Postado por

MÁXIMA – XIII

MÁXIMA – XIII
Print Friendly

O texto desta Página como os das Páginas anteriores foi feito com informações tiradas de algumas partes dos últimos textos das Paginas Interações. Se nele as informações foram resumidas para uma só frase, foi com o intuito de melhor facilitar a assimilação de seu conteúdo e, com isto, facilitar também uma melhor fixação mental do mesmo, no sentido de despertar (em outro nível de consciência e razão) a percepção para as realidades paralelas – para uma nova visão da Realidade.

O indivíduo/dimensional nasce com a sua simbologia e ela o identifica.

O indivíduo/planetário não tem simbologia, portanto, ele não pode obviamente manipula-la. Ele não pode utilizar as “regras” para este tipo de manipulação, porque ele não nasceu com o seu “plug” para a 4a dimensão.

O indivíduo/planetário ainda precisa passar por várias etapas, vários estágios de vida, até chegar ao nível da freqüência mental/vibracional do dimensional.

O dimensional que já aprendeu como deve “ver” na sua tela mental a sua Simbologia – agora precisa também aprender manipula-la e modifica-la, através do seu pensamento, do seu desejo e da sua vontade.

Ao modificar a sua simbologia, o dimensional está utilizando o seu livre-arbítrio, para modificar também o seu destino, tudo é uma questão de condicionamento, de mudança e de codificação.

O dimensional exercendo o seu livre arbítrio, muda o seu padrão vibratório, muda o seu padrão mental e com isto, muda tudo nele e à sua volta.

Todas as mudanças que acontecerem na vida do dimensional quando ele modifica a sua Simbologia devem se mostrar dentro da realidade da terceira dimensão, para serem consideradas mudanças verdadeiras.

O dimensional quando altera a sua simbologia, colocando nela uma reta ou um ponto para modificar o seu estado emocional, por exemplo, ele será apenas trabalhado energeticamente naquele ponto, não lhe trazendo nenhum prejuízo se ele fizer mal feito esta alteração – ele terá só que repeti-la.

Na Simbologia as curvas representam débitos, os pontos, círculos e retas, representam créditos e, dependendo do tamanho e da forma da curva, ela representa débitos materiais, emocionais, físicos ou sexuais.

Curva Pequena alongada: débito Físico – significa que o indivíduo já fez algum ato contra o corpo físico de alguém ou contra o seu próprio corpo.

Curva Fechada : débito material – significa que o dimensional prejudicou alguém em termos financeiros/materiais.

Curva Aberta: débito emocional – significa que o indivíduo/dimensional interferiu bastante no estado emocional de alguém ou emocionalmente já se perturbou muito e normalmente este indivíduo é solitário, sem amigos.

Curva fechada pequena (como um rabinho): débito Sexual. – o indivíduo fez um mau uso do sexo, utilizou-se da sua atividade sexual em circunstâncias ou situações não compatíveis com as Leis Universais.

Para fazer a manipulação da sua Simbologia, limpando-a, é necessário que o dimensional já “a tenha tirado do seu frontal” e nela já ter identificado as curvas.

O dimensional precisa saber o que ele quer melhorar em sua vida, se é equilibrar o “seu emocional” ou a sua saúde ou ainda, o seu lado financeiro, etc.

Ele deve localizar na sua simbologia a curva que representa esta questão que o aflige, concentrar-se e, através de uma projeção em sua tela mental, já sabendo o que quer alterar, deve “redesenhar” mentalmente a sua Simbologia, “esticando” uma curva ou pondo um ponto, que ele previamente definiu como necessários, para que aconteça em sua vida a mudança almejada – ou seja – o dimensional irá transformar na sua tela mental a curva da sua Simbologia em uma reta ou nela colocar um ponto, para que a sua freqüência vibratória comece a vibrar positivamente, sintonizada para o que ele quer.

Na manipulação da sua simbologia o indivíduo/dimensional ficará concentrado, mentalizando por um minuto, sem a necessidade de se acelerar ou de se ativar ou ainda, de qualquer outra preparação especial, portanto, ele deve apenas ficar em concentração.

O dimensional que apenas tem créditos, com certeza ele já queimou o seu carma, passou por vários problemas e decepções, ele já sofreu, mas, com certeza já pagou com o seu aprendizado o que devia em outras vidas ou mesmo nesta e, se ele já queimou o seu carma, já está pronto para iniciar o trabalho final do seu compromisso cósmico.

O indivíduo mesmo que tenha excesso de créditos, precisa alterar a sua simbologia, se estiver com alguma dificuldade pessoal, porque qualquer excesso é ruim e, portanto, precisa ser manipulado para o equilíbrio.

É recomendável que o dimensional faça um “reforço”, com a mesma alteração, a cada 3 meses, 3 por vez, depois da primeira manipulação da sua simbologia, portanto, o reforço é feito durante 9 meses, porque a tendência da simbologia é voltar ao que era antes.

Depois deste tempo, modificando-a no mesmo ponto, a modificação reverte positivamente em 100% dos casos a situação de conflito do indivíduo.

Na segunda vez que o dimensional for alterar a sua simbologia, a alteração desejada já deverá aparecer em sua tela mental, caso contrário, a alteração não funcionou, porque a sua simbologia voltou à sua forma original e, portanto, o indivíduo deve mentalmente repeti-la.

A tela mental obedece ao pensamento, ao desejo e à vontade do indivíduo/dimensional.

Para facilitar esta modificação energético-vibracional o dimensional deve aprender a ficar com a sua respiração presa, porque ao prendê-la todos os seus canais (27 na mulher e 8 no homem) vibram igualmente, porque cada canal vibra normalmente em ritmo diferente.

Quando o dimensional prende a sua respiração, ele acumula o máximo de energia, obrigando todos os seus canais do cérebro a trabalhar uniformemente, com a onda do seu pensamento em um só ritmo (freqüência) indo para um só objetivo, para um só direcionamento energético.

O indivíduo que tem dificuldade de concentrar e de visualizar a sua simbologia deve aprender a fazer este exercício com a sua respiração presa.

O dimensional é quem dá a ordem mental para modificar a sua simbologia com um ponto ou esticando-a com um traço, ele é que emite uma vibração codificada para o seu subconsciente, através da sua vontade e do seu desejo para que isto aconteça.

Qualquer faculdade paranormal ativa do indivíduo está ligada à manipulação da sua energia mental/vibracional e quando ele desenvolve esta sua capacidade mental extraordinária, ele nunca terá depressão e se ele a teve algum dia, ela nunca mais voltará.

Quando o dimensional estiver manipulando a simbologia de outros indivíduos, ele realmente estará “brincando” de ser um “deus” e esta será a próxima etapa do seu aprendizado, que exigirá dele uma atitude de extrema responsabilidade, quando ele fará a alteração da curva na simbologia do indivíduo, alterando-a de acordo com o seu pedido.

A interação entre seres humanos para esta alteração energética é muito mais fácil de ser feita, do que em um objeto.

Todos os dimensionais que já fizeram a 1a fase do plasma, já têm condições de modificar a sua simbologia, o que antes não conseguiam, porque não tinham a vibração energética necessária.

O dimensional que tiver dificuldades em visualizar a sua freqüência de onda, obviamente, terá dificuldade de ver na sua tela mental a sua simbologia e neste caso, é interessante que ele verifique se os seus meridianos estão bloqueados.

No corpo humano os cortes feitos em atos cirúrgicos (inclusive a lipoaspiração), “cortam” os meridianos do indivíduo, que precisam ser religados energeticamente, mas, existem cortes impossíveis de serem religados devido aos locais onde eles foram feitos e, o que dificulta definitivamente o dimensional de visualizar a sua freqüência de onda, pela sua deficiência energética nestes pontos do seu corpo danificado.

Os ultras irão ajudar o dimensional, que por este motivo, tem dificuldade de visualizar a sua freqüência de onda.

Quando o dimensional em uma sua passagem por um planeta, não tiver nenhum corte na sua simbologia, mesmo que ela seja uma curva, não representa débito e sim crédito.

O dimensional deve observar se na sua simbologia as curvas são ou não cortadas por traços, para que possa considerá-las ou não débitos.

A mulher (polaridade negativa) nasce com uma intensidade de polaridade no mínimo com 27 ciclos por segundo, que ela pode acelerá-la ou desacelerá-la durante a sua vida.

O homem (polaridade positiva) nasce apenas com 8 ciclos por segundo – com apenas 8 ciclos por segundo, fica mais fácil para ele manipula-los.

A mulher tem muito mais capacidade mental do que o homem, principalmente agora que a humanidade está entrando na Era de Aquário – ela com 7 anos já está desenvolvendo pelo menos algum item da alquimia/transmutação.

A mulher tem muito mais carga elétrica, muito mais energia, por isto ela consegue transmutar, fazer alquimia, materializar e propagar melhor.

A mulher pode transcender mais rápido do que o homem, porque ela está muito mais evoluída e tem muito mais capacidade mental/vibracional, é só ela aprender a administrar o seu estado emocional, para que possa utilizar desta sua imensa capacidade vibracional.

O dimensional para identificar os débitos e créditos de outros indivíduos basta que ele observe também em suas simbologias, se nelas existem retas, pontos, círculos ou curvas.

Como já se mencionou anteriormente, a reta (independente da inclinação), ponto ou circulo representam crédito, significam que o indivíduo realizou boas ações nos estágios anteriores, não importando o que ele já fez ou para quem ele já fez.

A curva representa débito, que o dimensional tem o compromisso de resgatar de outros indivíduos ou de algumas raças ou ainda, de alguém em vidas passadas e por isto, é que muitas vezes, ele sofre prejuízos sem motivo aparente e fica sem compreender por que eles acontecem.

Em muitos casos o indivíduo sofre também bloqueios, ele tem dificuldades sentimentais e complicações em sua saúde física.

O débito genético é o pior – o carma genético é quando na simbologia do indivíduo, aparece um ponto tocando um traço ou no meio do traço, trazendo-lhe alteração no campo vibracional da sua aura e isto reflete no seu físico, podendo chegar até a alguma deformação física.

A repetição de passagens por um mesmo planeta (cruzamento de retas e curvas):
até 6 passagens – não há débitos;
de 7 à 14 passagens – débito sexual;
de 15 à 21 passagens – fase neutra;
de 22 em diante – o dimensional já pagou todas as dívidas, foi um líder em outras vidas e na atual vida ele pode representar multidões, pode dar informações e palestras, preparando os indivíduos, etc.)

Os débitos refletem em tudo, por isso é melhor o indivíduo o quanto antes se livrar deles.

Na sua simbologia o dimensional deve identificar os símbolos gráficos das raças, onde estão localizados os seus débitos, desta forma ele poderá conhecê-los e resgatá-los, fazendo algo positivo para os dimensionais das raças, que lhe foram sinalizadas como credoras.

Com o pagamento do seu débito o indivíduo/dimensional poderá retirar da sua simbologia as curvas gráficas, podendo até limpa-la.

O excesso de créditos deve ser repassado através de trabalhos com doação de energia e de propagação das mensagens dos “seres” conscientizando os indivíduos, entre outros trabalhos, para que o dimensional não fique com excesso de energia, que acelera os seus chacras laríngeo e frontal, provocando-lhe ansiedade, compulsão, confusão mental e outras dificuldades em suas experiências do seu dia a dia.

O dimensional que já aprendeu a identificar na sua simbologia os vários tipos de débitos, agora, resta-lhe, aprender como pagá-los.

Se o débito for material, o dimensional deve ajudar materialmente o indivíduo/credor, auxiliando de coração alguém necessitado da raça com a qual ele ficou em débito.

Se o débito for físico, o dimensional deve encontrar alguém que tenha a mesma deficiência física que a dele e então, ajudá-lo de coração.

Se o débito for emocional, o dimensional pode resgatá-lo através de um trabalho que ele doe energia ou através de uma conversa que ele harmonize o indivíduo ou ainda, através de outras formas de resgate para este caso.

Pensar apenas não adianta, o indivíduo deve pensar e agir harmonicamente, resgatando os seus débitos sempre com boa vontade, caso contrário, ao invés de saldá-los, eles serão aumentados.

O resgate de débito deve ser feito para os indivíduos/credores que com eles o dimensional tenha compatibilidade energética (afinidade), senão ele não os resgatará.

Ao pagar o seu débito, doando-se crédito, o dimensional pode resgata-lo diretamente do indivíduo/credor e se o seu débito for de vidas passadas, o dimensional pode fazer o seu resgate para qualquer indivíduo do mesmo planeta ou da mesma raça.

O débito desta encarnação deve ser resgatado para o próprio indivíduo para quem o dimensional tem débito, mas também pode ser pago para aqueles que com ele tenham ligação direta ou indireta (filho, neto, marido ou mulher) – nesta forma indireta de resgate o dimensional pode saldar até 80% dos seus débitos e resgatar o seu compromisso, pagando os 20% restantes até 2.014, quando a simbologia desaparecerá do seu frontal e quando já não será mais necessária esta sua codificação vibracional.

Na “limpeza vibracional” se o dimensional com o término de sua missão neste planeta, não fizer o resgate total dos seus débitos, conservará as curvas em sua simbologia original, como marcas de débitos para serem ainda resgatados posteriormente.

Mesmo que o dimensional já esteja sem débito na Terra, continuará com débito com o Cosmos, com o Universo, resgatando-o totalmente, só após o término do seu compromisso cósmico.

Devido à dificuldade no resgate do débito, relacionada com a identificação de para quem se deve pagar ou mesmo de que forma deve se pagar, os “seres” permitiram que transformasse débitos e crédito em compromisso.

Para isto o dimensional dever fazer o seguinte:
a) para o homem – ele deve transforma a curva maior da sua simbologia em uma reta – se não houver curvas, ele         deve dobrar o tamanho da reta maior.
b) para a mulher – ela deve acrescentar um ponto no traço maior que existir na sua simbologia, seja ele reto ou         sinuoso – se forem retas paralelas e iguais, ela deve colocar o ponto na reta de baixo.

Oportunidades de pagamento surgirão, pois existe uma programação universal em relação às situações para que elas aconteçam, fazendo com que o dimensional sinta e intua para quem ele deve pagar, para com quem ele deve se redimir.

Se na simbologia do indivíduo aparecerem em proporções iguais (simetricamente) débito e crédito, eles podem se anular e com isto, anular também a sua simbologia e para que lhe seja criada uma outra, ele deverá se submeter a um trabalho vibracional especial e especifico, que o fará interagir com a 4a dimensão.

Geralmente a simbologia (símbolo) da mulher tem a cor vermelha e a do homem tem a cor prata.

O plasma é físico e não energético, portanto, não adianta o indivíduo modificar a sua simbologia para que ele aumente, é trabalhando o seu campo eletromagnético (kundalini), que ele conseqüentemente aumenta a sua capacidade energética.

O débito de vidas passadas do dimensional/Projeto Portal já foi zerado, o débito em sua simbologia que está sendo hoje trabalhado, é o seu débito da sua vida atual.

O arrependimento dos erros pode amenizar os débitos, mas, não os pagará.

O indivíduo/dimensional deve “trabalhar” para alcançar um outro padrão evolutivo, para sair do padrão dimensional e entrar para o padrão angelical.

O dimensional em missão já deveria ter neutralizado o 666, percebendo-o codificado no 999. Estes dois números são cabalísticos, transcendem-se como expressões numéricas e como estão em ressonância, irradiam energeticamente no presente “codificações do futuro e do passado”.

O numero 666 está inserido na história cósmica do dimensional, ele representa um grupo de indivíduos (dimensionais) que veio com uma determinada consciência para despertar a população de um modo geral e o numero 999 representa estes mesmos indivíduos já com uma freqüência vibracional a ponto de promover a sua transmutação, de promover a transmutação de outros indivíduos, de resgatar multidões em um momento especial e de intermediar os seres humanos com os “seres”.

Ao nível físico e transcendental as codificações 666 e 999 estão literalmente inseridas dentro do “contexto Projeto Portal”, a codificação 666 como missão dimensional e a 999 como a sua ressonância no espaço/tempo, precisamente no espaço da Fazenda Boa Sorte/MS-BR, no ano de 1999.

O indivíduo/dimensional que há mais de sete anos vem acompanhando e vivendo a construção física e energética do Projeto Portal, teve a exata noção da grandiosidade daquele momento, que já era esperado há seis mil anos, que ele “viveu” em outubro de 1999 na Fazenda Boa Sorte com a “entrega” da primeira “placa” – quando começou a alterar a freqüência mental de todos os dimensionais conscientes e inconscientes e, portanto, quando começou a alterar a freqüência mental de um terço da população da Terra.

Naquela data o futuro e o passado “codificados no presente” se expressaram através da “chave energética” da 1a. “placa”, que permitiu a abertura da “grande porta” e com ela de uma maneira definitiva e decisiva o livre trânsito entre a terceira e à quarta dimensão.

Portanto, a partir de 1999 estava assegurada a permanência no plano físico dos “Guardiões dos Planos mais Sutis”, dos Agentes Condutores das Mudanças a nível individual e planetário, que irradiam uma nova freqüência mental/vibracional e que a propagam por todo o planeta, possibilitando o surgimento de uma nova consciência.

O ano de 1999, quando a xendra foi também fotografada no mês de julho, foi um ano decisivo com um caminhar sempre para frente, um caminhar para o qual não existe retorno, porque o campo vibracional com o qual o dimensional agora interage, já foi ativado.

A partir daquela data os “seres” já podiam se expressar na terceira dimensão junto ao dimensional/Projeto Portal, auxiliando-o em sua missão e preparando-o para a transição planetária.

Em 1999 ainda despertava muita curiosidade e deslumbramento no dimensional/Projeto Portal o “aparecimento” de um “ser” fotografado durante os trabalhos vibracionais, mas, agora, em uma constante interação mental/vibracional com o dimensional, os “seres” comumente aparecerem nas fotografias em grande quantidade não apenas no espaço físico do Chacra Vibracional da Fazenda Boa Sorte/MS-BR, mas, em outros lugares e em diversas situações.

O dimensional do Projeto Portal tem particularmente, uma interação mais constante de trabalho com um “ser” que se locomove entre a terceira e a quinta dimensão, que ele carinhosamente chama de “Ultra”.

O “ser” nunca aparece por acaso, sempre surge por um motivo maior, mesmo que o indivíduo no momento o desconheça, mas todo aquele que pensa e age em ressonância com a sua consciência dimensional, além do dual/emocional, além do espaço/tempo (tridimensional), os Seres de Luz através dos “Energéticos” e dos “Ultras” o auxiliam constantemente em sua vida.

Durante seis mil anos as tentativas de divulgação e de propagação das mensagens dos “seres” foram desmoronando uma após a outra, portanto, o momento decisivo é agora, porque é o tempo de transição e o dimensional não pode perder esta sua última oportunidade de resgatar os seus débitos pela auto-iluminação.

Graças ao “Amor Divino”, o indivíduo/dimensional está tendo mais uma oportunidade para resgatar os seus débitos e, elevando a sua freqüência vibracional e a vibração do planeta, possa retornar à quarta dimensão.

O salto quântico que se iniciou em 1999, na Fazenda Boa Sorte/MS-BR e que está para acontecer em um futuro em um futuro próximo com grande parte da humanidade não é comum, porque é também o momento de transição e de transcendência da Terra e neste momento cósmico/divino o dimensional tem a tarefa especial de decodificar aspectos tridimensionais da dualidade, objetivando transcendê-los por meio do domínio da “negatividade” que eles geram.

São vários os caminhos que permitem o indivíduo alcançar a auto-Iluminação, mas ela só será realmente alcançada quando o indivíduo acelerar a sua freqüência de onda vibrada pelo seu pensamento, pelo seu desejo e pela sua vontade que estão energeticamente codificados no “Triângulo Pai, Filho e Espírito Santo”, possibilitando-o, exercitar-se na Neutralidade do Amor Uno.

Se grande parte da humanidade está cada vez mais se desarmonizando, é porque continua a vibrar em uma freqüência mental de 14 ciclos por segundo e, portanto, não consegue acompanhar as mudanças (aceleração) que estão acontecendo no campo eletromagnético da Terra.

O dimensional/Projeto Portal que ainda não consegue ativar a sua 3a. visão, porque não consegue direcionar a sua energia mental, deve estar com bloqueios ao nível dos seus meridianos ou deve estar mentalmente disperso em função de suas preocupações existenciais na terceira dimensão.

O dimensional deve ficar atento ao gerar a sua energia vibracional, porque ele pode se “descobrir” em uma determinada freqüência energética de origem emocional, que o capacita para uma determinada habilidade.

Os “Ultras” não são espíritos e não são formas-pensamento, eles são seres dimensionais que se mostram fisicamente, são fotografados com máquina fotográfica comum e dialogam desde que o indivíduo/dimensional tenha com eles compatibilidade mental/vibracional.

A meditação não acelera o campo mental/vibracional do indivíduo, ela trabalha tanto o seu “lado astral” como o seu “lado extrafísico” e exerce-la depende da sua necessidade evolutiva.

É sempre bom frisar, que o dimensional só conseguirá identificar a sua freqüência de onda, se mantiver a sua mente direcionada, o seu pensar em harmonia e o seu estado emocional em equilíbrio.

O indivíduo para direcionar o seu pensamento, neutralizando qualquer desequilíbrio que porventura esteja gerando e que esteja negativamente o influenciando, deve mais constantemente, vibrar em uma freqüência mental ritmicamente sincronizada em pelo menos a 27 ciclos por segundo.

Um “indivíduo normal” com a sua freqüência mental em 14 ciclos por segundo é muito realista, muito “pé no chão”, muito racional e, portanto, diferente do dimensional consciente que é um paranormal com uma freqüência mental de pelo menos 27 ciclos por segundo e com um acentuado nível de intuição/percepção.

Nos seminários o ato sincronizado de bater palmas e às vezes o de bater os pés no chão para iniciar os exercícios vibracionais, ajudavam os indivíduos a acelerarem e a sincronizarem, gerando a harmonia necessária que proporcionava o nivelamento energético entre eles e que trazia resultados positivos em relação aos objetivos almejados.

Entretanto, os dimensionais/Projeto Portal não mais precisam em seus trabalhos vibracionais, sincronizarem ritmicamente com motivações ou estímulos exteriores, porque já possuem uma freqüência mental bastante acelerada e, portanto, não mais precisam destes artifícios.

O indivíduo/dimensional deve aprender a realizar “o seu próprio milagre”, através de uma Consciência Interior mentalmente desenvolvida que o permite interiorizar-se, ao mesmo tempo, que o possibilite exteriorizar-se energeticamente com toda a “potência” do seu Cristo Interno.

Uma consciência dimensional deve na terceira dimensão aprender a fazer a “leitura nas entrelinhas”, decodificando, por exemplo, o que está por trás de um texto ou o que está por trás da aparente verdade de um fato.

Quando um ser intraterreno (ser físico) se mostra na terceira dimensão com mais de 1,80m de altura e um Energético (Ser de Pura Energia) se mostra em milímetros, percebemos literalmente que uma consciência quanto mais iluminada menos necessita de veículos físicos e maiores e, portanto, menos se expressa com forma/matéria.

Com este tipo de observação/percepção que vamos nos encontrando sintonizados com a “Linguagem Universal” e aprendendo a transcender a “Torre de Babel” das palavras e das idéias, que nos limita e nos prende à terceira dimensão.

A intuição, como já se mencionou, é sempre aquela “primeira voz” que vem do “coração” do indivíduo e que se mostra espontaneamente como “uma primeira idéia” através do seu pensamento, direcionando-o para o que deve fazer ou não.

O dimensional que já está manipulando Freqüências Vibracionais irradiadas de outros Níveis mais Sutis da Manifestação, nunca deve esquecer, que ele será realmente um “semi-deus” na Terra, se no seu dia a dia o seu pensar e o seu agir estiver em sintonia com a “Energia do Amor Uno” e que, portanto, a manipulação da sua simbologia é, sobretudo, um “instrumento”, para que ele possa irradiar mais rapidamente para si, para os seus semelhantes e para o Universo a “Luz Transcendente deste Amor”.

Todos os indivíduos/dimensionais que participam ou que já participaram do Projeto Portal foram trabalhados e direcionados energeticamente pelos “seres”, principalmente aqueles que durante sete anos estão adquirindo ininterruptamente novos conhecimentos e moldando energeticamente para uma nova freqüência mental/vibracional, em uma interação especifica “seres”/dimensionais, que está ressoando para os dimensionais inconscientes.

Quando o indivíduo/dimensional conhece a sua freqüência de onda pura e mentalmente vibra em ressonância com ela, ele adquire praticamente o sue “passaporte” para todos os níveis de contato, equilibra os seus chacras e potencializa sete vezes mais a ultima camada de sua aura.

O indivíduo/dimensional a partir de agora deve se preparar para interagir com os mundos paralelos, com “seres” que já partiram da densidade física, que não transmutaram, mas, que conseguiram ascender e que podem plasmar o seu último corpo físico e contatar.

Nesta condição estão alguns “seres” que fisicamente já participaram do Projeto Portal e que agora têm condições de plasmarem, identificando-se para alguns dimensionais.

Nestes momentos frente a frente com estes “seres” que apresentam uma menor densidade de matéria, o dimensional/Projeto Portal não deve ter medo e prestar muita atenção no que eles falam.

Estes “seres” que não estão mais fisicamente na terceira dimensão, já possuem um nível ampliado de consciência e optaram por não mais reencarnar e como na terceira dimensão já tinham simbologia, já sabiam manipular a energia vibracional, já interagiam com os “Ultras” e foram ativados com a energia irradiada da “Nave do GNA”, estão agora em uma condição vibracional especial e, por isto, dispuseram a ajudar alguns indivíduos/dimensionais não só nas galerias como também em outros locais da Fazenda Boa Sorte/MS-BR.

O dimensional quando interagir com este tipo de contato, estará dando energeticamente o seu primeiro passo no caminho da sua transmutação.

Estes “seres” que já possuíram um corpo humano e que já pertenceram ao Projeto Portal, se mostrarão inicialmente como pontos de luz, que poderão ser filmados quando aparecerem não apenas nas Galerias (Cavernas), mas, também, no Milharal, no Campinho ou em qualquer outro ponto da Fazenda Boa Sorte/MS-BR, para o indivíduo/dimensional que com eles tenha uma compatibilidade vibratória e ausência de medo.

Estes “seres” que ascenderam, possuem uma Vibração de Amor diferente daquela que como indivíduos possuíam no plano físico, estão no plano extrafísico – ao nível do astral superior – interagem na quarta dimensão e um pouco com a terceira dimensão.

O dimensional/Projeto Portal que tiver contato com estes “seres”, também conseguirá um sucesso maior no outro tipo de contato – o do “trono” – porque será preparado para “zerar” todas as suas formas de medo.

O indivíduo/dimensional, especialmente o dimensional/Projeto/Portal, que fez a sua “passagem” depois de 1971 e que não transmutou, não ficará mais no plano intermediário, porque já possui uma interação com a freqüência da luz do GNA que o capacita a ter uma elevação vibracional e com ela uma consciência que já “transcende energeticamente o sofrimento” – que já “decodificou na dualidade o conceito do bem e do mal”.

O indivíduo/dimensional na sua condição humana como um “ser” dual/emocional da terceira dimensão, enquanto permanecer no plano físico, mesmo que auto-ilumine o máximo, ele fica pelo menos 10% influenciado pelas suas emoções, vivificando o “ego” e, portanto, podendo ainda se desarmonizar.

Nas suas experiências na tridimensionalidade o indivíduo com o seu pensar e com o seu agir pode gerar energias positivas que metaforicamente podem o identificar como o “trigo”, ele pode também gerar energias negativas que podem o codificar como o “joio” e ainda, gerar energias que não são definidas nem como positivas e nem como negativas, que podem o definir como o “alienado/neutro”.

O “trigo” ou o indivíduo que irradia energia positiva já alcançou um elevado nível vibracional, tem consciência da sua Transcendência Divina, tem a noção qual é a sua missão na Terra como um ser dimensional, também já possui um nível profundo de discernimento, de percepção e de intuição e, por isto, no seu pensar e no seu agir não se deixa mais influenciar pelos pensamentos e pelas atitudes negativos de outros indivíduos e, ainda, é muito otimista e criativo, sabe caminhar com as suas próprias pernas e não mais recua diante dos problemas que aparecem à sua frente.

O indivíduo que é rotulado como o “joio”, porque gera energia negativa, é normalmente materialista, egoísta e “friamente” faz de tudo para conseguir os seus objetivos, portanto, é um indivíduo que não tem consciência da sua Verdade Divina, que manipula outros indivíduos ao seu bel prazer, já que a sua realidade está circunscrita apenas aos seus cinco sentidos, que alimentam a sua consciência direcionada apenas para interagir com a matéria.

O indivíduo que não toma atitude e que é definido como o “alienado/neutro” não resolve os seus problemas em suas experiências de vida necessários para a sua iluminação e, também, por ser normalmente inseguro, medroso e dependente dos outros para conseguir o que precisa, é um indivíduo perigosamente influenciável, que não tem opinião própria e que se faz de vitima constantemente, pela sua incapacidade de se enxergar.

Ao nível de uma consciência dimensional um indivíduo que já interage com a quarta dimensão, ele tem que se transformar muito para cumprir a sua missão.

O indivíduo/dimensional através do seu livre arbítrio está constantemente irradiando a energia de uma ou mais destas três freqüências mencionadas acima, entretanto, o dimensional/Projeto Portal que já foi ativado, que á acessou a “placa” e que já recebeu o plasma, tem agora maiores condições de se harmonizar e de irradiar em missão mais energia positiva através de sua consciência dimensional.

O dimensional tem até o ano de 2014 a oportunidade para “aperfeiçoar” o seu corpo físico, para que possa sublimar-se e ao sutilizar o seu corpo, consiga transforma-lo em Luz.

Aquele que não está conseguindo fisicamente se transmutar pode reencarnar até o “juízo final”, quando então, poderá conseguir dos Planos Superiores da Luz uma oportunidade de ir direto para a quinta dimensão ou reencarnar em outros mundos.

O “Momento” é este, a partir de outubro de 1999 começou o Ciclo do Dia Cósmico, da Sincronia Cósmica, da Transmutação, da energia mental, do sentido anti-horário e da não reencarnação.

Antes de 1971 vibrava o Ciclo da Noite Cósmica, da energia conhecida como espiritual e do sentido horário.

A energia do dinheiro quando bem direcionada é positiva e pode ajudar o indivíduo, mas, quando ela se torna o instrumento de um sistema aprisionador, manipulando e limitando o padrão mental da maioria em benefício de alguns, ela se torna uma energia negativa, porque ela destrói o futuro de muitos, que poderia ser promissor.

Os exercícios que eram feitos no intuito de ativar/acelerar as energias vibracionais, não serão mais feitos a partir de dezembro de 2004 por toques, mas, por comando mental.

Quando o indivíduo/dimensional interage com a quarta dimensão, ele automaticamente começa a interagir com a quinta dimensão.

A partir do dia 27 de março/2004 já deverá ter definido a posição de cada indivíduo dentro do Projeto Portal, para facilitar o trabalho de todos, com cada um fazendo um pouco de cada coisa.

O trabalho individual reflete no coletivo e deve fluir satisfatoriamente, para que o resultado seja eficaz e resulte no despertar de muitos outros indivíduos/dimensionais.

O indivíduo/dimensional precisa saber como a sua mente atua na matéria, qual a velocidade, a intensidade e o direcionamento da energia do seu pensamento, porque sabendo estes três itens, ele tem condições de manipular as Leis Universais.

São três as formas que o indivíduo/dimensional pode direcionar esta sua energia e que de um modo geral podem lhe proporcionar a Sincronia, ligando-o com o Cosmos.

A Onda Circular, a Onda Semi-Circular e a Onda Direcional são as três as formas de onda, que o indivíduo/dimensional precisa aprender manipulá-las, para obter o que deseja.

Quando o dimensional precisa resolver algo para si mesmo, ele deve emitir uma onda mental na forma Circular, para que a energia atue com mais eficiência no seu campo físico ou no seu campo energético, porque a freqüência de onda que ele emite e que, polariza e envolve o seu corpo, tem a forma Esférica.

A forma de onda Circular é a mais perfeita, a mais adequada para a terceira dimensão e, por este motivo, um sólido jogado na água propaga ondas circulares pela sua superfície e a bolha de sabão é redonda e não de outra forma.

Portanto, quando o indivíduo quer algo para si, a onda que ele deve propagar (circular), tem que voltar para o seu próprio corpo, para que o seu subconsciente faça o que tem que ser feito.

Agora, quando o indivíduo/dimensional pensa para outros indivíduos, para animais e para plantas, a onda que ele deve direcionar deve ter a forma Semi-Circular ou Semi-Esférica, para que a energia que ele irradia, atue mais rapidamente e com mais eficiência.

Finalmente, quando o indivíduo/dimensional emite o seu pensamento para objetos inanimados, o seu pensamento deve ser Direcional para um determinado ponto do objeto, com ele concentrando toda a sua energia mental ao nível das moléculas naquele ponto, até sentir que é o próprio objeto e se ele tiver sucesso neste seu intento, a reação energética que acontecerá será em cadeia, porque o que acontecer com uma molécula propagará para todas as outras.

Estas três formas de onda regem o universo e não têm nada ver com a Freqüência de Onda Inicial do dimensional, que é a sua forma de vibrar no universo e com elas o dimensional irá trabalhar no planeta pelo menos até 2012.

A freqüência vibracional da Terra mudou. As freqüências abaixo de 17 hertz não mais funcionam, portanto, o indivíduo tem que interagir com freqüências de vibração ativa, que potencializam e que sejam de propagação genérica (Eterna).

O dimensional/Projeto Portal está aprendendo a manipular a velocidade e a intensidade do seu pensamento, para que através da sua mente “consiga entrar” na matéria e possa, entre outras coisas, movimentar uma faca e os ponteiros de uma bússola.

Para isto, ele precisa saber direcionar a sua energia mental, o que é até relativamente fácil dele fazer através do seu desejo, porque o mais difícil é saber “joga-la”, para que os objetos se movam.

Quando os dimensionais/Projeto Portal movimentaram mentalmente a faca, alguns tiveram que pensar rápido (emitiram a sua energia mental rapidamente), enquanto outros a emitiram suavemente e outros ainda, tiveram antes que prender a sua respiração ou controlar a sua emoção.

Cada indivíduo/dimensional tem a sua maneira de pensar e, portanto, tem a sua maneira de direcionar a energia do seu pensamento, para que ela atue na matéria.

O dimensional quando consegue potencializar o seu campo energético próximo à velocidade do plasma, ele consegue o que almeja, não importando de onde ele busca a energia, para que alcance o seu objetivo.

Os dimensionais de polaridade positiva no momento que polarizam o perfume, eles estão energeticamente equilibrados ao nível da Energia Angelical em relação aos dimensionais de polaridade negativa, que a possuem normalmente.

O indivíduo/dimensional deve sempre se manter na faixa de tolerância ou de equilíbrio, não se deixando influenciar por situações em sua vida, que ele as tem como muito ruins ou como muito boas e que emocionalmente e fisicamente podem o influenciar.

O indivíduo quando direciona para si a energia na forma esférica, ela atua em sua volta, trabalhando o seu campo energético com mais intensidade, potencializando todas as camadas da sua aura, portanto, quando ele cria mentalmente este campo energético, tem que ser rápido ao “trabalhar energeticamente” os seus semelhantes e não se expressar negativamente, para que não gere com o seu pensamento qualquer energia mental negativa para si e nem para os outros, agregando-a em suas auras.

Portanto, no seu trabalho de energização, é necessário que o indivíduo/dimensional o faça no máximo em sete segundos, para que ele não tenha tempo de incorporar no campo energético do seu semelhante alguma sua interferência mental negativa.

Se o indivíduo/dimensional tivesse apenas pensamentos “positivos”, portanto, se irradiasse energeticamente apenas equilíbrio/harmonia, seria ótimo não só para ele, como também para aqueles que estão por ele sendo direcionados energeticamente, mas, é quase impossível o indivíduo/dimensional se manter constantemente em um “estado positivo” de vibração mental, por causa das situações negativas que ele vê, escuta e que às vezes até participa no seu dia a dia.

O dimensional deve escolher entre as três formas de onda, aquela especificamente indicada para o trabalho mental/vibracional que está desenvolvendo no momento, para que obtenha sucesso.

O indivíduo/dimensional para “trabalhar” os objetos inanimados com a sua energia mental, deve “ver” um feixe de energia saindo da sua testa, direcionando-o diretamente para aquele ponto do objeto que vai ser “trabalhado”, tendo a sua mão apenas como um condutor de energia.

A mão direita direciona a energia positiva e a mão esquerda direciona a energia negativa.

As ondas irradiadas do pensamento é que aglutinam os prótons e os elétrons nas moléculas da pedrinha discóide materializada, dando-a forma e tamanho.

O dimensional/Projeto Portal quando materializou a sua pedrinha discóide, foi através de um processo totalmente físico.

No meio ambiente estão presentes “n” moléculas, prótons e elétrons dispostos a interagirem e quando se aglutinam e tomam forma em uma “situação especial” na materialização, pesam mais que o próprio ar e “caem”.

No momento que o indivíduo/dimensional materializa, ele está conseguindo antes de tudo manipular as freqüências de luz, alterando-as e reorganizando-as.

Não existe uma paranormalidade especial para que o indivíduo/dimensional materialize, existem as Leis Universais e se ele souber manipula-Las, conseguirá o “dom da materialização”, que todos os dimensionais o possuem, mas, que ainda não o despertaram.

O indivíduo/dimensional para fazer a materialização, organizando os prótons e os elétrons do meio ambiente, deve estar com a Energia Taquiônica acima de 12, saber direciona-la e possuir ativamente um mínimo necessário de energia da kundalini.

Os indivíduos/dimensionais que têm a sua origem em Plêiades e que possuem as letras do alfabeto extraterrestre, àquelas equivalentes no alfabeto terrestre as letras E e R, possuem também a genética de Jesus Cristo e, portanto, possuem a linhagem divina de David/Salomão e será feita uma “certa alteração energética” em seu frontal.

O indivíduo/dimensional precisa ter todas as camadas de sua aura em equilíbrio e observar que:
a) – a primeira camada está ligada ao emocional e ao laríngeo;
b) – a segunda camada está ligada ao astral e às amídalas;
c) – a terceira camada está ligada ao físico (matéria) e ao pâncreas;
d) – a quarta camada está ligada ao extrafísico e aos rins;
e) – a quinta camada está ligada ao campo eletromagnético (Energia Crística/Divina) e a pituitária/pineal;
f) – a sexta camada está ligada a bi-polaridade e a supra-renal;
g) – a sétima camada está liga à transmutação e à aura prateada.

O dimensional/Projeto Portal como já manipula diretamente a sua energia mental/vibracional, não precisa mais manipular indiretamente outras formas de energia para obter o que ele quer, ele precisa apenas trabalhar ao nível do seu pensamento com as três formas de onda e, como já foi mencionado, uma é para ajudar todos os seres vivos (semi/circular ou semi/esférica), a outra é para lhe ajudar (circular ou esférica) e ainda uma outra é para atuar sobre os objetos inanimados (seta ou direcional).

Tudo no universo é energia e os Seres Humanos são “Partículas Conscientes de Luz”, que nele vibram.

O dimensional que está agora em missão, vem desde suas vidas passadas sendo direcionado para evoluir, para se despertar e se tornar o “Arauto da Consciência da Nova Era”, para que o “intuitivo e o subjetivo” venham à tona e se tornem realidades na terceira dimensão.

O indivíduo/dimensional deve se ajustar à “Nova Realidade”, para que não só se ajude como também se torne um referencial iluminado para outros indivíduos neste “Novo Tempo de Transparência/Transcendência” e os “Seres” neste “Momento de Transição” estão constantemente o ajudando, para que interaja cada vez mais com a quarta dimensão.

O dimensional consciente deve o quanto antes propagar os ideais de uma “Nova Era” construída através de uma “Nova Consciência” alimentada pelas informações dos “seres”, que são verdades energeticamente fundamentadas no “Cósmico/Divino”.

O indivíduo/dimensional neste momento do seu despertar, precisa obter o seu Plasma 2 e para consegui-Lo, ele deve aprender manipular corretamente a sua energia vibracional ativa, adquirindo a capacidade de equilibra-la nos hemisférios direito e esquerdo do seu cérebro e depois direciona-la para o seu frontal, para que aconteça a sua fusão e possa então, ser radiada com a máxima intensidade através de um flash luminoso projetado à sua frente.

Entretanto, está difícil o dimensional passar por esta “etapa mental/vibracional do seu aprendizado”, porque com os seus pensamentos em constante dispersão, ele não está conseguindo concentrar pelos menos durante sete minutos, para que a sua mente se mantenha vazia.

O indivíduo/dimensional deve aprender a se expressar em pensamento, desejo e vontade, sem a interferência de suas emoções (“ego”), para que na capacidade de se interiorizar, possa irradiar a energia luminosa do seu frontal.

Energia suficiente para plasmar o dimensional/Projeto Portal praticamente a tem, ele não está sabendo concentrar, porque está quase sempre desarmonizado pelas suas preocupações cotidianas provenientes de suas experiências tridimensionais e, portanto, os “seres” vão ajudá-lo obter o Plasma – 2, já que ele não está conseguindo como já foi mencionado, a esvaziar a sua mente e a se direcionar mentalmente de uma maneira correta.

O Plasma – 2 tem a mesma Energia/Luz da sarça ardente, das Fagulhas de Luz em Pentecostes e da Energia que “desceu” em Jesus Cristo no seu batismo.

O Plasma – 2 é uma Energia Luminosa e Sagrada, que vibra em uma freqüência tecnologicamente não terrena, por onde passa fica em ressonância constante e o indivíduo/dimensional que com Ela já interagiu mesmo no Plasma -1 já tem a Sua Energia vibrando eternamente em sua aura.

A partir do dia 27/03/2005 os trabalhos vibracionais serão práticos/direcionados apenas para os dimensionais/Projeto Portal que já possuem certo nível de energia e de consciência, para que possam ser trabalhados ao nível de suas a freqüências de onda e, com isto, poderão desempenhar missões especificas há muito proteladas e iniciar um novo ciclo de trabalhos vibracionais.

De agora em diante disciplina/responsabilidade são as palavras chaves, que abrem a “porta do sucesso” para o dimensional responsável que está em missão e que por ressonância o “seu sucesso”, é o “sucesso de todos”.

O dimensional deve aprender a interagir harmonicamente nos três níveis (físico/emocional /mental), para que fique em equilíbrio energético, permitindo que a sua energia vibracional ativa suba pela sua coluna e se irradie do seu frontal na forma de luz, em uma ativação ao nível do seu subconsciente.

Para um trabalho vibracional vale qualquer esforço mental, desde que o indivíduo não tente faze-lo emocionalmente, por exemplo, através de determinados rituais de cunho religioso, que venham desestabilizá-lo, porque ele precisa estar “energeticamente estabilizado” em todos os sentidos.

O indivíduo/dimensional necessita antes de tudo começar a olhar para si mesmo e “se vendo”, vença o seu medo, que “alimenta” o seu apego/insegurança pelo desconhecimento da sua Divindade no Eu Superior.

A interação com os Planos Superiores da Criação se faz antes de tudo pelo “despir da roupagem da dualidade”, quando o indivíduo/dimensional não mais se expressando tanto na “linguagem do aparente”, começa a irradiar a sua “Linguagem Divina”, começa a irradiar a Luz do seu Cristo Interno.

 

___________________________

Compilação de Antônio Carlos Tanure

 

Translate »