Postado por

SEMINÁRIO XIV

SEMINÁRIO XIV
Print Friendly

O “Ultra” como está em um plano energeticamente superior ao da terceira dimensão, pode captar do dimensional a sua freqüência de onda “pura”, que é a sua identificação vibracional no universo. O dimensional irá tirar uma foto digital para ver se nela, acima de sua cabeça, aparece a imagem do “Ultra” um pouco maior do que o normal”, trazendo dentro dela a forma/símbolo da sua freqüência de onda inicial. Para o dimensional ser sinalizado pelo “Ultra” neste trabalho vibracional, ele deve se manter calmo, como muito equilíbrio, porque neste momento não será fácil para ele, sintonizar-se nesta freqüência vibratória. O indivíduo deve fazer tudo para não sair da faixa de tolerância, mantendo-se na Neutralidade, porque o seu equilíbrio emocional é muito importante para que o “ultra” possa registrar a sua freqüência de onda inicial, através de até três tentativas durante o atividade de campo, que será realizado em novembro de 2004.

A partir do dia 15/10/2004 o “contato no trono” – na Fazenda Boa Sorte/MS-BR – foi liberado para todos os dimensionais/Projeto Portal. É bom recordar que o indivíduo para o seu “contato no trono” na Fazenda Boa Sorte/MS-BR, deve estar com o seu peso correto, para que a sua interação com o “ser” ocorra normalmente, não reduza a duração do seu contato e ele não leve choque (eletrostático). Durante o contato o dimensional estará frente a frente com o “ser” e como o seu porta-voz, é o momento ideal para que faça as suas perguntas e obtenha dele as informações, que lhe orientarão na sua missão de divulgação e de propagação. O dimensional deve insistir no seu “contato no trono” até que ele realize, entretanto, o ideal é que ele aconteça no máximo até a sua 19a. tentativa.

Os “laquins” estarão ajudando para que o contato aconteça e quando ele ocorrer, o dimensional deve ter o cuidado de não lançar a luz da sua lanterna nos olhos destes seres, que têm os seus olhos muito sensíveis à luz artificial. O indivíduo/dimensional antes do seu contato definitivo, ele pode se preparar, para que entre gradativamente em sintonia com os “seres”, ficando em determinados locais em volta do “trono” três vezes ao dia, por três horas de cada vez, onde poderá ter contatos até de 3o. grau. Estes locais são pontos específicos e nevrálgicos que estão sincronizados com a malha eletromagnética, onde o indivíduo poderá ter os seus contatos iniciais de 3o. grau, vendo até cem metros de distância naves, sondas, o intraterreno “laquin”, seres extraterrestres e “Ultras”, etc.

Alguns dimensionais que farão o teste do medo na sua preparação de contato, não devem esquecer que os “seres” podem desenvolver perto deles um trabalho de sonoplastia às vezes muito intenso, no intuito de acostuma-los emocionalmente dentro de uma faixa necessária de equilíbrio. Na foto da aura se aparecer à esquerda ou à direita da cabeça do indivíduo um “ultra” ou ainda, uma luz perto dela na vertical, ele é um candidato ao “contato no trono”.

A fase do plasma – 1 já terminou, com 1.600 dimensionais conseguindo o seu plasma individual, portanto, com 200 indivíduos a mais de acordo com a programação dos “seres”, que queriam pelo menos 1.400 dimensionais. Os dimensionais plasmados por ressonância interagirão com os indivíduos não plasmados que estão próximos deles, potencializando-os nos seus campos energéticos. O dimensional que já recebeu o seu plasma – 1, agora deve se preparar para o plasma – 2. O plasma -1 envolveu o corpo do dimensional trabalhando a sua consciência, a sua razão, a sua saúde e o seu campo eletromagnético, enquanto o plasma – 2 que “estourará” perto do seu frontal, ainda não se sabe o que nele será energicamente trabalhado e influenciado. Um indivíduo/dimensional de polaridade positiva e um outro de polaridade negativa conseguiram através de uma energética e luminosa “explosão”, “abrir a porta” do plasma – 2, para que os outros dimensionais também o consigam.

No início de 2005 os dimensionais que estiverem participando do Projeto Portal terão um documento interno de identificação, com todas as suas codificações, com todos os seus símbolos e com todos os dados dos trabalhos vibracionais que já realizaram no Projeto Portal. É necessário que os dimensionais do Projeto Portal tenham em sua descendência o símbolo do triângulo com as duas “aspas”, para que não precisem tira-la novamente, a não ser que já tenham implantes desenvolvidos.

O Forte Príncipe da Beira/ RO quando visto de cima se mostra, deslocando-se, por causa da dos pólos magnéticos da Terra, que nele interferem. Os seus alicerces têm mais de 25.000, sobre eles existiram construções que não mais existem e no seu subsolo (galerias) possui uma base intraterrena. Para facilitar uma maior presença dos dimensionais os trabalhos de novembro/2004 serão feitos nos Estados onde existem núcleos do Projeto Portal, substituindo os trabalhos que seriam feitos na Fazenda Boa Sorte/MS-BR e eles terão a ajuda dos “Ultras” e dos “Energéticos”. Este atividade de campo será muito importante, porque provavelmente será a última oportunidade para que o dimensional tire a sua freqüência de onda “pura”, além de obter outros dados através dos “seres”, para que ele confeccione o seu documento de identificação vibracional, necessário para a sua codificação no grupo de trabalho, que será fechado no início de 2005.

Com a sua terceira visão o dimensional pode ver a aura interna entre 1cm a 7cm do corpo do indivíduo e a aura externa a dois palmos do seu corpo. O indivíduo/dimensional que possui a terceira visão, já alcançou uma freqüência mental de 27 ciclos por segundo.

Para ativar momentaneamente a sua terceira visão o dimensional deve:

a) esfregar os dedos de suas mãos e dos seus pés uns com os outros ao mesmo tempo;

b) “trincar” os dentes, prendendo a respiração por vinte segundos;

c) soltar a respiração e com uma das suas mãos esfregar a sua testa nove vezes em qualquer sentido;

d) relaxar-se, concentrando a sua energia no seu frontal.

Este exercício permite a utilização da Energia da Santíssima Trindade direcionada exclusivamente para atuação no mundo físico – 3a dimensão/efeitos físicos. O dimensional deve sempre faze-lo, quando for realizar algo importante em sua vida.

O indivíduo quando não tem a sua freqüência mental acelerada, ele está normalmente em 14 ciclos por segundo, com cada um dos seus canais vibrando em um ritmo diferente. O dimensional quando está na freqüência de 20 ciclos por segundo, pelo menos dois dos seus canais estão sincronizados, trazendo-lhe algum sucesso ao nível dos seus pensamentos e dos seus desejos. O dimensional/Projeto Portal deve ter pelo menos três dos seus canais sincronizados, para que consiga no seu dia a dia, aquilo que almeja. Todos os trabalhos vibracionais feitos até hoje no Projeto Portal foram direcionados no sentido de condicionar o subconsciente do dimensional a ficar com pelo menos com 27 ciclos por segundo.

Com 27 ciclos por segundo o dimensional fica muito intuitivo, começa a ter visões, premonições e sonhos que concretizam. Com 60 ciclos por segundo ele já consegue atuar na matéria, entortando ou quebrando objeto e quando ele alcança 123 ciclos por segundo, ele já consegue materializar, por exemplo, o ouro alquímico tão necessário para o Dourado.

Quando o indivíduo treina com a seta, ele centraliza a energia no seu frontal e os exercícios com as moedas, com as cartas e com os “ultras” ajustam o seu campo energético. É importante também que o dimensional tenha uma alimentação saudável, ingira vitaminas C, D e E, faça exercícios físicos para manter ativa a carga elétrica em suas células e consiga com mais facilidade tudo aquilo que para os outros é mais difícil ou impossível de realizar.

As formas geométricas são “mapeamentos” de diferentes freqüências de onda e cada freqüência de onda delineia uma forma (símbolo), que é a sua linguagem vibracional. Cada forma tem a sua linguagem de padrão de freqüência, tem a sua onda de freqüência, portanto, cada indivíduo/dimensional tem a sua freqüência de onda e ninguém tem uma freqüência de onda igual a do outro. A freqüência de onda do indivíduo manifesta na terceira dimensão através da sua forma/símbolo, emitindo uma vibração ou uma freqüência energética, que interage com o seu campo energético de sua aura.

Entretanto, como o “ser dimensional” passou por vários planetas, a sua Freqüência de Onda Inicial ou a sua “Freqüência de Onda Pura” irradia freqüências diversas, que estão associadas à sua simbologia. Portanto, o indivíduo dimensional ao modificar a sua Simbologia, ela será apenas alterada na sua energia, mudando apenas o seu padrão vibratório, porque a sua Matriz ou a sua Freqüência de Onda Inicial, que é o seu reflexo no Universo, será sempre a mesma.

O indivíduo/dimensional nasce com a sua simbologia e ela o identifica. O indivíduo/planetário não tem simbologia, portanto, ele não pode obviamente manipula-la. Ele não pode utilizar as “regras” para este tipo de manipulação, porque ele não nasceu com o seu “plug” para a 4a dimensão. O indivíduo/planetário ainda precisa passar por várias etapas, vários estágios de vida, até chegar ao nível da freqüência mental/vibracional do dimensional.

O dimensional que já aprendeu como deve “ver” na sua tela mental a sua Simbologia – agora precisa também aprender manipula-la e modifica-la, através do seu pensamento, do seu desejo e da sua vontade. Ao modificar a sua simbologia, o dimensional está utilizando o seu livre-arbítrio, para modificar também o seu destino, tudo é uma questão de condicionamento, de mudança e de codificação. O dimensional exercendo o seu livre arbítrio, muda o seu padrão vibratório, muda o seu padrão mental e com isto, muda tudo nele e à sua volta.Todas as mudanças que acontecerem na vida do dimensional quando ele modifica a sua Simbologia, devem se mostrar dentro da realidade da terceira dimensão, para serem consideradas mudanças verdadeiras.

O dimensional quando altera a sua simbologia, colocando nela uma reta ou um ponto para modificar o seu estado emocional, por exemplo, ele será apenas trabalhado energeticamente naquele ponto, não lhe trazendo nenhum prejuízo se ele fizer mal feito esta alteração – ele terá só que repeti-la. Na Simbologia as curvas representam débitos, os pontos, círculos e retas, representam créditos e, dependendo do tamanho e da forma da curva, ela representa débitos materiais, emocionais, físicos ou sexuais. Curva Pequena alongada: Débito Físico – significa que o indivíduo já fez algum ato contra o corpo físico de alguém ou contra o seu próprio corpo. Curva Fechada : débito Material – significa que o dimensional prejudicou alguém em termos financeiros/materiais. Curva Aberta: débito Emocional – significa que o indivíduo/dimensional interferiu bastante no estado emocional de alguém ou emocionalmente já se perturbou muito e normalmente este indivíduo é solitário, sem amigos.

Curva fechada pequena (como um rabinho): débito Sexual. – o indivíduo fez um mau uso do sexo, utilizou-se da sua atividade sexual em circunstâncias ou situações não compatíveis com as Leis Universais.

Para fazer a manipulação da sua Simbologia, limpando-a, é necessário que o dimensional já “a tenha tirado do seu frontal” e nela já ter identificado as curvas. O dimensional precisa saber o que ele quer melhorar em sua vida, se é equilibrar o “seu emocional” ou a sua saúde ou ainda, o seu lado financeiro, etc.

Ele deve localizar na sua simbologia a curva que representa esta questão que o aflige, concentrar-se e, através de uma projeção em sua tela mental, já sabendo o que quer alterar, deve “redesenhar” mentalmente a sua Simbologia, “esticando” uma curva ou pondo um ponto, que ele previamente definiu como necessários, para que aconteça em sua vida a mudança almejada – ou seja – o dimensional irá transformar na sua tela mental a curva da sua Simbologia em uma reta ou nela colocar um ponto, para que a sua freqüência vibratória comece a vibrar positivamente, sintonizada para o que ele quer. Na manipulação da sua simbologia o indivíduo/dimensional ficará concentrado, mentalizando por um minuto, sem a necessidade de se acelerar ou de se ativar ou ainda, de qualquer outra preparação especial, portanto, ele deve apenas ficar em concentração.

O dimensional que apenas tem créditos, com certeza ele já queimou o seu carma, passou por vários problemas e decepções, ele já sofreu, mas, com certeza já pagou com o seu aprendizado o que devia em outras vidas ou mesmo nesta. e, se ele já queimou o seu carma, já está pronto para iniciar o trabalho final do seu compromisso cósmico. O indivíduo mesmo que tenha excesso de créditos, precisa alterar a sua simbologia, se estiver com alguma dificuldade pessoal, porque qualquer excesso é ruim e, portanto, precisa ser manipulado para o equilíbrio.

É recomendável que o dimensional faça um “reforço”, com a mesma alteração, a cada 3 meses, 3 por vez, depois da primeira manipulação da sua simbologia, portanto, o reforço é feito durante 9 meses, porque a tendência da simbologia é voltar ao que era antes. Depois deste tempo, modificando-a no mesmo ponto, a modificação reverte positivamente em 100% dos casos a situação de conflito do indivíduo. Na segunda vez que o dimensional for alterar a sua simbologia, a alteração desejada já deverá aparecer em sua tela mental, caso contrário, a alteração não funcionou, porque a sua simbologia voltou à sua forma original e, portanto, o indivíduo deve mentalmente repeti-la.

A tela mental obedece ao pensamento, ao desejo e à vontade do indivíduo/dimensional. Para facilitar esta modificação energética/vibracional o dimensional deve aprender a ficar com a sua respiração presa, porque ao prende-la todos os seus canais (27 na mulher e 8 no homem) vibram igualmente, porque cada canal vibra normalmente em ritmo diferente. Quando o dimensional prende a sua respiração, ele acumula o máximo de energia, obrigando todos os seus canais do cérebro a trabalhar uniformemente, com a onda do seu pensamento em um só ritmo (freqüência) indo para um só objetivo, para um só direcionamento energético.

O indivíduo que tem dificuldade de concentrar e de visualizar a sua simbologia, deve aprender a fazer este exercício com a sua respiração presa.

O dimensional na sua condição humana nunca irá livrar do astral, por ser uma criatura tridimensional/emocional, portanto, como o indivíduo que já tem naturalmente “este seu lado” da terceira dimensão bem desenvolvido, ele deve agora aprender a desenvolver o seu lado mental, para trabalhar as suas dificuldades cotidianas e transcende-las.

O dimensional é quem dá a ordem mental para modificar a sua simbologia com um ponto ou esticando-a com um traço, ele é que emite uma vibração codificada para o seu subconsciente, através da sua vontade e do seu desejo para que isto aconteça. Qualquer faculdade paranormal e ativa do indivíduo está ligada à manipulação da sua energia mental/vibracional e quando ele desenvolve esta sua capacidade mental extraordinária, ele nunca terá depressão e se ele a teve algum dia, ela nunca mais voltará.

Quando o dimensional estiver manipulando a simbologia de outros indivíduos, ele realmente estará “brincando” de ser um “deus” e esta será a próxima etapa do seu aprendizado, que exigirá dele uma atitude de extrema responsabilidade, quando ele fará a alteração da curva na simbologia do indivíduo, alterando-a, a seu pedido.

A interação entre seres humanos para esta alteração energética é muito mais fácil de ser feita, do que em um objeto. Todos os dimensionais que já fizeram a 1a fase do plasma, já têm condições de modificar a sua simbologia, o que antes não conseguiam, porque não tinham a vibração energética necessária. O dimensional que tiver dificuldades em visualizar a sua freqüência de onda, obviamente, terá dificuldade de ver na sua tela mental a sua simbologia e neste caso, é interessante que ele verifique se os seus meridianos estão bloqueados. No corpo humano os cortes feitos em atos cirúrgicos (inclusive a lipoaspiração), “cortam” os meridianos do indivíduo, que precisam ser religados energeticamente, mas, existem cortes impossíveis de serem religados devido aos locais onde eles foram feitos, o que dificulta definitivamente o dimensional de visualizar a sua freqüência de onda, pela sua deficiência energética nestes pontos do seu corpo danificado. Os ultras irão ajudar o dimensional, que por este motivo, tem dificuldade de visualizar a sua freqüência de onda.

Quando o dimensional em uma sua passagem por um planeta, não tiver nenhum corte na sua simbologia, mesmo que ela seja uma curva, não representa débito e sim crédito. O dimensional deve observar se na sua simbologia as curvas são ou não cortadas por traços, para que possa considera-las ou não débitos. A mulher (polaridade negativa) nasce com uma intensidade de polaridade – no mínimo 27 ciclos por segundo – que ela pode acelerar ou desacelerar durante a sua vida. O homem (polaridade positiva) nasce apenas com 8 ciclos por segundo – com apenas 8 ciclos por segundo, fica mais fácil para ele manipula-los. A mulher tem muito mais capacidade mental do que o homem, principalmente agora que a humanidade está entrando na Era de Aquário. Ela com 7 anos já está desenvolvendo pelo menos algum item da alquimia/transmutação. A mulher tem muito mais carga elétrica, muito mais energia, por isto ela consegue transmutar, fazer alquimia, materializar e propagar melhor. A mulher pode transcender muito mais rápido do que o homem, porque ela está muito mais evoluída e tem muito mais capacidade mental/vibracional, é só ela aprender a administrar o seu estado emocional, para que possa utilizar desta sua imensa capacidade vibracional.

O dimensional para identificar os débitos e créditos de outros indivíduos basta que ele observe também em suas simbologias, se nelas existem retas, pontos, círculos ou curvas. Como já foi mencionado, a reta (independente da inclinação), ponto ou circulo representam crédito, significam que o indivíduo realizou boas ações nos estágios anteriores, não importando o que ele já fez ou para quem ele já fez. A curva representa débito, que o dimensional tem o compromisso de resgatar de outros indivíduos ou de algumas raças ou ainda, de alguém em vidas passadas e por isto, é que muitas vezes, ele sofre prejuízos sem motivo aparente e fica sem compreender por que eles acontecem. Em muitos casos o indivíduo sofre também bloqueios, ele tem dificuldades sentimentais e complicações em sua saúde física. O débito genético é o pior – o carma genético é quando na simbologia do indivíduo, aparece um ponto tocando um traço ou no meio do traço, trazendo-lhe alteração no campo vibracional da sua aura e isto reflete no seu físico, podendo chegar até a alguma deformação física.

A repetição de passagens por um mesmo planeta (cruzamento de retas e curvas):
até 6 passagens – não há débitos;
de 7 à 14 passagens – débito sexual;
de 15 à 21 passagens – fase neutra;
de 22 em diante – o dimensional já pagou todas as dívidas, foi um líder em outras vidas e na atual vida ele pode representar multidões, pode dar informações e palestras, preparando os indivíduos, etc.)

Os débitos refletem em tudo, por isso é melhor o indivíduo o quanto antes se livrar deles. Na sua simbologia o dimensional deve identificar os símbolos gráficos das raças, onde estão localizados os seus débitos, desta forma ele poderá conhece-los e resgatá-los, fazendo algo positivo para os dimensionais das raças, que lhe foram sinalizadas como credoras. Com o pagamento do seu débito o indivíduo/dimensional poderá retirar da sua simbologia as curvas gráficas, podendo até limpa-la. O excesso de créditos deve ser repassado através de trabalhos com doação de energia e de propagação das mensagens dos “seres” conscientizando os indivíduos, entre outros trabalhos, para que o dimensional não fique com excesso de energia, que acelera os seus chacras laríngeo e frontal, provocando-lhe ansiedade, compulsão, confusão mental e outras dificuldades em suas experiências do seu dia a dia.

O dimensional que já aprendeu a identificar na sua simbologia os vários tipos de débitos, agora, resta-lhe, aprender como pagá-los. Se o débito for material, o dimensional deve ajudar materialmente o indivíduo/credor, auxiliando de coração alguém necessitado da raça com a qual ele ficou em débito. Se o débito for fisico, o dimensional deve encontrar alguém que tenha a mesma deficiência física que a dele e então, ajudá-lo de coração. Se o débito for emocional, o dimensional pode resgata-lo através de um trabalho que ele doe energia ou através de uma conversa que ele harmonize o indivíduo ou ainda, através de outras formas de resgate para este caso.

Pensar apenas não adianta, o indivíduo deve pensar e agir harmonicamente, resgatando os seus débitos sempre com boa vontade, caso contrário, ao invés de saldá-los, eles serão aumentados.

O resgate de débito deve ser feito para os indivíduos/credores que com eles o dimensional tenha compatibilidade energética (afinidade), senão ele não os resgatará. Ao pagar o seu débito, doando-se crédito, o dimensional pode resgata-lo diretamente do indivíduo/credor. Se o seu débito for de vidas passadas, o dimensional pode fazer o seu resgate para qualquer indivíduo do mesmo planeta ou da mesma raça. O débito desta encarnação deve ser resgatado para o próprio indivíduo para quem o dimensional tem débito, mas também pode ser pago para aqueles que com ele tenham ligação direta ou indireta (filho, neto, marido ou mulher) – nesta forma indireta de resgate o dimensional pode saldar até 80% dos seus débitos e resgatar o seu compromisso, pagando os 20% restantes até 2.014, quando a simbologia desaparecerá do seu frontal e quando já não será mais necessária esta sua codificação vibracional.

Na “limpeza vibracional” se o dimensional com o término de sua missão neste planeta, não fizer o resgate total dos seus débitos, conservará as curvas em sua simbologia original, como marcas de débitos para serem ainda resgatados posteriormente. Mesmo que o dimensional já esteja sem débito na Terra, continuará com débito com o Cosmos, com o Universo, resgatando-o totalmente, só após o término do seu compromisso cósmico.

Devido à dificuldade no resgate do débito, relacionada com a identificação de para quem se deve pagar ou mesmo de que forma deve se pagar, os “seres” permitiram que transformasse débitos e crédito em compromisso.

Para isto o dimensional dever fazer o seguinte:

a) para o homem – ele deve transforma a curva maior da sua simbologia em uma reta – se não houver curvas, ele deve dobrar o tamanho da reta maior.

b) para a mulher – ela deve acrescentar um ponto no traço maior que existir na sua simbologia, seja ele reto ou sinuoso – se forem retas paralelas e iguais, ela deve colocar o ponto na reta de baixo.

Oportunidades de pagamento surgirão, pois existe uma programação universal em relação às situações para que elas aconteçam, fazendo com que o dimensional sinta e intua para quem ele deve pagar, para com quem ele deve se redimir. Se na simbologia do indivíduo aparecerem em proporções iguais (simetricamente) débito e crédito, eles podem se anular e com isto, anular também a sua simbologia e para que lhe seja criada uma outra, ele deverá se submeter a um trabalho vibracional especial e especifico, que o fará interagir com a 4a dimensão. Geralmente a simbologia (símbolo) da mulher tem a cor vermelha e a do homem tem a cor prata. O plasma é físico e não energético, portanto, não adianta o indivíduo modificar a sua simbologia para que ele aumente, é trabalhando o seu campo eletromagnético (kundalini), que ele conseqüentemente aumenta a sua capacidade energética.

O débito de vidas passadas do dimensional/Projeto Portal já foi zerado, o débito em sua simbologia que está sendo hoje trabalhado, é o seu débito da sua vida atual. O arrependimento dos erros pode amenizar os débitos, mas, não os pagará. O indivíduo/dimensional deve “trabalhar” para alcançar um outro padrão evolutivo, para sair do padrão dimensional e entrar para o padrão angelical

Uma consciência dimensional deve na terceira dimensão aprender a fazer a “leitura das entrelinhas”, decodificando, por exemplo, o que está por trás de um texto ou o que está por trás da aparente verdade de um fato. Quando um ser intraterreno (ser físico) se mostra na terceira dimensão com mais de 1,80m de altura e um Energético (Ser de Pura Energia) se mostra em milímetros, percebemos literalmente que uma consciência quanto mais iluminada menos necessita de veículos físicos e maiores e, portanto, menos se expressa com forma/matéria. Com este tipo de observação/percepção que vamos nos encontrando sintonizados com a “Linguagem Universal” e aprendendo a transcender a “Torre de Babel” das palavras e das idéias, que nos limita e nos prende à terceira dimensão. A intuição, como já foi mencionado, é sempre aquela “primeira voz” que vem do “coração” do indivíduo e que se mostra espontaneamente como “uma primeira idéia” através do seu pensamento, direcionando-o para o que deve fazer ou não.

O dimensional que já está manipulando Freqüências Vibracionais irradiadas de outros Níveis mais Sutis da Manifestação, nunca deve esquecer, que ele será realmente um “semi-deus” na Terra, se no seu dia a dia o seu pensar e o seu agir estiver em sintonia com a “Energia do Amor Uno” e que, portanto, a manipulação da sua simbologia é, sobretudo, um “instrumento”, para que ele possa irradiar mais rapidamente para si, para os seus semelhantes e para o Universo a “Luz Transcendente deste Amor”.

No atividade de campo que acontecerá em Lapinha – Lagoa Santa/MG-BR, a freqüência de onda só será copiada pelo “Ultra”, se o indivíduo/dimensional estiver em equilíbrio físico e emocional. Para que isto aconteça, para que o dimensional fique energeticamente compatível para este momento, ele poderá ser trabalhado pelos Seres Energéticos. Os dimensionais serão trabalhados na mata pelos “seres” e neste trabalho de interação também com a natureza, se aparecer no seu início ou no seu final um ultra de cor vermelha, ele será anulado e terá que ser feito novamente. Quando o dimensional tira a sua freqüência pura, ele tem o seu “passaporte” para o seu contato verbal com os “seres”.

O indivíduo/dimensional no segundo ou no terceiro mês após ter iniciado a sua missão decodificada da sua “placa”, poderá solicitar via “trono” o seu contato de 4º. Grau. As últimas fotos da aura dos dimensionais/Projeto Portal estão mostrando cada vez mais a sua capacidade mental/vibracional, com um grande número deles já pronto para o plasma – 2 e para o “contato no trono”.

O dimensional/Projeto Portal já deveria, à sua maneira, ter descoberto como propagar as informações dos “seres”. Ele já deveria ter se somado com os outros dimensionais no seu trabalho missionário, que deve ser feito com muito equilíbrio, sem forçar os outros a aceitarem o que informa, porque só sintonizarão com as mensagens que ele está passando, aquele que já está “pronto” e, portanto, aquele que já está susceptível às informações dos “seres”. Alguns dimensionais estão recebendo duas ou até três decodificações de suas missões trazidas pelas “placas”, porque estão cobrindo a missão de sua Essência Matriz, que já fez a sua passagem (morreu). Estes dimensionais nesta situação terão mais responsabilidade, entretanto, em compensação, eles serão mais direcionados em suas vidas, à medida que desempenharem corretamente a sua dupla ou tripla missão. Eles também terão mais contatos.

Neste atividade de campo em Lapinha, será formado um grupo de sete indivíduos/dimensionais para conjuntamente tirar uma foto de suas auras, para que possam ser codificados, avaliados, direcionados com o auxilio dos “Ultras” e dos Seres Energéticos. Depois que o indivíduo/dimensional “retirar” a sua freqüência de onda pura neste atividade de campo, ele interagirá energeticamente com a natureza, posicionando-se em uma mata do local e lá ficará por dezenove minutos direcionando-se mentalmente para um contato com algum “ser” ou para o seu trabalho de alquimia.

A partir de 27 de março de 2005 os dimensionais que já estão no Projeto Portal constituirão o “Grupo Intensivo”, que será dividido em quatro categorias relacionadas com a energia dos quatro elementos: ar, terra, fogo e água. O “Grupo ar” será responsável pela ajuda na construção do protótipo e de futuras naves, de pesquisas aeroespaciais e de tudo que venha do Universo em direção a Terra; O “Grupo terra” será responsável pela agricultura através de pesquisas agrícolas, como a plantação de vegetais sem a luz do Sol nas galerias e, também, pelos salvamentos em momentos de terremotos, de erupções, etc.; O “Grupo fogo” será responsável pela estratégia do Projeto Portal, pelos seus conveniados e parceiros, pelo seu marketing e pelo seu posicionamento na mídia e no mundo. Será a”parte pensante” dos dimensionais/Projeto Portal; O “Grupo água” será responsável pela utilização das bases subaquáticas, do transporte aerofluvial, da criação de tecnologias para a sobrevivência nas águas, pelo salvamento nas inundações, nos maremotos, etc. A partir de janeiro, os indivíduos destes quatros grupos, depois que notificarem os núcleos que pertencem, já poderão ir à Fazenda Boa Sorte/MS-BR para planejar, receber orientações e até mesmo começar os trabalhos específicos.

Até 27 de março de 2005 mesmos aqueles indivíduos que temporariamente afastaram do Projeto Portal, principalmente aqueles que já receberam as suas “placas”, se voltarem, poderão participar do “Grupo Intensivo” e serão trabalhados para que todos tenham um mesmo padrão vibracional. Depois desta data aqueles que chegarem pela primeira vez ao Projeto Portal já não terão os mesmos “privilégios energéticos” e as mesmas responsabilidades do “Grupo Intensivo”. Estes iniciantes não farão contato de quarto grau, não terão orientação direta dos “seres”, não terão a materialização do ouro e, talvez, não terão também o plasma. Certo mesmo são apenas a materialização da pedrinha discóide e o contato de terceiro grau.

Todos os indivíduos/dimensionais que participam ou que já participaram do Projeto Portal foram trabalhados e direcionados energeticamente pelos “seres”, principalmente aqueles que durante sete anos estão adquirindo ininterruptamente novos conhecimentos e moldando energeticamente para uma nova freqüência mental/vibracional, em uma interação especifica “seres”/dimensionais, que está ressoando para os dimensionais inconscientes. Entretanto, se muitos indivíduos/dimensionais afastaram-se e não estão mais participando do “Grupo Intensivo”, porque apenas aqueles dimensionais que continuam presentes, estão sendo selecionados dentro de um “cronograma” traçado pelos “seres”, para que tudo aconteça como tem que acontecer, de uma maneira que jamais imaginam. O dimensional para se identificar em um destes quatro grupos, ele e mais nove companheiros irão tirar juntos uma todo da aura de suas mãos direitas e em função do que mostrar a aura de suas mãos, cada um dos participantes ganhará uma identificação numérica, codificando-o em um dos quatro grupos, para que possa ajudar da melhor maneira possível à população. Esta codificação levará também em conta a missão que cada um recebeu de sua “placa”.

Quando o indivíduo/dimensional conhece a sua freqüência de onda pura e mentalmente vibra em ressonância com ela, ele adquire praticamente o sue “passaporte” para todos os níveis de contato, equilibra os seus chacras e potencializa sete vezes mais a ultima camada de sua aura. Será feito para cada dimensional/Projeto Portal um bracelete padronizado com a sua freqüência de onda decalcada com o seu ouro alquímico (retirado do seu frontal).

O indivíduo/dimensional a partir de agora deve se preparar para interagir com os mundos paralelos, com “seres” que já partiram da densidade física, que não transmutaram, mas, que conseguiram ascender e que podem plasmar o seu último corpo físico e contatar. Nesta condição estão alguns “seres” que fisicamente já participaram do Projeto Portal e que agora têm condições de plasmarem, identificando-se para alguns dimensionais. Nestes momentos frente a frente com estes “seres” que apresentam uma menor densidade de matéria, o dimensional/Projeto Portal não deve ter medo e prestar muita atenção no que eles falam.

Estes “seres” que não estão mais fisicamente na terceira dimensão, já possuem um nível ampliado de consciência e optaram por não mais reencarnar. Como na terceira dimensão já tinham simbologia, já sabiam manipular a energia vibracional, já interagiam com os “Ultras” e foram ativados com a energia irradiada da nave do GNA, estão agora em uma condição vibracional especial e, por isto, dispuseram a ajudar alguns indivíduos/dimensionais não só nas galerias como também em outros locais da Fazenda Boa Sorte/MS-BR. O dimensional quando interagir com este tipo de contato, estará dando energeticamente o seu primeiro passo no caminho da sua transmutação.

Estes “seres” que já possuíram um corpo humano e que já pertenceram ao Projeto Portal, se mostrarão inicialmente como pontos de luz, que poderão ser filmados quando aparecerem não apenas nas Galerias (Cavernas), mas, também, no Milharal, no Campinho ou em qualquer outro ponto da Fazenda Boa Sorte/MS-BR, para o indivíduo/dimensional que com eles tenha uma compatibilidade vibratória e ausência de medo. Estes “seres” que ascenderam, possuem uma Vibração de Amor diferente daquela que como indivíduos possuíam no plano físico. Eles estão no plano extrafísico – ao nível do astral superior – interagem na quarta dimensão e um pouco com a terceira dimensão. O dimensional/Projeto Portal que tiver contato com estes “seres”, também conseguirá um sucesso maior no outro tipo de contato – o do “trono” – porque será preparado para “zerar” todas as suas formas de medo.

O indivíduo/dimensional, especialmente o dimensional/Projeto/Portal, que fez a sua “passagem” depois de 1971 e que não transmutou, não ficará mais no plano intermediário, porque já possui uma interação com a freqüência da luz do GNA que o capacita a ter uma elevação vibracional e com ela uma consciência que já “transcende energeticamente o sofrimento” – que já “decodificou na dualidade o conceito do bem e do mal”.

Quando vinte e sete dimensionais conseguirem o plasma -2, ele poderá ser feito fora da Fazenda Boa Sorte onde existe um vórtice de energia muito intensa que permite o plasma acontecer mais facilmente. Quanto maior for o percentual da missão trazida pela “placa” e se o dimensional conseguir desempenha-la corretamente, mais ele harmonizará em suas experiências de vida, eliminando delas o “negativo”.

Como cada dimensional vibra em uma freqüência mental/vibracional diferente do outro, o “contato no trono” poderá acontecer de maneiras diferentes. Os “seres” poderão aparecer através de portais energéticos para uns e para outros através de uma luz que vem do alto, plasmando a forma do “ser”, porque tudo vai depender da energia vibracional de cada um.

Como já foi muito falado, o contato não ajuda em nada na evolução do indivíduo, ele será enriquecido em sua experiência de vida com novas informações e com novos conhecimentos.

O indivíduo/dimensional não precisa se esforçar excessivamente para cumprir a sua missão. Quando em suas conversas cotidianas ele passa informações, direcionando os seus semelhantes para as mensagens dos “seres”, que ajudam a construir uma nova consciência compatível com a quarta e a quinta dimensões ou quando ele manipula a sua energia de cura para alguém, ele está de certa maneira em missão. Existem várias maneiras de o dimensional cumprir a sua missão, para receber os benefícios dos “seres”. À medida que ele vai cumprindo a sua missão, vai recebendo benefícios dos “seres” em relação à sua saúde física e mental e de um modo geral em relação o seu bem estar material. A criança/dimensional pode ter ciência da sua missão, ela a registrará em seu subconsciente, criando a energia necessária, para que possa mais tarde desempenha-la satisfatoriamente.

O indivíduo/dimensional na sua condição humana como um “ser” dual/emocional da terceira dimensão, enquanto permanecer no plano físico, mesmo que auto-ilumine o máximo, ele fica pelo menos 10% influenciado pelas suas emoções, vivificando o “ego” e, portanto, podendo ainda se desarmonizar.

Nas suas experiências na tridimensionalidade o indivíduo com o seu pensar e com o seu agir pode gerar energias positivas que metaforicamente podem o identificar como o “trigo”. Ele pode também gerar energias negativas que podem o codificar como o “joio” e ainda, gerar energias que não são definidas nem como positivas e nem como negativas, que podem o definir como o “alienado/neutro”.

O “trigo” ou o indivíduo que irradia energia positiva já alcançou um elevado nível vibracional, já tem consciência da sua Transcendência Divina e também a noção qual é a sua missão na Terra como um ser dimensional. Ele já possui um nível profundo de discernimento, de percepção e de intuição e, por isto, no seu pensar e no seu agir não se deixa mais influenciar pelos pensamentos e pelas atitudes negativos de outros indivíduos. Ele é muito otimista e criativo, sabe caminhar com as suas próprias pernas e não mais recua diante dos problemas que aparecem à sua frente. O indivíduo que é rotulado como o “joio”, porque gera energia negativa, é normalmente materialista, egoísta e “friamente” faz de tudo para conseguir os seus objetivos. Portanto, ele é um indivíduo que não tem consciência da sua Verdade Divina, que manipula outros indivíduos ao seu bel prazer, já que a sua realidade está circunscrita apenas aos seus cinco sentidos, que alimentam a sua consciência direcionada apenas para interagir com a matéria. O indivíduo que não toma atitude e que é definido como o “alienado/neutro”, por não querer se ver, não resolve os seus problemas em suas experiências de vida, necessários para a sua iluminação. Ele é normalmente inseguro, medroso e depende dos outros para conseguir o que precisa. É um “ser” perigosamente influenciável e por não ter opinião própria pela sua incapacidade de se enxergar, se faz de vitima constantemente. Ao nível de uma consciência dimensional que já interage com a quarta dimensão, ele tem que se transformar muito para cumprir a sua missão.

O indivíduo/dimensional através do seu livre arbítrio está constantemente irradiando a energia de uma ou mais destas três freqüências mencionadas acima. Entretanto, o dimensional/Projeto Portal que já foi ativado, que á acessou a “placa” e que já recebeu o plasma, tem agora maiores condições de se harmonizar e de irradiar em missão mais energia positiva através de sua consciência dimensional. Ele tem até o ano de 2014 a oportunidade para “aperfeiçoar” o seu corpo físico, para que possa sublimar-se e ao sutilizar o seu corpo, consiga transforma-lo em Luz.

Translate »