Postado por

Transmutação, Ressurreição e Transmaterialização

Transmutação, Ressurreição e Transmaterialização
Print Friendly, PDF & Email

Transubstancialização do ponto de vista dogmático (da “fé”) aceita a transformação de uma substancia em outra, diferentemente da transmaterialização que é a mudança física e de fato da matéria ou, de sua real transformação.

Transubstancialização, transmaterialização e ressurreição são alguns entre outros conceitos, que “plantados em campo férteis” das ideias e ainda “adubadas” por dogmas, geram intensos antagonismos entre teólogos, quando religiosos divergindo uns dos outros (às vezes da mesma Igreja), discutem esses conceitos como o da eucaristia, se nesse momento existe mudança de matéria (transmaterialização) ou mudança de substância (transubstancialização).

As opiniões divergem, se o pão continua sendo materialmente pão, como também se o vinho continua sendo só vinho, portanto apenas transubstanciados por questão de “fé” em carne e sangue. A certeza que possuem, é quando acontece um “milagre” inexplicável pela ciência e reconhecido pela Igreja e, nesse caso ele é aceito como uma transformação da matéria ou, uma transmaterialização.

Na eucaristia existe a transubstancialização ou transmaterialização? Mesmo como uma “questão de fé” é uma dúvida entre muitos religiosos – Imagem da Internet

A eucaristia apresenta analogia com a refeição pascal dos judeus, devido ao fato de que a última ceia ter sido celebrada segundo o rito judaico da Páscoa. Ela era originalmente oração de ação de graças da Igreja primitiva, em uma refeição comunitária (ágape).

A Eucaristia em seu sentido como consagração do pão e do vinho, foi instituída pelo próprio Jesus de Nazaré, para que o seu momento na cruz fosse (até o seu definitivo regresso) lembrado no decorrer dos séculos. Posteriormente ela se transformou em um rito independente unido à pregação do Novo Testamento. E foi no ano de 110, que ela se afirmou como centro de culto e que os cristão praticam até hoje, juntamente com a leitura de textos do evangelho.

Informações dobre ressureição (ressurgir à vida), transfiguração (mudar aparência) e transmaterialização ou transmutação (transformar corpo/matéria), entre muitas outras, estão quase sempre em documentos religiosos tidos como sagrados, despertando curiosidade àqueles que os leem com sentido cientifico de pesquisa e, encantando e sendo venerados por aqueles outros, que os leem sem os esforços de questionamento e do verdadeiro entendimento, apenas se satisfazendo mentalmente inertes por uma questão de “fé”.

No tempo do mais destacado rei caldeu Nabucodonossor (Babilônia 604-539 a.C.), os três jovens hebreus Hananias, Misael e Azarias por não reverenciar uma estátua de 27 metros de altura desse rei, foram lançados em uma fornalha de fogo ardente, entretanto eles andaram dentro dela acompanhados por um “outro personagem”, que os protegeu para que não se queimassem.

hananias

Hananias, Misael e Azarias por não se curvarem diante da estátua do rei caldeu Nabucodonosor foram jogados em uma fornalha de fogo ardente, para que fossem mortos, mas o que o rei viu, deixou-o surpreso, foram esses três jovens vivos com a presença de um outro (“um filho de deus”) caminhando (transmaterializados?) entre as chamas, porque essas não os afetavam – Imagem da Internet

Esses jovens e prisioneiros hebreus não modificaram seu comportamento no mundo caldeu, portanto não adoraram o deus Marduk (e outras divindades), não consumiram vinhos e nem as demais iguarias caldeias. Também alimentaram saudavelmente de legumes, frutas e beberam apenas agua, entre outros alimentos e ingestões, seguindo as orientações de YHVH (IAUÊ), que para alguns estudiosos esse tetragrama (associado à uma vibração sonora) transmite a ideia de atemporalidade, poder absoluto e decisão inequívoca. Essa maneira de proceder que permitiu como “troca”, YHVH ou “El Shaday” (O Senhor) os protegesse, os transmitisse conhecimento e sabedoria e, todas as informações necessárias para que desenvolvessem o dom da profecia.

A presença Deus ou, de “El Shaday” ou ainda, de “O Senhor” foi principalmente evidente no Velho Testamento milhares de anos atrás. Foi na vida de Abraão, quando até “os ímpios” que o cercavam reconheciam a diferença que havia entre as suas vidas e a dele (Gênesis 21:22). Quando prometeu Josué que nenhum inimigo poderia resisti-lo se a sua presença estivesse com ele: Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e corajoso... (Josué 1:5-6). Ainda disse a Gideão: …O Senhor é contigo, homem valente…Vai nesta tua força e livra Israel…. (Juízes 6:12,14).

Também “O Senhor” preveniu Jeremias de que o país inteiro se viraria contra ele e rejeitaria as suas profecias. Contudo lhe prometeu: …” eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo para te salvar, para te livrar deles… (Jeremias 15:20). Ainda “El Shaday” falou a Isaías … tu és meu. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor, teu Deus…e eu te amei…Não temas, pois, porque sou contigo” … (Isaías 43: 1-5).

Apenas uma ilustração representando “O que é”, não físico e não normalmente visto ou, “O Senhor” – Imagem da Internet

As passagens do Velho Testamento mencionadas anteriormente são simples histórias mortas, são contos da carochinha? Ou, será que podem ser vistas com as informações de hoje, como presenças de seres universais de outras realidades? Seres de mundos paralelos que possuem tecnologias milhares de anos à frente da ciência atual humana, com conhecimento das forças ondulares moduladoras, que através delas criam, moldam e transformam a matéria”, que utilizam dos “buracos de minhoca” dominando o espaço tempo e assim, podendo se situar tanto no que o ser humano chama de passado quanto de futuro?

Será que é mera coincidência, quando o dimensional para interagir consciente com essas realidades (através das 49 raças), com o intuito de ampliar suas habilidades mentais (paranormais) tem que possuir (como os líderes e profetas de antigamente) uma vida tanto física quanto mental o mais possível saudável, conduzindo-se emocionalmente equilibrado?

Será ainda coincidência, que o dimensional deve possuir humildade, persistência e foco, porque sendo “diferente” dos demais é zombado, é ridicularizado e chamado de doido ou de demente e, por isso, se não for vigilante ao se sentir aborrecido, entrar na frequência do quarto caminho e se distanciar de suas interações mentais e vibracionais com essas realidades paralelas, perdendo sua proteção e suas valiosas informações necessárias ao seu processo evolutivo e transmutativo? Mais informações no texto Quarenta e Nove Raças – Portal Pegasus (Google)

Algumas dessas experiências dos tempos mais antigos o dimensional hoje em situações e procedimentos semelhantes já as tiveram e as tem, mas agora de maneira muito mais consciente e participativa de um semideus e não mais como aqueles de antigamente com dependência de um “deus”.

O dimensional que está momentaneamente em condição humana com origem fora da Terra e possuidor de habilidades mentais paranormais, não se deixa mais, se levar por doutrinas, teologias, misticismo e muito menos por dogmas, por agora se nortear pela Boa Nova de Cristo (mas, já exercitada por Jesus de Nazaré dois mil anos atrás), conduzindo-se pelos fundamentos da natureza ditados por Princípios (Leis) Universais em sintonia à Ciência Lilarial.

Esses Princípios estão presentes em qualquer ponto desse universo, regem seu funcionamento e geram outros universos.

Ilustração de multiverso ou multiuniverso como um conjunto de muitos universos. Pela Física Quântica o multiverso é hipoteticamente o grupo de todos os universos possíveis. E, a primeira hipótese do multiuniverso é a Teoria do universo-bolhas, com a presença de muitos mundos, de onde novos universos brotam dos antigos. A segunda hipótese é a Teoria do universo oscilante, pela qual o universo vivencia infinitos “Big Crunches” seguidos por infinitos “Big Bangs”, com cada universo sucedendo o anterior. A terceira hipótese é a Teoria da inflação caótica, que propõe a Teoria de multiverso aberto – Imagem da Internet.

Primeiro Princípio (Lei) Universal – o de Mentalismo, ele expressa a verdade que “o Universo é mental, que ele está dentro da Mente d’O Todo. O “Tudo está n’O Todo, como também O Todo está em Tudo”; Segundo Princípio (Lei) Universal – o de Correspondência, ele encerra a verdade “o que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima”; Terceiro Princípio (Lei) Universal – o de Vibração, ele diz que o Movimento é manifestado em tudo no Universo, que nada está parado, que tudo move, circula e vibra; Quarto Princípio Universal – o de Polaridade, ele contém a verdade que todas as coisas manifestadas têm dois lados, dois aspectos com dois polos opostos, com muitos graus de diferença entre os dois extremos;

Quinto Princípio (Lei) Universal – o de Ritmo, ele pode ser aplicado para qualquer questão ou fenômeno de qualquer dos diversos planos da vida, portanto pode ser aplicado a todas as fases da atividade humana; Sexto Princípio (Lei) Universal – o de Causa e Efeito, ele encerra a verdade que nada no Universo acontece por acaso. Toda Causa tem seu Efeito. Todo Efeito tem sua Causa. Todas as coisas acontecem de acordo com essa Lei. O acaso é apenas um nome dado a uma Lei não reconhecida; Sétimo Princípio (Lei) Universal – o de Gênero, ele expressa a verdade que há Gênero manifestado em tudo, que os princípios masculino (+) e feminino (-) estão sempre presente e em ação em todas as fases dos fenômenos e em todos os planos da vida. Mas, em seu sentido mais amplo o gênero e o sexo no uso ordinariamente aceito do termo, não são a mesma coisa.

————————————————————-

Para o sociólogo, antropólogo, cientista político, psicólogo social e filósofo francês David Émile Durkheim (1858-1917), “o traço distintivo do pensamento religioso não se encontra na noção de sobrenatural e muito menos na noção de divindade: Há ritos sem deuses, e há ritos dos quais derivam deuses. O traço comum e decisivo de todas as religiões se assentaria, então, na divisão do mundo em dois domínios: o domínio do sagrado, e o domínio do profano. Os dois mundos não são apenas concebidos como separados, mas como hostis e ciosamente rivais um do outro”

Continua ele, “por esta divisão as crenças religiosas estabeleceriam os modos de se relacionar com o sagrado e com o profano, e nessa instância, os ritos religiosos estabeleceriam as “regras de comportamento que prescrevem como o homem deve se comportar com as coisas sagradas. A magia (ou, a alquimia) por sua vez também poderia até vir envolta em mitos, porém seria empregada para atividades com finalidades precisas, objetivas, técnicas e utilitárias”

Destaca ainda David Émile Durkheim, “enquanto a religião institui laços de coletividade em torno de uma fé comum fazendo assim surgir as igrejas, ou seja, o espaço liminar de compartilhar das mesmas concepções e práticas rituais que orientam a relação com o sagrado e o profano, a magia (apesar das generalidades que poderiam ser observadas) não funda igrejas, isto é, a relação entre o mago (ou, o paranormal) e os indivíduos que o procuram é sempre passageira, não existem laços duradouros que façam deles membros de um mesmo corpo moral, comparável ao formado pelos fiéis de um mesmo deus, pelos praticantes de um mesmo culto”.

O sociólogo, antropólogo, cientista político, psicólogo social e filósofo francês David Émile Durkheim (1858-1917) – Imagem da Internet

O Novo Testamento já dois mil anos atrás através de Jesus de Nazaré diferentemente do Velho Testamento começou despertar os seres humanos, para que nele se espelhassem. Fossem semideuses fazendo o que ele fazia (e muito mais) e, que na simples frase e ao mesmo tempo em seu todo pleno sentido, “amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo” se libertassem e não mais precisassem ficar sob a tutela de um “deus” que era vivificado nos templos daquela ocasião (e ainda nos de hoje) por preceitos com conceitos (e preconceitos) baseados na hipocrisia e na ignorância, que não os permitiam verdadeiramente o autoconhecimento.

Jesus de Nazaré em sua Consciência Cósmica e Eterna de “O Cristo” falava, realizava e mostrava aos seres humanos, que esses deveriam procurar dentro de si e não fora o que deveriam buscar. Já naquele tempo através dos “milagres” que realizava, orientava aqueles que os escutavam se exercitarem também suas habilidades paranormais, mas sempre pautadas por sentimentos sintonizados às frequências mentais mais sutilizadas e próprias de seus vórtices de energia (chacras) superiores, necessárias a um verdadeiro semideus ou, a um “filho das estrelas”.

Nesse sentido o dimensional já começa resgatar conhecimentos milhares de anos esquecidos e que agora novamente deles toma posse com as informações da Ciência Lilarial.

Jesus de Nazaré possuindo conhecimento e o domínio de Leis e Princípios Universais e através deles podendo manipular a matéria, quando aqui esteve em compromisso com o “Pai” – ou com o seu “Eu do Futuro, deixou entre muitíssimas informações aquela que foi o clímax de sua experiência humana e ao mesmo tempo de um deus, quando ressuscitou ao 3º dia, depois que voltou do mundo dos mortos para o mundo dos vivos, quando então também aumentou a sua frequência vibratória corpórea e transformou definitivamente seu corpo em luz – ou, se transmutou em corpo de luz.

Os teus mortos viverão, os teus mortos ressuscitarão; despertai e exultai, os que habitais no pó, porque o teu orvalho será como o orvalho das ervas e a terra lançará de si os mortos” (Is. 26:19); “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para a vergonha e desprezo eterno… Tu, porém, vai até ao fim; porque repousarás, e estarás na tua sorte, no fim dos dias” (Dan. 12:2,13); “Vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição do juízo” (João 5:28-29).

O processo transmutativo só acontece com aquele ainda em corpo físico (em vida), portanto é diferente da ressurreição que o precede e necessária àquele não mais em corpo físico (morto), que tem que revivê-lo (ressuscitá-lo), para após definitivamente transmutá-lo.

E, a transmutação é facilitada na realidade física em momentos especiais de diferentes ciclos, que por eles a Terra passa. E, nessas ocasiões para que ela aconteça, é necessário que o ser humano (dimensional) esteja com o seu corpo físico saudável, mas ao mesmo tempo por ser ele denso (matéria), dificulta o seu alcance à frequência e à vibração, que lhe permitem o acesso aos mundos paralelos – ou, aos mundos mais sutis e de luz além da densidade de aprisionamento de seu corpo físico.

Por isso existem as oportunidades como as de agora, que por elas a Terra passa em determinado período durante um ciclo de transmutação, com as “janelas do tempo”. Nessas ocasiões é facilitada a transmutação do corpo físico humano, que passa de denso (matéria) para um corpo mais sutil, mais vibrátil ou, vibrando mais aceleradamente. Esse exemplo Jesus de Nazaré um ser humano especial como Mensageiro de Deus deixou para a humanidade, quando readquiriu seu corpo físico ao ressuscitar-se, para em seguida transformá-lo em um corpo sutilizado – e, reaparecendo para alguns que não o reconheceram em corpo radiante ou, de luz.

No ano de 2018 todo o Sistema Solar (localizado na periferia da Via Láctea) atinge na malha eletromagnética (“tecido cósmico”) o seu ápice de subida, deslizando um pouco por ela em determinado tempo para depois descer como uma grande onda mais forte, quando então abre a primeira “janela do tempo”. E no ano de 2028 acontece novamente uma outra onda, mas essa é menor gerando uma segunda “janela do tempo” também menor. Esses dois momentos com essas ondas são duas oportunidades, que o ser humano (dimensional) tem para sua transmutação, como também em sua época em torno de 5.125 anos atrás, os maias a tiveram.

No ano de 2018 a Terra atinge em sua “dança cósmica” na malha eletromagnética o seu ápice de subida, depois nela deslizando por um determinado tempo, desce como uma grande onda mais forte, já com a “janela do tempo” aberta. E no ano de 2028 nesse mesmo movimento acontece uma onda menor, com uma “janela do tempo” também menor – Imagem do Jornal A Concha.

A “segunda janela” no ano de 2028 permanecerá aberta durante um período mínimo de 9 meses, porque dependerá do “bailar” dos corpos celestes na malha eletromagnética (no “tecido cósmico”). Essa segunda abertura é a última oportunidade nesse ciclo, para o ser humano (dimensional) se transmutar. Mas, a partir de agora (final do ano de 2016) ele ainda tem tempo suficiente, para que se organize e comece assim, se garantir com suficiente energia transmutativa para acessar os mundos paralelos.

Esses mundos vibram em frequências diferentes ao da realidade física como a da Terra, que é mais densa. Assim, eles vibram mais sutilmente do que a frequência desse planeta de 3ª dimensão, sobrepondo com os seus campos na malha eletromagnética o campo desse e de todos os demais corpos físicos celestes, que neles o tempo (associado ao espaço) é percebido diferentemente menos acelerado.

As duas “janelas do tempo” constituem momentos, para que ocorra fusão de espaços ou, a fusão entre a realidade física da Terra mais densa com as realidades paralelas desses mundos mais sutis que a envolvem.

Mas, é bom salientar, para que o dimensional atravesse essas “janelas “e alcance o outro “lado”, é muito importante que ele garanta um percentual de frequência transmutativa. E, se ele alcançar já na “janela do tempo” do ano de 2018 (no ápice principal de acesso) pelo menos 1/3 de energia transmutativa, que ao ser acumulada (não a perde mais), ele pode ser completa-la no ano de 2028. É importante também frisar, que nessas ocasiões ele já esteja em condições físicas necessárias ou, com o seu peso ideal de acordo com a tabela do IMC (Índice de Massa Corporal) e ainda já livre o mais possível de todos os tipos de toxinas (físicas, mentais e emocionais).

O Sistema Solar que em sua “dança cósmica” na malha eletromagnética leva também a Terra “dançar”, está em um ponto na extremidade da Via Láctea – Imagem da Internet.

O dimensional ainda em sua condição humana não deve esquecer, que o seu corpo é o único veículo para que ele possa acumular energia transmutativa, mas que só a acumulará, se a sua carga elétrica corpórea estiver passando corretamente de célula à célula – ou, com deficiência ou com excesso. Também é imprescindível que ele já esteja mentalmente em equilíbrio e já em um nível de consciência necessário à sua interação com as realidades paralelas.

Aquele já totalmente transmutado poderá continuar na realidade física, para cumprir o propósito de algum compromisso ainda em corpo físico ou, com ele já sublimado. Ele já não morrendo mais, pode até “ir ao mundo dos mortos” (morrer), mas ressurgir depois em corpo sutilizado, como fez Jesus de Nazaré.

Portanto, o já transmutado ou aquele já possuidor da capacidade de transformar o seu corpo em luz, ele pode se tornar denso o suficiente para caminhar na realidade física, porque já tem o controle dessa transformação (dessa frequência vibratória). A transmutação é realmente a eternidade, porque o dimensional pode conviver nessa realidade e em outras, conservando a sua memória.

O dimensional para travessar as “janelas do tempo” a sua carga elétrica corpórea precisa circular em torno de 90% de sua capacidade, para que o seu corpo esteja em velocidade de sincronia à Frequência de Ressonância Schumann. Caso contrário ele não consegue essa interação com os mundos paralelos, porque não consegue armazenar pelo menos 1/3 de energia necessária para essa travessia.

Com a abertura das “janelas do tempo” é mais fácil para o dimensional extrapolar os limites da terceira dimensão e alcançar as realidades paralelas, porque fica para ele mais fácil manipular sua energia (emocional/sexual), para com ela sutilizar o seu corpo físico – ou, transmuta-lo para um corpo mais sutil ou mais de luz.

A tecnologia do MDPL passada pelas realidades paralelas veio facilitá-lo para esse momento, quando ele agora mais “grudados no chão”, está com maior possibilidade de superar as polaridades tanto da subida quanto da descida da Terra em sua “dança” pela Malha Cósmica e assim, assimilar mais constantemente essas duas misturas de frequências energéticas.

Durante a maior abertura da “janela do tempo” no ano de 2018, a Terra com sua subida todos são empurrados para baixo sob a influência de determinada resistência na polaridade (+), que também acontece em sua descida já na polaridade (-), mas não em um movimento físico, em que todos viram de ponta-cabeça (ficam de cabeça para baixo). O que pode acontecer é todos se perceberem mais leves, quase flutuando. Mais informações no texto MDPL: Magnetismo, Densidade, Pressão e Luz, Portal Pegasus (Google).

A via láctea é uma galáxia espiralada com movimento cíclico anti-horário e todos os corpos celestes que nela se encontram estão em sincronia com esse seu movimento. Eles também possuem movimento ondulado de cima para baixo e simultaneamente da direita para esquerda. Eles movem em uma verdadeira “dança de corpos” e ainda se curvam mais ou menos dentro do “tecido cósmico”, de acordo com volume/massa de cada um deles.

O Sistema Solar e com ele a Terra depois de um período em torno de 5.125 anos chegam ao topo dessa “montanha russa cósmica” no ano de 2018, quando ocorre junto à abertura da primeira “janela do tempo” o “Amanhecer da Galáxia”, ao receberem mais iluminação de partículas fotônicas a cada 27 segundos vindas do centro da Via Láctea através de um pulsar, que com seus “flashes” sincronizam também todos os outros corpos celestes.

A incrível complexidade da Tela Cósmica que nela o Sistema Solar está inserido, portanto também a Terra – Imagem da Internet.

Aquele que já transmutou, nem o fogo extermina a sua vida, mas aquele não transmutado um acontecimento desse pode ser para ele fatal (morre). O transmutado nessa sua nova condição já tem capacidade de manipular a matéria, portanto de resguardar o seu corpo já sabendo de fato ser ele energia, que pode expandi-la e que através dela pode protegê-lo em qualquer situação, dentro de conhecimentos relacionados à Ciência Lilarial, com suas Leis e Princípios baseados em fundamentos da Natureza (destacando-se os 3º, 4º e 7º Princípios) – e, em procedimentos relacionados à Boa Nova de Cristo.

Mas, aquele dimensional já conscientemente desperto que perde seu corpo físico (morre) antes de se transmutar, ele fica na frequência dos ascensionados, quando pode ressuscitar e readquirir seu corpo físico, para então em uma outra oportunidade se transmutar.

Como já foi mencionado a ressurreição ou ressuscitação é o ato ou o efeito de ressurgir, de reaparecer, voltando-se à vida. Aquele que já estava em nível evolutivo elevado, com conduta mental e espiritual que a refletia em sua maneira de pensar e de agir, mas que não conseguiu ativar todas a frequências necessárias à sua transmutação, é lhe dada posteriormente a capacidade de aumentar sua vibração para voltar à vida – e assim, reviver o seu corpo para se transmutar.

O que mais de desarmônico marcou (e marca) a vida passada do ser humano e especialmente do dimensional e que provocou (e provoca) a sua reprovação perante às Leis Universais, é o que mais esteve em seu subconsciente, também atormentando-o no presente.

Esse estado mental foi o que interrompeu seu processo evolutivo, quando se moveu de maneira confusa por sentimentos vibrados mentalmente no “positivo/negativo”, mas que agora as realidades paralelas procuram norteá-lo em reprogramação mental, para que não se perca novamente em suas Linhas da Vida. Permaneça protegido pela neutralidade de sua Linha B (do Meio) e não mais em sintonia com as suas duas outras Linhas: A (negativa) e C (positiva). Mais informações no texto – Com a fase final de manipulação das Linhas da Vida, Portal Pegasus (Google).

Procedimentos que geram sentimentos que fazem os outros se afastarem, como o do orgulho, da vaidade, da arrogância e do egoísmo, entre outros, que “alimentam” principalmente aqueles em posição de comando ou de liderança, são os que mais interrompem o seu processo evolutivo. Esses sentimentos são os maiores alimentadores do “ego”, uma “entidade” do mundo dos sentidos e apenas necessários à terceira dimensão, ou à frequência mental de um mundo denso não mais compatível à de um ser consciente que já almeja interagir com as realidades paralelas em frequências mais sutis.

Inteligências de outros mundos em realidades paralelas com tecnologias milhares de anos à frente da ciência atual humana, têm conhecimento das forças ondulares moduladoras, que através delas criam, moldam, transformam a matéria” e utilizam dos “buracos de minhoca” – Imagem da Internet.

O corpo físico é no fundo apenas uma concentração de energia/luz, mas quanto mais denso e “cheio” de toxinas, menos elas evidenciam essa sua verdadeira sutileza vibratória, interferindo em sua transformação mental, em seu processo evolutivo espiritual e em sua transmutação.

Especialmente ao dimensional ou, ao “filho das estrelas” foi lhe dado um tempo pelas 49 raças, para garantir a sua frequência da alma, que cada vez mais ampliada lhe facilita evoluir e também expandir ainda cada vez o seu campo de energia (sua luz), possibilitando-lhe mais facilmente a sua transmutação.

O contrário se dá com aquele “sem luz” ou, com aquele que estacionando em seu processo evolutivo, que ignorando seu compromisso cósmico e que apenas procura teoricamente conhecimento espiritual e tecnológico, incapaz de gerar/vibrar luz interior que literalmente ilumina sua mente/coração, ele por não possuir essa luz não pode propaga-la – e assim, não pode também iluminar.

…” Vós sois a luz do mundo. Uma cidade edificada sobre um monte não pode ser escondida. Igualmente não se acende uma candeia para colocá-la debaixo de um cesto. Ao contrário, coloca-se no velador e, assim, ilumina a todos os que estão na casa… A Lei se cumpre em Cristo” … Mateus 5; 14, 15.

… “Não se acende uma candeia para colocá-la debaixo de um cesto, ao contrário, coloca-se no velador e, assim, ilumina a todos” … – Imagem da Internet

Em um corpo físico saudável existe a possibilidade de uma maior, uniforme e controlada atividade cerebral gerando mais carga elétrica e literalmente mais luz. Aquele que livra o seu corpo de peso excessivo e das toxinas, percebe em si uma sensação de sutileza, de leveza não só física. Percebe seu corpo vibrando mais aceleradamente ou, sendo mais luz. Percebe sua mente abrir mais, ampliando o seu nível de consciência e gerando procedimentos mais sábios, ao pensar e agir de maneira mais compreensiva e mais agregadora.

A nave GNA emite um percentual de luz para o dimensional – ou, um “percentual de alma” juntamente com a luz cristica, que em mais quantidade facilita-lhe para mais interações com as realidades paralelas, ao capacitá-lo com mais habilidades mentais (paranormais). O dimensional que já se despertou é mais intuitivo, é mais diferente e, essa sua diferença mostra-se em sua maneira especial de pensar e de proceder.

  

Fotos da sonda GNA em três momentos seguidos quando ia emitindo os seus flashes, em uma determinada sequência entre eles de trinta avos de segundo – imagens do Projeto Portal

Durante a descida da Terra em sua “dança cósmica” pela malha eletromagnética pode acontecer o movimento de precessão, como aconteceu durante o último diluvio universal. Também podem ficar mais presentes tempestades solares (eletromagnéticas) e outros tipos de radiações com maior intensidade e ainda as presenças mais constantes em vários pontos da Terra de terremotos, vulcões e marés violentas.

A Boa Nova de Cristo que Jesus de Nazaré – O Cristo dela já falava e mostrava dois mil anos atrás, mas que não foi aceita e até violentamente rejeitada, hoje o dimensional conscientemente desperto a resgata, quando leva aos demais informações sobre a tecnologia mental da medicina de Cristo. Quando menciona a energia crística como uma luz (energia) seletiva necessária a um semideus para realização no mundo físico, portanto para através dela fazer o que Jesus de Nazaré fazia e ainda muito mais, como ele próprio dizia.

Ondas moduladoras atuam nos multiuniversos – Imagem da Internet

O corpo do ser humano através de movimento constante de suas células possui um tipo de micro vibração ou, um campo eletromagnético que irradia de forma muito sutil certa luz que o envolve, como também envolve qualquer outro ser vivo. E essa luminosidade na forma de camadas de energia que contornam seu corpo e que normalmente são sete, variando de espessura e de cor conforme o seu estado emocional ou mental, são elas que transmitem informações relacionadas à sua personalidade, seu grau evolutivo e seu estágio de vida, entre outras.

No dimensional conscientemente já desperto essas camadas foram duplicadas pelas realidades paralelas através da Nave do GNA. Assim, ele agora possuindo 14 camadas em seu campo bioenergético (biomagnético), está definitivamente vibrando na frequência de “glorificação” ou, na frequência de ascensão às realidades paralelas.

E, aquele que ainda não alcançou o seu percentual de energia transmutativa necessária a duplicação dessas camadas, terá que se nivelar aos demais, obtendo-a através da energia crística e, para isso, ele terá que vê-la diretamente através do seu nervo ótico (visão mental), porque só assim já alcançada essa frequência de visualização, ele pode assimilá-la em um “banho” de vibração fotônica, também necessária às suas habilidades extra-sensoriais.

A energia da vida ou da Kundalini já no frontal, manipulada e direcionada é a energia dos deuses – Imagem da Internet.

A energia sexual é a que mais interfere no padrão sensorial do ser humano, portanto é a que mais interfere no dimensional ainda em condição humana, no que ele almeja e deve ser por ele conquistado com equilíbrio. A energia sexual é uma energia primaria, que vibra na frequência da cor vermelha, como a energia da vida e de realização no mundo físico.

Aquele que está em vias de se transmutar procurando realizar a verdadeira alquimia através de seu próprio corpo, ele deve aprender corretamente manipulá-la. E a forma mais direta e mais intensa é obtida entre um casal no instante de sua relação íntima sexual, mas apenas quando essa é realizada com os sentimentos de respeito, de carinho, de cumplicidade e de amor, com os dois harmonicamente interagindo em sintonia à Frequência da Chama Trina.

Para se transmutar ainda na “frequência da sexualidade”, através das polaridades positiva masculina e negativa feminina, o casal pode também utilizar apenas de suas emoções positivas, portanto com a ausência entre os dois de relação intima sexual. Mas, nesse processo de interação fraternal entre eles, a energia transmutativa resultante não é tão intensa como na interação anterior.

Só duas mulheres ou só dois homens geram a energia apenas até o 6º pico, em uma escala de 1 até 7. Assim, apenas com a presença de um casal (polaridades + e -), que se alcança o 7º pico ou, que acontece o salto quântico ou ainda, se dá mais rapidamente não só o processo da transmutação que permite acesso aos mundos paralelos, como também outras realizações de transformações alquímicas.

Entretanto, tanto o homem dimensional quanto a mulher dimensional pode sozinho modular e transmutar suas emoções, portanto fora de situações que envolvam relação sexual entre casais ou, a necessidade das presenças fraternas do outro ou da outra, só que nesse caso a energia emocional de transmutação gerada e modulada por cada um, não é tão potencializada como nas duas condições anteriores e, principalmente como na primeira.

Quando o dimensional for modular suas energias emocionais, ele não deve fazer essa modulação através de preces e de orações que conduzem à contemplação, que não gera foco, direcionamento e equilíbrio à mente, que deles precisa. Elas apenas “acalmam” o espirito que não precisa.

A emoção é tipicamente humana gerada pelo dimensional em suas experiências do dia a dia com tudo e com todos, principalmente quando essas envolvem os demais, gerando sentimentos de admiração, desprezo, alegria, tristeza, ciúme, amor e todos outros sentimentos que vão cunhando o seu caráter e vão delineando a sua personalidade ao redirecionar e modular essas suas emoções dentro de seu campo de energia – ou, dentro de seu mundo de experiências e de atuação.

Assim, quando o envolvimento emocional se dá entre um casal, portanto com envolvimento também de sexualidade (principalmente com relação intima sexual entre os dois), é mais difícil para o dimensional (ainda em condição humana) modular e direcionar suas emoções com equilíbrio, porque quase sempre nessa interação são gerados sentimentos opostos, são gerados sentimentos que desarmonizam.

Por um lado são gerados os sentimentos negativos movidos pelo instinto, desejo, atração, apego e posse e, por outro lado os sentimentos positivos de companheirismo, afetividade, cumplicidade, compreensão e tolerância. São gerados sentimentos que não permitem os dois com seus campos de energia se equilibrem e se completem em sintonia à frequência de Ressonância Schumann.

A energia sexual ou “energia de namoro” que deve sempre cultivada pelo casal (com relação intima sexual ou só com relacionamento afetivo/fraterno), é uma vibração que gera frequências multivibracionais em todos os sentidos, por isso pode ser direcionada para quem e para o que os dois quiserem. O dimensional principalmente precisa aprender com seu parceiro (a) gerar e direcionar essas frequências e não só teorizá-las.

A sensação chamada de prazer durante o ato sexual mesmo quando feita com carinho, respeito e amor pelo casal é apenas um detalhe, porque existem nesse instante aspectos, com os quais o casal “é impelido a tê-los”. Os dois geram uma sensação de quase “estado de graça”, que é a frequência/energia “do não tempo”, que os maias dela utilizavam.

Nessa intensa sensação/emoção que também pode ser chamada “do nada”, os dois podem com ela manipular tempo/espaço e criar a matéria ou, gerarem um instante, que nele suas mentes em verdadeira alquimia criam a matéria.

A mente é criação, é o poder de criar manifestado através do pensamento. E o dimensional comprometeu-se em 4004 a.C., desenvolver essa tecnologia mental como a Boa Nova de Cristo. Conduzir-se consciente como uma mente unitária em sintonia e interação à Mente Universal, pautando-se pelas suas Leis e Princípios – e, assim ao pensar e agir voltar-se também à Ciência do Futuro ou, à Ciência Lilarial.

As polaridades moduladoras se mostram entrelaçadamente como fosse duas hélices (como no caduceu) – Imagem da Internet

Lilarial é uma expressão do idioma irdin ou, da linguagem universal nos primórdios da humanidade e se refere a unificação das frequências eletromagnéticas dos multiuniversos, das realidades paralelas e da força modular. Essa ciência é voltada à convergência das ondas eletromagnéticas moduladoras do cosmo – ou, simplesmente é a ciência das ondas moduladoras”

O movimento do tecido cósmico e o que a ciência tradicional chama de ondas gravitacionais, são na realidade, o movimento dessas ondas moduladoras, que são duas frequências positiva e negativa – e duas polaridades”.

E, essas polaridades moduladoras se mostram entrelaçadamente como fosse duas hélices como no caduceu (símbolo da medicina/vida e do Anunnaki Enk/criação), que em seu formato espiralado, continuo e modular, fazem que todas as coisas as obedeçam e se façam na mesma ordem delas – e, por isso são chamadas de ondas moduladoras”

Essas ondas moduladoras agem como uma Lei, como uma Regra que é emitida de fontes ou frequências ainda desconhecidas da ciência e elas seriam o mais próximo do que poderia ser chamado de Deus. Elas sincronizam tudo, estão em tudo, em todos os pontos, em todas as frequências, objetos e coisas, portanto estão na matéria como na água em todos os seus estados: sólido, líquido e gasoso e mesmo no vácuo. Elas controlam e modulam tudo”.

Elas que a ciência humana ainda desconhece, são as que esculpem e moldam os futuros universos, as futuras gerações e as pessoas que ainda irão nascer, direcionando e modificando tudo de acordo com a frequência vibratória do dia, do momento. Elas que são ainda uma ciência do futuro para os seres humanos, outras inteligências universais milhares de anos à frente da ciência atual humana têm delas conhecimento, desenvolvendo tecnologias que podem moldar a matéria, cria-la, transformá-la, enfim, modificá-la em tudo”.

A Ciência Lilarial classifica essas ondas moduladoras como as ondas que modulam a vida, que modulam todos os organismos, toda a matéria, todos os universos e tudo que neles há, inclusive todas suas infinitas dimensões. Nessas ondas moduladoras contem a força que organiza tudo e todos. Portanto, todas as pessoas e os demais seres viventes sofrem a ação dessas ondas modulares de maneira positiva antes de nascerem, ainda mesmo em condições de embriões”.

Trazendo essas forças ondulares moduladoras ao mundo do dia a dia humano, elas são “tecnologias” que estão relacionadas ao “mecanismo” mais obvio e mais simples na frequência de 0,3 Hz, que é a do pensamento. Essa frequência é a mais potente e poderosa e ao mesmo tempo é a mais fácil de ser direcionada, porque nela e nesse mesmo ritmo é que as forças modulares atuam”.

O paranormal Urandir Fernandes de Oliveira pela definição do filósofo francês David Émile Durkheim é também um mago – Imagem da Internet.

A ciência oficial humana ainda engatinha em direção à descoberta dessas ondas moduladoras. O que ela conhece como radiação de fundo, som do big-bang ou do bóson de Higgs, etc., são resultados da atuação dessas forças ondulares, que atuam nos multiuniversos (e, que estão dentro de Leis e Princípios Universais)”.

Fonte: projetoportal.org.br/noticias/lilarial-a-ciencia-do-futuro.html

Fontes de consulta:

orkut.google.com/c83129-t18dfc17ec5d31d7a.html

berakash.blogspot.com/2014/06/eis-o-misterio-da-fe-como-entender-o.html

https://www.significados.com.br/eucaristia/

www.ppgartes.propesp.ufpa.br/dissertações/2009/Edson%20Fernando.compressed.pdf

portoghese.lanuovavia.org/portoghese_ins_resurrezione.htm

www.estudosdabiblia.net/d174.htm

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nabucodonosor_II

https://pt.wikipedia.org/wiki/Multiverso

gospelbrasil.topicboard.net › Forum › Teologia

www.tscpulpitseries.org/portuguese/ts981207.htm

Apostilas, Seminários e Atividades de Campo do Projeto Portal

Jornal A Cocha – www.aconha.com.br

projetoportal.org.br/noticias/lilarial-a-ciencia-do-futuro.html

projetoportal.org.br/noticias/lilarial-a-ciencia-do-futuro.html

Translate »