Postado por

Outras Tecnologias

Outras Tecnologias
Print Friendly

Este texto procura focalizar o atual momento do Projeto Portal. Procura com uma visão mais ampla, percebê-lo em seu sentido mais universal.

O ser consciente que se apresenta como “Bilu” – uma consciência cósmica, ele é capaz de manipular a realidade do bioplasma, não só utilizando-se do concurso dos elementais (do reino vegetal), como também “fazendo como fôrma” a estrutura energético-biológica daqueles seres humanos que com ele interagem e que já estão com o padrão vibratório e evolutivo, para que esta “moldagem” aconteça.

Este ser consciente dominando Leis Universais – não só as leis para o mundo físico ou real de causa-efeito e de ação-reação, mas também as leis próprias para o mundo do bioplasma permitindo-o estar quase instantaneamente em vários pontos ou locais, também levitar e se transformar, utilizando-se de seu veiculo quase não mais denso (corpo plasmado).

“Bilu” interage entre a quarta dimensão e a terceira dimensão (e vice-versa) que possuem leis próprias e que fazem parte das Leis Universais e, dela fazem parte também, as demais leis que regem cada uma das outras dimensões.

Este ser consciente originado de Pegasus que move pelo mundo do bioplasma e que se mostra no mundo real ou físico, ele utiliza da tecnologia do reator anti-matéria para que possa se locomover entre estes dois diferentes planos de existência, que se entrelaçam através de campos eletromagnéticos.

Em relação a esta tecnologia e as demais tecnologias o pesquisador do Projeto Portal não deve esquecer que elas são utilizadas pelos seus parceiros de outras realidades (seres das quarenta e nove raças que possuem Essência especial) a serviço da Harmonia Universal.

Possuir tecnologias apenas por possuí-las e utilizá-las sem um objetivo maior direcionado, elas perdem o seu verdadeiro sentido. Os seres negativos – “os cientistas do espaço”, são também “peritos” em tecnologias.

A partir da quinta dimensão onde “ser consciente” está mais presente, a percepção da Harmonia Universal é mais consistente.

Nela, a Consciência por não estar mais ao alcance das leis de causa e efeito para a terceira dimensão, a percepção de Unidade está mais presente.

Neste plano de realidade não existe o julgar e o ser julgado e, sem mais os conceitos do bem e do mal O Somar está nele intrínseco.

Aquele que busca O Conhecimento – não só aquele do mundo dos sentidos, ele está paralelamente buscando com O Saber se conhecer e, com isso, vai se permitindo também por acréscimos mais constantes em seu padrão vibratório-evolutivo, “se fazer” pela sua mente e pelo seu coração como “Tecnologia Viva” para interagir de forma mais direto-consciente com as dimensões superiores.

Ele está no momento aprendendo se somar aos esforços das quarenta e nove raças e trabalhar também em prol da Harmonia Universal. Ele está se capacitando perceber o mais alem e de vivenciá-lo sem mais a mesmice daqueles que utilizam do artifício de rótulos para desmerecer.

Aquele que busca realmente O Conhecimento, ele já não faz mais parte dos que não sabendo explicar experiências singulares que vivenciam, muitas vezes ficam confusos por intensa emoção, taxando-as como embustes ou dando-as a conotação religiosa por ignorância (ou premeditadamente) de demoníacas ou de “outras bobagens medievais” deste gênero.

O pesquisador do Projeto Portal já participa da construção do Ciclo de Aquário, na medida em que vai adquirindo o conhecimento relacionado às Leis Universais e vai aprendendo dominá-las. Ele em outro padrão vibratório-evolutivo e já com uma nova visão da Realidade, pensa e age buscando outras dimensões.

Ele vivencia momentos grandiosos de descobertas e também de imensa responsabilidade com o Universo. Como buscadores aprendendo manipular as Leis Universais, exercitam com as Freqüências Multivibracionais e se voltam para o Multidimensional.

Já ciente da Ciência Universal ele busca nas Ciências Paralelas extrapolar as leis físicas conhecidas, para interagir com inteligências de outros planos de realidade – com os seus parceiros de outros mundos.

Como já mencionamos em outra ocasião, ele procura amalgamar o racional compatível à lógica própria do intelecto e da terceira dimensão, com a percepção mental (do frontal) que o permite alcançar os mundos paralelos – aqueles que além do mundo real existem/vibram em outras freqüências.

Este buscador do Conhecimento está aprendendo junto aos seus parceiros das quarenta e nove raças, “familiarizar-se” com as tecnologias que utilizam de campos eletromagnéticos. Mas, ele está buscando também o mais alem. Ele está procurando interagir com freqüências ainda mais aceleradas alem da terceira e da quarta dimensões. Ele está buscando a sua interação com a freqüência das divindades – da nona dimensão.

Por enquanto, como disse “Bilu” em um trabalho nas galerias, na madrugada do dia 12 de janeiro de 2011, este pesquisador em sua condição humana está de maneira mais consistente aprendendo através de trabalhos de grupos a não descriminar ninguém, para que possa através deles alcançar outra condição mental – e também, alcançar o necessário estado de “pureza de coração” para trabalhar com as 49 raças, que são os seus parceiros ainda da terceira dimensão vindos de outros locais do Cosmo, mas que já interagem com a quarta dimensão. E estes trabalhos de grupo feitos junto à natureza são observados de perto por eles.

Os trabalhos já iniciados nas galerias valendo-se de vórtices de energia na horizontal, eles fazem parte também de seu aprendizado, onde ainda está presente a manipulação de leis próprias ao mundo eletromagnético – entre a terceira e a quarta dimensões.

Mas, este buscador procura paralelamente no mundo físico e em sintonia com “O Verbo”, divulgar também O Conhecimento e vivenciá-Lo. Portanto, ele procura não apenas propagar O Saber, escrevendo ou falando.

“O Verbo é Vibração, é Som e Luz. “O Verbo” é Criação.

Aquele que como semi-deus procura “se vê” em suas habilidades extra-sensoriais e que com elas procura ainda mais se conhecer, buscando O Saber e propagá-lo de acordo com uma nova visão da Realidade, ele vai paralelamente “se mostrando” cada vez mais em sintonia com o “Verbo” – vai mentalmente “se fazendo” como Co- Criador.

Aquele que está em busca de si mesmo não deve ser monossilábico. Não deve se deixar robotizar. Não deve se deixar programar subliminarmente, para que não perdendo a vontade própria, possa se expressar e vivenciar com sabedoria a sua sintonia com o Universo.

Ele deve aprender derrubar muralhas que o conservam em “escuridão interior”, mas também aquelas que “escurecem” literalmente a sua mente.

Aquele que realmente busca, já é capaz de perceber (“ver”) a luz e cor que oriundas de seu campo eletromagnético corpóreo (aura), irradiam de seus meridianos e se mostram em sua tela mental através de seu centro energético (chacra) frontal.

As muralhas que o aprisionam têm múltiplos nomes, a ignorância que rejeita pesquisar “o novo”, as crenças aos dogmas e o apego ao arcaico que prendem em experiências passadas e vazias, todas estas muralhas entre outras constituem o obstáculo ao Conhecimento – ao Saber que esclarece, inclusive, com informações alem do limite espaço-tempo, “trazidas” pela Tela Universal.

Ele não deve esquecer que não pertence este mundo (terceira dimensão), apesar de estar nele em sua condição humana. Como ser pensante-consciente ele é mais que uma função cérebro-mente.

Ele não deve esquecer também, que possuindo Essência Especial, é mais que “um processo” físico-químico (eletroquímico) em “uma estrutura” corpóreo-celular regida por leis próprias para a terceira dimensão.

Ele deve se extrapolar. Ele deve resistir à insegurança no mundo do antagônico, para que não se torne um “filho do medo”.

Ele deve cultivar a Alegria Interior, vibrando com a pureza de coração de uma criança. O medo limitador é prisão, a Alegria é extrapolação.

A Alegria Pura de uma criança sem os condicionamentos de um adulto tem o Poder da Unificação.

A criança não se liga ao passado e nem ao futuro. Ela é pura porque vivencia cada momento – ela está a cada instante em sua verdade.

O pesquisador (adulto) que está sempre buscando, deve de forma mais constante se situar na Linha B de suas Linhas da Vida, para que se fazendo mais vezes como uma criança, ele alcance o que realmente procura.

Orientado por seus parceiros das dimensões superiores ele pretende O Saber, que não está associado emocionalmente às fantasias, mas ao chamamento relacionado à sua Essência, que não é tocada pelo medo fragmentador.

Muito do que é mencionado em relação aos acontecimentos a partir do ano de 2012 é alimentada por uma imensa credulidade baseada em sandices pseudo-científicas, originadas do não conhecimento da ciência astronômica.

Associada a este Final de Ciclo Natural da Terra o apavorar as pessoas está fazendo parte destes arautos do pior, com o sentido de manipulá-las, sabe-se lá qual o motivo.

Este Final de Ciclo Natural do Planeta é necessário que aconteça, para que os seres humanos possam depois entrar em outro padrão vibratório-evolutivo e integrar ao início do Ciclo de Aquário. E com um novo comportamento coletivo possam também interagir mais comumente com as realidades paralelas, que sempre os circundaram, mas não eram notadas.

Neste Novo Ciclo da existência humana estarão mais presentes eventos relativos à Consciência Universal, onde se expressar consciente na Freqüência do Amor Universal – da Energia Taquiônica, se fará de forma mais consistente, sem as mascaras da hipocrisia que esconde a insignificância daquele que a expressa e da inveja e do ciúme que corroem. Também, do egoísmo que não ajuda construir utilizando-se “do só meu ou do primeiro para mim” e do orgulho e da prepotência que não permitem O Somar.

Muitos já começam entender que é necessária uma transformação no campo das atividades humanas associadas ao econômico-financeiro e ao social e também percebem que “algo diferente” já começou acontecer em relação à crosta da Terra, com possibilidade de tornar ainda mais intenso em futuro próximo e até influenciar na geopolítica mundial.

Estas transformações esperadas de forma mais incisiva são cíclicas. Ocorrem a cada vinte e seis mil anos, conforme alguns registros geológicos já estudados pela ciência.

No momento estas pessoas sentem que devem se proteger em relação às mudanças climáticas cada vez mais presentes, adaptando-se a outra maneira de agir com o meio ambiente.

Neste processo exterior de adaptação elas estão também em um processo de transformação interior, às vezes inconsciente. Elas estão aprendendo repensar e proceder através de sentimentos mais introspectivos, em um ambiente de desequilíbrio ambiental que elas mesmas criaram.

As pessoas que já estão procurando adaptar à nova freqüência vibratória do planeta, elas percebem que não mais devem ser manipuladas. Que não devem mais continuar como personagens sonhados no sonho de outros. Com O Saber mais presente começam também perceber, que não têm mais a ver com religiões, seitas, dogmas e com toda forma de fanatismo e de manipulação.

A busca daqueles que pesquisam no Projeto Portal é direcionada com a certeza do que querem, para que com ela gerem uma freqüência positiva. Eles sabem que devem “nascer de novo” quando pesquisam e buscam a sua interação com a quarta dimensão, objetivando posteriormente a quinta dimensão.

Eles sabem também que não devem cultivar pensamentos duvidosos – polaridade invertida, porque o que criarem será valido para os próximos cinco mil anos e cento e vinte e cinco dias. Assim, eles sabem ainda, que devem ter grande segurança em relação ao que querem e ao que não querem, controlando os seus pensamentos e objetivos, para que não gerem freqüências negativas no futuro.

Todos aqueles que buscam um futuro positivo, eles devem ter cuidado em vivenciar “o se” em seu cotidiano. Devem emitir pensamentos puro-direcionados e rápidos, que sem relutância não abrigue o duvidoso/negativo – e assim, não anule os pensamentos positivos.

O pensamento é “algo criado e feito” através de uma imagem que é pura e gerada instantaneamente, que depois de criada é “formatada” através do desejo e da vontade como positiva ou negativa. Portanto, neste “instante criador” deve-se tomar muito cuidado na programação do futuro, não criando uma imagem com uma emoção negativa.

Para gerar um nivelamento total de seus campos eletromagnéticos, aqueles que estão em constante busca e que já começam manipular as Leis Universais, eles precisam fazer o nivelamento de seus campos eletromagnéticos corpóreos (estabilizar todas as camadas da aura) e manipular corretamente as suas Linhas da Vida na medida em que vão pensando o que querem e o que pretendem para o futuro – o que pretendem fazer na Terra até o ano de 2028 e depois desta data.

Aqueles que realmente buscam, precisam trabalhar com a quarta força que atua nas formas simétricas da natureza. Precisam trabalhar com a Energia Taquiônica e neste sentido o seu nível de vibração deve estar em um patamar satisfatório e também o seu padrão evolutivo, que deve ser mais trabalhado para que alcancem uma melhor capacidade de compreensão, de trabalho em grupo e do sentido do coletivo desejando ao outro que deseja para si mesmo.

Os seres humanos vivem em um plano de existência com leis próprias, que exigem deles uma densidade corporal e a capacidade mental-emocional, integrando-os com o meio e impondo-os uma serie de restrições. Mas, na Era de Aquário que se inicia os corpos físico-humanos sofrerão mudanças, “moldando-se”, para que se integrem a uma nova freqüência de existência mais acelerada.

Estes novos seres – Seres Crísticos deste Novo Ciclo não mais movidos pelo medo e não mais ignorantes de sua verdadeira origem já começam despontar no Planeta.

Aqueles que há anos vêm ao Projeto Portal buscando uma nova visão da Realidade e que agora com ela já podem interagir fisicamente com os seus parceiros de outras dimensões, eles fazem parte destes novos seres.

Eles em sua condição humana norteiam-se buscando O Cristo Universal que existe em cada um, como deixou transparecer “Tilo” – outro parceiro das realidades paralelas, em uma interação acontecida com os pesquisadores do Projeto Portal, no local conhecido como Trilha, no dia 4 de janeiro de 2011, em torno das 02h00min.

Este parceiro que é também originado de Pegasus e envolvido com os trabalhos relacionados à saúde, naquela ocasião apresentou-se rodeado em luz violeta-lilás, quando transmitiu varias informações e, entre elas, as informações a seguir: “Eu estive em outros países, em outros planetas e também, em outros mundos alem desta Galáxia trabalhando os seres de lá com a freqüência universal segundo a semelhança de Deus – onde uns são muitos evoluídos, outros iguais a vocês e outros ainda primitivos. Todos eles conhecem o mesmo Deus e a “Energia” que está no coração deles, é a mesma que vocês conhecem como Jesus Cristo – e, não fazemos nada que não seja autorizado e observado por Ele”.

Para os pesquisadores do Projeto Portal já familiarizados com a luz que sinaliza os vórtices de energia – “os portais”, que trazem e levam os seus parceiros de outras realidades, já existe literalmente mais que “uma luz no final do túnel”.

Lagoa Santa/MG-BR, 11 de fevereiro de 2011.

 ___________________________

 Texto de Antônio Carlos Tanure

Translate »