Postado por

Mundo mental além do mundo físico visível

Mundo mental além do mundo físico visível
Print Friendly, PDF & Email

O número nove em seu sentido simbólico-vibracional na história dos dimensionais:

O dimensional realmente em compromisso com esse novo tempo – era dourada, já deve ter mentalmente neutralizado o sentido vibracional do 666, já o percebendo transformado e codificado no número 999 – e, em sintonia à essa frequência agora oposta ele deve pensar e agir.

Esses números são mais que duas expressões numéricas. Ressonantes eles irradiam energeticamente no presente vibrações originadas do passado, mas agora já transformadas e voltadas ao futuro.

O número 666 está inserido na história cósmica dos dimensionais, quando grupos deles vieram à Terra em época remota, com o compromisso de despertar e direcionar naquela ocasião a população de um modo geral, mas falharam.

O número 999 representa estes mesmos dimensionais, que agora se resgatam com o cosmos. Agora ainda mais conscientes e mais aptos mentalmente buscam não só sua transmutação, como também interagem conscientes com os mundos paralelos e ainda intermediam as pessoas para essas interações.

As vibrações de ontem e de hoje contidas respectivamente nas frequências dos números 666 e 999, nelas se inserem o hoje Projeto Portal – e o mais recente ainda Reino de Dakila


As frequências dos números 666 e 999 estão simbolicamente inseridas no “contexto vibracional” Projeto Portal – hoje Reino de Dakila – Imagens da Internet.

Para esse início da reconstrução de sua história, dentro de sua realidade físico-humana, os dimensionais que estavam ”no espaço” da Fazenda Boa Sorte/MS-BR e “no tempo” em torno de 4h45min, do dia 10 de outubro de 1999, vivenciaram ali a grandiosidade de um momento, que já era esperado há seis mil e quatro anos, através da entrega da “1ª Placa”.

Ali e naquele instante com a entrega da “1ª Placa”, começou a alterar a frequência mental de todos os dimensionais conscientes e inconscientes, portanto começou a alterar a frequência mental de um terço da população da Terra.


”No espaço” da Fazenda Boa Sorte/MS-BR e “no tempo” em torno de 4h45min, do dia 10 de outubro de 1999, os dimensionais ali presentes vivenciaram a grandiosidade de um momento com a entrega da “1ª Placa Física”, que já era esperada há seis mil e quatro anos – Foto de Antônio Carlos Tanure.

Naquele instante o futuro e o passado entrelaçaram-se no presente pela entrega dessa “Chave Energética” como a “1ª Placa Física”, que permitiu a abertura do “Grande Portal” e que através dele permitiu também de maneira definitiva e decisiva o livre trânsito entre a terceira e a quarta dimensões.

Assim, com essa abertura energético-vibracional a partir de 1999 às realidades paralelas, estava assegurada a permanência no plano físico-terreno dos Guardiões dos Planos mais Sutis – dos Agentes Condutores das Mudanças a nível individual e planetário.

Estava assegurada a permanência na realidade física dos que podiam agora, ajudar mais diretamente os dimensionais irradiarem uma nova frequência mental-vibracional e, propaga-la por toda a Terra, possibilitando mais facilmente o surgimento de uma nova consciência.

Antes do ano de 1999 e mesmo no seu início, ainda despertava curiosidade e mesmo deslumbramento no dimensional o aparecimento dos seres ultradimensionais, que eram fotografados pouquíssimas vezes durante as atividades de campo. Mas com o passar do tempo (alguns meses depois) esse aparecimento tornou-se comum e mais constante em fotos com maquinas fotográficas digitais que naquela ocasião surgiam e, por isso, não mais despertando tanto interesse como antes.

O ano de 1999, quando a Xendra foi também fotografada no mês de julho (imagem abaixo), foi também um ano decisivo para o seu autor, em seu caminhar sempre para frente, que não permitia mais retorno.


A fotografia acima foi tirada no Hotel Fazenda Projeto Portal, em julho de 1999. Naquela ocasião seu autor ainda “mentalmente inexperiente” ao interagir com realidades paralelas, sentiu-se “meio entorpecido” no instante em que realizou tanto o clique físico fotográfico quanto o seu “clique mental”, que trouxeram essa imagem para o plano físico. Naquele instante tudo em sua volta lhe pareceu “meio confuso” em um opaco suavemente amarelo-esbranquiçado “entrelaçado” (misturado) à vegetação local, que parecia estar ao mesmo tempo fisicamente presente ao fundo e ao mesmo tempo diluída em uma névoa – Mais informações em Fotos analisadas, neste Site (Portal Pegasus) – Foto de Antônio Carlos Tanure.

A partir do ano de 1999 os mundos paralelos já interagiam mais diretamente com os dimensionais, orientando-os na transição planetária e os auxiliando na busca de um novo tempo. O salto quântico que se iniciou nesse ano para os dimensionais já despertos e que começou a acontecer também com os demais dimensionais por todo o mundo e, de um modo geral com o restante da humanidade (planetários originados da própria Terra), acelerou ainda mais a vibração voltada à transição planetaria.

Iniciou-se um momento de “transformação vibracional” no campo de energia (biomagnetico -aura) dos dimensionais, sintonizando-os ainda mais ao cósmico-divino, permitindo que eles em compromisso especial começassem a se tornar mais conscientes, compreender e perceber melhor “o aparente” em suas experiências mentais e emocionais em um mundo com o seu sentido de dualidade – de positivo-negativo ou, de bom-ruim ou ainda, de bem-mal como escuridão/luz, objetivando transcendê-lo com sabedoria, mentalmente “inserindo-se” à frequência de neutralidade (Linha B ou do Meio de suas Três Linhas da Vida).


Os três triângulos que “vieram” na “Placa Física” acima e acessada pelo dimensional que a fotografou (o triangulo do meio ficou completo posteriormente), eles sinalizam na “linguagem” dos símbolos a presença de uma outra realidade mais sutil e de mais luz (“viajante no tempo”), que está em ressonância energético-vibratória já através do número 09, com esse dimensional em sua momentânea condição humana na realidade físico-densa.
Mais informações no texto: Despertar de um dimensional, nesse Site (Portal Pegasus) – Foto de Antônio Carlos Tanure

À partir de 1999 os dimensionais já em processo mental mais acelerado de despertamento, viram que foram vários os caminhos que antes procuraram, buscando a  auto Iluminação, mas começaram a perceber que ela só seria realmente alcançada quando conscientemente ativassem e acelerassem sua frequência de onda através do pensamento – iluminando-o. Impulsionado-o pelo desejo e pela vontade ou, vibrando-o através do Triângulo Pai, Filho e Espírito Santo, respectivamente nas frequências de realidade da quinta, quarta e terceira dimensões.

Hoje, no Reino de Dakila, em Zigurats, quase duas décadas após o ano de 1999, está sendo construída a Grande Pirâmide e nela   a sala O9 é o local onde os dimensionais já com outro nível de consciência interagirão com os mundos paralelos, trazendo deles informações e “conhecimentos especiais”, para propagá-los.

Nessa Grande Pirâmide aqueles que conquistaram a condição para estarem na sala 09, já alcançaram a frequência mental e de sintonia com esse número – ou, às frequências da sabedoria e da vitória.

Na vibração da sala 09 se insere ainda a frequência da nobreza, que com ela é barrada a atuação do “ego” vaidoso e ganancioso. Aqueles que já estão nessa sintonia mental, já percebem o verdadeiro sentido da superação, da organização e da distribuição. Eles não ostentam mais vícios de um passado remoto – e, ainda ajudam a construir um novo tempo, para que nasça uma nova era.

Eles já alcançaram a percepção que a “Sabedoria está em seu bolso, o Entendimento em seu coração e a Salvação em suas mãos”, como “instrumentos” poderosos e lapidadores do “ego”.

Esses dimensionais despertos emocionalmente renovados, estão em sintonia mental à “frequência transbordante”, já começando a alcançar o que buscam, tanto material quanto vibracional. Eles já percebem e agem em função de que o universo é “transbordante”, portanto devem também em sintonia “transbordarem”” com disciplina, determinação e foco, para que consigam tudo que de fato sempre foi deles.

Os mundos paralelos deixarão para os dimensionais 09 revelações, sendo que as primeiras irão quebrar todos os paradigmas e mistificações, mas procurando não abalar o que nas pessoas está ainda como crendice. A 1ª revelação é a da Terra Convexa. A 2ª é a da Origem da Humanidade, que está relacionada de onde veio o homem e para onde ele vai.  A 3ª é sobre Jesus de Nazaré – O Cristo. A 4ª é sobre Deus.

O objetivo final do dimensional desperto é sua transmutação. E essa ocasião é sua grande oportunidade, para que ela agora (em 2018) aconteça com a abertura da “1ª Janela”, apesar de que ainda não se tem o momento preciso da abertura dela.

Em qualquer momento ela poderá se mostrar através de um forte “sacolejo” (ondulação) sobre a Terra. O que está previsto pelos mundos paralelos, é que a partir do mês de maio de 2018 essa “Janela” já começa a “se abrir” – e, quando acontecer esse momento com ela já definitivamente aberta, sua duração será no mínimo de 09 meses.

———————————————————

Ciência Lilarial através do mundo quântico – e, da mente e do pensamento:

O que o ser humano chama de natureza e que deve ser entendida de maneira mais ampla em seu mundo mental e de experiências, é uma das expressões ou manifestações da Energia Suprema/Deus para a realidade física, que “se constrói/mostra” ou, que se fundamenta através da luz, formas e cores – e, com o sol agindo como um intenso coadjuvante (muito mais que apenas uma estrela mencionada pela ciência astronômica), quando ele se mostra em sua verdadeira realidade energético-vibracional, só percebida ou alcançada pelo dimensional em frequência cerebral acelerada e em estado alterado de consciência.

Com conhecimentos agora trazidos à tona associados à Ciência Lilarial – e, também aos fundamentos da natureza, o dimensional desperto possui outra percepção, ao que para ele agora (mais consciente) se mostra através de uma “outra visão” – ou, ao que para ele antes se mostrava apenas como realidade física.

Ele já em outro padrão evolutivo, em outra frequência mental e em outro nível de consciência, possui agora também outra percepção além do que se mostra fisicamente constituído, “ao constata-lo” já em outra frequência de vibração e de realidade. “Constata-lo” como manifestação mais sutil e de vida em sintonia à Harmonia Universal – e, dentro de seu Sentido Maior Cósmico-Divino regido por outras Leis não mais para essa de sua atual realidade física, mas possuidoras de mesma holoinformação.


Através dos fundamentos da Nova Ciência – Lilarial, os dimensionais já em outro padrão evolutivo, em outra frequência mental e em outro nível de consciência, possuem agora também outra percepção além do que se mostra fisicamente constituído – Imagem da Internet

Abaixo dois trechos entre vários outros do texto “Por trás dos milagres”, que estão nesse Site (Portal Pegasus). Eles foram escritos no ano de 2011, com seu conteúdo procurando se expressar em sintonia à Mecânica Quântica, mas “encaixando-se” perfeitamente à Ciência Lilarial, mesmo sendo essa Ciência naquela ocasião desconhecida desse dimensional.

São duas experiências mentais que aconteceram no Recanto de Havalon. A primeira quando o Sol sobre a “Montanha de Rankstar” (naquela ocasião ainda chamada de “Montanha do Asthar) se mostrou e foi fotografado na forma de um “Olho Cósmico” e, a segunda quando ele ficou “rodopiando” sobre o “Morro dos “Arquivos”.

São dois instantâneos fotográficos, que apesar de terem sido registrados a partir da realidade física, eles não estavam circunscritos à ilusão limitadora dos sentidos normais, quando com seus “cliques mentais” o seu autor registrou instantes do mundo dos Símbolos – e, de Cor, Luz e Vida, em outra Realidade que “traz” a forma ao mundo pseudoreal –ou, que sintoniza com “O Mais Verdadeiramente Real”, além da ilusão física do chamado mundo real.

A foto a seguir com o “Sol em zoom” foi tirada na Fazenda Hotel Projeto Portal, com uma câmera pentax focalizando o Sol sobre a “Montanha do Asthar” (Montanha São Jerônimo), no dia 07/03/2000, às 06h00min. E nela vê-se que: “no núcleo do Sol, aparece outra coloração… Esses resultados são surpreendentes: um Sol que se “transforma” em algo parecido com um olho, constituído por uma íris colorida e uma pupila com uma espécie de catarata no seu interior. O que seria essa forma estranha que aparece próxima ao centro do Sol? Um objeto com um formato irregular, comprido passou no centro do Sol no momento da foto? Muito estranho! ” – Árjuna Panzera, Professor de Física aposentado da UFMG. Mais informações na Página Fotos Analisadas, nesse Site (Portal Pegasus).


Imagem do Sol em um instante como um “Olho Cósmico” sobre a “Montanha do Asthar” (Montanha São Jerônimo) – Foto de Antônio Carlos Tanure

A primeira foto acima identificada pelo seu autor como “Olho Cósmico”, no momento que ela foi tirada do alto da “Montanha dos Arquivos”, o Sol sobre a “Montanha do Asthar” aparentemente diluiu (desapareceu) em um dourado intenso e em uma luminosidade diferente como fosse viva, que não machucou os olhos do dimensional e que cobriu todo o vale onde está a sede do Hotel Fazenda Projeto Portal, hoje Recanto de Havalon.

É importante ressaltar que ao direcionar para esta foto um foco de luz e logo depois afastá-lo, a imagem deixa transparecer dois movimentos semelhantes ao da pupila humana, respectivamente midríase e miose, o que nos faz pensar sobre os Maias, que diziam ser o Sol um ser vivo, chamando-o de “Kinich-Ahau”.

Aquele que busca despertar a sua memória cósmica e paralelamente desenvolver também as suas habilidades mentais e cocriadoras, ele está em intenso processo de criatividade interior para melhor perceber o “Mecanismo” da Causalidade Descendente – a Consciência Cósmica ou Deus através da holoinformação fazendo presente em sua vida de experiências e de “o observador”

A Ciência Lilarial baseada nos fundamentos da natureza também traduzida por conceitos inseridos à Física Quântica, exige daquele que pesquisa nesse campo, um estado de percepção (intuição) apurado que o permita mais interiorizado, “se ligar” mais à Consciência Cósmica – o Ser Quântico que é o Verdadeiro Portador da Criatividade e da Manifestação, conduzindo-se através de suas próprias Leis.


Imagem do Sol quando “rodopiava” sobre o “Morro dos Arquivos” – Foto de Antônio Carlos Tanure

A segunda foto acima mostra um momento singular de interação do seu autor, quando ele registrou um outro instante dessa sua interação com o cosmos ou, com uma “visão do outro lado do espelho”. Ela foi tirada na sede da Fazenda Hotel Projeto Portal, no mês de fevereiro de 2001, com uma máquina fotográfica pentax, quando esse local ficou “enfeitado” por luzes multicoloridas semelhantes àquelas de efeito estroboscópico, vindas de uma “Fonte” através do Sol, que estava naquele momento por cima da “Montanha dos Arquivos”, onde são dadas as voltas para aceleração mental nos trabalhos vibracionais.

Naquela ocasião muitos filmaram e fotografaram este fenômeno, portanto quando essa foto foi também tirada, ela estava registrando um instante especial em que o Sol aparentemente girava de maneira vertiginosa como um vórtice, fato que possivelmente foi registrado nesta foto e trazido à terceira dimensão, mas compreendido em outro nível de entendimento e de percepção, sem distorções de conteúdo emocional-religioso do que aconteceu em Fátima/Portugal, quando muitos também “viram o Sol rodopiar”.

Pela decomposição da luz solar como acontece no arco-íris ou, em um prisma a faixa mais visível da luz é a cor vermelha. Ela se mostra mais larga, mais presente (junto à cor amarela) como a “mais compatibilizada” à frequência da terceira dimensão.

Entretanto, na foto acima aconteceu o inverso, porque foram as faixas de cor azul e verde que ficaram mais visíveis – mais destacadas, como se o “clique” mental que registrou este instante tivesse acontecido de “lá para cá”. E o mais interessante é que na foto a cor vermelha e a amarela “mais próximas do lado de cá” estão entrelaçadas, como “tivessem sido torcidas e giradas uma sobre a outra, formando com o entrelaçamento dessas cores uma só cor amarronzada.

A Consciência Universal chamada pelo “observador” de Deus, “age” através das ondas entrelaçadas e moduladoras que esculpem e moldam tudo, inclusive outros universos e que constituirão no futuro a ciência dos seres humanos. Outras inteligências universais milhares de anos à frente da atual ciência humana já têm delas conhecimento, desenvolvendo “tecnologias” que podem moldar a matéria, cria-la e transformá-la.

São através delas que acontecem os “milagres”, mas só quando o ser humano já tiver resolvido seus “bloqueios em seu coração” – ou, já harmonizada em frequência e em vibração no seu vórtice (chakra cardíaco) sua capacidade de entendimento e já em outro estado de consciência. Assim, mais presente ou ausente nesse nível de frequência mental e de vibração, que ele se liberta ou se prende cada vez mais à realidade física, que é “um gargalo” à sua evolução.

Exercitar o entendimento deve ser o procedimento de um ser inteligente, porque lhe dá mais equilíbrio emocional e com ele mais sabedoria. O dimensional agindo assim, torna-se mais consciente para entender melhor o mundo e, nele principalmente entender as pessoas, que por sua vez passarão também a entende-lo melhor.

Ele quando alcança certo nível de consciência, adquirido determinadas informações e conhecimentos (dos mundos paralelos), aprende-se a manipular as Leis Universais para extrapolar o tempo e o espaço, “conversar” com os animais e interagir com a mente das pessoas, entre outras habilidades. Assim, quando ele percebe que já exercita o seu poder mental em maior amplitude, ele já possui também ideia mais verdadeira sobre o universo e o cosmos, com a “visão” do que está além do fisicamente visível.

Dentro do mencionado acima, às vezes em momentos direcionados pela “fé” são ditas expressões orais ou mentais, que intuitivamente os caracterizam. Por exemplo, quando em frente à imagem de Nossa Senhora na Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida centenas de “fieis” posicionados dentro da nave principal e, em frente à imagem mais no alto agradecem e, ou solicitam sua ajuda divina e proteção “debaixo de seu manto”, aquele que utiliza de sua visão mental e não só a física, “verá” através daquele “Triangulo” (a imagem tem esse formato), acontecer pela força do pensamento dos que ali estão um “feedback vibracional”.


Imagem de Nossa Senhora na Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida – Imagem da Internet

A energia mental que da realidade física os “fieis” direcionam pela força do que pensam para essa “Forma Triangular”, é nela condensada, transformada, potencializada e devolvida, espalhando-se sobre eles uma luminosidade diferentemente dourada originada de uma realidade muito mais sutil e mostrada de fato como um “manto Luminoso”, que os envolve.

Assim, aquele que alcançou esse nível de frequência mental e de “visão”, sua compreensão e percepção já estão mais “lapidadas”, que o torna mais conscientemente inserido à Linguagem Cósmico-divina dos Símbolos em sua interação mental com realidades fisicamente invisíveis – e, nesse caso de mais vibração e luz.

“Lilarial é uma expressão do idioma irdin ou, da linguagem universal nos primórdios da humanidade e se refere a unificação das frequências eletromagnéticas dos multiuniversos, das realidades paralelas e da força modular. Essa ciência é voltada à convergência das ondas eletromagnéticas moduladoras do cosmo – ou, simplesmente é a ciência das ondas moduladoras. O movimento do tecido cósmico que a ciência tradicional chama de ondas gravitacionais, elas são na realidade o movimento dessas ondas moduladoras, que são duas frequências – positiva e negativa ou, duas polaridades.


As ondas moduladoras se mostram entrelaçadamente como se fossem duas hélices (como no caduceu) – Imagem da Internet

A mente é criação, é o poder de criar manifestado através do pensamento. E o dimensional comprometeu-se em 4004 a.C., desenvolver essa “tecnologia mental” como a Boa Nova de Cristo. Conduzir-se mentalmente em sintonia e interação à Mente Universal, pautando-se pelas suas Leis e Princípios – e, assim pensando e agindo, estar em sintonia também à Ciência do Futuro ou, à Ciência Lilarial.

No Reino de Dakila não pode existir o que comumente acontece no resto do mundo – ali não deve acontecer como reflexo o que está acontecendo fora dele. As 49 raças na realidade extrafísica estão ajudando conserva-lo em seu sentido inicial, único e que precisa assim continuar – ou, os dimensionais em harmonia se somando, para dali surgir o modelo da construção de um novo tempo, a era dourada.

Portanto, nele deve estar sempre presente a frequência de realização com determinação e foco, para que ali “seja construído” o verdadeiro sentido de “riqueza” impulsionado por atitudes de nobreza. Aqueles que ali estão e que lhe dão vida, devem possuir pensamentos “ricos” de honestidade e de justiça, para que possam também passar pela “Janela”.

No Reino de Dakila os mundos paralelos estão constantemente fazendo verdadeira “leitura” dos dimensionais, que ajudam construí-lo. “Leitura” percebida através da sutileza de seu campo biomagnetico (aura) – ou, do campo de cor/luz que irradiam.


A “Pedra” acima em sua forma harmônica de 8 faces envoltas em uma lamina de ouro pelo dimensional, tem sua origem vibracional na Constelação Pégaso (“ em Pegasus”) e, no ano de 2001 foi dada a ele pelos mundos paralelos. O 8 é universalmente considerado o símbolo do equilíbrio cósmico e da justiça. O 8 deitado simboliza também o infinito sem começo e sem fim – ou, o que não tem limites, “viajando-se além do espaço-tempo”. Ele representa ainda a ligação entre o físico e o espiritual, o divino e o terreno. Na tradição cristã o 8 é o número que simboliza a Ressurreição (Transmutação), a Transfiguração e a “Boa Nova de Cristo através da verdadeira prosperidade necessária à construção de um novo mundo – Foto de Antônio Carlos Tanure.

Nesse novo tempo que agora se inicia de maneira definitiva, os dimensionais em seu compromisso de propagação (que é de todos), não devem em suas experiências mentais faze-las mistificando-as, ou se valendo apenas de teorias e de ilustrações. Devem expressa-las vivamente, por terem delas conscientes participados – e, se possível, fisicamente mostra-las – Mais informações sobre o estado mental “de ser diferente”, nos dois textos: (1º) Aspectos entre o astral e o mental e 2º) Diferenças entre o astral e o mental, nesse Site (Portal Pegasus)

Uma dessas interações conscientes entre um dimensional e a natureza, conduzida pela sua vontade através da força de seu pensamento, aconteceu no ano de 2002, quando ele “monitorou” onze dimensionais durante 47 minutos em uma atividade de campo, na Fazenda Hotel Projeto Portal, colocando-os distantes uns dos outros cerca de 50 metros, entre o Local das Marcas e o Local das Crateras.


Local das Crateras – Fotos do Portal Pegasus (www.pegasus.portal.nom.br)

Era uma madrugada “encantada” pela luminosidade do luar, que envolvia em sua magia toda a natureza em volta realçada pelo coaxar das pererecas, sapos, rãs e pelo cricrilar dos grilos, vindos de todas as direções.

Assim, envolvido por esse momento de encantamento ele começou a interagir com essa “orquestra” de sons, “orquestrando-a” através de sua respiração, que alternadamente acelerava-a, diminui-a e quase a acessava, o que ritmicamente foi sendo acompanhado pelos sons desses animais em sua volta.

Essa “orquestração” foi repetida por ele várias vezes em determinados espaços de tempo, para que tivesse ciência que de fato ela estava acontecendo. Mas, ele só teve essa certeza, quando acabou a atividade campo e o dimensional que estava mais perto dele junto à Cratera da Paranormalidade lhe disse “ você viu como os sapos daqui endoideceram, várias vezes fazendo um barulho danado, para depois pararem de repente e logo a seguir novamente dispararem nessa algazarra toda, que eu acostumado trabalhar no mato (topografo), nunca vi coisa igual” – Mais informações de várias interações mentais conscientes com a natureza e com outras realidades, no texto: Despertar de um dimensional, nesse Site (Portal Pegasus).

O texto “Despertar de um dimensional” – no Portal Pegasus, até parece roteiro para um filme de ficção cientifica ou coisa parecida, mas de ficção não existe nada. Grande parte dele narra acontecimentos do mundo mental normalmente não visível, mas como informações foram trazidos à realidade física e muitos deles ainda mostrados através de fotos e de filmagens.

A ”visão” através da frequência do mental sutil, em sintonia à 5ª camada do campo biomagnetico – aura, ela é muito mais real dentro da holoinformação, “mostrando” em sentido vibracional o mais verdadeiro ou, o além do mental físico associado à terceira camada da aura e à visão física na matéria.

Mas, o importante para os dimensionais despertos nesse início decisivo de um novo tempo, é agirem em sintonia ao “poder do bem”, procurando neutralizar o poder oculto-paralelo, que atuando disfarçadamente de forma negativo-manipuladora, ainda reluta em perder seu domínio como “poder do mal” sobre grande parte da humanidade.

———————————————————

No Reino de Dakila habilidades mentais voltadas à Ciência Lilarial:

No Reino de Dakila os dimensionais estão no momento (março de 2018) desenvolvendo mais intensamente atividades voltadas às suas habilidades mentais. Estão estimulando não só sua capacidade cerebral, como também a pondo em pratica, tanto nas atividades de campo em cada núcleo, quanto nas viagens ao Recanto de Havalon.

Em seu compromisso de propagação é muito importante que cada dimensional já tenha desenvolvido suas habilidades, inclusive para entender o que acontece com ele junto à natureza como “fenômeno” e qual o seu significado. Nessas atividades de campo os “deuses da natureza” ajudam, para que lhe aconteça esse “fenômeno”. E nesse sentido, os mundos paralelos na atividade de campo de Mateus Leme/MG (abril/2018), o ativaram ainda mais para aumentar sua capacidade de percepção através de sua ”visão” mental” ou, “sua 3ª visão”.


Nas atividades de campo os “deuses da natureza” e outros seres de pura energia algumas vezes interagem mais fisicamente com os dimensionais – Fotos de Antônio Carlos Tanure

Cada dimensional já desperto terá agora no Reino de Dakila atividade paralela direcionada à sua frequência mental principal ou, àquela que veio desenvolvê-la e que com ela deve cumprir o seu compromisso. Depois, entre várias de suas habilidades mentais matriciais, desenvolvera em 2ª fase sua segunda habilidade mental matricial ou, a mais aflorada no momento. São sete habilidades ao todo, que ele posteriormente deve desenvolve-las.

Os dimensionais já despertos (em todo mundo) já podem em frequência mental própria fazer atividades individualizadas junto à natureza, porque já alcançaram essa conquista. Alguns poderão até desenvolver habilidade de transfiguração, que no futuro poderão dela necessitar para mudar sua aparência, em suas atividades de propagação. Essa transfiguração poderá durar de 07 segundos até 07 horas, quando eles se mostrarão com outra aparência.

O momento atual é para que cada dimensional “ative sua própria antena”, gerando atividade cerebral no mínimo de 30 hertz. Ele nessa frequência mental gera “picos” fortes e constantes, para “andar com suas próprias pernas” em sua interação com os mundos paralelos, não mais ficando na dependência de alguém.

Também para essa condição de independência é necessário, que ele possua cada vez mais conhecimento, para que possa clarear/iluminar cada vez mais sua mente, e assim ampliar seu estado de consciência.

Os 11 itens abaixo o auxiliam em sua aceleração mental, ampliando sua atividade cerebral de forma continua, para que interações conscientes com as realidades paralelas lhe aconteçam em qualquer parte do mundo: 1) boa alimentação consumindo alimentos fotonizados, porque neles já está tudo, o que é necessario para ele ingerir; 2) atividade fisica aumentando sua carga elétrica; 3) dormir o necessário gerando-lhe biorritmo adequado; 4) MDPL seletivo fazendo com que todos os seus canais cerebrais se equalizam ou, uniformizem-se; 5) tarefa de 4 dias/7 horas, junto à natureza equalizando seus canais cerebrais.

6) Interagir com “fenomenos” acelerando suas ondas cerebrais e aumentando sua carga vibracional; 7) Dacazão 02 e MC 04 (artefatos) ajudando sua modulação mental, que permite sua atividade cerebral fique mais ordenada e aumente seu discernimento; 8) voltas no Morro ou em torno do Triangulo aumentando sua atividade cerebral; 9) exercício eletrostatico/fotogênese atritando plástico para aumentar sua atividade da cerebral; 10) exercicio do desbloqueio dos meridianos com limões atritando a sola dos pés equalizando e acelerando sua atividade cerebral; 11) exercício de ativação mental voltado à sua “sensibilidade, percepção e premonição centralizando a energia no frontal e acelerando suas ondas cerebrais.

Os dimensionais despertos têm o compromisso de passar informações e conhecimentos oriundos dos mundos paralelos, como os relacionados à frequência transmutativa. Durante vários anos preparam-se para esse momento, “desenvolvendo estratégia” para que as pessoas se interessassem pelo que falassem ou escrevessem. Isso já está acontecendo, tornando seu compromisso de propagação menos espinhoso, agora sem tanta mais rejeição.

Mesmos linhas de pensamento que procuram se conduzir voltadas ao sentido acadêmico e ao mesmo tempo ao sentido evolutivo-espiritual ou filosófico, chegam um momento que não conseguindo alcançar seu propósito estacionam-se, expressando-se mais no campo teórico-ilustrativo, incapazes quase sempre de trazerem de maneira decisiva à realidade física, comprovações do que mencionam (fotografias e filmagens).

As pessoas que buscam dar seu “salto quântico” estão em intensa busca de informações, que se somem àquelas que já possuem, mas de fato como “algo a mais”. E os dimensionais despertos como mencionam o que vivenciam, podem lhes fornecer “esse acréscimo”. Passam-lhes novos conhecimentos, com a certeza do que já vivenciam e, muitas vezes até os mostrando fisicamente.

As informações e conhecimentos que esses dimensionais recebem das realidades paralelas e que eles agora repassam, também os ajudam não só terem maior entendimento como também melhor percepção do mundo ao seu redor, com uma outra e mais verdadeira “visão” (mental) que os ajuda a dar seu salto quântico.

Nesse momento que vivenciam, eles se intuem que devem ser ainda mais atuantes em seu compromisso de propagação. “Inspiram-se” mais pela aproximação das “Janelas” – especialmente a do ano de 2018. Por esse motivo se movem também mais intensamente, utilizando-se de várias mídias, que já alcançam a Bolívia, Paraguai, França, Argentina, Peru, Alemanha, Espanha, Portugal, Japão, EUA e diversos outros países, com o objetivo de despertar milhões de pessoas.

O dimensional através da Ciência Lilarial vale-se da Natureza, que dela utiliza através de “artefatos”, como o que agora manipula na Vibração e Frequência especificas como “O “Pai” de Todos”. Ele se mostra fisicamente como uma “pedra” e foi passado pelos mundos paralelos.

É um “artefato de ressonância”, por possuir em seu interior determinados cristais e outras combinações minerais. Ele é ainda sincronizador da atividade cerebral do dimensional, que com ele alcança sincronia e estabilização à frequência de Ressonância Schumann


Na imagem acima “artefato” em aparência de “pedra” – O Pai de Todos”, possui efeito ressonante, por ter em seu interior determinados cristais e outras combinações minerais. Ele recarrega como uma bateria, ao armazenar a energia do Sol. É originado de Ophiúchus ou do 13º Planeta das Amazonas e dos Sacerdotes – Foto de Dakila Pesquisas.

Durante a abertura da “Janela” como acontece mudança da Ressonância Schumann, essa “pedra-artefato” ajuda o dimensional emitir um campo elétrico estabilizador ao movimenta-la, produzindo o mesmo efeito da Pirâmide de Saccara. Um efeito piezoelétrico pela capacidade de alguns cristais dentro dela gerarem tensão elétrica, em resposta nesse momento à uma pressão mecânica e externa.

Ela ajuda o dimensional em sua atividade cerebral – ajuda-o continuar agindo como um “paranormal” ou, sendo “diferente” não só por ter assim nascido, mas também porque treinou para possuir um ritmo cerebral ordenado e ativo. Ajuda-o a manter seu equilíbrio emocional e persistir com determinação, buscando seu objetivo sem se deixar abater por situações adversas.

Esse “objeto-artefato” com sua aparência de uma “pedra” é do período da Civilização Muril, O seu uso ajuda realmente o dimensional. Controla sua atividade cerebral e tem também controle sobre os “fenômenos paranormais” que ele produz, o que será muito importante para ele no futuro, quando dele será exigido equilíbrio emocional de forma ainda mais intensa


Imagens de dois “artefatos” que foram dados para dois dimensionais de polaridades opostas e que estão em ressonância ao “artefato O Pai de Todos”, mas gerando campo de energia menos intenso que esse último – Fotos de Dakila Pesquisas.

O dimensional desperto e mesmo já ativamente desempenhando seu compromisso, às vezes pensa e age na terceira dimensão movido por conflitos mentais, que refletem em seu estado emocional. Ele em sua condição humana procura normalmente se manter na zona de conforto movido pela “lógica” de seus cinco sentidos normais, que não “se somam” à sua interação com os mundos paralelos, que exigem dele como dimensional aceleração mental e se situar fora da zona de conforto.

Nesses momentos de interação ele pode mental e emocionalmente entrar em conflito, porque a lógica de sua “2ª condição” ou dimensional que interage com as realidades paralelas não é igual à sua “1ª condição” ou humana comumente de sua realidade física. Na “2ª condição” ele está interagindo além do espaço-tempo ou, além da lógica da realidade cotidiana humana ditada pelos cinco sentidos de sua “1ª condição” ou de terceira dimensão com noção de espaço-tempo.

Durante as atividades de campo com os mundos paralelos, é complicado encaixar o ser humano dimensional dentro de um modelo tridimensional. É como querer que sua “personalidade 1ª” ou humana, compreenda toda a sabedoria de sua “personalidade 2ª” ou dimensional e mesmo multidimensional.

O ser humano não alcança mentalmente a “lógica” dos mundos paralelos, quando se utiliza apenas da “logica” de seus olhos físicos e de seus outros quatro sentidos próprios à terceira dimensão. Nessa sua condição mental ele não consegue perceber/”ver” o verdadeiro sentido ou essência desses momentos de interação, porque ele se vê apenas na realidade física ou, no mundo do “ego” e da razão pura.

Ele deve se acostumar a sair da zona de conforto, porque o auxilia acelerar o seu processo de despertamento e alcançar um outro padrão evolutivo. Quando nesses momentos de interação é colocado à prova, ele precisa possuir equilíbrio emocional, não para se manter na zona de conforto, mas de tolerância (emocional) para alcançar “visão” de 360º – e, “ir” consciente além do plano físico.

Com essa visão e com ela agindo, que um casal de dimensionais conseguiu através do processo de interação (também alquímico) a materialização do néctar, que para obtê-lo, já vinha a muito tempo se preparando mental e emocionalmente com paciência para esse momento.

Na materialização desse néctar (para parar o envelhecimento) que foi entregue pelos mundos paralelos em um “vaso” de cor metálico-prateada, esse casal que o recebeu teve antes que desenvolver frequência mental cada vez mais acelerada, para que nesse momento focando “a visão” em um determinado ponto em torno de 1.30 metros do chão, foi gerada uma neblina luminosa que de dentro dela foi escutado um ruido como estivesse caindo um objeto, que logo a seguir foi procurado e encontrado pelos dois, na forma de um frasco (materializado) entre a vegetação nativa desse local.

 
Materialização do frasco como uma “coqueteleira” de cor metálico-prateada contendo em seu interior o néctar para parar o envelhecimento – Foto de Dakila Pesquisas.

Esse néctar terá efeito desejado mais rápido para os dimensionais, que estiverem com a toxina baixa e peso correto. Todos os dimensionais atuantes do Reino de Dakila receberão esse néctar (nessa primeira etapa) dentro de 03 frascos, para que o ingerem em três vezes ou, de 30 a 30 dias.

O que está sendo fisicamente construído no Reino de Dakila, está sendo feito objetivamente e com os próprios recursos dos dimensionais, que procuram conviver como uma “grande família”. Eles já têm a noção que a “salvação” está em suas mãos, com atitudes corretas conduzidas por pensamentos também corretos – noção que procuram exercitar e passa-la para as demais pessoas de fora.

Em seu compromisso propagador procuram pautar pela sabedoria, ao se conduzir pela simplicidade que está associada à necessidade de objetividade. Quando passam informações e conhecimentos, têm em mente a necessidade de estarem objetivamente sanando duvidas, para alcançarem com suas informações o maior número e pessoas.

Muitas dessas informações, a fonte do conhecimento vem deles próprios, o que lhes dá condição de mais facilmente expressa-las e, com isso, proporcionarem às pessoas melhor entendimento e uma maior “aproximação mental” escutando-os e, ou lendo-os, apesar “da aparente subjetividade e abstracionismo” das informações. O seu compromisso de propagação deve ser assim feito, mas sem estimular e nem impor expectativa.

Entre várias dessas informações estão algumas básicas. A primeira é que nas interações com as realidades paralelas se a “luz/ser” junto à natureza estiver em movimento, fique parado e se ela estiver parada vai ao seu encontro. A segunda é que se existir sonoplastia/ruído, fique parado/quieto e só quando ela cessa, que ele deve perguntar.

Ainda uma terceira dessas informações é que as dimensões paralelas, estão de certa forma ligadas “aos sonhos” – ou, aos pensamentos através de projeções mentais. São mundos que normalmente os seres humanos não os acessam pela sua limitação mental, fomentada e fortalecida por “barreiras” cultural-religiosas que os limitam ainda mais, não os permitindo acreditar ou não aceitar essa possibilidade.

“Inferno, purgatório e céu”, resultam do que a mente “com auxilio” do cérebro vai emocionalmente gerando na realidade física e que continuam a existir além dela através de formas ou imagens pelo pensamento, que vai gerando essas fantasias como realidades, até que livre ou sem mais necessidade delas “se veja” de fato o cocriador – vibrando-se no que realmente É – Luz.

O dimensional em seu constante processo de despertamento deve principalmente aquilatar o seu nível de consciência, perguntando-se como está o seu discernimento, o que pensa e como age. Se ainda tem inveja, se sua maneira de agir é gananciosa “puxando o tapete” do outro ou, se age em parceria com ele, desejando de fato o seu bem. Essa introspecção ele deve realiza-la todos os dias, porque nele que está seu maior amigo ou inimigo.

 
Aquele que procura se perceber sintonizado à Unidade – com Deus, deve procurar se somar com todos e “não puxar o tapete” desses – Imagem da Internet

Como o dimensional em sua condição humana vive em uma realidade de experiências com o sentido de dualidade, nela pensamentos negativos são mais comuns, mas que ele deve neutralizá-los, principalmente “se já está” na frequência mental de um dimensional desperto, quando “carrega o peso” de uma responsabilidade muito maior pela sua interação com as realidades paralelas.

A realidade física é a existência do “eu” conduzido pelos cinco sentidos comuns, em um mundo tido por ele real. Esse “personagem” também chamado de “ego” por ter a ilusão dessa realidade e assim, também se iludindo em sintonia mental com esse meio que experiencia, quase sempre está em condição de imposição, confronto e conflito com os demais, porque assim pensando e agindo nessa “negatividade” e com essa “densidade” mental sem se sutilizar”, sente-se fisicamente mais presente nessas situações –ou, “com esse poder” que existe, que é real.

O dimensional mesmo em sua limitação físico-humana é questionador, não aceitando passivamente o que lhe é imposto. Ao contrário, é determinado, procurando desvenda-lo, procedendo diferentemente dos planetários ou daqueles com origem na própria Terra.

Aquele que ainda fica incomodado com o sucesso e com a prosperidade do outro, mostra que ainda não possui a “personalidade 2ª” ou, a de um dimensional. Na verdade, ele não se livra “do vicio” de sua “personalidade 1ª” ou, a de sua condição humana que nela precisa cotidianamente controlar o que pensa – neutraliza-lo.

Ele deve lembrar sempre, que para transpor a “Janela”, não é apenas necessário estar no peso correto, mas também possuir o necessário padrão evolutivo. Um saudável corpo físico a tecnologia do MDPL através do biosatélite dos mundos paralelos, muito já o favorece.

O dimensional deve agir com liberdade, mas com responsabilidade voltando-se para o que percebe ser melhor para si. Ele deve investir em si mesmo, livrando-se do verdadeiro “sentimento de miséria”, que hora e meia o impele à necessidade de pedir ajuda, por não saber “caminhar com suas próprias pernas”.

No caminho evolutivo ninguém ajuda ninguém…. O outro é apenas “um referencial e estimulo” para que de fato se ajude… O que existe realmente é a autoajuda em seu sentido mental, vibracional e mais verdadeiro… Cada um só se ilumina com sua própria Luz e não com a do outro…

O dimensional realmente desperto deve agir por si mesmo com o espirito de justiça e de realização, na medida em que vai ampliando mentalmente sua capacidade de entendimento e de percepção, mesmo ainda como ser humano sujeito às necessidades básicas de um mundo de terceira dimensão.

No Reino de Dakila a construção da Grande Pirâmide em Zigurats será para ele um grande aprendizado. Depois de pronta ele não deve esperar tanto mais a atuação dos mundos paralelos, mas agir por sua própria conta.

Ele deve voltar para si e se sentir como um pedacinho de Deus – ou, se perceber como uma fagulha divina. Ele deve mentalmente se estimular com as informações que os mundos paralelos lhe transmitem, para se renovar e se transformar, porque só assim que ele pode também transformar o mundo em sua volta.

Agir de posse da verdadeira sabedoria, proporciona àquele que assim age a verdadeira prosperidade pela posse também da verdadeira fortuna – a que lhe permite “transbordar” para o universo e assim, possuir tudo que é almejado.

Se ele exercitar com a sabedoria que está em seu bolso, o entendimento em seu coração e a salvação em suas mãos, perceberá que a riqueza para ele não se mostrará apenas por bens materiais, mas também com outros bens como o da cultura, do conhecimento, da capacidade de raciocínio/discernimento e da saúde, entre outros.

Pensamentos negativos traduzidos pela ganancia e avareza, entre outros, só tem força no mundo das relações humanas. O ser humano infelizmente quase sempre os traz presos em seu coração e mentalmente não os liberta, apesar de não fazerem parte do que ele é em essência – um ser universal, multidimensional e divino.

O dimensional deve ter a percepção de ser “deus do Deus”, dando um mergulho para dentro de si, permitindo-se o encontro com seu “deus interior” e assim, vivenciar mesmo ainda na realidade física com uma consciência literalmente iluminada.

 
O dimensional desperto deve ter a percepção de ser “deus do Deus”, dando um mergulho para dentro de si – Imagem da Internet

Aquele que já vivencia voltado ao senso de justiça e através dele exercita a honestidade com seus semelhantes, ele assim procedendo já afugentou de suas experiências cotidianas a vibração da real miséria, não mais se sintonizando às frequências mentais da mesquinharia, avareza e ganancia, entre outras.

Se ele já interage consciente com a vibração da verdadeira riqueza, ele se marca por atos de nobreza, que denotam companheirismo, compartilhamento e senso de justiça, porque não subtrai de outrem, o que a esse pertence.

A atitude de nobreza começa pelo sentimento de consideração que um deve ter com o outro ou, no “Amai o próximo como a ti mesmo” – Mateus 22:39

Viver constantemente em um ciclo de negatividade, é fomentar a verdadeira morte ou, aquela além do corpo físico – a da alma. Assim, cada um deve alcançar a plenitude mental e emocional para quebrar o ciclo dessa sua verdadeira morte, mas primeiro ele tem que o reconhecer, para o evitar.

Celtas é a designação dada a um conjunto de povos que se organizaram em múltiplas tribos e que viviam em estreita ligação com à natureza – aos seus fundamentos. A primeira referência literária sobre eles foi feita pelo historiador grego Hecateu de Mileto no século VI a.C. Eles em tempos posteriores (principalmente na Idade Média) foram perseguidos e muito deles mortos por motivos religiosos. A influência cultural celta jamais desapareceu, até hoje acontece o aparecimento de músicas neles inspiradas e o reviver de muitos usos, costumes conhecidos atualmente como “celtismo” – Mais informações no texto: Celtas, Druidas e Magia, nesse Site (Portal Pegasus).

 
Até hoje acontece o aparecimento de músicas, o reviver de muitos usos e costumes conhecidos como “celtismo” – Imagens da Internet

Abaixo reflexões (“oração”) inspiradas na maneira de viver da cultura céltica:

“Que você jamais se esqueça de quem é…Um Espirito (Luz)!…Que você não se iluda com a aparência das coisas e saiba “ver” com o Coração. Que você se sinta grato frente ao Infinito e, admire ao ver um pôr do Sol. Que você nunca deixe de apreciar uma linda canção e ser grato por isso. Que você compreenda que viver é mais do que só viver…. É também pensar e sentir!… Que você seja encantado (a) por um Grande Amor – e, saiba que ele é um Presente…

“Que nada roube a Luz do seu Coração – e, que sua trilha seja honrada e linda. Que você jamais esqueça das pessoas que lhe ajudaram em alguma coisa. Que você saiba extrair lições de cada revés – e, jamais perca a fé na “Jornada”. Que você não veja a cor da pele de ninguém, mas, sim, a Luz de cada Ser. Que você se esqueça das ofensas, mas não se esqueça de ser feliz!!! Que você seja maduro (a) e responsável – mas, sem abafar sua criança interior”

“Que você assume sua espiritualidade – seja qual for – e, ria muito… Que você respeite os que sabem menos – porque conhecimento não é Sabedoria!… Que você seja um grande curador (a) – primeiro de si mesmo – e, abrace o mundo. Que você jamais traia a si mesmo (a), porque sua força está em seu caráter. Que você por onde for, seja um “Presente”, para que essa “Presença” sempre lhe abençoe. Que você jamais seja um canal de violência – mas pelo contrário, trabalhe pela Paz. Que você seja digno de colher um Grande Amor em seu pequeno coração. Que você simplesmente seja feliz”.

O dimensional em sua condição humana é um ser emocional, portanto nele vibra a Luz Viva impulsionada pela Emoção, através da Energia do Pensamento conduzida pela Consciência em sintonia direta à Energia Suprema ou com Deus, diferentemente daquela outra luz de efeito físico no mundo denso/material ou de efeito apenas eletromagnético.

  
A Luz Viva é oriunda de Sentimentos, tendo como Fonte a Sutileza das Emoções como a do Amor e, não a de efeito físico e visível como efeito eletromagnético no mundo denso da matéria, que dela utiliza as realidades paralelas para se mostrarem – Imagem da Internet.

Essa Luz gerada pela Emoção e vibrada no Sentimento de Unidade como o do Amor, faz da Terra mais que um planeta. Faz dela um “Berçário”, que nele a humanidade (diferenciada) é alimentada, cuidada e conduzida – e, torna-se centro da atenção de todo o universo, por nele “nascerem” vibrações (sentimentos) em frequências até então desconhecidas.

  
Na foto acima aparece um ser inteligente extraterrestre, que aqui está em três momentos em zoom de seu “rosto” ou, de sua “face” bioplasmada junto à natureza, lembrando à de uma criança como também ilustra a última imagem. Com o nome “Bilu” que deu para se identificar e ainda com sua maneira de falar ou de comunicar “infantilizada” e, humanizando-se, facilitou suas interações com os dimensionais desde o início – Foto do Portal Pegasus (www.pegasus.portal.nom.br”)

Essa inteligência extraterrestre não possuidora de emoção, por isso não possuidora de alma, toma a forma que deseja e se identifica também em outras frequências ou com outros nomes, que com eles diferentemente procede de acordo com os interesses dos dimensionais. Seu conhecimento milenar a ciência humana atual ainda nem vislumbra. Conhecimento que só agora os dimensionais no Reino de Dakila começaram a ter noção com o nome de Ciência Lilarial.

Esse ser inteligente passa para esses dimensionais informações e conhecimentos dessa ciência milenar e já muito esquecida. Em troca durante as interações ele assimila deles ou, absorve de seu campo (biomagnetico – aura) energias emocionais que emanam, procurando “incorpora-las”, por não as possuir.

O documentário sobre a Terra Convexa foi o início dessas informações, que já estão sendo propagadas com uma nova maneira de comunicar, com o intuito de ser gerado um novo pensamento, para a construção de uma outra consciência para a humanidade.

Nele são mostrados experimentos simples, mas que estão cientificamente respaldados e que podem ser reproduzidos em qualquer lugar, proporcionando uma nova visão do mundo que nele o ser humano vivencia e experiencia – Mais informações no texto: Teoria convexo-plana da Terra, nesse Site (Portal Pegasus).

A busca do sentido de verdade é a marca do dimensional desperto com intenso desejo de saber, que o impulsiona para novos conhecimentos, como os que estão nesse documentário, mas para o público em geral eles estão na fase de curiosidade, sendo assistido, comentando e debatido – Mais informações em: www.terra convexa.com.br

Como já foi antes mencionado, os mundos paralelos deixarão revelações para os dimensionais. A 1ª revelação é a da Terra Convexa. A 2ª é a da Origem da Humanidade, que está relacionada de onde veio o homem e para onde ele vai. A 3ª é sobre Jesus de Nazaré – O Cristo. A 4ª é sobre Deus.


Uma das revelações deixadas pelos mundos paralelos à humanidade é sobre a sua origem – Imagem da Internet

Essas revelações irão desfazer paradigmas, que ainda estão para a grande maioria das pessoas como “véu de ignorância”, ou como a ausência do verdadeiro conhecimento. Elas proporcionarão também aos dimensionais despertarem ainda mais. “Acenderem ainda mais sua chama interior” e, com ela mais “iluminados” acelerarem o desenvolvimento de suas habilidades mentais, preparando-os para a sua próxima fase com a energia crística (junho/julho/2018).

As realidades paralelas deixarão orientações para eles seguirem e alcançarem favoravelmente condição mental-vibratória para sua transmutação até o ano de 2028 – ou, até a última “Janela”. Depois dela acabarão os encontros coletivos e outras interações, a não ser aqueles que se mostrem especialmente necessários, voltados à população de um modo geral.

Os mundos paralelos possuem um cronograma de tarefas e, em função dele de maneira um pouco mais alongada estão tarefas com os dimensionais voltadas ao aumento do seu “percentual” transmutativo, mas até à “Janela” do ano de 2028.

Agora, para a transposição da “1ª Janela” (ano de 2018) os sinais já estão aí… A Terra já está sendo banhado por suaves ondas, como brisas magnéticas… E como essas “brisas” já começaram; tudo pode acontecer também com o estado emocional tanto dos dimensionais quanto dos planetários. Às vezes eles sentirão dores nas costas e pernas, cansaço, preguiça, pressão alta, irritação e princípio de depressão, além de outras reações psicossomáticas, para aqueles que não reagem.

Essa “1ª Janela” tem finalidade tanto para os dimensionais despertos na realidade física como para aqueles que estão já sem corpos físicos nos mundos paralelos (ascensionados). Os primeiros devem possuir o necessário nível de consciência para alcançarem o equilíbrio físico-emocional, para que esses últimos possam ajuda-los e ambos consigam transpor essa “Janela”. É um trabalho duplo.

Os dimensionais ao transporem as “Janelas”, eles têm como compromisso final com o seu futuro ou, conectarem com seu Eu de Luz. Para isso precisam estar não só com peso ideal, mas principalmente possuir o necessário padrão evolutivo, que os permitam alcançar outro nível de entendimento, percepção e sabedoria – e possam dar salto quântico com a sua transmutação.

Esse grupo de dimensionais despertos já se mostra mental e conscientemente diferentes e, também já desempenhando o seu compromisso firmado com o universo e com eles mesmos. São os que lutam por um futuro planejado, não aceitando mais o que vem de um poder deletério, oculto e manipulador milenarmente imposto à humanidade.

“Futuras gerações se lembrarão de um grupo que esteve aqui… trabalhando, trabalhando, trabalhando, construindo… de repente a cidade (Zigurats) estava um espanto… um espanto de cidade… e um dia este grupo foi embora deixando muitas técnicas e tecnologias… deixou de herança, a vida eterna…”

“…. Aquele grupo deixou de herança, mutação genética que fará uma nova geração de anjos, de super-homens, de pessoas saudáveis… aquele grupo ficou na história, virou uma lenda… este grupo foi maravilhoso ao saber o que ia acontecer no final do ciclo…”

“… Esse grupo se foi, mas deixou sua marca na Terra… todos foram beneficiados de coração por aquele grupo que passou pela Terra, fez proezas, prometeu e executou… deixou sua marca, sua luz, sua cidade para as gerações futuras… e assim são vocês”…  – “Bilu”.

Fontes de consulta:
Apostila de Dakila Pesquisas, março de 2018
Apostila de Dakila Pesquisas, abril de 2018

Translate »