Postado por

MÁXIMA – XXIV

MÁXIMA – XXIV
Print Friendly

O texto desta Página como os das Páginas anteriores foi feito com informações tiradas de algumas partes dos últimos textos das Paginas Interações. Se nele as informações foram resumidas para uma só frase, foi com o intuito de melhor facilitar a assimilação de seu conteúdo e, com isto, facilitar também uma melhor fixação mental do mesmo, no sentido de despertar (em outro nível de consciência e razão) a percepção para as realidades paralelas – para uma nova visão da Realidade.

Se o dimensional/Projeto Portal é agora um iniciado, foi porque antes percebeu “O Chamado” e em função dele se perseverou e, este “Seu Caminhar” está ficando cada vez mais acelerado, na medida em ele vai ficando mais intuitivo com a responsabilidade não só de se direcionar como também de direcionar/liderar outros dimensionais, para que possa cumprir na plenitude a sua missão cósmico-divina.

Portanto, o dimensional em seu trabalho missionário está garantindo o seu desenvolvimento mental/vibracional e através dele está aprendendo a escalar com sucesso cada degrau da Escada Evolutiva, reconhecendo e compreendendo antes a natureza e os motivos dos seus desejos, para que ele possa – como já foi mencionado antes – ativar os seus centros inferiores de energia/chacras com os sentimentos de compreensão/tolerância sintonizados com a Freqüência do Amor Uno.

O dimensional é observado/analisado constantemente pelos “Seres” no seu dia a dia em relação ao seu modo de pensar/agir, que não deve estar “contaminado” por descontroles emocionais e, eles são surpreendentes em relação àquele dimensional que ao nível de sua consciência não se magoa facilmente e que também é capaz de intensamente perdoar.

Em junho de 2006 na Fazenda Boa Sorte – Corguinho/MS-BR, a Luz Divina literalmente Se exteriorizou/materializou para o dimensional/Projeto Portal no Corpo Luminoso da Energia Crística, que é um “Pedaço” de Cristo e esta Freqüência Cósmico-Divina está de maneira decisiva auxiliando-o a mudar o seu padrão vibratório, para que ele em outro nível de consciência/razão ou de Luz/informação tenha cada vez mais, um maior grau de discernimento para perceber porque está aqui e quem realmente “É”.

Então, foi a partir deste Momento Sagrado que lhe aconteceu, que ele começou de maneira mais clara a resgatar as suas lembranças, “acendendo” a sua Chama Interior e foi a partir desta ocasião que ele também começou de maneira mais nítida, a perceber a sua “potencialidade divina”, desenvolvendo com mais facilidade as suas habilidades paranormais com finalidade missionária.

Entretanto, se o dimensional/Projeto Portal conseguiu interagir com a Energia Cristica, foi porque ele primeiro começou a se interiorizar, iluminando-se com a Luz do seu Cristo Interior e a Energia Crística por ele já exteriorizada, deu-lhe então a condição para que se transformasse em uma “divindade viva” ou em um semi-deus, favorecendo-o na manipulação de sua energia vibracional – desde que ele se conserve na faixa de tolerância.

Portanto, a Energia Crística exteriorizou-Se, para deixar o dimensional/Projeto Portal o máximo do máximo em um estado alterado de consciência, para que ele possa em tempo hábil se direcionar para a sua missão e concluí-la.

O trabalho missionário é tão Sublime quanto Sagrado, trazendo muita responsabilidade ao dimensional e para desempenhá-lo satisfatoriamente, ele deve ter um elevado grau de amadurecimento, já sabendo o quê quer e o porquê quer e, portanto, já dentro de um necessário e já conquistado nível de consciência.

Aquele dimensional que está entre o Nível Consciencial Um e o Nível Consciencial Cinco ainda não consegue fazer materializações, no Nível Consciencial Seis ele já materializa a pedra discóide, nos Níveis Conscienciais Sete e Oito ele já materializa o cristal e polimeriza o perfume e no Nível Consciencial Nove ele já materializa o Ouro Alquímico.

O Nível consciencial Oito está vibratoriamente associado ao Nível Consciencial Sete nas questões práticas que envolvem condições exigidas para os limites da terceira dimensão e, por este motivo, as práticas vibratórias já realizadas pelo dimensional no Sétimo Nível já fazem parte do Oitavo Nível.

Portanto, os Níveis conscienciais Sete e Oito ainda ligam o individuo/dimensional à terceira dimensão – aos desejos inerentes ao seu aprendizado terreno e o dimensional só terá realmente condições de se transcender, quando chegar ao Nível Consciencial Nove que é o da materialização do ouro e quando ele terá também o controle de suas emoções não saindo mais da faixa de tolerância e, quando ainda, ele não sendo mais enganado pelo seu sub-consciente, não poderá mais ser influenciado por propagadas subliminares.

As imagens subliminares impactam o cérebro do individuo, portanto, mesmo que elas não estejam registradas ao nível dos seus olhos não significa que elas não foram registradas pela sua mente.

As imagens ou mensagens subliminares são invisíveis para o indivíduo que não tem a consciência de que as viram, mas, elas captam a atenção do seu cérebro em um nível subconsciente, conforme pesquisa já efetuada neste sentido e foi desta pesquisa que surgiu a técnica da publicidade subliminar, que emprega imagens ou mensagens para influenciar o individuo/consumidor, pelo impacto/condicionamento que elas deixam em seu cérebro.

Equilibrar/harmonizar as suas emoções e ter uma boa condição de saúde são extremamente necessárias para que o indivíduo/dimensional conquiste o seu padrão evolutivo e tenha sucesso em relação a todos os treinamentos que ele desenvolve no Projeto Portal.

É necessário que o dimensional busque tanto a sua realização exterior/física quanto o seu crescimento interior/auto-iluminação e “se imunize” pelo seu equilíbrio energético, para que alcance níveis mentais compatíveis às mudanças vindouras de um Novo Tempo e, portanto, que o compatibilize para uma outra etapa evolutiva e comportamental ao nível mental, físico e emocional.

Os “Seres” estão tentando “filtrar”/selecionar o máximo aquele indivíduo/dimensional mais consciente e mais equilibrado emocionalmente que saiba tomar decisões rápidas e precisas compatíveis com estes novos tempos, que se aproximam, portanto, este dimensional precisa aprender a controlar o seu medo, a sua insegurança e a sua dúvida em relação a si mesmo, tendo em vista o seu compromisso missionário que é de muita responsabilidade e de muita importância no atual processo da Renovação Planetária.

O dimensional/Projeto Portal pode estar no momento vivenciando uma fase transitória bastante delicada, que poderá lhe fazer a diferença definitiva em relação ao objetivo/realização do seu trabalho missionário, ele pode não estar assimilando informações dos Planos Superiores de Vibração, que na densidade da matéria não são fáceis de serem decodificadas, principalmente se ele ao nível do seu subconsciente ainda possui bloqueios emocionais de fundo cultural/religioso, que enraizados em seu subconsciente o condicionam/limitam/bloqueiam com opiniões /julgamentos preconcebidos e preconceituosos.

Quando o individuo/dimensional consegue se libertar de “tal prisão”, um Novo Campo de percepção em relação à Realidade lhe mostra e então, ele “vê” que tudo em sua volta é apenas ilusão criado pelo “véu de maya” neste palco armado em que representava e que nele, como não podia realmente conhecer das Leis Universais, não podia proceder de acordos com Elas.

O dimensional desperto e iniciado deve constantemente ficar vigilante, extrapolando sempre os limites que foram cuidadosamente criados para ele dentro do sistema de poder vigente, que atuando dos bastidores, reforçam não só para ele “a ignorância de sua Verdade” como também de uma parte da humanidade, que são os dimensionais inconscientes que estão envolvidos com os interesses e com as manobras de seus manipuladores – os membros do Governo Oculto a serviço do Poder Oculto.

Quanto mais o individuo/dimensional for aumentando o seu nível de consciência, mais facilidade ele terá para manipular as Leis Universais, bem como o seu próprio campo eletromagnético através do seu comando mental, que lhe possibilitará alterar ou acrescentar pontos em sua simbologia, em sua “Placa” e também alterar quando solicitado as “Placas” de outros indivíduos e, pode ainda quando necessário modificar positivamente o campo energético das plantas e dos animais.

O dimensional veio à Terra em compromisso missionário, ele veio para fazer “algo”, mas, para realizá-lo, precisa desenvolver a sua percepção/intuição, para que a sua memória cósmica venha à tona, ele precisa se despertar, para que não continue com um comportamento semelhante ao do planetário e, somente o dimensional que já se despertou e está em missão, tem o privilegio de uma terceira oportunidade para a sua Transmutação.

Principalmente o dimensional extra ou especial possuidor de “Placa” está na terceira dimensão terrena com a finalidade de se despertar inicialmente, para depois despertar pela divulgação/propagação outros dimensionais ainda sem a consciência de sua origem cósmico-divina e, nesta situação está o dimensional/Projeto Portal que já é até um iniciado possuidor da Energia Crística recebida diretamente da Manifestação ou por ressonância de outros dimensionais.

O dimensional/Projeto Portal já possui a energia vibracional fixa em seu frontal, mas, quase sempre ele não sabe direcioná-la – apenas aquele que está realmente em missão utilizando-se de sua Energia Neutra do Pensamento, está em constante uso de sua energia vibracional, que tem como finalidade última o seu uso para o compromisso missionário.

O dimensional/Projeto Portal desperto e iniciado já sabe que possui uma “mente poderosa” e que vibra pelo menos em vinte e sete ciclos/seg., permitindo-lhe através da força do seu pensamento movimentar/induzir a matéria e interferir conscientemente tanto na mente de outros indivíduos quanto no Processo da Transição Planetária, portanto, o dimensional/Projeto Portal que está realmente em missão sabe como agir/resolver, definindo-se nas situações.

O dia 27/03/2008 está relativamente próximo, portanto, o dimensional tem que superar as suas incertezas, tendo a convicção que passará pelo “julgamento Vibracional dos Seres”, ele precisa é assimilar todo o processo mental evolutivo pelo qual já está passando (e que já passou) e alcançar o degrau na Escada Evolutiva que é compatível para esta sua aprovação.

O dimensional/Projeto Portal começou a ser avaliado/observado pelos “Seres” a partir do momento em que ele teve ciência do seu compromisso missionário e da necessidade de desempenhá-lo da melhor maneira possível.

O momento é mais de ação e menos de oração.

A palavra oração na forma em que está escrita “ora…ação” sinaliza/intui para o dimensional/Projeto Portal que o momento em que ele vive, não é para que se recolha e estático fique orando, esperando que Deus “faça”, o que ele tem que fazer.

O dimensional deve agir ao nível das revelações que já o iluminam, portanto, ele deve proceder agora é de acordo com o seu atual nível de consciência/razão ou de Luz/informação, é o momento mais do que nunca para que ele torne realidade o seu compromisso missionário, observando o que já lhe foi solicitado: ….”TRABALHE ….TRABALHE.”

O dimensional deve se orientar para que alcance o estado consciencial e vibratório de “Homem-Anjo”, para que como finalidade última referenciado no Ser de Pura Luz ou no Ser Energético com a sua Consciência Expansiva, se direcione no sentido de sua Transmutação através de sua Energia Neutra do Pensamento iluminada pela Energia Neutra do Amor Puro e Uno.

A energia é uma só, somos nós que a codificamos como “boa ou ruim” de acordo com a experiência que estamos vivendo em relação a ela.

Chegou o momento de o dimensional agir como o “Escolhido”, quando ele deve seguir independentemente o seu “Caminho” e assumir realmente o seu trabalho missionário, para que possa finalmente compor o Corpo Energético Projeto Portal, tendo como o objetivo final a sua Transmutação.

O último grupo de dimensionais que chegou à Terra para o seu compromisso cósmico era constituído pelos dimensionais do grupo extra e especial (cento quarenta e quatro mil dimensionais), que formou as doze tribos de Israel e que era proveniente das doze principais raças extraterrestres que colonizaram o planeta.

A tribo de Judá que era a tribo da linhagem de Jesus de Nazareth foi a que mais se destacou em sua época e a que teve uma ligação mais forte com a décima terceira tribo – a das Amazonas – que tinha como um dos seus símbolos Vênus Duplo que está ligado à Energia Vibracional e Taquiônica e, portanto, é também o Símbolo que pela sua codificação vibratória identifica o Projeto Portal.

O dimensional que já passou humildemente por uma avaliação interior ou auto-julgamento, tem agora uma outra postura iluminada por uma maior compreensão, portanto, ele deve proceder com outros indivíduos da mesma maneira que gostaria que procedessem com ele.

Compreensão e paciência são necessárias ao dimensional, porque seus semelhantes que com ele convivem estão em padrões vibratórios diferentes e estando também em diversos níveis de consciência, poderão apenas gradativamente ser nivelados, desde que cada um tenha disciplina, não interferindo ao nível da freqüência vibracional do outro.

O dimensional consciente deve se iluminar ao nível da sabedoria divina de Jesus de Nazareth, portanto, ele deve estar sempre em alerta, tornando-se ao nível de sua intuição/percepção uma fonte inesgotável de conhecimento/sabedoria e, nesta condição ele deve se expressar com a sua paranormalidade missionária de Mensageiro da Luz, para que a exercitando a serviço da humanidade, promova uma abertura mental que esclareça os seus semelhantes sobre a manipulação da energia vibracional de acordo com as Leis Universais.

Em seu dialogo interior o inddiviudo/dimensional deve ser o mais possível sincero consigo mesmo e exteriorizar o máximo através de suas ações as informações que já possui e, portanto, com uma consciência mais iluminada e com uma especial força de vontade, ele deve agora assumir com garra o verdadeiro sentido de sua presença no aqui e agora – o compromisso sagrado de sua missão.

O desenvolvimento da paranormalidade visando o compromisso missionário deve acontecer segundo os ensinamentos de Cristo Jesus, portanto, deve acontecer paralelamente à auto-iluminação, que impulsiona o dimensional a trilhar o Caminho da Luz.

Foi através de sua condição humana que Jesus de Nazareth pôde irradiar toda a sua grandiosidade divina, quando mesmo na densidade da matéria, ele Se mostrou constantemente com a Consciência de Cristo Presente e, portanto, mesmo na sua limitação como um ser humano comum sujeito às Leis Universais para a terceira dimensão quando Ele exercitou o “jogo da dualidade”, Ele soube ainda assim com o seu poder mental Se direcionar e trilhar o Caminho da Luz com a força do seu pensamento “iluminado” pela Energia do Amor Uno – e, Se transmutar ou alcançar a Sua “Ressurreição”.

Jesus de Nazareth era um ser humano apenas aparentemente comum, porque ele tinha a Sua Essência Divina em vibração/comunhão direta com o Cosmo, ainda possuía uma genética diferente e já nasceu com as Suas habilidades ativas, apenas as treinou – estas diferenças, entre outras, foram que O destacou dos demais seres humanos.

O que Jesus de Nazareth teve que fazer com os “sacerdotes/sacerdotisas” (apóstolos/discípulos) foi apenas treiná-los/desenvolvê-los em sua paranormalidade, o mesmo que hoje os “Seres” desejam com o auxilio do Mediador, que tem hierarquicamente em relação aos dimensionais uma ligação mais direta com eles, servindo como “Ponte” ou como “Instrumento Energético-Divino” para o “Despertar” dos dimensionais/Projeto Portal.

Jesus foi o “Maior Alquimista”, foi o “Maior Praticante” até o presente momento dos conceitos/teorias da física quântica, que os dimensionais/Projeto Portal com os seus trabalhos prático-vibratórios começam também os perceber.

A física quântica – a física para muitos ainda das possibilidades – é bastante estudada/teorizada ultimamente por muitos físicos, mas, os seus fundamentos já são exercitados pelos dimensionais/Projeto Portal, quando manipulam o seu padrão mental e, portanto, quando em outra freqüência mental podem “ir e vir” conscientemente entre planos vibratórios diferentes principalmente entre a terceira e quarta dimensões e, neste “trânsito” com a energia do seu pensamento “fazer aparecer”/materializar cristal, pedra discóide, ouro e polarização de perfume pelo “Exercício Alquímico” de sua Energia da Vontade com a sua Energia do Desejo, que manipulam freqüências energéticas no denso/matéria ou na terceira dimensão e no sutil/plasma ou na quarta dimensão.

O dimensional/Portal como um semi-deus começa a vivenciar/decodificar já ao nível do plano fisico o “Sentido de Unidade”, que muitos a chamam de Deus em relação ao seu aspecto Uno e também ao manipular as Leis Universais para a terceira dimensão, ele está tendo antes de tudo as condições de mudar a sua maneira de ser e nesta mudança vibrar a Verdade Maior de SER, caminhando-se para a sua Transmutação.

Para trilhar o Caminho da Luz o dimensional deve estar ciente também, que todas as coisas têm uma vibração especifica com uma freqüência energética própria, que é a sua freqüência de luz (eletromagnética) e, portanto, para que ele domine a matéria como Jesus fez, ele deve também aprender “entrar” na matéria através de sua freqüência de luz – das “luzes” de sua Freqüência Multivibracional, para que possa futuramente através de sua Freqüência de Onda – a Sua Luz – transmutar a matéria do seu corpo físico.

O dimensional iniciado quando trilha o Caminho da Luz ele deve “deixar se conduzir” pela Energia Neutra do Pensamento e “se imantar” pela Energia Neutra do Amor, que está relacionada com as partículas subatômicas da luz contidas nas auras dos animais, dos vegetais e dos minerais – portanto, é sintonizando-se e vibrando nesta Freqüência, que ele é capaz de interagir com a matéria e nela realizar o que deseja.

E, para que o dimensional sintonize com a Vibração do Amor Universal ou Uno que é Neutra, ele deve aprender polarizar a energia de suas emoções derivadas do seu instinto primitivo que vibram ao nível de seus chacras inferiores e direcioná-la ao seu chacra frontal, para que possa com ela se potencializar mentalmente e já na Freqüência do Pensamento que também é neutra, trilhar sem percalços o Caminho da Luz.

Jesus de Nazareth conseguiu ainda ao nível da densidade da matéria ou do plano mais denso eletromagnético na terceira dimensão, manipular energeticamente o Seu corpo físico, transformando-o em um corpo mais sutil, portanto Ele demonstrou realmente ser “O Caminho, A Verdade e A Vida”, quando transformou a energia denso-eletromagnética do Seu corpo físico em plasma ou em energia da quarta dimensão e Se mostrou (“no terceiro dia”) com este Seu corpo ressurgido apenas para aqueles que mais próximos Dele, puderam com a visão pela percepção do frontal, percebê-Lo/”vê-Lo” em uma freqüência mental compatível ou de sintonia, durante os dias em que Ele ainda ficou interagindo “prisioneiro” do plano físico.

Não importa com qual idade, em qual local e quanto tempo Jesus necessitou para Se transmutar – informações que são até hoje fontes de desencontros, o importante é saber que no momento de Sua Transmutação, Ele conseguiu a partir do seu corpo físico ainda na terceira dimensão plasmar um corpo mais sutil ao nível da quarta dimensão e, portanto, ao não se transformar em “espírito/entidade” que se estagnaria em uma freqüência vibratória entre a terceira e a quarta dimensão, Ele Se tornou integralmente um Ser Dimensional, que no inicio Se mostrou energeticamente plasmado na quarta dimensão, para depois alcançar gradativamente Planos Vibratórios mais Altos ou Dimensões mais Sutis (“sentado à direita de Deus Pai Todo Poderoso”).

Esta busca de “ir para o Pai”, o dimensional/Projeto Portal está tentando também fazê-la, quando manipula as Leis Universais, utiliza-se do Segredo do Triângulo (Vontade/Desejo/Pensamento) e ultimamente, quando também se potencializa vibratoriamente pela Energia Crística.

O dimensional vive a limitação de um ser emocional, quando lida na matéria com a Energia que ele chama de vida, mas quando ele “recebe” a Energia Crística que muda tudo e todos, ele “se extrapola” com o aumento de sua sensibilidade/percepção e, portanto, com mais Luz/informação aumenta também a responsabilidade tanto consigo mesmo quanto com a humanidade.

O dimensional desperto e iniciado com a sua Alquimia do Pensamento já tem a noção da Verdade dos Momentos de Alta Transcendência Vibratória que vivencia, quando em relação a eles ninguém precisa mais lhe dizer o que é ou não é , já que ele sabe discernir de uma maneira até apurada, o que lhe mostra neste sentido como verdade ou não.

O dimensional/Projeto Portal já sabe em parte decodificar o que está além dos “fenômenos ufológicos” ou que o está atrás destes fatos, quando utilizando de sua Energia Neutra do Pensamento, se lança como uma Catapulta através das Linhas do Tempo e “viaja” como um “Viajante do Tempo” na quarta dimensão sem as amarras dos seus cinco sentidos – assim, ele vê os “fenômenos ufológicos” com uma visão mais ampla, já tendo a noção que está também sintonizando/interagindo com portais energéticos e que as “Naves” que passam por eles são verdadeiras “Merkabah” ou Corpos de Energia Cósmico-Divinos de Altíssima Vibração ou de Sutileza.

O dimensional desperto deve ter a consciência que é um indivíduo responsavelmente especial e que não pode ficar com perda de energia mental através de “algum sofrimento emocional” que por ventura possa originar da incompreensão de alguns outros indivíduos, que ainda não alcançaram o nível mental-vibratório e de Luz/informação que ele já alcançou e, que já o capacita torna-se “Ponte” para Freqüências/Dimensões de Alta Sutileza Vibratória.

O dimensional desperto e iniciado não se deixa influenciar por outrem e já possui uma consciência que vive a compreensão/tolerância, ele já é um líder de si mesmo e de outros – a sua “verdadeira conversação” é com o Eu Superior através de sua intuição e de sua percepção e, em função delas age.

O dimensional consciente deve ter sempre em mente que não há nada a temer e que não deve se alimentar de sentimentos negativos que desperdiçam a sua Energia Vital – ele deve sempre proceder harmonicamente para que o estímulo gerado pelo seu desejo aconteça automaticamente e se faça também de maneira constante, sem a contaminação da energia de seu instinto primitivo, que é negativo-desarmônica.

O estímulo no dimensional deve estar associado à sua superação de limites, permitindo-o buscar a sua “Realização Espiritual Superior” e, esta sua mudança de conduta está associada ao seu comando mental, que pode modificar a sua maneira de proceder, inclusive, para que não se magoe e para que não magoe também o seu semelhante, sem que ele muitas vezes perceba.

O dimensional deve desenvolver os seus canais de comunicação, para que tenha interação com a Sabedoria Universal, mas para que ele alcance esta sintonia, ele deve se reciclar ao nível de sua consciência e de sua freqüência vibratória, para que possa também ter sucesso em seu trabalho missionário com a ajuda dos Seres de Pura Luz/Energéticos, que já estão fazendo a leitura de seu campo energético/aura, no sentido de auxiliá-lo/direcioná-lo para a sua Transmutação.

O dimensional desperto e iniciado que faz a Alquimia do Pensamento vivencia em missão uma Nova Consciência para um Novo Tempo, portanto, ele deve ter conhecimento de sua responsabilidade dentro deste momento que lhe foi dado conhecê-Lo.

Dentro do seu compromisso cósmico o trabalho do dimensional não é prioritariamente a de assistência social, como muitas vezes lhe é cobrado, porque aquilo que às vezes só ele vivencia, ele deve antes de tudo é se direcionar para a sua condição de “Guardião” e ainda como um “guerreiro” exercitar cada vez mais a sua missão de propagar e de divulgar.

O dimensional consciente deve se esforçar para propagar/divulgar, trabalhando o máximo os dimensionais inconscientes, porque é quase impossível que estes tenham por si mesmos a Visão da Vida na vida, que ele já possui – e, este seu trabalho missionário é que iluminará o Caminho de sua Transmutação.

O dimensional trilha o “Caminho do Despertar”, ele se expressa em outros níveis de consciência e nestes momentos especiais, ele está manifestando toda a sua sensibilidade intuitiva – uma sensibilidade intuitiva consciente que já consegue decodificar as informações emanadas dos Planos mais Sutis de Vibração, que irradiam a Luz que “alimenta” estes seus novos níveis de percepção.

O dimensional consciente deve ter cautela, ele não deve deixar que o mundo da tecnologia o deslumbre excessivamente e “o consuma”, portanto, ele deve estar sempre mentalmente direcionado, para que não ficando emocionalmente disperso, ele possa ter mais facilmente momentos de vivência com o Transcendente e possa também através de sua Alquimia do Pensamento decodificá-los, dando continuidade o que foi iniciado há dois mil anos atrás.

O dimensional/Portal está também aumentando o seu horizonte de percepção/intuição, ele está caminhando no sentido de “universalizar” os seus conhecimentos, quando ao se esclarecer ainda mais e ao mesmo tempo em que também ilumina/esclarece, se soma aos esforços de outros grupos de estudo que desenvolvem trabalhos com objetivos semelhantes ao do Projeto Portal.

Todos buscam e nesta busca iluminam o caminho evolutivo, compartilhando a luz do conhecimento.

Para que o dimensional abra os portais energético-exteriores que almeja e que está procurando, ele deve primeiro abrir o seu “Portal Interior” se expressando através do seu Cristo Interior, que vibra como Luz Viva através dos seus pensamentos, conduzindo-o a outros níveis de consciência – e, o seu compromisso cósmico que não se expressa mais pelo seu livre-arbítrio, é responsavelmente grandioso-iluminado – chega a ser maior do que ele mesmo.

No ano de 2012 – o início do “tempo de atribulação” – a Terra alcançara o clímax de sua passagem pelo Cinturão de Fótons, que com o seu Raio Sincronizador a colocará na Era da Luz ou na Era Dourada para o inicio da “Civilização Dourada” ou da Sexta Raça que durará dois mil anos.

A humanidade neste momento de sua história já começa a viver a sua fase dourada com a Era da Energia Crística, que o individuo/dimensional deve com ela aprender desde agora a se lapidar, para que comece a ter consciência da verdade desse momento em que já vive, mas, antes ele precisa se dispor a vivenciar uma tremenda transformação interior, eliminando a “negatividade” de seu instinto primitivo, para que possa se harmonizar com as energias entrantes da Radiação Manásica, que acompanha o Cinturão de Fótons e comece a incorporar o seu Verdadeiro Corpo – o seu Corpo de Luz.

O dimensional consciente deve lançar fora as energias que o entorpecem e o escravizam da terceira dimensão, sintonizando com as Freqüências Energéticas Superiores do Cinturão de Fótons e este salto quântico que está em vias de acontecer com a humanidade não é comum e ele proporcionará também o momento de transição da Terra.

A palavra manásica é derivada de manas, que significa mente – é através da Mente Abstrata, conhecida como Corpo Mental Superior ou Corpo Causal, que podemos nos ligar à Fonte Suprema e captar diretamente o Conhecimento Universal, de onde vêm as novas revelações ou aspectos da Verdade Universal à Humanidade.

Na Nova Era ou na Era Dourada a ênfase será para a Harmonização Divina das polaridades e será pela interação destas duas energias de polaridade, que se originará uma Nova Consciência mais harmônica de naturezas feminina e masculina concomitantemente com a Energia Crística entrante – corporificando um “novo” ser humano, tanto nas mulheres como nos homens a sua condição de “Homem-Anjo”.

Ao nível de uma nova consciência humana tudo que for discordante e arcaico será transformado para que a Energia Crística possa se equilibrar na Nova Terra, será a era do intuitivo e do subjetivo que virá à tona, será a era de trabalhar mais conscientemente a dualidade/emoção, com uma maior percepção de “estar na ilusão tridimensional”, para poder transcendê-la e será ainda, a era do Raio Transformador, que oferecerá aceitação para todas as “Coisas Divinas” para que as energias arcaicas e antigas que até então se manifestavam em tudo e em todos possam ser removidas e um Mundo Novo possa surgir, juntamente com um ser humano novo e pacífico.

No ano de 2012 iniciará também o Tempo do “não tempo”, quando a Terra em seu momento de transição apesar de continuar se mostrando no espaço-tempo ou no tridimensional, já interage na quarta dimensão, o que provocará “um tempo” ou um período de atribulação, quando acontecerá a separação do joio do trigo que durará vinte anos.

Está chegando o tempo que pelas Linhas do Tempo o passado se fará presente para “construir” o futuro e todos que não transmutaram serão julgados – tanto serão julgados “os vivos”, quanto serão julgados “os mortos”, que do passado “surgirão” das Linhas do Tempo.

No período de atribulação que vai até o ano de 2028, é que o dimensional desperto e iniciado com a sua capacidade de já interagir conscientemente com a quarta dimensão, se mostrará de maneira incisiva em seu trabalho missionário o porquê de sua presença nestes momentos que de muita angustia se apossarão da humanidade.

Na medida em que a Terra atual for ascendendo à freqüência da quarta dimensão, a Terra “suplente” ou etérea correspondente vai se manifestando imperceptivelmente na freqüência energética da terceira dimensão e quando ela se mostrar inteiramente nesta sua freqüência tridimensional como a “nova” Terra, a Terra atual já estará em uma outra freqüência – a da quarta dimensão.

Os momentos atuais vivenciados pelo dimensional/Projeto Portal devem ser de profunda preparação, para que ele possa adquirir mais Luz/informação à medida que decodifica através de sua Alquimia do Pensamento, alcance um outro nível de consciência e se fortaleça e já neste seu outro nível de percepção ele deve permanecer mais constantemente em sintonia com o seu Eu Superior – Fonte de sua sensibilidade intuitiva e direcionamento.

Particularmente, o dimensional/Projeto Portal está ainda sendo ajudado pelos “Seres” nesta sua preparação mental-vibratória, para que ele possa com a Energia Crística que com ela já interagiu e já em um outro nível de consciência-razão “se projetar” com a sua Energia de Sublimação – a Energia Viva dos Portais – além da terceira dimensão.

Na mesma medida em que é dado ao dimensional, lhe será cobrado de acordo com as Leis Universais para a terceira dimensão.

Para continuar sendo merecedor da ajuda dos “Seres”, o dimensional/Projeto Portal deve passar pelo seu julgamento vibracional em 27 de março de 2008.

À medida que todos os “fenômenos” associados à entrada da Terra no Cinturão de Fótons se intensificarem, precipitando mudanças espirituais, emocionais e físicas surpreendentes, acontecerão também contatos cada vez mais constantes do indivíduo/dimensional com os extraterrestres, que o ajudarão em suas mudanças vibratório-futuras, desde que as necessite e as mereça e, ainda, na medida em que ele for aproximando do Cinturão de Fótons, poderá ter encontros mais freqüentes com as Hostes Angelicais.

O dimensional nesta sua escalada de preparação quando está acordando para a sua Verdadeira Realidade, deve perceber que cada dimensional é para ele um Referencial Divino e que só juntos com pensamentos iluminados que inspirem ações imantadas pela Energia do Amor Uno, podem construir o Grande Corpo de Energia – e, já como Mensageiros de uma Nova Consciência comecem a extrapolar da densidade da matéria para a Sutileza da Luz.

Portanto, chegou o momento de agruparem aqueles que estão em uma mesma sintonia, para que vibrem em uma mesma freqüência e estabeleçam a sua identidade vibracional – é o tempo da colheita e não o tempo do plantio.

Os mil quatrocentos e quarenta dimensionais/Projeto Portal já selecionados pelos “Seres”, fazem parte de uma “genética mais sutil”, que dentro da Hierarquia Cósmico-Divina vieram codificados pelas Linhas do Tempo para materializar o “dourado” do ouro e principalmente, para com a sua Alquimia do Pensamento sintonizarem/interagirem com a Luz Dourado-Viva dos Seres da Hierarquia Divina, exteriorizando a sua “Verdade” – de serem os “Seres Dourados” para um Novo Tempo.

Portanto, o dimensional consciente deste seu momento missionário deve ter a responsabilidade de “se emoldurar” na terceira dimensão com as diversas Freqüências do Amor, como a do Amor/Verdade e a do Amor/Humildade, que não quer dizer passividade, mas, toda a altivez daquele que já sabe realmente decodificar a Energia do Amor no seu sentido Maior e Energético necessária à ascensão daquele que já escala consciente a Escada Evolutiva.

O dimensional deve se perceber como uma Tocha Divina, Iluminando-se, à medida que também ilumina, portanto, pelas Linhas do Tempo com a sua Alquimia do Pensamento e inserido no próprio Tempo, ele deve exercitar a sua missão sagrada de propagar e divulgar – não se deixando negativamente se limitar no espaço-tempo com a energia de suas emoções “perdendo tempo”, quando exercita “o jogo da dualidade” na tridimensionalidade.

O individuo/dimensional “existe” em dois níveis ou em duas freqüências – a do “eu” que vive na terceira dimensão e que está “a serviço” do outro Eu – o Eu Superior e o primeiro é que dá consistência a sua personalidade e o seu caráter, que são formados pelas suas experiências de encarnado alimentadas de emoções.

A necessidade do “eu” se iluminar, que se mostra/”habita” no cotidiano terreno do individuo/dimensional, pode ser traduzido como a sua necessidade de levantar o “véu de maya”, para que “se veja” que é apenas uma realidade para o plano em que se experencia no momento, com a ilusão da realidade apenas do denso/concreto ou da matéria de que ele é próprio é feito para se emocionar com os cinco sentidos do seu corpo físico – vivenciando a dualidade como ser humano.

O Eu Superior imanta o “eu/”ego” pelo processo intuitivo para que ele perceba que acima do plano vibratório em que ele “existe” ou experencia, vibra/”existe” uma outra Freqüência Energética mais Sutil/Iluminada ou uma Realidade mais Verdadeiro-Divina que já irradia a condição de “É”, sem a necessidade “de estar” tanto na individualidade quanto no emocional, para que a consciência Nela “se perceba que existe”.

Os Seres Energéticos ou Cósmico-Divinos não têm emoção e sim uma consciência expansiva, eles têm a noção da dualidade, do que gera a emoção, mas não a sentem, são Seres Divinos além do plano dimensional e são também conhecidos como Seres Angelicais e comandam toda a Hierarquia Cósmica.

O dimensional desperto e iniciado já alcançou um determinado nível de Luz/informação, mas, a “Sua Luz” só se fará presente cumprindo a sua finalidade , quando ele “se acender” propagando as informações que ele já adquiriu e não guardá-las, se fazendo como uma lâmpada apagada, que possui a condição de iluminar – mas, que só ilumina depois de acesa.

O individuo/dimensional deve ainda estar suficientemente iluminado para poder sempre contrapor o “Poder da Sombra”, que se oculta além da terceira dimensão e que manipula com nanotecnologia e chips aqueles que governam para o seu interesse – com desarmonia e desamor.

O individuo ao vivenciar suas experiências na tridimensionalidade terrena, sobretudo, vivenciando-as com os seus semelhantes, é que ele começa perceber em um “Estado de Neutralidade” – mais “angelical” e menos emocional – que não só ele é pura Essência Divina como também todos e tudo que o cercam e, ainda ele se tornando mais iluminado, começa “se ver” também mais inserido na Unidade/no Todo como Ressonância Viva do que ele chama de Deus.

Portanto, ele já ciente da sua Divindade, deve se preparar para se tornar um ser com consciência dimensional, que lhe permita ingressar conscientemente na quarta dimensão e mesmo em outras dimensões paralelas – mas, quem interage com a quarta dimensão passa antes por um processo de transmutação, tanto “interno” quanto “externo”.

Como já mencionamos em uma outra ocasião, quando o corpo e a consciência do indivíduo se “reformarem” em luz, será o seu pensamento que o caracterizará nesse Novo Plano e o seu pensamento situado ao nível etéreo será mais real do que uma ação física.

Na quarta dimensão o ser se situará ao nível do etéreo e como uma tela de televisão ele poderá projetar os seus pensamentos, quando todos poderão “vê-lo” e “ouvi-lo” e, portanto, ele será um ser totalmente transparente para todos e todos serão também transparentes para ele.

O individuo/dimensional mesmo na terceira dimensão, mas, já interagindo consciente com a quarta dimensão, já pode “ver” o seu semelhante de forma mais transparente através de sua capacidade paranormal de decodificá-lo – nas Linhas do Tempo – pela forma/cor/brilho de sua aura, pela “leitura” de sua freqüência mental, pelas informações que os Seres Ultradimensionais lhe passam e pela “leitura” de sua “Placa”, entre outras decodificações, que já ajudam pelo seu sentido de transparência conter a atual era de hipocrisia, de falsidade, de fingimento e de todos os outros aspectos emocionais que geram negativamente o caráter humano, que se alimenta da energia emocional – apenas exercitada na dualidade das experiências humanas.

Está começando uma Nova Era de Transparência e de Transcendência pela Harmonia e pelo Amor.

Estruturar conceitos para uma nova física está sendo um verdadeiro desafio para a ciência atual, porque não está sendo fácil desfazer de ultrapassados condicionamentos gerados pelo intelecto humano, onde conceitos da física tradicional como o do tempo-espaço está bastante arraigado, bloqueando a “inteligência humana” para uma percepção além da realidade da terceira dimensão ou do que ela normalmente conceitua como matéria – e, onde ela pensa e age limitada no que ela chama de vida.

Pela física tradicional quando o dimensional abre ou fecha uma gaveta, para ele configuram-se subliminarmente conscientes tanto o “material” da gaveta como o de sua mão e que existe também naquele momento entre a gaveta e a sua mão uma relação de causa efeito, mas para a nova física – quântica – além de não existir espaço entre a gaveta e a sua mão, elas também não existem como formas como normalmente na física tradicional são concebidas, porque as duas – como substância quântica – são intrinsecamente ambas em sua forma de partícula/matéria na terceira dimensão como gaveta/mão e para alem dela em sua forma como onda/plasma.

O estado de plasma ou da quarta dimensão o dimensional em determinadas situações e através de um estado alterado de consciência pode percebê-lo/”vê-lo” pela sua “visão” do frontal – pela sua terceira visão.

E, para a física quântica tanto a condição de partícula quanto a condição de onda são necessariamente fundamentais, porque tanto uma como a outra são maneiras pela qual a matéria se manifesta.

Embora a matéria em sua condição de partícula como de onda é necessária para a total compreensão do que ela é, somente uma delas está disponível ao observador, quando em um determinado momento é medida em pesquisas laboratoriais a sua posição na condição de elétron/partícula ou em sua velocidade/momentum como onda – nunca se consegue a medida dos dois a um só tempo.

Também é quântico o que o dimensional/Projeto Portal “procura” na sua condição humana. Inserido vibratoriamente em seu trabalho missionário, ele está procurando com a sua consciência dimensional também “se inserir do outro lado”, readquirindo via Transmutação o que na verdade ele nunca deixou de ser – um Ser de Corpo de Luz ou mais “Sutil/Onda” e não apenas um corpo de matéria ou “denso/partícula” como um ser humano.

O dimensional Projeto Portal indo além do “processo de acontecer” – além da física tradicional – deve se conduzir mais pelo “processo” da mecânica quântica na sua condição de “Ser” para além da matéria através do que ele chama de sua paranormalidade e, portanto, quando mentalmente vai desenvolvendo uma percepção de maior amplitude e fundamentalmente necessária em relação à Realidade.

O dimensional não deve ver de maneira estática o modo de pensar/agir de seu semelhante, que deve ser também visto/percebido como o resultado de “n” fatores – em função da dinâmica dos seus relacionamentos humanos.

Situações e acontecimentos como normalmente são vistos pelo prisma da física tradicional não são da mesma maneira percebidos pelo prisma da física quântica, que não os separa pelo espaço e pelo tempo, porque eles comportam como aspectos múltiplos de um todo, onde as “individualidades” alcançam um novo sentido ao se relacionarem com este todo – portanto, a física quântica “induz” o dimensional em relação à sua existência terrena modificar a sua noção sobre os relacionamentos nela existentes.

Como já mencionamos em outra ocasião, na medida em que o dimensional vai se descobrindo em relação à Realidade – como Unidade – ele sente que em seus relacionamentos o outro é para ele um Referencial Divino, que só juntos com pensamentos iluminados e que inspiram ações imantadas pela Energia do Amor Uno, é que se podem ver partícipes do Grande Corpo de Energia – quando como Mensageiros de uma Nova Consciência começam a se tornar “Pontes Vivas” entre a densidade da matéria/partícula e a Sutileza da Luz/Onda.

Os padrões de comportamento dos fótons/ondas estão em sincronia e como estão de maneira assombrosa ligados espacialmente tanto faz por centímetros ou mesmo pela extensão de todo o Universo, não parece existir nenhuma distancia entre eles e, em um “bailado sincronizado” o tempo entre eles parece também que é vencido.

O relacionamento de sincronia entre os fótons/ondas é base de todo o relacionamento mecânico-quântico, com a onda apresentando padrão de comportamento com uma correlação mais grupal e a partícula com menos correlação, comportando de maneira mais individual e, apenas quando a função de onda entra em colapso – ou – no momento em que todas as possibilidades que ela descreve subitamente se solidificam em uma realidade fixa, é que “o acontecimento” se mostra para o observador com a sua consciência incorpórea ao nível dos seus sentidos já como “fato”.

O dimensional desperto e iniciado em nível mental próprio e em estado acelerado de consciência “faz quanticamente acontecer”, quando interage consciente com outros Planos de Existência – através da “abertura” de Portais Energéticos.

O dimensional não deve ver “a abertura” de Portais apenas em seu efeito eletromagnético ou de partícula quando ela se mostra na terceira dimensão, porque antes de tudo ela deve ser percebida para além da terceira dimensão ou em seu aspecto onda, quando o dimensional “se abre/se faz” como “Ponte Viva” com a Energia de Sublimação e “transita” com a sua Alquimia do Pensamento pelas Linhas do Tempo.

Com a Física Quântica o dimensional desperto e iniciado começa a se ver através do modelo mecânico-quântico da consciência – em sua condição de cérebro-mente – tanto na matéria quanto da matéria, o que lhe traz muitas indagações, tanto para o seu conceito de realidade quanto para o seu entendimento sobre ele mesmo como participante desta realidade – mas, que lhe permitem ao mesmo tempo, que ele tenha gradativamente uma nova visão do mundo e, nele, o que entende por verdade.

A teoria quântica em si não postula que a observação ou o observador (o dimensional) “criam” a realidade ao nível das propriedades das partículas subatômicas, mas, ao nível quântico existe um “intercambio criativo” entre matéria/consciência de tal maneira que a mente consciente do observador influencia o desenvolvimento material daquilo que é observado – quando constantemente o corpo vivo do observador inter-relaciona de maneira dinâmica com outros corpos e com o mundo inanimado à sua volta.

O dimensional normalmente se refere a si mesmo como “eu”, mas, quando ele diz “nós” já “inserido” com outros dimensionais, subtende-se que continua existindo uma consciência presente que pensa e que pode agir, mas, este “Ser Pensante” – Corpo de Energia – não é alcançável, porque “o nós” não existe como fato físico.

Não existe a fisiologia ou a anatomia da consciência, entretanto, existe o vinculo entre os estados físicos do cérebro e a consciência/estados mentais, embora ainda não se saiba a exata natureza desta ligação, que é vista quando alguém inserindo drogas e elas agindo sobre o seu cérebro, acabam por alterar seus padrões de consciência.

Como se fosse um computador, bilhões de neurônios passam no cérebro do dimensional – em “rede de comunicação” – mensagens para dentro e para fora do seu cérebro através de impulsos eletromagnéticos que “transitam” através de sinapses e, portanto, o cérebro do dimensional fica intensamente “em ebulição” com milhões de “acontecimentos neurais”, permitindo-lhe as habilidades de processar dado e de realizar programação.

Quando o dimensional “expressa consciência”, ele está mais que computando ou programando, a sua consciência “adquire vida” pela espontaneidade, pelas suas emoções e principalmente pelo seu sentimento de criatividade originado de seus pensamentos e de suas percepções – “imantados” pelo o que ele chama de Amor.

Com o seu sentimento de criatividade o dimensional vivencia progressivamente verdades relativas, que têm característica de unidade contínua e que se mantém coesa, para permitir que a sua experiência humana se mantenha também coesa.

Na sua condição humana o cérebro do dimensional é feito de átomos, pode ser pesado e medido segundo as leis físico-químicas, entretanto, o mesmo não acontece com a sua mente, que pode estar ainda em qualquer lugar ou em lugar nenhum e por ser entrelaçada de memória ela é também holística – é um todo indivisível, portanto, não pode ser considerada separadamente.

O dimensional em sua condição humana como unidade ou como “pessoa” depende de pelo menos em parte da estrutura e funcionamento do seu cérebro, que consiste em miríade de neurônicos ligados por sinapses – e neste sentido onde surge “a pessoa” e também, é tão sólido e básico o que “ela” aparentemente é?

Cada lado do seu córtex cerebral ou em cada hemisfério do individuo possui funções próprio-especializadas com o seu hemisfério direito controlando em boa parte o lado esquerdo do seu corpo, que é mais intuitivo, musical e o centro da imaginação espacial e, o lado esquerdo do seu hemisfério cerebral que já é ligado ao lado direito do seu corpo controlando a sua capacidade de desenvolver a lógica/cálculo e de falar – um cérebro que funciona normalmente os seus dois hemisférios trocam informações entre si, comportando como uma só unidade coordenada.

Quando separa os hemisférios cerebrais através de ato cirúrgico perdem esta coordenação, com um lado do corpo ficando sem saber o que o outro está fazendo e, portanto desta bisseção dos hemisférios cerebrais é que surge o “fato”, que um ser/ente pode “se dividir” em dois seres e que eles podem também ser “unidos”, tornando-os novamente apenas um, quando os dois hemisférios cerebrais são religados.

Um outro “fato” que ainda se mostra para o dimensional – em sua condição humana – com o ato de desligar/religar os seus hemisférios cerebrais, é o de sua própria condição de “pessoa/unidade” – por ser “uma pessoa” em um momento, depois “duas pessoas” e depois novamente “uma pessoa”.

A suposta unidade da pessoa está muito associada à unidade mais fundamental da consciência – e quase certo que a “qualidade da pessoa” depende pelo menos em parte da estrutura e funcionamento do seu cérebro.

Assim, como nos experimentos com a divisão do cérebro humano parecem existir duas pessoas, também na “pessoa normal” a unidade que o ser humano em sua mente pensa que é, apenas é uma pessoa que de maneira subtendida (subjacente) pensa que é – é a ilusão do “eu”.

No momento em que o dimensional se interioriza, sentindo-se que existe como o “eu” dentro dos seus planos de relacionamentos “no existir” na tridimensionalidade, talvez ele não esteja enganado como vitima da “ilusão do ser”, que muitos chamam de “véu de maya”?

Existirá realmente o que o dimensional chama de “eu/ego”? – quem ou o que é o “eu”, o que ou quem ele pensa que é?

Dentro de um contexto de maior magnitude ou mais universal – dentro do “Todo” – qual é a quantidade dele mesmo?

Onde o “eu” começa e termina dentro do Grande Corpo de Energia Cósmico-Divino, no qual ele faz parte?

O dimensional quando se desperta, percebe que a necessidade em seu cotidiano de “se iluminar” através do “eu/ego”, é inerente ao seu “aspecto partícula” e que ela pode ser também traduzida como a sua necessidade de levantar o “véu de maya”, para que ele também se veja “pelo aspecto onda”.

O individuo/dimensional para que ele se perceba que não é apenas “uma realidade” para o plano em que se experencia no momento, com a ilusão apenas do denso/concreto ou da matéria de que ele é próprio é feito para se emocionar com os cinco sentidos do seu corpo físico, ele deve na dualidade “se decodificar para alem” de sua condição humana e se “ver iluminado” em seu aspecto onda.

O ser quântico que “esconde no eu” e que o dimensional inconsciente ainda se vê nele por lhe parecer bastante real, se mostra com o passar do tempo modificando-se a cada momento – indefinido e flutuante, portanto, o dimensional pode mencioná-lo em sua dinâmica, mas, sem apontá-lo de maneira precisa do mesmo jeito que ele não se pode definir de maneira precisa a posição e o momento de uma partícula elementar.

A “consciência humana” do dimensional limitada pelos cinco sentidos se relaciona mais com o aspecto partícula/”fato” e a sua “consciência dimensional” que lhe “permite” interagir consciente com a quarta dimensão, se relaciona com o aspecto onda/plasma para além do “fato”.

A memória é o processo pelo qual o dimensional registra os momentos de suas vivências que “serão levados” para o futuro, portanto, sem a memória parece não existir ligação entre o ser/ente que ele é agora e os sub-seres que ele foi durante a fase intra-uterina, infantil, adolescência, adulta, velhice e mesmo com os seres de suas vidas passadas.

É confiável a memória, até que ponto ela é realmente, ela se conserva no tempo ou é uma ilusão fazendo o dimensional – como ser humano – acreditar em algum relacionamento definitivo entre o ser que era, o ser que é e o ser que será, já que este ser não existe realmente?

Para um “ser quântico” o agora é composto de sub-seres já existentes – em constante flutuação e mais as novas experiências enriquecidas com informações vindas do mundo exterior, portanto, em cada momento a sua identidade pessoal é formada pelas funções de onda sobrepostas de todas as coisas que provocam em sua subjetividade o surgimento de ondas – emoções, sensações, pensamentos e memória.

Pela visão quântica o ser que o dimensional em sua condição humana foi em um momento atrás, está entrelaçado ao próximo “agora” e ao seu futuro ser através de sua própria função de onda com novas funções de onda recém-chegadas em conseqüência de novas experiências.

A dinâmica da permuta que acontece progressivamente entre o passado e o presente assemelha-se com aquela que faz as funções de onda de duas partículas elementares sobreporem para formar um novo sistema quântico – só que neste caso o que está sendo formado é um novo ser quântico.

A Verdade é Uma tanto no mundo mensuravelmente pequeno/nanométrico quanto no mundo mensuravelmente grande/astronômico e, além deles, o dimensional é que muitas vezes não A percebe como Una – “escondida” nos processos quânticos de entrelaçamento como múltiplas facetas de uma mesma coisa.

Uma das formas mais antigas da Geometria Sagrada – Vésica Piscis – é o da sobreposição de duas esferas de mesma proporção que se interpenetram e que sinalizam a Ascensão do Ser, pela união do principio criador masculino/“positivo” com o principio gerador feminino/“negativo” , gerando a Terceira Força Expansível da Unidade do Ser e com ela trazendo o sentido amplo das polaridades.

O dimensional em seu aspecto partícula com o seu “corpo humano/esfera densa” só alcançará o Ponto de Interpenetração ou o “Ponto-zero” de “sua” Espiral Sagrada tornando-se um “Portal Vivo”, se ele “se abrir” em um instante de profundo equilíbrio/Harmonia com a Energia de Sublimação (Terceira Força), para que possa se mostrar em seu aspecto onda com o seu “corpo angelical/esfera sutil” – portanto, em seu Corpo de Luz/Onda sobrepondo o seu corpo denso. Assim, Vésica-Piscis é o diagrama que representa o estado de equilíbrio perfeito entre as forças, é a imagem dos mundos que se interpenetram, o mundo da matéria com o mundo sutil e, com o seu conteúdo simbólico através do número oito na horizontal representa também o principio e o fim.

Através do entrelaçamento do ser momento a momento – à medida que as funções de onda de seres do passado se mesclam com as funções de onda do ser do presente/atual – que é “construída” a memória quântica e talvez aí, que se “armazenam” por este processo quântico as formas-pensamento do inconsciente coletivo.

Pela memória quântica o entrelaçamento forma – no dimensional – elos necessário-definitivos entre o ser presente com os seres passados e futuros, proporcionando-lhe mecanismo pelo qual ele goza de uma identidade pessoal, que se conserva ao longo do tempo, portanto, o dimensional em sua condição humana é em parte a pessoa que era ontem, porque ela está entrelaçada à “estrutura” do seu ser.

Em termos quânticos a função de onda de um momento passado revivido – pela introspecção/auto-iluminação – se funde com a função de onda de agora e as duas se unindo, formam um novo direcionamento ao futuro – a pessoa ganha perspectiva e pode se tornar mais coerente/harmônica.

Através da memória quântica o dimensional “pega” o passado e o “faz” presente, reencarnando o passado com todos os seres (e sub-seres) nele “embutidos”, dando-lhes vida em forma nova e em base física para a criatividade. Portanto, o ser quântico é um ser/ente que flui, modifica e evolui a cada momento.

O dimensional em seus relacionamentos na tridimensionalidade terrena (principalmente com os seus semelhantes) é que ele pode alcançar o “Estado de Neutralidade”, que lhe permite sentir e se perceber concomitantemente tanto em seu aspecto partícula quanto o de onda – e, quando então “se vê” mais inserido no “Todo” como Ressonância Viva do que ele chama de Deus.

O dimensional desperto já percebe quando ele menciona “nós”, ele quer dizer que existe o entrelaçamento do “eu” (dele) com o “eu” (do outro) gerando uma nova situação com qualidades próprias. Indivíduos assim compostos não são possíveis na física tradicional, mas, são “comuns” na física quântica – como “Corpo de Energia”.

O aspecto partícula da matéria quântica origina indivíduos e coisas que de certa maneira podem ser apontadas, atribuindo-as uma identidade. E, do aspecto onda já origina subjetivamente os relacionamentos entre os indivíduos através do entrelaçamento de ondas dos seus participantes – pelas emoções/sentimentos/memória. Portanto, como as funções de onda são capazes de entrelaçarem de acordo com a física quântica, os sistemas quânticos sobrepõem uns nos outros – o que não é visto pelos fundamentos da física tradicional.

Os sistemas quânticos se encontram e neste entrelaçamento evoluem – se o mundo “fizesse” apenas pelo “aspecto partícula” ele não evoluiria de acordo com a dinâmica quântica, ele nunca mudaria concretamente, ele não seria criativo.

Os sistemas quânticos após os seus relacionamentos internos cada um deles torna-se parte de algo novo/maior e neste sentido o processo pelo qual o dimensional em seus relacionamentos inter-pessoais se percebe no “nós” – no Corpo de Energia – assemelha-se bastante também ao relacionamento entre os muitos sub-seres do seu próprio ser.

O ser quântico se mostra no “aspecto partícula” em uma significativa integridade individual, enquanto que no “aspecto onda” ele se mostra simultaneamente em um relacionamento com outros seres.

Pelo aspecto mecânico-quântico o dimensional “expericiando” a sua condição humana é os seus relacionamentos – seus relacionamentos com os outros e com os seus sub-seres dentro do seu próprio ser, portanto, ele é também seu relacionamento com o seu próprio passado através da memória quântica e com o seu futuro através de possibilidades – sem relacionamentos ele “não é”.

A memória quântica é para o dimensional uma presença viva que define em parte o que ele é agora e por meio dela o passado vivifica “dialogando” entrelaçado com o presente, portanto, o passado não só tem influência sobre o presente como também o presente se impõe sobre o passado, que neste entrelaçamento ganha significado e quase sempre se transforma.

De acordo com a visão quântica não tem como o dimensional traçar claramente uma distinção entre sua continuidade no tempo (terreno) e o seu relacionamento com os outros e mesmo em relação à sua sobrevivência após a morte – portanto, quanticamente nem isolamento e morte tem significado claro – tudo está “vivo” nas Linhas do Tempo.

Pela física tradicional se o dimensional morrer (como ser humano), não haverá mais continuidade dentro dele mesmo de onde surge de todo o seu passado, suas experiências, suas percepções e todos os seus relacionamentos e, ele ainda perderá todo o seu material genético, que traz a sua maneira corporal de identificação.

Pela física quântica o dimensional realmente não terá mais o “aspecto partícula”, mas, o seu outro lado que ele trouxe para o relacionamento com os outros através do “aspecto onda” continuará com parte de seu dialogo – ele nos outros e, então, quando o dimensional está vivo no sentido convencional da palavra ele cria, mas, depois que ele morre pelo seu “aspecto partícula”, o “nós” pelo “aspecto onda”/entrelaçamento continua criando-o através dos outros.

Portanto, pela física quântica existe apenas uma sutil diferença entre a maneira que o dimensional “costura” o seu ser ao longo do que é convencionalmente chamado de vida e a maneira como ele continua sendo criado pelos outros após a sua morte.

O dimensional por estar intimamente relacionado com os outros, continua sendo também parcialmente criado por eles, como acontecia a cada momento de sua vida, portanto, não existe uma separação clara, em relação à sua evolução pessoal no que toca ao período em que ele chama de sua vida e do que ele chama de sua morte – ambos são aspectos de um mesmo processo que se desenvolve.

A memória quântica deixa claro para o dimensional o sentido da compreensão dele mesmo enquanto pessoa dentro de um determinado tempo/período e também, o da percepção de seu relacionamento com ele mesmo e com os outros tanto em um tempo/período quanto além dele – nas Linhas do Tempo.

Cada dimensional é um padrão de energia ativa surgindo dentro dele mesmo por meio do seu código genético, de sua forma corporal, de seus sentidos e de suas experiências/sentimentos, mas, também surgindo alem dele mesmo através de muitos outros que viveram antes e que viverão depois dele – em seu começo está o seu fim, entretanto, em seu fim estará sempre o seu começo.

Para que o dimensional na sua condição humana compreenda o grau em que ele está – até fisicamente – entrelaçado com os outros, é necessário que ele recicle profundamente a sua maneira de perceber e a sua relação com os outros – portanto, é absolutamente necessária esta “reciclagem” ao nível de sua intuição, quando ele aplica em si conceitos quânticos à natureza do (seu) ser.

A “qualidade” do entrelaçamento no aqui e agora pela visão quântica depende do relacionamento do dimensional com os outros e do seu compromisso necessário para alcançá-lo, tendo em vista o conceito que ele é os seus relacionamentos.

Todos os sistemas quânticos do Universo estão em certa forma entrelaçados, portanto, neste sentido os dimensionais como seres humanos estão também correlacionados como humanidade.

Pela visão quântica qualquer escolha é em si o colapso da função de onda quântica do “pensamento que é possível” para um pensamento definido no aqui agora – com o dimensional tendo a capacidade de analisar uma situação e de refletir sobre as prováveis conseqüências desta sua escolha.

Como pessoa quântica o dimensional tem a sua natureza e a sua Essência, porque com as suas características genéticas tem um corpo, mas, tem também experiências e as reflexões sobre estas experiências que o sinalizam – como ser quântico o dimensional “se constrói” em um continuo diálogo entrelaçado com o seu passado, com o meio circundante e com os outros através de suas experiências.

A criatividade do dimensional nasce de um sistema intensamente atuante e complexo com a sua capacidade para a análise racional, mas, também de auto-reflexão/sintonia com o “Eu Superior” – quando a “Consciência” traz Luz/informação à matéria.

As religiões sempre tentam (e não conseguem) acolher e refletir o que pode ser chamado de ciência de sua época, porque a principal força por traz de qualquer percepção religiosa é a tentativa de “dar coerência” ao mundo e tentar situar o ser humano nele.

Entre as grandes religiões a religião cristã concebe um Deus Transcendente que está fora do tempo-espaço e com nenhuma lei da física limitando a Sua atuação e, o “seu filho” – Cristo Jesus – apesar de ter tomado forma material está também fora das leis da física – porque como Ele mesmo disse: “o meu reino não é deste mundo”.

Tendo a Consciência do Cristo em Jesus como referência, o dimensional desperto e iniciado deve preparar para se tornar um “Ser com Consciência Dimensional”, que lhe permita “ir” também além do seu aspecto partícula e se “mostrar” em seu aspecto onda – “ingressando” conscientemente na quarta dimensão e posteriormente em outras dimensões superiores, mas, agora de maneira definitiva através de sua Transmutação, levando os conhecimentos que pelo entrelaçamento quântico adquiriu no mundo da matéria.

Depois que o Universo “aconteceu” com o Big-Bang, “aconteceram” também o espaço, o tempo e o vácuo, entretanto, não tem como saber quem e o que precedeu o Big-Bang – ou – antes deste momento “onde estava Deus”.

Ao tentar perceber a existência de um “Deus Transcendente”, nada impede o dimensional como co-criador desperto e iniciado de aceitar um “Deus Imanente” empenhado em dialogo criativo com o seu mundo, conhecendo a Si Mesmo à medida que Ele conhece a Sua Criação.

O dialogo criativo entre a mente e a matéria é a base física de toda a criatividade do Universo e também da criatividade humana alimentada pela Energia do Pensamento.

Para o ser quântico o mundo interior da mente através de idéias e de noções de bondade/tolerância/compreensão/Amor e o mundo exterior da matéria através de “fatos registrados” pelos cinco sentidos se inter-relacionam – entrelaçam um com o outro.

O mundo se mostra para o dimensional através de um dialogo mutuamente criativo entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua condição de individuo e o seu contexto material e pessoal – e, mais amplamente entre a sua cultura (humana) e o mundo da natureza onde no momento ele está incluído.

Pela física quântica o dimensional em sua condição humana momentânea está essencialmente relacionado, naturalmente comprometido e, a cada instante criativo e entrelaçado com tudo e com todos – no “Corpo de Deus”.

O Projeto Portal fará dez anos em outubro de 2007, data em ele iniciou fisicamente na terceira dimensão – portanto, será uma data especial para o dimensional/Projeto Portal, quando se fechará um ciclo e se iniciará outro com muitas “novidades vibratórias”.

O Projeto Portal se mostrará de maneira mais incisiva, quando divulgará o porquê de sua presença na terceira dimensão, através de realizações no plano físico e também de informações que passará à população – para uma nova tomada de consciência em sintonia com um Novo Tempo.

Durante todos estes anos muitos indivíduos passaram pelo Projeto Portal e aqueles que foram ficando, foi porque tinham mais consciência, “tinham mais vibração” e, principalmente, tinham e têm a intensa necessidade de se despertar.

Atualmente, quando o individuo participa de três a sete vezes dos seminários ou de atividades de campo ou ainda, faz a sua viagem ao Chacra Vibracional da Fazenda Boa Sorte é porque ele ”já veio pronto” – ele sabe o que quer.

Depois de dez anos de acertos e desacertos, o Projeto Portal tornou-se uma grande família através dos dimensionais que dele participam de maneira atuante e nesta família não estão apenas os veteranos, mas, estão também os novatos que nele aportaram mais recentemente e que não estão em busca de “show ufológico”, porque buscam realmente o desempenho de sua missão – querem trabalhar, querem ajudar e serem ajudados.

Cada dimensional é uma peça importante no processo do despertar coletivo, quando passa informações coerentes, que poderão de uma maneira melhor e sem apelação, serem divulgadas pela mídia e de certa forma, poderão também ser assimiladas pelas religiões.

O dimensional desperto é aquele que já tem a consciência de sua responsabilidade cósmico-divina no aqui e agora e ele é também um iniciado, porque já teve a “capacidade vibratória” para interagir com a Energia Crística e, portanto, ele não pode perder mais tempo deixando de propagar/divulgar informações/conhecimentos que só ele já adquiriu – e, que por todos os meios ao seu alcance agora devem ser transmitidos.

No Projeto Portal os indivíduos “foram mesclados” na dose certa pelos “Seres”, já que são oriundos de varias áreas profissionais – o que possibilita que eles construam um intenso e belo trabalho, que em todos os sentidos reflita além do limite físico do Projeto Portal.

A proposta dos “Seres” é um mundo melhor para a humanidade, portanto, é a proposta também do Projeto Portal no sentido de melhorá-lo, ajudando os indivíduos a terem uma nova filosofia de vida pelo esclarecimento e pela informação voltados para o desenvolvimento de uma Nova Consciência que não esteja mais associada a uma noção de dependência (paternalista), ainda tão enraizada na consciência coletiva.

Todos os dimensionais/Projeto Portal estão na condição de SS (Sábio/Sumo Sacerdote/Sacerdotisa), portanto, irão entrar agora em uma fase de trabalhar as suas magias do sorriso, do olhar e da voz e este poder mágico nos dimensionais/homens é menor em relação aos dimensionais/mulheres, porque eles têm apenas dezoito canais e elas possuem trinta e sete – com estas magias o dimensional irá aprender a trabalhar as Leis Universais, expandindo o seu campo eletromagnético (magnetismo pessoal) que deve ser bem direcionado.

Durante todos estes anos o dimensional/Projeto Portal trabalhou a sua energia da kundalini e agora chegou o momento de manipulá-la e controlá-la através da energia de sua magia (do olhar, do sorriso e da voz) – foi o que Jesus Cristo fez, treinando os seus apóstolos e discípulos, para que pudessem desenvolver satisfatoriamente a missão de propagar e de divulgar os seus ensinamentos.

Com a manipulação da energia de sua magia o dimensional torna-se um semi-deus, por direcionar o seu próprio destino e ao mesmo tempo torna-se realmente o seu próprio juiz, quando não consegue mais mentir para si mesmo e muito menos para o Universo.

A Energia não é boa e nem ruim, é a consciência do individuo que a direciona com o seu pensar/agir em um ou em outro sentido.

Quando no Projeto Portal se fala genericamente de energia envolvendo os dimensionais, esta se falando da energia que ele irradia ao nível de sua consciência, de sua capacidade mental e do seu pensamento, que é necessária para que ele possa fazer, realizar, produzir, construir e modificar tudo o que ele quiser, desde que ele tenha segurança em si – desde que ele saiba unir em si a Energia das Três Freqüências: Pensamento, Desejo e Vontade ou Pai, Filho e Espírito Santo.

A Energia/Força resultante da Santíssima Trindade é a Energia Neutra do Amor Uno, que Jesus Cristo a manipulou com o recurso da Energia Taquiônica ou do Pensamento.

O dimensional desperto e iniciado não tem que seguir as regras universais, que os outros (planetários e mesmo os dimensionais inconscientes) nelas experienciam, ele tem é que seguir a sua própria regra, se direcionando sem o livre-arbítrio para o seu compromisso missionário.

O dimensional/Projeto Portal desperto e iniciado tem uma energia diferente de outros indivíduos – como ele já em missão não tem livre-arbítrio, não tem também mais carma e nem darma e, portanto, nesta situação as pendências entre eles são resolvidas com relativa facilidade.

O nível de consciência do dimensional/Projeto Portal hoje é muito maior do que há três anos, o que está lhe permitindo uma mudança radical e para melhor em sua vida e, por isso, que os “Seres” estão lhe proporcionando as condições necessárias para que programem a sua própria vida, porque sabem que esta programação será sempre utilizada de forma “positiva” – mas, se algum dimensional ainda utilizar desta sua atual capacidade vibratória de maneira não correta e se desarmonizar, ele será trabalhado pelos “Seres” para se equilibrar e este seu poder será diminuído e o “estrago” que cometeu será anulado por um comando mental que lhe será direcionado.

Ninguém explora ou burla ninguém pelas Leis Universais, porque a interação entre os indivíduos de acordo com estas Leis – ao nível do subconsciente – só se dará como uma “ligação energética”, se ela for justa para ambos.

Neste novo momento de sua jornada missionária o dimensional/Projeto Portal já deve estar percebendo que desenvolve “qualidades mentais” voltadas para as suas habilidades ativas de sacerdote/sacerdotisa, que deverão a partir de agora serem mais exteriorizadas, ajudando-o, no despertar de sua caminhada missionária de propagação e divulgação e também o habilitando para a sua capacidade de gerar energia.

A seleção dos dimensionais para a abertura dos trabalhos vibratórios na Fazenda Boa Sorte é feita pela orientação dos “Seres”, portanto, quando o Mediador chama algum dimensional com este objetivo, ele já passou por toda uma codificação dos “Seres”, que o escolhem tendo em vista as informações “recebidas” de sua freqüência vibratória.

O Projeto Portal chegou agora à sua atual realidade junto aos “Seres” – depois de um trabalho missionário incansável e hierárquico do Mediador e de outros dimensionais que com ele persistiram e durante todo este tempo estava sendo feita a seleção dos mil quatrocentos e quarenta dimensionais, número este que na verdade foi até superado por causa do nível de consciência-razão daqueles que com o Mediador persistiram.

O Projeto Portal desde o ano de 1999 com a entrega da “Primeira Placa” vem sendo construído energeticamente – com a ajuda do Mediador – por determinados dimensionais, que “puxam” os trabalhos vibratórios necessários para a ocasião, como acontece agora com aqueles que estão “puxando” os trabalhos de contatos verbais com os “Seres” para fins de orientação missionária – depois deles virão outros que com certeza também puxarão outra freqüência necessária para a ocasião, continuando ajudar a construir cada vez mais em sua sutileza vibratória o Grande Corpo de Energia Cósmico-Divino conhecido como Projeto Portal.

Nenhum destes dimensionais é melhor que os outros dimensionais, eles apenas foram sinalizados pelos “Seres” para um nível de responsabilidade e, talvez, até para resgatarem um compromisso missionário anteriormente não assumido.

Atualmente os dimensionais/Projeto Portal para desenvolverem o seu compromisso cósmico estão sendo divididos nos grupos de trabalho Luz, Sublimação e Alquimia e, estes três grupos ou freqüências devem funcionar harmonicamente entrelaçados, para que constituindo um Corpo de Energia com objetivo já codificado nos Planos Superiores de Vibração, se mostrem coletivamente em seu modo de pensar e agir em sintonia com uma Nova Consciência – necessária ao “Novo Tempo do Dourado”.

Como acontece no plano físico, quando um carro para funcionar perfeitamente são necessárias três qualidades entrelaçadas de um motorista competente, de um veiculo tecnicamente montado e de uma gasolina sem impurezas, assim também nesta mesma ordem os grupos Luz, Sublimação e Alquimia para que “funcionem bem”, devem se entrelaçar harmonicamente com os seus participantes tendo a certeza que nenhum grupo é melhor ou mais importante que o outro, porque todos os três têm a mesma importância dentro do Corpo de Energia que está se formando e procurando o mesmo objetivo – um grupo necessita do outro para que energeticamente os três funcionem como um Todo.

O objetivo dos “Seres” é o de irradiarem energeticamente uma determinada freqüência, para que a população através dela possa ser ajudada em relação a todos os itens citados na relação dos Grupos Luz, Alquimia e Sublimação.

O compromisso do SS (Sábio/Sumo Sacerdote/Sacerdotisa) se fará muito mais no dimensional em sua condição de líder e, neste sentido, ele está sendo vibratoriamente preparado pelos “Seres” para a sua missão, que é especial e divina.

O dimensional SS é o indivíduo, que possui ao nível de sua consciência, a condição para exercer o seu compromisso cósmico-divino dentro das Leis Universais – portanto, em sintonia com a Sabedoria Universal.

Por enquanto, o dimensional/Projeto Portal não percebeu o quanto ele aprendeu nestes anos todos de Luz/informação – quando literalmente com Ela vem interagindo, com Ela vem se informando e aprendendo e, adquirindo um outro nível de consciência-razão.

No trabalho da “Chuva de Luz” que “cai” em espiral e que ultimamente vem acontecendo na Fazenda Boa Sorte, alguns dimensionais com ela interagem sentindo a sua energia e outros ainda “a vêem” caindo sobre eles na forma de Partículas de Luz e esta interação energética ajuda os dimensionais desenvolverem sua Energia de Sublimação, que os capacita transformar automaticamente toda a energia “negativa” em sua volta para energia “positiva” – se o dimensional tiver o necessário nível de consciência plenamente compatível para o que ele almeja, ele também obterá plenamente o que procura.

Os “Seres” nunca interferirão de maneira “negativa” na vida profissional e particular do dimensional em sua condição humana, o que eles poderão fazer é dar ao dimensional informação suficiente para que ele tenha condições de levar a sua missão à frente – sem sacrifícios.

A partir do momento que cada dimensional assinou a sua “Placa” e depois já na terceira dimensão assumir o seu compromisso, em seu subconsciente já está aceito a regra que nenhum dimensional trairá o outro ou aproveite de sua habilidade para enganar outros indivíduos (planetários), como ele já fez no passado remoto – ele está no aqui agora sinalizado pela sua “Placa”, para reparar o seu erro milenar.

A missão do dimensional/Projeto Portal é informar a população para que ela se prepare e se despertando, se redirecione, entretanto, não está na obrigação do dimensional “salvar” os indivíduos, como mostram muitas religiões em “apelação emocional” – cada um é que deve procurar se salvar.

A população precisa estar corretamente informada – e, isso é que o dimensional/Projeto Portal deve fazer em sua missão de propagação e divulgação.

O dimensional deve apenas confiar nele mesmo, no Universo e em Deus – a Energia/Freqüência que nele vibra lhe propicia agora a realização de seu compromisso missionário, portanto, para que ele leve a sua missão à frente, ele deve estar em equilíbrio emocional para que não seja induzido – não seja condicionado por outrem.

O próprio indivíduo/dimensional é que tem que desenvolver o seu poder de se livrar das adversidades e não ficar como muitos, que se submeteram às codificações mentais elaboradas por outros e, principalmente por líderes religiosos.

Aquele dimensional que foi direcionado para um determinado trabalho, ele foi antes testado e avaliado, foi feito nele antes uma “varredura” – uma leitura pelos “Seres” – e, portanto, quando o Mediador chama algum dimensional para uma determinada missão, ele já sabe que este dimensional tem plenamente a capacidade para realizá-la dentro da linha dos trabalhos do Projeto Portal.

A missão que cada um vai assumir é o que ele pode realizar, porque foi ele mesmo que a escreveu em sua “Placa”, portanto, não são os “Seres” que darão a missão ao dimensional, eles apenas o ajudarão, relembrando-o o que já está registrado em sua memória, o que deve ser até o ano de 2014 transformado em missão para o beneficio de toda a população.

Os “Seres” desejam que cada dimensional/Projeto Portal caminhe com as suas próprias pernas, mas, que todos façam esta caminhada juntos.

A conquista de um deve ser a conquista de todos e aquele dimensional que abre uma trilha agora para que todos nela caminhem, amanhã ele estará caminhando em uma trilha aberta por um outro – todos juntos estão construindo o longo caminho da evolução.

O mês de setembro/2007 será o prazo máximo para que o dimensional/Projeto Portal comece a ter a sua interação de conversação com inteligências de outras dimensões, mesmo que esta interação seja por um segundo e mesmo que o dimensional não entenda o que lhe for transmitido, escutando apenas murmúrios.

Os “Seres” querem até setembro/2007 o maior numero possível de dimensionais/Projeto Portal preparado para o contato verbal com eles – como eles próprios disseram: “prepare o máximo do máximo de pessoas que no grupo já estão ativas para o contato verbal e sem mais necessidade de teste do medo, porque vamos mexer na vibração delas, vamos acompanhá-las desde o momento que saírem de suas casas até o momento para ela regressarem e durante todo este período estarão sendo trabalhadas”.

O dimensional que está mais tempo no Projeto Portal, mas, que não despertou a sua paranormalidade de Sacerdote e de Sacerdotisa até setembro/2007 – tendo em vista principalmente a sua interação com os Seres Inteligentes de outros Planos de Realidade e de outros pontos do Universo – ele não a despertará mais.

O dimensional que não será mais desperto, começará a se sentir incomodado, com angustia, com um vazio inexplicável, com sensação de saudade e outras sensações físicas não agradáveis.

Até o final de setembro será concluído o numero dos dimensionais que conversará verbalmente com os “Seres”, que informarão para cada um deles qual dos quatro caminhos ele estará naquele momento e se o dimensional entrar no quarto caminho, ele perde a proteção dos “Seres” e fica em uma vibração compatível à dos planetários.

Às vezes o dimensional oscila dois ou três dias fora do seu caminho que está dentro das três opções, mas, depois ele volta para a sua opção, sem saber muitas vezes desta sua oscilação.

O contato é a conseqüência de um trabalho direcionado e do nível evolutivo já alcançado pelo dimensional – portanto é uma conquista sua.

O contato atualmente é para receber informações/esclarecimentos e depois transmiti-los em beneficio do próprio contatado e de outros indivíduos, possibilitando-os reciclar os seus pensamentos que devem ser direcionados à sua evolução e este “benefício de contato” é que os “Seres” esperam de todos, principalmente do dimensional/Projeto Portal contatado – o contato apenas pelo contato é estéril, não tem um sentido maior.

O contato não é um troféu e nem ele acontece para “massagear o ego” de alguém, cada dimensional tem uma missão, tem uma freqüência e em ressonância com ela, é que o contato acontecerá, portanto, alguns terão interações de contato com Luzes Inteligentes, outros com os Seres Intraterrenos e outros ainda com os Seres Extraterrestres das quarenta e nove raças ou não.

Todos os níveis de contatos têm a mesma importância dentro do Corpo de Energia – dentro do “Todo Projeto Portal” e quanto mais contato tiver o dimensional/Projeto Portal, mais será a sua responsabilidade com tudo e com todos.

Quando acontecem contatos com Manifestações Luminosas, que são Corpos Energéticos Conscientes – nem sempre valorizados por alguns dimensionais – estas Manifestações/Freqüências Luminosas interagem com o dimensional, trabalhando-o no sentido de sua vibração/evolução através das suas sete camadas de aura, proporcionando-lhe equilíbrio geral ao nível dos planos físico, mental e emocional.

Os contatos em si com os Seres Extraterrestres (seres da terceira dimensão) não ajudam o dimensional a evoluir, ao contrario de suas interações com as Luzes Inteligentes, mas é o dimensional é quem faz ou não dos seus contatos programados uma “fonte de evolução”, se ele for capaz ou não de assimilar as informações que os “Seres” lhe passam e proceder ou não de acordo com elas – mas, de qualquer maneira o contato é conseqüência do esforço mental do dimensional, do seu nível de evolução, do seu trabalho para que ele ocorra e, portanto, é uma conquista sua.

De agora em diante a sonoplastia será apenas considerada experiência de contato e não um contato em si, que será apenas o verbal com o dimensional entendendo o que os “Seres” dizem – os “Seres” serão claros e diretos, eles se identificarão e poderão passar informações ao dimensional em qualquer local, alertando-o se for o caso para tomar uma atitude em relação aos acontecimentos vindouros.

Os momentos que antecedem aos contatos com efeitos da sonoplastia pela quebra de galhos e de pedras caindo são recursos dos “Seres” para preparar o campo vibratório e emocional do dimensional.

O choque do impacto que gera um susto momentâneo facilita a leitura do dimensional através de dois Seres Ultradimensionais, que estão sempre em seu campo energético, orientando o Mediador em sua missão de mediar e nela, orientar da melhor maneira cada dimensional em seu despertar.

Portanto, nos trabalhos vibratórios os Seres Ultradimensionais estão sempre decodificando/”medindo” o dimensional em seu nível de consciência-razão, de apego emocional e material em relação a tudo e a todos – eles “acusam” também se o dimensional sai ou não da faixa de tolerância e ainda se ele move mais ou menos pelos seus instintos na densidade da matéria ou pela sua sutileza vibratória no sentido de desenvolver a sua intuição/percepção.

Desenvolver a percepção holográfica facilita o dimensional “ver” os Seres Ultradimensionais, que por sua vez facilitam a percepção/”visão” dos Seres de Luz, que trabalham os dimensionais para que tenham tanto contatos com seres físicos quanto outras “regalias” vibratórias.

O dimensional Projeto Portal inicia a sua preparação para a sua interação de contato a partir do nível do sutil para o denso/físico, tudo é uma questão de freqüência que lhe possibilita desenvolver a sua percepção extra-sensorial – que é o conjunto de todas as suas faculdades mentais, que ele termina por desenvolver mais uma ou duas e, neste ínterim ele deve é se precaver em relação às visões astrais, que muitas vezes são resultados da sua imaginação e que interferem e atrapalham o que poderia ser realmente uma visão (holográfica) de contato.

Com a sua visão periférica ou fora de foco é que o dimensional consegue “ver”/perceber as holografias, que trazem mensagens, direcionamentos e alertas – se ele conseguir decodificar o sentido destas manifestações.

A holografia é uma “aproximação” maior do dimensional com a quarta dimensão e também muito necessária quando ele precisar de ajuda, “vendo” com o recurso dela entrada de cavernas, vórtices de energia, etc.

A “visão”/percepção das realidades paralelas holográficas será muito importante nos tempos vindouros, quando sinalizará para o dimensional que ele está dentro da esfera protetora dos “Seres” – resguardando-o, para que ele possa também resguardar outros indivíduos.

O dimensional que desenvolve a sua “percepção holográfica”, paralelamente desenvolve a sua freqüência mental/vibracional de maneira fenomenal.

Quando um trabalho vibratório está sendo feito e vários grupos de dimensionais são espalhados pela Fazenda Boa Sorte, todos estes grupos fazem parte de um “Todo Energético” e, portanto, tanto os liderados quanto os líderes destes grupos têm neste “Todo” a mesma importância, nenhum é nele mais especial que o outro e neste momento todos possuem – ou deveriam possuir – a mesma responsabilidade.

Não pode existir discriminação/preferência naqueles que buscam a evolução – auto-iluminação, portanto, quando nos trabalhos que recentemente estão acontecendo no Projeto Portal são formados grupos que são liderados por dimensionais veteranos mais experientes, os participantes destes grupos não devem ficar escolhendo em que grupo quer ficar em função de quem o lidera e ainda escolher o local para onde quer ir, que normalmente é mais perto da sede – a não ser que ele tenha um motivo justo, quase sempre em função de sua saúde.

O contato quando é programado, significa que o dimensional já está pronto naquilo que quase sempre envolve a sua missão e que os “Seres” querem falar com ele neste sentido.

Nos contatos programados na Fazenda Boa Sorte quando existe no local do contato alguma interferência na forma de uma freqüência não permitida (um indivíduo intruso), os “Seres” avisam o Mediador desta ocorrência, que sempre atrapalha ou mesmo interrompe o contato, mas, se os “Seres” mesmo assim com este intrometimento se manifestarem este indivíduo pode até se prejudicar fisicamente, porque ele não está na vibração de interação para aquele momento – ele não possui o devido suporte energético.

As interações de contato não são uma brincadeira – são momentos de muita seriedade e até mesmo sagrados

Os dimensionais/Projeto Portal foram preparados durante dez anos para terem conversação direta com os “Seres” direcionada agora à sua missão e os “Seres” durante todo este tempo nunca fizeram questão de serem vistos – esta vontade foi sempre dos dimensionais, porque a vontade deles foi sempre que o dimensional estivesse disposto ajudar a população, despertando-a para um estado de consciência coletivo menos emocional/conflitante e mais compatibilizada com uma maneira de pensar/agir mais harmônica.

Até agora (setembro/2007) o dimensional que está atuante no Projeto Portal, foi trabalhado pelos “Seres” para que ele pudesse chegar agora na condição de ser diretamente direcionado por eles, orientando-lhe em sua missão e, com isso, o Mediador poderá agora trabalhar cada dimensional durante três anos – quando poderá passar para cada um, segredos que envolvem a sua missão e até mesmo passando-lhe informações de sua vida pessoal, se for necessário.

O compromisso real do Mediador desde o início seria o de preparar os dimensionais, trabalhando neles o que fosse necessário – em um trabalho que deveria ser individual e, portanto muito laborioso e minucioso, quando em cada um seriam trabalhados a sua camada da aura e todo o seu campo vibratório que ativado lhe permitiria alcançar o nível de contato que atualmente inicia-se no Projeto Portal – os “Seres” é que iriam apontar para o Mediador, o que no dimensional deveria ser trabalhado – missão que ele só agora vai poder realmente realizá-la.

Foi a partir do intensivo de julho/2007 que se iniciou um novo momento para o Projeto Portal, quando se abriu uma nova pagina em sua história, onde os contatos verbais foram direcionados à missão de cada dimensional – chegou o novo tempo do dever missionário não mais inadiável, mas, chegou também a ajuda direcionada e inesperada para situações e momentos positivamente há muito esperados.

A intensidade da luz trazida pela “Nave de Gemus” no último intensivo de julho de 2007 na Fazenda Boa Sorte foi significativa e sinalizadora para uma seqüência de trabalhos com os dimensionais/Projeto Portal, que já alcançaram um nível vibratório considerável e, portanto, interações a nível holográfico como vinha acontecendo apenas no sentido de um direcionamento energético, foi uma etapa que já finalizou

Cada item que o dimensional cumprir de seu cumpromisso, os “Seres” lhe passarão mais informações e se for preciso ser feito algo que foge da capacidade de realização do dimensional e mesmo de sua compreensão, os “Seres” o ajudarão e, finalmente, se for necessário que eles se mostrem, eles se apresentarão até fisicamente para ajudá-lo.

O momento em que vive o dimensional/Portal deve ser menos de teoria e mais de prática em todos os sentidos – inclusive, para que ele possa em conversação direta com os “Seres” exercitar a velocidade do seu pensamento, tornando-a mais rápida e, assim, elevar o seu nível vibratório.

Para o exercício de sua missão com o fim de ter uma perfeita comunicação com os “Seres” sem nenhuma interferência, é preciso que a energia gerada pelo dimensional, lhe proporcione a necessária velocidade do pensamento, para que a sua mente “encontre” a maneira de atuar/interagir com a matéria, que também facilita a sua comunicação de contato – ou – de entender os “Seres”.

Se o indivíduo não tiver equilíbrio emocional, ele não terá discernimento, mas, ao mesmo tempo se ele for muito racional, ele não conseguirá interagir com as Energias Inteligentes, porque não terá a sensibilidade para isto. Portanto, é sempre necessário neste sentido, que ele fique no ponto de equilíbrio.

Quando o dimensional tiver contato de quinto grau – quando os “Seres” tocarem nele fisicamente – todas as camadas de sua aura ficarão duplas e ele ainda ficará com mais facilidade de “encantar” outros indivíduos, atraindo positivamente para si oportunidades e situações, portanto, tornando a sua missão mais fácil.

As verdades que Cristo Jesus disse de maneira simples e direta e que também as vivenciou, transcende os fundamentos da física quântica, transcende mesmo a manipulação das Leis Universais – e, como Ele fez, o dimensional desperto e iniciado com o auxilio dos “Seres” deve também fazer – vivenciar outros mundos, sem perder o controle de si mesmo, “sem tirar os pés do chão”.

E, o dimensional não deve esquecer que a avaliação da humanidade se dará em torno do ano de 2012, mas, o seu julgamento vibracional pelos “Seres” se dará até o dia 27 de março de 2008 – que ele consiga então, aprendendo a se perceber como dimensional e nesta condição proceder, passar por este julgamento e alcançar posteriormente a sua Transmutação.

O dimensional desperto e iniciado já é consciente de sua Essência Divina e que Ela é a “Matriz” de onde origina a Força Coesiva do Amor e, o Amor com o seu sentido de Unicidade, se expressando com a sutileza da Sabedoria Divina e preenchendo o Ser com a Sua Luz, é que “constrói” o Arquétipo Divino Homem (Positivo) – Mulher (Negativo) ou o Ser Andrógino – Luz.

O dimensional deve reaprender a devolver ao Ser que nele vibra a sua Identidade Divina, para que lê possa reconquistar verdadeiramente o direito de ser livre.

Portanto, espelhando-se nos Seres de Pura Luz/Energéticos com a sua Consciência Expansivo-Coletiva, o dimensional deve trabalhar para exteriorizar o Ser de Luz que nele existe, sintonizando a sua consciência com a Consciência/Sabedoria Universal e, de acordo com Ela proceder e, neste sentido ele deve se expressar pela impessoalidade, para que possa facilitar a sua comunicação com o Centro Uno do Amor, de onde irradia a Energia que vivifica tudo e todos e que “constrói” o sentido de Unidade.

A Energia do Amor é a “Verdadeira Moeda”, porque estabelece a troca rítmico-balanceada de Ser a Ser – e, portanto permite a verdadeira reciprocidade entre os seres humanos.

O dimensional iniciado que já interage consciente com a Energia de Sublimação, ele já começa a se realizar na Espiral Cósmica do Ser – a pensar/agir na vida a serviço da Vida, ele já começa dar também à sua condição humana o Caráter Divino, se espelhando com a energia de sua Vontade, de seu Desejo e de seu Pensamento em Cristo Jesus e, assim, como “filho” do Amor – de Deus Pai-Mãe – ele deve pela sua impessoalidade levado pelo sentido de Unicidade se preparar para a sua volta ao “Lar”, para a volta à sua Origem Divina através de sua Transmutação.

O individuo/dimensional com a elevação de sua consciência, com a polarização de sua Energia “direcionada” para o “Estado de Neutralidade” na Sublimação, deve acordar o Ser Divino que nele ainda dorme, sintonizando-o com a Liberdade Plena da Luz – com a Força de Liberação que ele “É”.

O dimensional que já procura “se despir” de sua condição humana, já sabe também que não há mais prorrogação, que não há mais oportunidades para desperdiçar, que ele apenas dispõe daquela oportunidade que ele já percebe ou mesmo que já sabe e, que não deve jogá-la fora – a do seu compromisso.

Dentro do “Código do Amor” foi que o dimensional/Projeto Portal absorveu em sua Freqüência de Vibração cada Centelha Divina da Energia Crística, potencializando e acelerando o campo magnético de todos os elétrons do seu corpo físico, que buscam agora a sua liberação, que através dela é que o dimensional poderá readquirir o seu Corpo de Luz e perceber que a Energia (Neutra) do Amor é a Energia/Luz e a Sustentação de tudo o Criado.

O dimensional que agora sintoniza com a “Regência Divina do Amor”, mas, que reconheceu a violação anterior de Sua Lei, deve trabalhar consoante com as Leis Universais de Causa-Efeito e de Ação-Reação para retornar à Ordem cada átomo energeticamente mal usado – apenas aquele que está realmente em desempenho do seu compromisso, portanto, não mais sujeito às Leis do Darma e do Carma está neste sentido resguardado.

Os cento e quatro mil dimensionais já selecionados pelos “Seres” compõem atualmente o “Corpo Energético – Vivo do Consolador”, que está em ressonância com o Corpo Energético que veio dois mil anos atrás para semear a semente de uma Nova Consciência e que possibilitou o Corpo Energético de hoje do tempo da colheita ir baixando o tempo da Terra, para que se colha agora – no Novo Tempo – o que naquele tempo foi semeado.

Chegou o Momento. Foi irradiado tudo que corresponde ao Acionar Divino, portanto, o dimensional vive o momento em que ele deve responder a si próprio, tornando-se irrevogavelmente o juiz de si mesmo perante o Universo – ele está submetido à disposição do seu compromisso, portanto, à sua entrega pela Liberação do Ser que nele existe e que o impele buscar em seu transcender a Luz Divina, que o impele para a sua Transmutação.

O momento é principalmente do dimensional/Projeto Portal, que deve colocar em pratica o que ele nestes anos todos aprendeu, quando direcionado pelos “Seres”, se tornou uma verdadeira “usina” de energia mental-vibracional, portanto, ele deve direcionar sempre a Energia do seu pensamento “positivamente” não só para si como também para todos e para tudo, para que através dela possa cumprir no aqui agora o que para ele já está codificado nas Linhas do Tempo e possa também na faixa de tolerância não se desequilibrar – sabendo energeticamente se direcionar à medida que o “Tempo da Terra” for baixando.

 

___________________________

Compilação de Antônio Carlos Tanure

Translate »