Portal são talvez os únicos no mundo, que têm o privilégio e a responsabilidade de trabalhar diretamente com “seres” de dimensões superiores.

Se o indivíduo/dimensional está aprendendo a entortar um objeto ou movimenta-lo, é para que motive o seu subconsciente a liberar na terceira dimensão uma freqüência energética com uma determinada intensidade, que o possibilite interagir na matéria e trabalhar também as células do seu corpo e as do corpo de outras pessoas, já antevendo os acontecimentos de 2012.

O indivíduo com ausência ou excesso de peso prejudica a passagem elétrica entre as células do seu corpo, dificultando a sua transmutação.

 

___________________________

Compilação de Antônio Carlos Tanure

Translate »