Postado por

Meu contato com Silas e Ítalo, pleiadeanos.

Meu contato com Silas e Ítalo,   pleiadeanos.
Print Friendly, PDF & Email

De Mercedes Maria Fassini (mmfassini@gmail.com) – em Março de 2009


PREÂMBULO

Em primeiro lugar, devo dizer que todos os momentos altos de minha vida de dimensional foram ancorados na sustentação energética dos participantes aos eventos do momento, sem a qual pouco êxito teria obtido.

1 – Assim aconteceu no dia 01/01/2001, quando, na caverna (Milharal), abriu-se um portal, e eu recebi a Placa Física. 
Duas ou três centenas de pessoas, unidas, dançavam e cantavam em frente à recepção (PP), mantendo acesa a energia vibracional necessária para que eu pudesse acessar a placa. 
2 – Foi mágico o meu contato com Lilith no “deserto” de Minas do Camaquã, RS, em 30/11/09. Enquanto o grande grupo andava pela trilha e oito pequenos grupos executavam atividades paralelas, “ralando” no cansaço da madrugada, eu e outras quatro pessoas, extasiados, ficamos a contemplar a beleza da mulher-divindade. 
3 – Em 17/02/09 não podia ser diferente. No Platozinho dos Intras, encontravam- se cento e dois compromissados. Ali também estavam muitos dimensionais que ainda não haviam recebido compromissos. Energeticamente unidos, vibravam pelo sucesso dos que entravam na trilha, buscando encontrar-se com seres da nona dimensão e deles receber o compromisso.

Os três eventos marcaram profundamente minha vida. Ao lembrá-los, mais do que a euforia, a humildade se apossa de mim. Percebo que, sozinha, pouco ou nada teria conquistado.

A todos, isto é, aos seres, ao Consolador e aos dimensionais que me sustentaram meu sincero agradecimento.

O CONTATO

Era aproximadamente uma hora e meia da madrugada de 17/02/09. Seguindo o chamado dos responsáveis, entrei na trilha, tranqüila, esperançosa, humilde. Estaria eu na antecâmara da entrevista mais importante da minha vida?

Havia dado cerca de duzentos passos, quando pedras começaram a cair de ambos os lados da trilha. Foi um diálogo, no início, sonoplástico e, logo depois, verbalizado.

Um grunhido másculo se fez ouvir, dando sinais de conversação. Percebi logo que aquele era o meu momento, a minha hora, a hora do encontro…

EU – Oi, vocês estão aí? 
ELA – Sim. Muita gente precisa de você. Verdades ocultas.

EU – Você pode repetir? 
ELA – Sim. Muita gente precisa de você. Verdades ocultas.

EU – Como posso ajudar a tais pessoas? 
ELA – TV, mídia sob todas as formas e, também, locadora.

EU – Não tenho muita experiência, nem conhecimentos na área. A quem posso pedir ajuda? 
ELA – (citou os nomes de duas pessoas do Projeto). Nós ajudaremos financeiramente.

EU – Você sabe o meu nome? 
ELA – Sim. Mercedes!

EU – E vocês, quem são? 
ELA – Sila.

EU – Não entendi. 
ELA – Sila.

EU – Não entendi. (Escutei então o famoso assobio ajustador de frequência). 
ELA – Sila.

EU – Sila. E o companheiro? 
ELE – (grunhidos)

EU – Não entendi.(Novo assobio).

EU – Sila, você pode me dizer o nome do companheiro? 
SILA – Sim. Ítalo.

EU- De onde vocês são? 
SILA – De Plêiades.’

EU – De que dimensão? 
SILA – Da nona dimensão.

EU – Eu também sou de Plêiades. (Nada falaram)

EU – Sila, você já viveu aqui na terra? 
SILA – Sim. Há 4100 anos. 
SILA – Temos três metros de altura.

EU – Não estou vendo vocês. Por quê? 
ÍTALO – (Falou algo mas não entendi).

EU – Não entendi. 
SILA – Carga elétrica oscilando.

EU – Mostrem onde vocês estão. 
SILA – Dê quatro passos, entrando na mata.

EU – E agora, qual a distância entre vocês e eu? 
SILA – Um metro.

EU – Continuo não vendo vocês, mas não quero que se densifiquem. 
SILA – Olhe a minha holografia.

EU – (A copa da árvore começou a movimentar-se) . Você é da altura da árvore? 
SILA – Estou levitando.

EU – Sila, acenda a luz no frontal para eu ver você. (Imediatamente, num triângulo, formou-se um olho em meio a uma luz purpúrea, que se estendia ao longo do corpo, em linha reta).

EU – Ítalo, quero ver você também. 
ÍTALO – (Ele deixou aparecer logo o terceiro olho, igual ao de Sila, com as mesmas cores e forma, um pouco mais elevado).

EU – Quando vou poder ver vocês fisicamente? 
SILA – No quinto contato.

EU – Quando será o próximo? 
SILA – Daqui a três meses.

EU – O livro “ANDARILHOS DO UNIVERSO” está esgotado. Devo fazer nova edição?

SILA – (Percebi que Sila falou com Ítalo, quando disse:) Não. Precisa fazer GIBI.

EU – Não entendi. 
SILA – GI-BI.

EU – Livro infantil? 
SILA – Não. GI-BI.

Ítalo – GI-BI

EU – Não entendi. 
SILA – Fazer GIBI com o Consolador.

EU – Gostaria muito de conhecer o LIVRO DA VIDA. 
SILA – O Consolador já escreveu setenta páginas. Não continuou por falta de tempo. Ajude a criar tempo.

EU – De que forma? 
SILA – Atuando, desenvolvendo- se, conversando. Você tem liberdade com ele.

EU – Como está meu trabalho paralelo? 
SILA – Estamos muito contentes. É trabalho prolongado.

EU – E o grupo de LIlith? 
SILA – Estamos também muito contentes com o trabalho.

EU – Estou fazendo um exercício difícil. Podem me ajudar? 
SILA – Sim.

EU – Na semana anterior à minha vinda no PP, às três horas, fui acordada por um barulho estranho. Vi no quarto uma luz vermelho/dourada ovalóide. Era minha alma chama? 
SILA – Não.

EU – Eram vocês? 
SILA – Sim. Nós sempre a acompanhamos e lhe amamos muito.

EU – E a alma chama, quando a verei? 
SILA – 2010.

EU – Devo sair de Porto Alegre? (Demorou um pouco) e respondeu: 
SILA – Nós cuidamos disto e avisaremos.

EU – E quem tem dinheiro investido? 
SILA – Nós avisaremos. Cuidamos disto. 
SILA – Monumentos.

EU – Vocês construíram monumentos? 
SILA- Sim.

EU – Onde? No Egito? 
SILA – No Egito, na América do SUL e no México.

EU – Na América do SUL, ao norte do Brasil? 
SILA – Sim.

EU – Na floresta amazônica? 
SILA – Sim.

EU – Eu tenho missão na Amazônia? 
SILA – Sim. Com o Consolador.

EU – Quando deverá ir a expedição? 
SILA – O mais rápido possível.

EU – O que nos falta são recursos financeiros. (Não houve ponderações). 
SILA – Terceiro Segredo de Fátima. Não é verdadeiro o que se fala. Fátima somos nós, conforme a crença das pessoas.

EU – Por que tanta dificuldade em progredirmos na evolução? 
SILA – Nível de consciência. Diga às pessoas (do Projeto) que tenham calma e tranqüilidade. Todas terão seu contato.

EU – Eu fui criada acreditando em dogmas e assistindo a missas. Agora, deixei isto de lado. Estou no caminho certo? 
SILA – Sim. São criações dos homens.

EU – Tenho um irmão padre que me condena por estar no Projeto Portal. 
SILA – Ele se renderá às evidências.

EU – Sila, cuide de minha família. 
SILA – Nós cuidamos.

EU – (Mostrando certa ansiedade, suspirei). 
SILA – Calma.

EU – (De imediato tranqüilizei- me). Sila, muitas vezes sinto solidão e sensação de estar sozinha. 
SILA – Nós também.

EU – E o que vocês fazem 
SILA – Nós administramos isto.

EU – Tenho uma incomodação no seio esquerdo que me preocupa. 
SILA – Não é grave.

EU – Devo fazer cirurgia? 
SILA – Não.

EU – Uma pessoa, no Projeto, diz que me vê na casa dela, que a energizo e falo com ela. São informações corretas? 
SILA – 90%.

EU – Tenho pouca memória. Poderia ajudar-me? 
SILA – Sim. O kit dos compromissados ajuda muito.

EU – Posso recebê-lo? 
SILA – Sim, em maio, compromissados e não compromissados poderão recebê-lo.

EU – Tenho muitas saudades de Jesus. Passei minha vida voltada para Ele. Quando poderei vê-Lo? 
SILA – Você está sendo preparada para isto.

EU – Quem é a minha alma gêmea matriz? 
SILA – (Disse-me o nome).

EU – E a personagem bíblica? 
SILA – É… (Deu-me o nome e detalhes sobre ela).

EU – Vocês podem me ativar? 
SILA – Não precisa.

EU – (Já tinha surgido uma luz intensa no começo do contato. Suponho que tenha sido uma ativação). 
ÍTALO – (Falou algo. Não entendi) 
SILA – Levante as mãos.

EU – (Levantei as mãos abertas. Uma luz forte as iluminou). Por quê esta luz? 
SILA – Ajuste de todas as camadas da aura. Em março, sua freqüência vai mudar.

EU – Por que nos deram as sementes do pau-brasil? 
SILA – Ajuste de freqüência. 
ÍTALO – (Falou mas não entendi). 
SILA – Carga elétrica baixando.

EU – Gostaria de continuar muito tempo com vocês, mas há muitas pessoas esperando. 
SILA – Prossiga.

EU – Me ajude a sair da mata. Estou presa no cipoal. 
SILA – Sim. Siga à direita.

EU – (Assim fiz. De imediato, vi-me livre dos cipós). Obrigada pela companhia. Abraço-os. Sentirei saudades de vocês. 
SILA – As pedras que caíram fomos nós que preparamos. Amamos muito você.

EU – Eu também. Vibração.

Translate »